Home page

13 de dezembro de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


Os arcanos maiores de Vitor Torao Akeda
Apresentação de
Constantino K. Riemma
 
Numa antiga referência (1377) às cartas de jogar, o monge Johannes, de Brefeld, conta que “os homens pintam as cartas de maneiras diferentes e jogam com elas de um modo ou de outro”. Ou seja, antes dos famosos baralhos do século XV, desenhados por reconhecidos artistas para o lazer dos nobres, era comum as cartas serem reproduzidas artesanalmente, de modo livre.
Essa é uma boa razão para estimular que cada um reproduza seu próprio baralho, como Vitor Akeda fez no envolvimento com amigos. E reforça o convite que repetimos em outras oportunidades, tal como no curso com Carola Trimano e na inclusão de uma versão preto e branco do Tarô de Marselha na Galeria do Clube do Tarô: você pode copiar ou reproduzir ou imprimir as cartas e pintar livremente um tarô para o seu uso pessoal. Experimente!
 
Relato do autor
Precisava tirar o Tarô para uma amiga. A Jéssica. Eu e o Luiz já haviamos passado a madrugada inteira remoendo algumas questões da vida dela e me pareceu que era conveniente tirar o Tarô. Por acaso eu – que estava com mania de andar com os arcanos maiores pra lá e pra cá – tinha esquecido eles em casa. Me lembro inclusive de ter parado na esquina da minha rua e pensado "será que volto para pegar o baralho? Ah... se eu precisar deles eu desenho". Na esquina a idéia me pareceu razoável, na prática me demorou mais de uma hora e meia para rabiscar as 22 cartas. Se tivéssemos impressora teríamos impresso as cartas da internet. A referência das imagens tirei do livro Signs & Symbols da editora DK, que reproduz o Tarô de Marselha.
Usei uma caneta Faber Castel fine-pen e papel sulfite tamanho A4 partido em quatro. Não tinhamos tesoura e pedi para a Jéssica dobrar as folhas e cortá-las. Ela deu aquela lambida nas bordas para facilitar o corte do papel. Sugeri que com aquela salivada a carta carregaria as energias dela nos dando assim uma tiragem muito mais precisa!
Feita as cartas, tiramos a sorte dela e foi bom! Funciona direitinho! Pretendo pintá-las. Daí apresento elas no Clube do Tarô numa outra ocasião!
setembro.10
 
Nota do Editor:
De fato, no primeiro semestre de 2011,
Vitor pintou os seus originais e os colocou disponíveis para a Galeria do Clube do
Tarô
. Assim, optamos por colocar o
desenho final ao lado da primeira versão, reforçando a sugestão aos visitantes para que façam também suas próprias experiências.
Nesse meio tempo, Vitor prestou ainda
uma grande colaboração ao levantar
links para sites com trabalhos artísticos
inspirados nas cartas:
Imagens & artes.
 
O Louco - reprodução de Vitor Torao Akeda - reprodução de Vitor Torao Akeda
 
O Louco na galeria de Vitor Akeda
 
O Mago na galeria de Vitor Akeda   O Mago
 
 A papisa A Papisa na galeria de Vitor Akeda
 
A Imperatriz na galeria de Vitor Akeda   A Imperatriz
 
O Imperador   O Imperador
 
O Papa   O Papa
 
  Os Namorados
 
O Carro   O Carro
 
A Justiça   A Justiça
 
O Eremita   O Eremita
 
A roda da Fortuna   A Roda da Fortuna
 
A Força   A Força
 
O Pendurado   O Pendurado
 
A Morte   A Morte
 
A Temperança   A Temperança
 
O Diabo   O Diabo
 
A Torre   A Torre
 
A Estrela   A Estrela
 
A Lua   O Sol
 
O Sol   O Sol
 
O Julgamento   O Julgamento
 
O Mundo   O Mundo
outubro.11
Contato com o autor:
Vitor Torao Akeda - e-mail: vitorakeda@gmail.com
Site e links: www.vitorakeda.com
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil