Home page

17 de dezembro de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


As cartas pelo mundo afora...
Curiosidades, negócios, lazer e extravagâncias com as cartas de jogar
 
Painel com estudos, pesquisas, artes e relatos pessoais
Abelard Gregorian comenta os artifícios publicitários de uma determinada linha de profissionais: Fantasias cartomânticas e tarológicas
Arthur Fleury van der Molen apresenta um cenário de atividades de lazer e negócios que envolvem milhões de dólares: O jogo de cartas: Pôquer
 Bete Torii evoca cenas familiares envolvendo o baralho como forma de lazer e trocas divertidas em torno da mesa: O baralho, lá em casa
Cínthia Cristina Doula destaca um encontro significativo do baralho comum com a conhecida história infantil: Alice no País das Maravilhas
Constantino K. Riemma recapitula o papel do baralho nos jogos familiares antes da televisão. Para desenvolver a inteligência
 
O mundo das cartas
Playing cards sphere,
por Nick Sayers
Emanuel J. Santos fez um exercício raro entre os praticantes do tarô: buscar nexo entre um jogo de lazer e a combinação das cartas numa tiragem. Poker e Cartomancia: uma análise possível?
Vitor Torao Akeda realizou um paciente levantamento de sites com centenas de trabalhos artísticos de pintores, cartunistas, designers, inspirados no tarô: O tarô e as criações artísticas
Sentença Judicial, proferida em dezembro de 2010 pelo Juiz de Direito Sílvio Dagoberto Orsatto, em Lages - Santa Catarina: O pôquer não é jogo de azar
julho.2011
 
O Tarô das Donas de Casa
 
Resenha de
Constantino K. Riemma
 
O Tarô das Donas de Casa é uma brincadeira de Paul Kepple e Jude Buffum, que publicaram um baralho com 78 cartas e livro de instruções, em 2004, com o título The Housewive's Tarot: A Domestic Divination Kit With Deck And Instruction Book. Os autores são conhecidos designers gráficos da Filadélfia, Estados Unidos.
O bom humor está implicito na montagem das ilustrações de publicidade que apareciam nas revistas americanas no pós-guerra, anos de 1950.
O Tarô das Donas de Casa
Kit de adivinhação doméstica
com baralho e livro de instruções
 
Segundo "os bisbilhoteiros", o Tarô das Donas de Casa teria sido introduzido por Marlene Louise Wetherbee no início de 1950. Ela era uma dona de casa feliz, tinha um marido dedicado, filhos obedientes e uma casa impecável. Ela estava sempre na moda, fazia as melhores receitas e tinha uma ótima intuição feminina. Um dia, enquanto jogava bridge com algumas vizinhas, Marlene decidiu que era o momento para revelar os segredos de seu sucesso. Tirou um misterioso baralho de Tarô de sua bolsa da moda. Todas ficaram estarrecidas com tal atrevimento.
Mas ela sabia que esse tipo de resistência era de se esperar. Marlene riu e perguntou: "Ninguém quer saber como eu posso manter minha cozinha impecável? Ou como eu sei fazer sempre um bolo perfeito?"
Nesses imaginários acontecimentos, ela se tornou conhecida como a mística Madame Marlena e espalhou a arte da adivinhação doméstica. Donas de casa começaram a procurá-la. Seu talento foi tão requisitado que Marlene decidiu entrar no negócio das cartas.
E os gracejos continuam: "De que modo Marlene adquiriu este conhecimento místico? Nunca saberemos, pois ela levou seu segredo para o túmulo. Abençoemos seu coração. As origens do Tarô das Donas de Casa devem permanecer, para sempre, envoltas em mistério."
(A resenha original de Sally Ann encontra-se em www.magicalomaha.com/HousewiveTarot.htm)
O Rei de Ouros, o Cinco de Espadas, a Estrela e o Dez de Copas (acima, da esq. para a direita)
O Rei de Paus, o Quatro de Espadas, o Ás de Paus e o Diabo (em baixo, da esq. para a direita)
O livro de instruções traz a interpretação das 78 cartas e apresenta cinco modelos de tiragens: da Virgem, da Pizza Napolitana, do Varal, da Saleta de Jantar e do Martini...
março.2011
Fiscalização britânica
  Bete Torii  
 
    No site Amateur Scientist (Cientista Amador), www.amateurscientist.org, cujo subtítulo é “uma visão cética de ciência, política e religião”, há muita informação boa e inteligente. E diversão, também, pois o site declara já no subtítulo que “piadas sujas” fazem parte da sua proposta.
    Um dos temas do site é o desmascaramento de mentiras, exageros, incompetência e
charlatanismo. Num post de 21.11.2008, há a história de uma “Irmã Charlotte”, leitora de
 
Sorcerer on Tree by Ryan Kinnaird
Feiticeira (Silvermoon Witch)
in www.helloweenboard.com
  tarô, mãos e bola de cristal, de Manchester, que foi forçada a baixar o tom de sua propaganda, por um órgão de padronização da propaganda do Reino Unido.
     Eis um resumo da notícia original, que saiu no jornal inglês Telegraphwww.telegraph.co.uk: "Sister Charlotte, leitora de mãos, cartas de tarô e bola de cristal, alegava ser capaz de resolver problemas de amor, casamento, negócios, exames e até de imigração. A Advertising Standards Authority a desafiou a provar tal coisa e, como ela não conseguiu, ordenou que ela reduzisse seus folhetos de propaganda – que promoviam seu “índice de sucesso de 100%”.
   Um folheto dizia: "Irmã Charlotte pode fazer muitas coisas maravilhosas por você! Lembre-se, por muito grandes que você ache que são seus problemas, eles não são impossíveis de resolver”.
   A Irmã Charlotte disse que sua técnica – que visa remover “energias negativas” e substituí-las com “energias positivas” – pode mudar a vida das pessoas. “Eu tenho 100% de sucesso com as pessoas que vêm se consultar comigo. Se alguém achar que o tratamento não funciona,
eu devolvo o valor da consulta. Algumas pessoas não entendem.”
    A Agência de fiscalização, que recebeu 174 reclamações do mesmo gênero ao longo dos dois anos anteriores, considerou que as alegações de Sister Charlotte eram insubstanciais e enganosas. Puxa, bem que poderíamos começar a denunciar propaganda enganosa nesta nossa área!
novembro.09
Miss é barrada em júri de concurso de beleza por causa de "bruxaria"
    A miss Stephanie Conover não poderá ser uma das juradas do concurso de beleza Miss Toronto Turismo por gostar de "bruxaria", informou a organização do evento.
    Stéphanie, de 23 anos e vencedora de um concurso de miss no Canadá em 2007, já tinha tudo preparado para fazer parte do júri que decidirá em fevereiro a vencedora do concurso Miss Toronto Turismo, mas recebeu uma carta informando que tinha sido eliminada por gostar de tarô.
    A organização do evento afirmou que a "leitura do tarô e do reiki fazem parte do oculto e não é aceitável por Deus, os judeus, muçulmanos ou cristãos".
    "Aceitamos (pessoas de) todas as religiões e todas as nacionalidades, mas as rejeitaríamos caso estivessem envolvidas em bruxaria", afirmou.

    Vale citar o comentário bem-humorado de Abelard Gregorian: "De fato, para um acontecimento tão 'espiritual' como um concurso de Miss não se pode permitir hereges...!"
 
sd
[http://noticias.uol.com.br
/ultnot/efe/2008/01/29]
 
 
Ofertas de serviços
  d  
Cigana de primeiro mundo é uma outra história.
Veja o que ela oferece pela Internet:

Está procurando uma diversão especial
para a sua festa?
Quer que a boa-sorte sorria em seu evento?
Conte com Madame Justeen.

Oferta de um site de Los Angeles - EUA

[www.aclassactonline.com/clownsforkids/mj.htm]

 
 
 
Já entre as "ciganas" brasileiras,
nem todas dispõem de Internet e
dependem da distribuição de folhetos
para divulgar seu trabalho,
como o exemplo ao lado.
  c  
 
  b  
Produtos,
muitos produtos curiosos
são oferecidos
pela Internet.


[http://www.snowglobemonster.com]

 
 
 
Prestigitador, o mágico moderno

Performance de Lance Cpl. Jaden Maxwell.

Foto de Sgt. Robert M. Storm

[http://en.wikipedia.org/wiki/Card_magic]

 
a
 
As mancias pelo mundo afora
  Serviços em New York. Junia Flavia d'Affonseca, em seus deslocamentos pela cidade de Nova Iorque, fotografou anúncios dos serviços oferecidos de videntes, cartomantes etc: Fotos  
  As mancias pelo mundo. Na seção Simbologia/Artes divinatórias existem links para conhecer a oferta de serviços exotéricos: Fotos e anúncios
 
Atualizado: maio.13
Contato:
Constantino K. Riemma - contato-ct@clubedotaro.com.br
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil