Home page

08 de dezembro de 2021

Responsável: Constantino K. Riemma


Variedades & Pensamentos
Imagens e textos postados na home do Clube do Tarô
1º de abril: O Dia de Mentira e o Mágico do Tarô
Vera Vilanova
Duas cartas do tarô parecem combinar com o bom humor do Dia da Mentira: o Mago ou Mágico do Tarot of the New Vision e o 7 de Espadas do Waite.
A carta original do Mago no Waite mostra alguém que deve ser percebido como um homem confiante, hábil e de conhecimento. Já na versão da carta concebida por Pietro Alligo o Mágico está diante de uma plateia de camponeses e, por trás dele, um macaquinho de circo puxa a sua capa, o que torna a carta cômica e sugere uma ideia de engodo.
Primeiro de Abril - O Dia da Mentira e o Mágico do Tarô.
Carta no Tarô dos Santos de Robert Place e
pintura de Santa .
Visto por trás, o Mágicoo revela que a primeira impressão que passa não é totalmente verdadeira: os elementos circenses indicam que ele não pode ser levado tão a sério, lembrando que ele é associado a Hermes, com todas as suas conotações mitológicas de trapaças, enganos e ludibriações. Não se deve esquecer também que ele possui o dom da palavra, articulando-as bem e torcendo os fatos, a ponto de tornar as mentiras tão reais quanto possíveis verdades.
O 7 de Espadas mostra o lado questionável ou duvidoso da capacidade intelectual. Essa carta, no Tarô de Waite, é interpretada como esperteza, astúcia, malícia e mentira. Sugere também situações de falsidade,enganos, meias verdades ou meias palavras, logro ou fraude.
Edit. CKR - 30/03/2021
Como era gostoso mentir
Vera Vilanova
Houve um tempo, e bota tempo nisso (início do Séc. XVI), que surgiu um dia no ano dedicado à mentira e que vigorou até recentemente, para ser mais precisa até a corrida presidencial dos Estados Unidos em 2016, período em que as Fakes News ganharam força mundialmente e solaparam essa data tão divertida e ingênua.
Não somente no Brasil, mas também em outros países, o dia 1° de abril é comemorado como o Dia da Mentira (poisson d’avril – peixe de abril na França; aprilscherz - piada de abril na Alemanha; april gowk – tolo de abril na Escócia e april fool day – bobo de abril nos EUA, Inglaterra e demais países da língua inglesa). Nesse dia, a brincadeira é inventar histórias falsas e contá-las como se fossem verdadeiras, com o objetivo de assustar ou surpreender o interlocutor ou “pregar uma peça” em amigos ou mesmo em desconhecidos. (1)
1 de abril - dia da Mentira - O Bobo da corte ou o Louco
Foto de www.tribunapr.com.br
Embora não exista uma versão oficial sobre a origem do Dia 1º. de Abril como o Dia da Mentira a mais aceita e difundida remonta à França da segunda metade Séc. XVI. “Em 1564, o rei francês Carlos IX tornou oficial nos domínios de seu reinado o novo calendário, definido durante o Concílio de Trento (1545 a 1563). Esse novo calendário ficou conhecido como calendário gregoriano por ter sido proposto pelo Papa Gregório XIII. O calendário gregoriano substituiu o calendário juliano (proposto por Júlio César no século I a.C.), provocando alterações fundamentais, como a mudança de datas comemorativas”. (2)
“Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX da França determinou que o ano novo na França fosse comemorado no dia 1º. de Janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano se iniciava em 1º. de Abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries”. (3)
Duas mentiras contadas no dia 1º de abril, uma brasileira e outra estrangeira.
Como foi dito no início do texto, o Dia da Mentira é frequentemente utilizado para se “pregar uma peça”. Muitos casos de mentiras contadas no dia 1º de abril tornaram-se famosos. No Brasil, um dos casos mais notórios ocorreu em 1º de abril de 1848. O periódico pernambucano chamado sugestivamente de “A Mentira” noticiou o falecimento do então imperador do Brasil Dom Pedro II. Como sabemos Dom Pedro II só morreu em 1891, na França. O jornal teve que desmentir o fato dois dias depois da publicação.
Alinhamentos dos Planetas Reduz Gravidade – Em 1976 o astrónomo britânico Patrick Moore anunciou na BBC Radio 2 que, às 9h45 da manhã, um evento astronómico único iria ocorrer e que os ouvintes podiam experimentá-lo na sua própria casa. O planeta Plutão iria passar por Júpiter e temporariamente iria causar um alinhamento gravitacional que iria contrariar e diminuir a gravidade da própria Terra. Moore disse aos seus ouvintes que se eles saltassem para o ar no exato momento que este alinhamento planetário ocorreria, eles iriam experimentar uma estranha sensação de flutuação. Quando a hora marcada chegou, a BBC2 começou a receber centenas de chamadas de ouvintes que disseram que tinham realmente experimentado a tal sensação. Uma mulher inclusive reportou que ela e os seus onze amigos tinham sido levantados das suas cadeiras e levitados pela sala.
Mas o fato é que em tempos sombrios e assustadores como os que estamos vivendo, “não há tempo” nem interesse da população mundial para contar mentiras bobas, pregar peças, inventar estórias ingênuas e rir muito, o que é um paradoxo, pois é justamente em tempos tristes, com muitas notícias ruins, que é bom e salutar fazer piadas, apenas pelo prazer de dar boas risadas.
Hoje, estudiosos se debruçam sobre o tema. "Vivemos atualmente numa constante piada de 1º de abril", diz o sociólogo Georg Kamphausen, de Bayreuth. Antigamente, se associava o costume à ingenuidade. "Hoje se trata de testar alguém que se considera uma pessoa esclarecida”, diz (4), ou o que é pior para denegrir a imagem daqueles que assim o desejamos.
Enfim, em tempos de "fake news" vivemos num eterno Dia da Mentira.
  Referencias bibliograficas:
  (1) Kakao, Braga, Revista Decifra-me.
https://revistadeciframe.com/2009/04/01/historia-do-dia-da-mentira/
  (2) e (3) Fernandes, Claudio, Brasil Escola
https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-da-mentira.htm
  (4) Made in Minds
https://www.dw.com/pt-br/dia-da-mentira-em-tempos-de-fake-news/a-38252340
  www.pt.wikipedia.org/wiki/Dia_da_Mentira
Edit. CKR - 31/03/2020
8.março: Dia Internacional da Mulher
Vera Vilanova
Para realçar o Dia da Mulher, prestamos uma homenagem à Nise da Silveira, que revolucionou o tratamento da loucura no Brasil e contribuiu para a pesquisa com novos procedimentos e a inclusão da arte.
Nise da Silveira
Nise da Silveira
Foto do Centro Cultural da Saúde – Ministério da Saúde
"Nascida em Maceió no ano de 1905, Nise da Silveira, que se autodenominou uma "psiquiatra rebelde", percorreu com muita luta e determinação – não sem sobressaltos, oposições e sacrifícios pessoais – caminhos diferentes e desafiadores em sua trajetória pessoal e profissional. É considerada, com justiça histórica, uma das precursoras da humanização nas terapias com pacientes diagnosticados com distúrbios mentais e psicossociais, como a esquizofrenia. Foi uma mulher extremamente corajosa, desafiou seus colegas e o sistema estabelecido por não aceitar tratamentos violentos e desumanizantes que eram realizados nos hospitais psiquiátricos no Brasil. Criou o Museu de Imagens do Inconsciente, foi pioneira na arte-terapia e terapia assistida por animais no Centro Psiquiátrico Pedro II, no Rio de Janeiro. Seu exemplo de vida, seu legado profissional e humano, a resistência pacífica mas não passiva, sua perseverança e generosidade são inspiração e aprendizado para todos nós, sobretudo em momentos tão difíceis e de futuro incerto que vivemos".
"A trajetória dessa mulher ímpar, que revolucionou a psiquiatria no Brasil ao propor e praticar uma abordagem terapêutica humanizada, radicalmente compreensiva, também nos revela um pouco do que seria seu percurso de vida. Nise da Silveira teve que esmurrar muitas portas que estavam fechadas para os tratamentos humanizados, romper preconceitos dentro e fora do universo da medicina, combater o machismo, a arrogância, a ignorância, de muitos profissionais da área e saltar obstáculos que sempre surgiram à sua frente, no caminho que ela e muitos dos seus discípulos, pacientes, simpatizantes, companheiros de trajetória e inspiradores trilharam".
Fonte: Pedro Ortiz e Titi Vidal em
https://titividal.com.br/nise-uma-mulher-a-frente-do-seu-tempo/
Nise da Silveira, a filósofa da alma
Nise da Silveira, a filósofa da alma
"A Dra. Nise da Silveira, psiquiatra discípula de Jung, dizia: "O sonho é uma representação espontânea, sob forma simbólica, da situação do Inconsciente". Aquariana genial, a Dra. Nise fez uma verdadeira revolução no país, nos anos 40 e 50, em sua luta antimanicomial. É como se esse assunto pudesse ser dividido em antes e depois de sua contribuição. Demorou muito tempo até que a técnica da arte terapia fosse reconhecida. Mas seus efeitos são absolutamente palpáveis."
"Com suas obras, a Dra. Nise ajudou muita gente e construiu o Museu da Memória do Inconsciente no Rio de Janeiro. Um acervo produzido pelos pacientes que é de uma riqueza arquetípica, psicológica e artística tão grandes, que há quem diga que Picasso e sua turma surrealista, teria conhecido tal material e se inspirado nele. Na nossa realidade diária, de alguma forma, podemos fazer o mesmo. A fruição artística, quando focada no auto-conhecimento, não depende necessariamente de talento. Deixe fluir simplesmente! Quando utilizamos a arte como ferramenta para mergulharmos em nós mesmos, ela pode ser uma prática extremamente reveladora e pacificadora em nós. Os mais tímidos ficarão admirados como um pedaço de papel em branco e uma caneta poderão levá-los longe".  (Aline Maccari)
Para conhecer mais de perto essa psiquiatra rebelde veja:
BERLINER, Roberto. Nise – o coração da loucura. DVD, Imagem Filmes, 2015.
HIRSZMAN, Leon. Imagens do inconsciente (1983-1985). DVD e Livreto. RJ: Instituto Moreira Salles, 2015.
HIRSZMAN, Leon. É bom falar. Catálogo do Centro Cultural Banco do Brasil. RJ, 1995, p. 66.
MELLO, Luiz Carlos. Nise da Silveira – caminhos de uma psiquiatra rebelde. RJ: Automática Ed., 2015.
https://www.brasildefato.com.br/2018/02/15/nise-da-silveira-a-mulher-que-revolucionou-o-tratamento-da-loucura-por-meio-da-arte
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98931994000100005
https://youtu.be/EDg0zjMe4nA
Vera Vilanova é Taróloga e Astróloga
veravilanova@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
6/03/2021
História e referências astrológicas
Fabíola Fretz
O Dia Internacional da Mulher, como data comemorativa, nasce a partir de inúmeras mobilizações femininas, de caráter conscientizacional e luta por direitos, originárias de uma sucessão de acontecimentos sociais e históricos.
Os inúmeros fatores e acontecimentos que nos levaram, de fato, a essa data têm início (começam a eclodir) devido as péssimas – e muito injustas – condições de trabalho que as mulheres vinham enfrentando no decorrer do período da Revolução Industrial. Em um deles, em 25 de março de 1911 na cidade de Nova York, um incêndio em uma fábrica, devido a precariedade das condições da estrutura, morreram cerca de 125 mulheres e 21 homens, a maioria judeus.
Não puderam escapar pois a fábrica os mantinham trabalhando a portas fechadas, trancafiados. Este, sim, foi  um dos marcos para que a data se compusesse.
É interessante observar a linha temporal do movimento dos astros e suas características que acompanham e abarcam tais eventos até a definição da data que celebramos hoje.  O início da Revolução Industrial é definido usualmente para o ano de 1781, o mesmo ano em que o Planeta Urano é descoberto, precisamente no 24º grau do signo de Gêmeos. Urano é o planeta das revoluções: liberdade, igualdade, fraternidade são temas que a peculiar "descarga elétrica" desse planeta incita.  Em Gêmeos, signo das transações, do comércio, da comunicação, não causa surpresa alguma que tal revelação e configuração tivesse como cenário a Revolução Industrial.
No 25 de março de 1911, contudo, Urano estava em Capricórnio, signo que, entre outras coisas, representa a estrutura e o trabalho (em termos de dedicação). Neste ponto, também nenhuma surpresa que o incêndio em uma fábrica, física e energeticamente (simbolicamente), correspondesse a esse posicionamento astral junto a tudo que desencadeia socialmente. Ilustrativamente, muitos anos depois – 1989 – Urano também estava neste mesmo signo quando houve a queda do muro de Berlim.
À propósito, neste mesmo evento na fábrica, em março de 1911, com Urano em Capricórnio, Plutão estava em Gêmeos. Por falar em Plutão, em movimento feminino e pensando em sua força tanto eruptiva quanto como avassaladora de origem planetária, poderíamos adivinhar em qual signo, Ele, o poderoso Plutão estava quando os sucessivos acontecimentos serviram de motivo e inspiração para criação do 8 de Março?!   Nem precisa ser nenhum gênio, né?! Se pensou no Signo de Câncer, acertou!!
Plutão foi descoberto em 1930, quando se encontrava em movimento retrogrado a 17 graus de Câncer: 1913 a 1938, um período de guerras e interfaces delas: a I Grande Guerra Mundial (1914-1918) interface para a seguinte, a II Grande Guerra (1939-1945),  quando o Planeta já se desloca para o Signo de Leão.
Desde as circunstâncias e consequências da Revolução Industrial e muito mais acentuadamente durante a I Grande Guerra, um grande contingente de mulheres adentraram as fábricas não só na necessidade de suprir a falta de mão de obra masculina  – com perfil bem mais apropriado para tais atividades – em grande número dissipada, devido ao recrutamento, óbitos e incapacitação, ditados pela guerra, como também pela necessidade de, uma vez sozinhas, caber a elas próprias a provisão da família. Tendo assim sido "forçadas" a entrar se enquadrar no mercado de trabalho.
Dentro desse contexto, como até os dias de hoje ainda muito reivindicado, a equiparação (ou igualdade) de direitos sobre as condições de trabalho salta aos olhos se tornando uma luta e causa das mulheres. Imaginem já tão massacradas por toda tensão da época e, então, mais ainda pelo trabalho, provavelmente, já muito anterior à guerra, de tendência exploratória.
Antes ainda ao incidente de 1911 nos EUA, em 1910 ocorreu um Congresso na cidade de Copenhague, Dinamarca, o "II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas", apoiado pela frente Comunista, onde Clara Zetkin, membro do partido Comunista Alemão, já propunha o estabelecimento do Dia comemorativo, como emblema da força da batalha feminina na busca por melhores e mais justas condições de trabalho, bem como o direito ao voto.
O Signo de Câncer aí já começa a sentir as primeiras influências de Plutão, ao passo que Urano, ainda em Capricórnio, já prepara seu ingresso em Aquário (1912). Uma perfeita dobradinha do brotar da implosão do Feminino com a revolução do Sistema, esse último já a passos largos..
Como reflexo de todo esse conjunto de mobilizações em favor dos direitos das mulheres ao longo dos tempos, a partir de 1913 – preciso ano do ingresso de Plutão em Câncer e um ano após a mudança do planeta Urano de Capricórnio para Aquário (1912) – as mulheres russas já incorporam a seus calendários a comemoração da data, com manifestações, sempre no último domingo de fevereiro. Mas foi com um levante, gatilho da "Revolução de 1917" (ainda durante a I Grande Guerra), que no dia 8 de Março as trabalhadoras fabris do setor de tecelagem entraram em greve, também reivindicando e obtendo a adesão dos metalúrgicos.
Este potentíssimo ciclo revolucionário encabeçado pelas mulheres – consta que milhares de russas foram em passeata pelas ruas – mas que acabou também por contar com a colaboração dos operários, configurou a revolta do proletariado contra o Império Czarista (e sua sucessiva queda), justamente revoltado contra as péssimas condições de vida, incluindo fome, desemprego e péssimas condições de trabalho para aqueles que ainda o tinham. "Pão e Paz" era o mote da Revolta, desses dias que sucederam esse 8 de Março até a queda do Império Russo.
Em paralelo às ações das mulheres operárias, as atuações de Urano e Plutão também influenciaram as classes sociais com maior nível econômico, como é o exemplo das Melindrosas, conferindo a todas – trabalhadoras e High Society – novos costumes e atitudes.
Melindrosa - looks inspirados em Louise Brooks
The Flapper ou Melindrosa dos anos 20
Imagem no Pinterest
"Melindrosa é um termo típico dos anos 1920 usado para se referir ao novo estilo de vida das mulheres jovens, que usavam sais curtas, aboliram o espartilho, cortavam seus cabelos curtos, ouviam e dançavam provocativamente o Jazz e o Charleston e desacatavam a tradicional conduta feminina. Usavam das brincadeiras com homens um estilo de vida, até então abominada como bons modos para as mulheres."
"As melindrosas eram constantemente vistas como impetuosas por usar maquiagem excessivamente, beber, tratar o sexo como algo casual, fumar e dirigir, ou seja, fazer tudo que fosse tido como um desafio as normas radicais e limitadoras de outrora. As melindrosas tiveram suas origens em um período de liberalismo econômico, conhecido como "anos loucos". (Wikipédia)
No pós-guerra o Dia das Mulheres caiu um pouco em esquecimento, mas ao término da II Guerra Mundial, a data é retomada como símbolo de homenagem às mulheres e começa a tomar vulto novamente. Nos anos 60 a comemoração volta a ser feita e, em 1975, é finalmente reconhecida e oficializada pela ONU.
Ah, e como não, quer saber por onde os egrégios planetas andavam depois de todo esse tempo transcorrido?! De 1957 a 1971 Plutão estava em Virgem, o signo do feminino através da ligação com Gaia (a Terra); em seguida, em 1975, já em Libra, o equilíbrio e a harmonia, ou seja, eclosão de todas essas qualidades.
Na década de 60 Urano esteve em Leão, Virgem e Libra respectivamente e respectivamente: o progresso, da autoridade, do que é natural e da equidade; em 1975 o ingresso de Urano em Escorpião, a quebra dos tabus.
Como sempre em Astrologia, qualquer semelhança dos fatos não é mera coincidência.
Feliz Dia Internacional da Mulher!!
Fabiola 'Sofia' Ciavaglia Fretz 
é bailarina, terapeuta corporal, taróloga, astróloga.
www.instagram.com/_fabifretz__   e   ffretz@hotmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
07/03/2021
Histórico do Dia Internacional da Mulher
A celebração anual dessa data surgiu depois que o Partido Socialista da América, em 20 de fevereiro de 1909, em Nova York, organizou um Dia da Mulher – uma jornada de manifestação pela igualdade de direitos civis e em favor do voto feminino.
Durante a Conferência de Mulheres da Internacional Socialista, em Copenhague, 1910, foi sugerido que o Dia da Mulher passasse a ser celebrado todos os anos. A partir de 1913, as mulheres russas passaram a celebrar a data com manifestações realizadas no último domingo de fevereiro. Em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro, no calendário gregoriano), ainda na Rússia Imperial, organizou-se uma grande passeata de mulheres, em protesto contra a carestia, o desemprego e a deterioração geral das condições de vida no país.
Dia da Mulher - Frauen Tag - 8 de março
Poster alemão de 1914 conclamando o direito ao voto feminino,
mais uma ação de estímulo para a criação do Dia da Mulher.
Apenas em 1975, o dia 8 de março foi instituído como Dia Internacional da Mulher, pelas Nações Unidas. Atualmente, a data é comemorada em mais de 100 países, como reivindicação por direitos ou , também, como festiva celebração do feminino, comparável ao Dia das Mães. Em outros países, a data é amplamente ignorada.
Veja mais informações em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Internacional_da_Mulher
Mulher na ativa...
Dia Internacional da Mulher - Frauentag - 1954
1954 - A ênfase europeia pela igualdade no trabalho
Liberdades na Terceira Idade...
Dia da Mulher - Liberdades na terceira idade
Charges atuais e bem-humoradas do feminino.
 
Viva a Mulher!
Dia Inernacional da Mulher - viva la mujer
Imagem moderna, mas simples, da mulher,
na celebração do seu dia Dia Internacional
Bela e criativa.
Dia da Mulher - Bela e criativa
A valorização estética e artística do feminino,
desde sempre!
6/03/2020
Aprender a ser
O Eremita - aprender a ser - por Cláudia Boechat
Foto montagem de Cláudia Boechat
https://tarotclaudia.blogspot.com
Sugestão de Vera Vilanova -13/01/2021
Agradecemos aos médicos
Cartum do artista iraniano Alireza Pakdel
www.instagram.com/alirezapakdel_artist
Sugestão de Vera Vilanova - 3/11/2020
10 de setembro : Dia do Gordo
O Dia do Gordo, dia 10 de setembro, surge como uma ótima oportunidade para desconstruir preconceitos, alterar os padrões de beleza estereotipados e reavaliar a conduta frente ao problema da "gordofobia", que recai principalmente sobre as mulheres.
Você já pode sair da sombra... está linda como você é!
Imagens do artista italiano Gabriele Pennacchioli
https://characterdesignreferences.com/blog-interviews/gabriele-pennacchioli
Aphrodite - www.facebook.com/gabriele.pennacchioli
Atualmente, o Dia do Gordo é amplamente celebrado na internet, principalmente em blogs e nas redes sociais. No entanto, não sabemos ao certo a origem dessa data comemorativa.
Postagem de Vera Vilanova -- 9/09/2020
Luz no final do túnel
Luz no final do túnel
Arte fotográfica de Marcos Corazza
Marcos Corazza é fotógrafo internacional e fotojornalista. Atende o mercado corporativo, agências de publicidade e assessorias de imprensa. Conector do Institute Nikola Tesla e fotógrafo no Estúdio Galileo.
Para conhecer o autor, avaliar a diversidade do seu trabalho e deixar comentários, visite a página : https://corazzaphoto-fotografia.blogspot.com
Edição CKR - 12/08/2020
Envie sugestões para Constantino K. Riemma
ckr@clubedotaro.com.br
1º de maio: Dia do Trabalhador e as cartas do Tarô
Nos arcanos maiores do Tarô não há uma representação clara do trabalhador, das atividades dos operários e prestadores de serviços básicos. Aquele que talvez se aproxime mais de um artesão ou artífice, que usa as mãos para fazer alguma coisa, seja o Mago.
1º de maio - Dia do Trabalhador - Os valetes e o Mago
O Valete de Paus e o Mago (Prestidigitador) no Tarô de Marselha
A rigor, apenas nos arcanos menores, as figuras dos Valetes poderiam ser associadas ao do trabalhador, àquele que coloca as mão à obra. Seu nome deriva do francês valet, que designa um empregado doméstico, masculino, subordinado a alguém, normalmente ao senhor da casa.
Edição CKR - 29/04/2020
Eclipse solar
Rahu-Ketu, na mitologia indiana, é a entidade que ocasiona os eclipses
Rahu-Ketu, entidade da mitologia indiana que
tenta engolir o Sol e a Lua, ocasionando os Eclipses.
1/07/2019
--------------------
Feliz Dia dos Namorados!
Dia dos Namorados
Carta do Manga Tarot
Sugestão de Vera Vilanova - 12/06/2019
--------------------
Amar e olhar na mesma direção
Ilustração: Goldre Thread Tarot
11/02/2019
--------------------
O Sol e a dualidade
13/12/2018
--------------------
Vida, misterio a ser vivido
10/09/2018
--------------------
A força do Cavaleiro de Espdas
Cavaleiro de Espadas no New Palladini Tarot
15/06/2018
Leitura das mãos
As antigas ciganas e a leitura das mãos.
As antigas ciganas não gastavam dinheiro
com cartas. Simplesmente, liam as mãos!
20/0/2019
--------------------
Felicidade - borboletas e bolhas de sabão
17/02/2019
--------------------
Coração alegre faz tanto bem quanto os medicamentos
Ilustração: A Temperança no Druidcraft Tarot
13/01/2019
--------------------
Santo Agostinho
23/10/2018
--------------------
A Estrela e Campbell
Ilustração: A Estrela no Tarocchi Piemonte
5/10/2018
--------------------
A Força no Ansata Tarot - Aristóteles
A carta da Força no Ansata Tarot
6/06/2018
--------------------
Pensamento de Clarice Lispector
Ilustração da Torre por Linda Ravenscroft
25/05/2018  
--------------------
Pensamento do Dalai Lama
Carta 17 do Spirit of Flowers Tarot
1º/05/2018  
--------------------
O Louco sempre para frente
Bom exemplo do Louco prá gente:
deixar o velho e seguir em frente.
02/04/2018
--------------------
Os Namorados e o Erremita
Ilustração de autor desconhecido
CKR - 6/03/2018
--------------------
Poema de Paulo Leminski
 
Mãos - Paulo Leminski
Meus amigos
quando me dão a mão
sempre deixam
outra coisa
presença
olhar
lembrança
calor
meus amigos
quando me dão
deixam na minha
a sua mão
 
Denise Fernandes - 1º/03/2018
 
--------------------
Com Saturno, Plutão e Sol em Capricórnio, esta primeira Lua Cheia de 2018 reflete transformações, reestruturações e novas lideranças.
Foto: Mirian Barone - Legenda: Betôh Simonsen
3/01/2018
--------------------
Boas Festas de Michaël Bellon
Arte moderna - Michaël Bellon, França, 2017.
Veja mais trabalhos do Autor:
www.michaelbellon.me/2016/08/tarot-associatif-
www.pixels.com/profiles/michael-bellon.html
30/12/2017
--------------------
Buda: Sol, Lua e Verdade
24/07/2018  
--------------------
Confúcio e a pergunta
Carta 12 do Robin Wood Tarot
13/05/2018  
--------------------
O Livro - Platão
20/04/2018  
--------------------
Mãos estendidas
Ilustração de autor desconhecido
CKR - 31/03/2018
--------------------
Rabino-Eremita
Ressonâncias ao arcano do Eremita
Sobre o Rabino: www.beitlubavitchrio.org
CKR - 20/02/2018
--------------------
O Heremita - Solidão Sabedoria
Colaboração de Cláudia Boechat
www.facebook.com/taroclaudiaboechat
7/02/2018
--------------------
O Diabo e o pensamento de Josh Billings
O Diabo e o pensamento de Josh Billings
Colaboração de Cláudia Boechat
www.facebook.com/taroclaudiaboechat
26/01/2018
Veja
mais postagens em:
Pensamentos
     
Envie sugestões para Constantino K. Riemma
ckr@clubedotaro.com.br
Outras Artes:    > Músicas e cartas do Tarô    > Humor    > Arte na pandemia
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil