Home page

01 de setembro de 2014

Responsável: Constantino K. Riemma


Arcanos Maiores - Apresentação
 
As 22 cartas ou lâminas, chamadas tarocchi ou trionfi, na Itália, triomphes ou atouts, na França, são hoje denominadas Arcanos Maiores nos manuais de Tarô.
Nos dois jogos mais antigos que chegaram até nós – Visconti Sforza (1440) e Gringonneur (1455) – essas 22 cartas não estão numeradas. Veja: Baralhos
Mesmo nas publicações em que aparecem numeradas, as cartas não têm uma seqüência facilmente compreensível, como acontece com os 56 arcanos menores. Esse talvez seja o motivo de a utilização popular do baralho – no lazer e jogos de azar – ter dispensado os 22 Arcanos Maiores. Seu único vestígio no baralho comum, para o carteado, é o Coringa ou Trunfo, que corresponde ao Louco, a figura que permaneceu sem número.
Os estudiosos do tarô, no entanto, encontraram muitos arranjos para dar coerência ao conjunto dos Arcanos Maiores, estabelecendo diferentes critérios de agrupamentos, o que prova a maleabilidade das linguagens simbólicas.
Clique sobre a carta para conhecer os textos explicativos
 
 
 
 
 
 
 
Os caminhos de estudo dos Arcanos Maiores no Clube do Tarô
  Os textos que podem ser linkados pelas imagens acima estão subdivididos em quatro tópicos:  
  -  imagem e descrição da lâmina
  -  significados simbólicos
  -  interpretações usuais na cartomancia
  -  história e iconografia.
  No final de cada texto de apresentação estão indicados os estudos disponíveis de aprofundamento.
  Estudos de conjunto: diversos autores propõem um sentido global para os arcanos maiores, seus arranjos e variações possíveis, que nos ajudam a construir um visão integradora das cartas.  
  -  Estudos clássicos de conjunto  -->>
  -  Agrupamentos e sequências  -->>
  -  Analogias e aplicações simbólicas  -->>
  -  Cursos de tarô on-line  -->>
  -  Bibliografia  -->>
Atualizado: julho.13
Contato:
Constantino K. Riemma - contato-ct@clubedotarocom.br
  Quatro pilares
  Tarô Egípcio
  Orientação
  O Momento
 
⇓    Publicidade do Google    ⇓
 
 
Todos os direitos reservados © 2005-2014 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil