Home page

13 de dezembro de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


Animals Divine Tarot
Trazendo nosso "eu animal" para a superfície
Resenha de
Vanessa Mazza Furquim
 
Quem gosta de tarô e também de animais, vai considerar este baralho muito bonito e instrutivo, pois além de um oráculo ele é rico em informações sobre lendas, mitos e animais, tornando o ato de jogar cartas ainda mais profundo e interessante.
A Torre no Animals Divine Tarot
A Torre, representada
pela águia nativa americana
 
Lançado em 2005 pela Llewellyn, este baralho é obra da autora e artista norte-americana Lisa Hunt (responsável também pela arte de outros três tarôs publicados pela mesma editora), que escreveu e desenhou as cartas do Animals Divine Tarot, inspiradas nas mitologias dos povos astecas, indianos, japoneses, africanos, nativos americanos, gregos e romanos, egípcios e também comunidades tribais.
Para Lisa, a grande motivação em pintar estas imagens foi sua crença de que os animais causam forte impressão em nossa psique, nos ajudando a encontrar nosso próprio caminho e potencial divino. Neste sentido, ao tirar um arcano do Animal Divine, estaríamos nos reconectando ao mundo natural e entrando em sintonia profunda com as energias animais para termos uma noção da vida mais intuitiva e plena.
Porém, encontrar o animal certo para representar a energia de cada carta não foi nada fácil, segundo consta no prefácio do livro; afinal diversidade é a palavra-chave da Natureza e também das interpretações possíveis com este baralho, pois não encontramos as imagens que estamos habituados. Por exemplo, o Coyote aqui representa o Louco; o Corvo, o 9 de Espadas; o Coelho, o 10 de Ouros e, a Baleia, o 10 de Copas. Ou seja, numa olhada rápida, o significado completo não nos alcança.
Por isso, ele é recomendado para aqueles que já têm um domínio básico das cartas, pois os significados atrelados a elas não são muito óbvios, levando a outros insights, principalmente depois que lemos o livro que acompanha as cartas e desvendamos este novo mundo de associações. 
  A Rainha no Animals Divine Tarot   O Julgamento no Animals Divine Tarot   O Cavaleiro de Espadas no Animals Divine Tarot
3. A Imperatriz (Hera, deusa grega), 20. O Julgamento (Gao Yao, asiático) e O Rei de Espadas
(Kutkinnaku, siberiano) no "Tarô dos Animais Divinos" (Animals Divine Tarot)
Imagens obtidas no site da autora Lisa Hunt: www.animalsdivine.com
Este jogo de tarô é muito bem acabado e acompanha uma caixa na qual vem o livro e o baralho, além de um saquinho preto para o transporte dos arcanos. Vale a pena.
dezembro.11
Contato com a autora da resenha:
Vanessa Mazza - www.vanessamazza.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil