Home page

23 de agosto de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Cenários com a Morte
Pedro Tineo
 
Pedro Tineo é um artista plástico venezuelano, que utiliza diferentes técnicas e recursos em seus trabalhos. Um exemplo de sua expressão criativa é a instalação montada em seu próprio ateliê, em 2014, sobre a Morte:
Instalação de Pedro Tineo
O colorido do cenário floral é renovado periodicamente
O próprio artista oferece algumas indicações:
"Trata-se da representação do esqueleto numa paisagem de asfalto. Neste momento, de fato, estou residindo proximo a Guanoco o maior lago asfáltico do mundo! Nele se faz escavações antropológicas, que me levaram a imaginar o encontro de um esqueleto. E pensando que sua morte foi digna, sem violência ou ocorrências terríveis, tive a inspiração para criar esse cenário".
"Foi um pretexto para comunicar, denunciar e tocar num tema coletivo como é o caso do lixo enquanto rastro humano, testemunho cultural e social de nossos tempos, junto com o tema da morte".
Outro ângulo da isntsalão de Pedro Tineo
O lado luminoso e renovado no conjunto da instalação
"Guanoco é um local exuberante, que frequento sempre... Por isso as flores. E aquele que mais me inspirou foi a Sibila" — planta conhecida no Brasil como Aloé ou Babosa.
Sibila - Aloe    Detalhes dos ornamentos
A Sibila na natureza e na tradução artística de Pedro Tineo
Na Venezuela é costume pendurar as flores da Sibila atrás das portas, com uma fita vermelha, para afastar as más vibrações de visitantes ao entrarem na casa. Essa crença é muito difundida na região oriental do pais.
O esqueleto num cen´rio exuberante
Morte e renascimento
Detalhe do Esqueleto    Detalhe dos adornos
Detalhes da tela e dos arranjos
Adornos amarelos
 
"A matéria prima é, como tão apropriadamente se pode dizer em inglês "tantalizing", tentadora. É barata como a lama e se encontra em todas as partes; é tão vaga e evasiva como o lápis que se deve obter dela; tem milhares de nomes. E o pior é que sem ela nem se pode iniciar a obra... É a coisa mais desdenhada e recusada, atirada na rua, encontrada no lixo"  
C.G.Jung, Estudos de Alquimia
Flores de vida
 
"Imagine que tenha passado uma noite de seis meses no Polo Norte e que, de repente, tenha sido transportado para um jardim de flores, banhado por uma suave luz e que se encontre, mais ou menos como eu estava, diante de uma fileira de dálias. Você não as acharia maravilhosamente luminosas e não sentiria que por trás de tal ornamento, tal esplendor, tal prazer, não há algo além da fibra vegetal e água?"  
G.T.Fechner, Nanna - La vida y alma de las plantas.
Cadáver
 
"E quanto a ti, Cadáver, penso que és bom adubo mas isso não me ofende,
Aspiro o doce perfume das rosas brancas crescendo,
Toco as folhas como lábios, toco o peito lustroso dos melões.
E quanto a ti, Vida, reconheço que és o resíduo de muitas mortes,
- não duvido que eu próprio já morri mil vezes.
Escuto o vosso murmúrio, ó estrelas do Céu,
Ó sóis, ó erva dos túmulos, ó perpétuas transferências e promoções,
Se não dizeis nada que poderei eu dizer?"
 
Walt Whitman, Folhas de Ervas, Canto de mim mesmo.
*     *     *
Pedro José Tineo
 
Pedro Tineo sugere dois links para informações sobre o lago asfáltico de Guanoco :
  www.geulogy.com/guanoco_lake_bermudezlake_pitchlake_largo_la
_brea_venezuela.html
  www.orienteweb.com/Sitios/PariaLagoGuanoco.html
Menciona também a sua admiração e respeito pelos artistas plásticos que trabalharam com o tema do lixo:
  os ingleses Tim Noble e Sue Webster :
www.en.wikipedia.org/wiki/Tim_Noble_and_Sue_Webster
   o brasileiro Vik Muniz : www.pt.wikipedia.org/wiki/Vik_Muniz
E termina informando aos amigos que adorou um curta-metragem de animação La Dama y la Muerte de Javier Gracia Recio : www.youtube.com/watch?v=tnJCFVUhghU
Edição: CKR – 12/11/2014
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil