Home page

21 de abril de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


É melhor começar do zero...
Adriana von Krüger
 
 
Esse texto foi indicado pela taróloga e professora Luciene Ferreira. É fruto de uma pesquisa feita pela Adriana como trabalho de conclusão do curso realizado em Belo Horizonte no final de 2010.
 
É melhor começar do zero, ou melhor, do louco.
Na carta, um homem anda com um bastão na mão direita. Está de costas, mas seu rosto está visível. Leva uma vara na mão e uma pequena trouxa. Veste-se como os bobos da corte, um animal parece lhe arranhar a perna ou morder a barra de sua calça. Dizem que o avisa do precipício, prefiro crer que é apenas um animal brincalhão.
O Cavalo Mágico
Desenho de Liliane Tellier,
disponível em www.trojanhorseantiques.com
 
O mais sábio dos idiotas, o Louco é meu velho companheiro, poderia até mesmo dizer, que é o meu exercício diário, já que é meu arcano de vida.
Mesmo acompanhada da Temperança (meu arcano pessoal) que me dá equilíbrio e ponderação, é O Louco que torna minha vida mais divertida. É por ele que me levanto, é ele quem me faz escolher ser alegre.
Como não acontece por acaso, lembrei ainda ontem pela manhã de uma história: O Cavalo Mágico, que fala de um jovem que acredita e persegue o desejo de seu coração. E vejo O Louco assim. Alguém que acredita e que busca, a sua maneira, seus sonhos e desejos.
Muitas vezes criticado por sua falta de foco e uma certa displicência, o Louco tem na verdade um saber tão diferente que é confundido com distração.
Tudo bem, posso só estar vendo as qualidades do nosso amigo, sei que tenho um gosto estranho para arcanos, sendo encantada por todos que trazem mudanças, até mesmo com dor, como a Torre.
Mas o fato é que, até hoje, O Louco, só me trouxe boas coisas. Ele já andou pelo meu social e agora está estacionado na casa 1 do meu mandala, dizendo que estou, sim mais Louca do que nunca. O que pra mim é uma ótima notícia.
Teorizando um pouco, o Louco anuncia novos começos, novas aventuras, novas oportunidades, oportunidades ilimitadas, prazer, paixão, facilidades, mas seu lado negro anuncia más decisões, indecisões, apatia, hesitação, escolhas erradas. Por isso, recomendo, escolha sempre o lado bom!
O Louco é espontâneo, tem fé. Ele recomenda que se viva o momento, tenha confiança e não se importe com os aborrecimentos, aceite suas escolhas, e seja feliz!
O Louco tem sua própria verdade, e eu lhes digo, é uma verdade verdadeira. Por isso mantenha a fé e acredite em si mesmo, siga seu coração, mesmo que pareça tolo.
Sempre imprevisível, O Louco traz em si o elemento surpresa. Dele se espera tudo e não se espera nada. Seu potencial é ilimitado.
Achei isso num site e gostei: Há uma sensação de que esta carta sirva em qualquer situação – nada é certo ou regular. O Louco acrescenta o novo e o não familiar à situação.
O Louco convida a sonhar, sentir um Zero, um nada, é sentir um Tudo, um enorme espaço vazio a ser desenhado com o que você quiser. O Louco te dá o espaço para que você preencha com seus sonhos. E pouco se precisa para realizar. Na bolsa, jogada nas costas, suas experiências mais valiosas. Poucas, mas suficientes para enfrentar um exército de dragões. O pouco é tudo, a arte está em fazer-se acreditar.
Com o rosto voltado para frente em direção ao futuro, o louco caminha decidido, não enfrenta oposição nem tem companhia, pois como é representado de costas, revela-se um personagem que rompeu com todas as suas relações anteriores. Ele quebrou padrões.
 
O Louco
Terra Tarot in www.rajunasrefuge.com/terratarot.html
É interessante ressaltar que só abandona alguma coisa ou quebra padrões quem já teve alguma coisa ou algum padrão. Talvez seja uma viagem louca, mas o 0 e o 22 fazem sentido aqui. Zero que nada mais tem, mas já teve o máximo que se pode ter (22). É a criança e o velho, o que ficou e o que está por vir.
Mas de tudo fica uma coisa, o Louco é alguém do bem. Ele é absolutamente livre, e por mais que alguns neguem, é realizador, pois nada teme. Todos temos um pouco dele, mas muitas vezes o medo de viver aprisiona e o louco fica à míngua.
Achei também, navegando loucamente a esmo, um texto entre aspas, mas sem indicação de autor, que, parece-me traduzir bem esse intraduzível ser:
  "Eu sou Nada, posso vestir qualquer forma,
a forma de um rei ou de um vagabundo,
a forma da juventude ou da velhice,
a forma da estupidez ou da sabedoria.
Minha mochila está vazia.
Minha mochila contém o Céu e as estrelas,
o Sol e a Lua,
o mar, as florestas, as cidades com seus moradores
e o vento que vem do mar,
o vento onde voam os pássaros
e o vento de Luz, que vem das galáxias.
Não sei nada, o Universo é grande demais.
Eu compreendo sendo.
Para compreender o rei eu sou o rei,
para compreender a vida sou a vida,
para compreender o amor, amo.
Para compreender o relâmpago, eu caio do Céu,
para compreender o fogo, danço a dança das chamas,
para compreender você, sou você.
Para compreender o Divino, entro em comunhão.
Podem latir os cachorros e morder.
Podem morder as minhas roupas.
Não podem morder o Nada que eu sou."
 
 
Sites consultados
www.aartedotaro.blogspot.com/2009/04/significado-dos-arcanos-maiores-o-louco.html
www.astrologiaetarot.planetaclix.pt/arcanosmaiores.htm
www.astrologosastrologia.com.pt/tarot.htm
www.clubedotaro.com.br/site/m32_22_louco.asp
www.dassigny.com.br/louco.shtml
www.girafamania.com.br/historia_arte/tarot-louco.htm
www.olhosdebastet.com.br/textos/
www.pt.shvoong.com/humanities/1694808-os-arcanos-maiores-tarot-louco/
www.sintoniasaintgermain.com.br/cartastaro3.html
www.tarotestudos.blogspot.com/2007/10/o-louco.html
www.viatarot.blogspot.com/2009/09/o-louco.html
www.web-tarot.com/Tarot-Gratis/Arcanos-Maiores/O-Louco.aspx
 
fevereiro.11
Contato com a autora:
Adriana von Krüger - drikruger@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil