Home page

21 de abril de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Chris Evans e os Dois Cavaleiros
Jaime E. Cannes
 
Sou um apaixonado por cinema, e mais ainda por tarot, e volta e meia me pego descobrindo arquétipos tarológicos nos personagens cinematográficos. Numa dessas descobertas percebo que o ator americano Chris Evans incorporou com perfeição, a meu ver, dois dos Cavaleiros dos arcanos menores em papeis que interpretou. O primeiro foi, sem sombra de dúvida, o Cavaleiro de Paus em O Quarteto Fantástico (2005) como Johnny Storm, o Tocha Humana. O segundo foi o Cavaleiro de Ouros em O Capitão América: O Primeiro Vingador (2011), e Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014), em que Chris interpreta Steve Rogers, o próprio Capitão América.
Tocha Humana e o Cavaleiro de Paus
Como Cavaleiro de Paus o Johnny Storm, interpretado por Chris Evans, é a personificação do espírito jovial, sedutor, impetuoso, positivo, heroico, mas também imaturo, sem limites e até exibicionista desse cavaleiro. Johnny é um jovem cientista mais preocupado com suas conquistas sexuais do que com qualquer outra coisa. Ao sofrer um acidente, em que ele e mais quatro membros da nave que tripulavam são expostos a raios cósmicos, sua estrutura
O personagem Tocha Humana representado por Chris Evans
Tocha Humana
representado por Chris Evans
 
molecular é totalmente alterada. A partir disso ele passa a ter o poder de por o próprio corpo em chamas produzindo altas temperaturas, inclusive voando quando quer! Johnny passa a chamar a si mesmo de Tocha Humana. 
Quando seus feitos começam a ser úteis ao mundo, e ele passa a ser visto como um herói pelos cidadãos da comunidade, é notificado por sua irmã Susan Storm (a Mulher Invisível) e seu cunhado Reed Richards (o Senhor Fantástico) de que eles terão de se resguardar por um tempo, pois desconhecem as oscilações das alterações sofridas. Haja visto o que aconteceu com Ben Grimm (o Coisa), que não consegue voltar à sua forma humana, mantendo uma constante aparência de estrutura rochosa! Johnny se resigna por pouco tempo, mostra naturalidade e certa frieza diante da condição de Ben que, segundo ele “não liga e desliga como nós”. O seu tempo de reclusão tem como passatempo favorito fazer brincadeiras de crueldade infantil com o Coisa.
Passado esse breve período ele quer sair às ruas para combater o inimigo, e fazer o melhor pelo mundo, mas também quer aparecer e ser amado! Ele desconhece a dimensão total de seu poder, mas sua impetuosidade o faz querer testar a si mesmo.
Num dado momento ele quase reproduz aqui na Terra o calor de uma Supernova, o que queimaria todo o oxigênio do planeta, matando a humanidade inteira! Só se contém quando Reed o avisa deste perigo.
O Cavaleiro de Paus no Thoth Tarot   O Cavaleiro de Paus no Tarô Mitológico   O Cavaleiro de Paus no Tarot Zen
O Cavaleiro de Paus nos tarots Thoth, Mitológico e Zen
Só nessa breve narrativa vemos muitas das representações e características do Cavaleiro de Paus como ele aparece no Thoth tarot, por exemplo, montado num cavalo negro a pino com sua capa de fogo e uma tocha ardente nas mãos, prestes a enfrentar o mundo! Ou no tarot Mitológico em que ele aparece como o jovem Belerofonte, que fascinado com seus feitos de capturar e montar o cavalo alado Pégasus e matar a Quimera, testa a si mesmo subindo ao Olimpo para tomar seu lugar junto aos deuses. O que acaba por matá-lo! No tarot Zen ele é representado literalmente como uma tocha humana com o título Intensidade.
Capitão América e o Cavaleiro de Ouros
Como Cavaleiro de Ouros — Steve Rogers — outro personagem de Chris no cinema, traz em si as qualidades de disciplina, trabalho, esforço, persistência, ética, humildade, tradicionalismo e desejo de ser útil e produzir algo significativo e bem feito! Além de extrema força física e resiliência psicológica. O jovem Rogers é um rapaz franzino que sonha servir às forças armadas de seu país durante a Segunda Guerra Mundial. Tenta por várias vezes se alistar, mas é recusado por sua baixa estatura e porte físico deficiente. Numa visita à Feira Mundial de Nova York, ele tenta se alistar mais uma vez, e mais uma vez é rejeitado. Entretanto, o Dr. Abraham Erskine, um cientista alemão que trabalha para o governo americano, o convida para participar de um experimento que tenta criar o supersoldado. Ele aceita, e dessa experiência nasce o futuro Capitão América.
No princípio é usado apenas como um garoto propaganda para alistar jovens combatentes. Ele anseia combater seu arqui-inimigo Johann Schimidt, o Caveira Vermelha, que passou pelo mesmo experimento de Rogers, só que teve uma reação imperfeita. Quando vê a oportunidade não titubeia e o enfrenta.
O interessante no capitão América é que o tempo todo ele quer ser mais que uma inspiração, ele luta por valores como dignidade, bravura e honra! Ele não quer ser simplesmente adorado, ele quer respeito, mas um respeito do qual se sinta merecedor! Quer ser útil, quer estar no front e não descansa até que efetivamente entre na guerra e cumpra o papel que sente que sempre foi seu! Não se poupa nunca.
É um herói que preserva valores medianos de boa convivência, um patriota, mas também um tipo simplório na intimidade, que não tem o mínimo jeito com as mulheres, mesmo quando elas pulam sobre ele! 
 
O persongem Capitão América representado por Chris Evans
O Capitão América na
representação de Chris Evans
A patente de capitão é a prova da sua disposição em servir, é um líder que vai à luta como seus soldados, que pega junto. Não um general ou comandante estrategista que vê tudo de uma mesa de simulação.
No filme seguinte, Capitão América 2: O Soldado Invernal, ele é um homem de 95 anos com a aparência de um rapaz de 20 e a força de um super herói. No fim da trama do primeiro filme ele havia caído com sua aeronave no mar do Ártico onde ficou congelado por quase 70 anos! O tempo todo sua colega da S.H.I.E.L.D, a espiã Viúva Negra, tenta fazê-lo participar dos tempos atuais arranjando-lhe encontros amorosos, ao que ele alega não estar disponível por excesso de trabalho. Como um digno membro dos arcanos do naipe de ouros e, portanto, do elemento terra! No fim da trama ela o indica para uma moça que considera bem legal, mas ele lembra que a referida moça tem muitos piercings, e que ele ainda não está preparado pra isso! Reforçando sua cautela terráquea em abraçar novas experiências, bem como seu apego aos valores mais conservadores.
O Cavaleiro de Ouros no Thoth Tarot   O Cavaleiro de Ouros no Tarô Mitológico   O Cavaleiro de Ouros no tarô Zen
O Cavaleiro de Ouros nos tarots Thoth, Mitológico e Zen
Mais uma vez essa sinopse me remete às versões do Cavaleiro de Ouros em muitos baralhos. No Thoth tarot, aparece como um homem franzino montado bravamente sobre um cavalo grande e de aparência poderosa. Ele olha de modo destemido para o horizonte com a disposição ferrenha de fazer o que deve ser feito. Ou o jovem Aristeu no tarot Mitológico, o único herói grego sem dons especiais, que cresceu e se tornou um grande rei graças à força do seu trabalho e o desejo de corrigir seus erros de caráter! No tarot Zen a imagem é de uma tartaruga que se aproxima de um lago. O movimento lento, mas inexorável, deste animal nos faz supor o tanto de esforço, persistência e empenho ela precisou para atingir seu objetivo. No xamanismo a tartaruga é o animal totem do clã da terra, que evoca as qualidades do trabalho, da disciplina e do progresso!
Chris Evans pode não ser, na visão dos críticos de cinema, um grande ator dramático. E talvez não passe de um belo regalo para os olhos femininos, mas com certeza soube dar, de forma muito convincente, vida a esses dois arcanos do tarot.
Sobre o Quarteto Fantástico e outros Arcanos
O filme o Quarteto Fantástico, aliás, possui mais outros membros das cartas da corte do tarot representados em seus personagens. Reed Richards é a clara representação de um Rei de Espadas! Inteligente, e mais do que isso, brilhante! Mas incapaz de se expressar afetiva,
O Quarteto Fantástico
O Quarteto Fantástico
 
e intimamente. Com a mudança ele vira um homem elástico, e flexibilidade é justamente o que um Rei de Espadas precisa!
Susan Storm por sua vez é claramente uma Rainha de Copas, frágil e tolerante que se ressente da distância de Reed. Ao sofrer a mudança molecular passa a ficar invisível quando chateada ou brava. Uma típica atitude de anulação de si mesma diante da dificuldade de impor sua vontade, de sumir diante do que não sabe como lidar.
Também tem a capacidade de criar um poderoso campo de força à sua volta. E limites são a grande dificuldade na constituição psicológica da Rainha de Copas!
Por fim, Ben Grimm representa os aspectos mais simplórios de um Cavaleiro de Ouros, fiel à sua amizade com Reed e o grupo de cientistas, está sempre disposto a servir, e passa a ser dono de uma força descomunal e
grande disposição física depois do acidente. Por outro lado, possui um caráter ranheta e beligerante que mais se parece com o de um Cavaleiro de Espadas.
Contato com o autor:
Jaime E. Cannes, professor e consultor de tarô desde 1988,
é astrólogo, numerólogo, mestre e terapeuta Reiki.
www.jaimeecannes.com e www.tarotzenreiki.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
Edição: CKR – 11/08/2014
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil