Home page

22 de agosto de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


 
Os quatro Cavaleiros
 
Por
Valéria Fernandes
Cavaleiro de Ouros
    A imagem do Cavaleiro de Ouros apresenta um jovem em seu cavalo segurando uma moeda ou pentáculo, que remete ao elemento Terra, sendo a natureza campestre e o terreno fértil seu cenário. Nota-se que não há ação do jovem, assim como de sua montaria, que permanece imóvel e tem a postura arraigada ao chão. No Tarô Mitológico, além do pentáculo na mão direita, o rapaz segura um ramo de trigo com a mão esquerda, alusão à fertilidade.
 
Tarô Rider-Waite
 
Tarô Mitológico
 
    O Cavaleiro de Ouros não assume a expressão do herói que vai à luta, tampouco se mostra com glamour, suas características estão ligadas à solidez, típico de quem não arrisca no desconhecido e é mais voltado para coisas metódicas. Tem facilidade de enfrentar a mesmice do cotidiano, que pode ser encarada como boa ou ruim, de acordo com os interesses em questão. O trabalho diligente é seu ponto forte, fá-lo bem e de bom grado.
    Os fatores positivos desse arcano são a responsabilidade ao assumir qualquer compromisso, a cautela, o zelo, a humildade e o caráter incorruptível. A falta de ambição e a relutância de envolvimentos com assuntos e pessoas que não são da sua mesma natureza ou de seu interesse, podem aparentar falta de paixão, mostrando-se um tanto relaxado.
    Pode aparece em tiragens como alguém que ainda não se estabeleceu na vida, ou uma pessoa que não tem curso superior, no entanto, sabe dominar os assuntos e as tarefas que assume com muita sabedoria. O realismo do Cavaleiro de Ouros tem um sentido muito peculiar: o de não arriscar para não perder, correndo o risco de não sair do lugar e jamais crescer dentro de uma profissão, financeiramente ou mesmo em seus relacionamentos. Sente prazer quando está no campo, em meio à natureza e aos animais. A sensualidade também está presente em suas aparições.
    
Cavaleiro de Paus
    A imagem do Cavaleiro de Paus exibe um jovem em seu cavalo, segurando um bastão, em sua cabeça um elmo adornado pela cor vermelha, que remete ao elemento Fogo, tendo o deserto como cenário. Sua postura pode ser encarada como de inquietude ou de exuberância, bem como a de seu cavalo, que é bastante agitada, sugerindo impaciência. No Tarô Mitológico a montaria é representada por Pegasus, o cavalo alado, e a agitação está implícita no vôo do animal.
 
Tarô Rider-Waite
 
Tarô Mitológico
 
    O Cavaleiro de Paus é uma figura cativante e glamourosa, que vai em busca de seus desejos a qualquer custo, por vezes encarna o espírito arrogante, porém heróico. Gosta do desconhecido e tem tendência a convencer outras pessoas do que acredita, mesmo quando suas crenças são frívolas ou imaturas. Para este cavaleiro, a rotina pode ser perturbadora, pois gosta de desafios e de novas aventuras.
    Personifica a vivacidade, e algumas características positivas deste arcano são a ousadia, o dinamismo, o otimismo e o carisma. O poder de sedução, a vaidade e sua disposição temperamental, bem como sua agradável presença, podem ser encarados como bons ou ruins, de acordo com o propósito do momento.
    Pode aparecer em tiragens como alguém bastante entusiasmado e de bem com a vida, embora não seja de todo confiável, por viver mais direcionado para o momento. Gosta de chamar atenção para si e levar a vida como uma grande aventura. É do tipo que toma iniciativas e usa a imaginação e a intuição ao seu favor, que devem ser consideradas por visões mais realistas que a sua. Conquistar é seu forte, desde que não se comprometa com nada nem ninguém, e possa preservar seu egocentrismo. Tem boa disposição para viajar, sem que haja data marcada para o regresso, o espírito liberto é vital para suas jornadas.
    
Cavaleiro de Espadas
    A imagem do Cavaleiro de Espadas é a apresentação de um jovem em seu cavalo acinzentado com postura de guerreiro, ergue sua espada em direção a uma suposta batalha, que remete ao elemento Ar, fazendo lembrar a quebra de obstáculos e sua inteligência clara, mesmo tendo as nuvens turbulentas como cenário. Assim como o cavaleiro, a montaria sente o clima nebuloso e é visivelmente agitada, embora pronta para combater. No Tarô Mitológico, este cavaleiro é retratado pelos irmãos gêmeos idênticos, os guerreiros Cástor e Pólux.
 
Tarô Rider-Waite
 
Tarô Mitológico
 
    O Cavaleiro de Espadas mostra-se como um guerreiro hábil, corajoso, impetuoso e que não foge à luta, e pode ser visto como um herói “que compra a briga” de terceiros. Tem grande capacidade de encontrar soluções racionais, embora esteja inclinado a entrar em conflitos. É de seu feitio fazer mudanças por onde passa, liberando a energia mental que acumula facilmente, pois sua mente sente necessidade de trabalhar ativamente.
    Sua disposição é agressiva, e tem como características positivas o senso prático, a perspicácia, a objetividade, saber contornar imprevistos com facilidade e brigar pelo que acredita. Revela-se com suas aspirações calculistas e sua capacidade de abstração, que podem ser consideradas fatores que ajudam ou atrapalham, dependendo da ocasião e proposta a ser seguida.
    Pode aparecer em tiragens como um indivíduo de caráter tempestuoso, que faz alardes antes de agir. A atmosfera diplomática que envolve este cavaleiro não dura muito tempo, devido a sua vontade de concretizar com rapidez, a mesma com que pensa e a que predomina em suas ações, o que pode acarretar precipitação. Há sempre em questão a escolha entre avançar ou recuar na hora certa, táticas indispensáveis para fazer uso da inteligência esquemática. Seus âmbitos de conquistas não são necessariamente afetivos, podendo direcionar para qualquer setor da vida.
    
Cavaleiro de Copas
    A imagem do Cavaleiro de Copas é a exibição de um jovem elegante e imponente em seu cavalo branco, segurando uma taça dourada, seu cenário é um vivo bosque em que corre um riacho de águas claras, que remete ao elemento Água. Assim como o cavaleiro, a montaria tem porte altivo com movimentos suaves para frente. No Tarô Rider Waite, o elmo usado pelo rapaz é arrematado por asas, que faz lembrar Hermes, o mensageiro dos deuses, já no Tarô Mitológico, o elmo é adornado pela cauda de um peixe, outra alusão ao elemento que rege o naipe de copas.
 
Tarô Rider-Waite
 
Tarô Mitológico
 
    O Cavaleiro de Copas encarna a imagem da beleza dos sentimentos e dos nobres ideais. Sua atmosfera pode ser sentida através do êxtase espiritual que não exclui a sexualidade da essência romântica. Apresenta-se como uma pessoa apaixonada por alguém ou por algum ideal, disposta a viver intensamente seus sentimentos, pois acredita que entrega ao outro o melhor de si, e tudo que se presta a fazer é com muito ardor.
    Personifica as boas intenções, bem como os ambientes fartos de harmonia, de bons princípios e de calor humano. Os fatores positivos deste arcano são a retidão de caráter, a afetividade verdadeira, a fidelidade que acredita ter em tudo que se propõe e a diplomacia. A paixão arrebatadora, a entrega total dos sentimentos e o eterno estado de êxtase, podem ser considerados positivos ou negativos, de acordo como é percebida a sensibilidade em cada momento.
    Pode aparecer em tiragens como um indivíduo amoroso, apaixonado, de bem com a vida e com grande coração. Sua presença faz lembrar o namorado, o amante, o amigo sincero com quem se pode contar, ou mesmo o amor à moda antiga, do tipo que faz belas serenatas para encantar a mulher desejada. É bastante envolvente, no entanto, se deixa seduzir com facilidade, que indica perigo por enxergar a vida através do coração. A educação, delicadeza e a gentileza são distintivos ímpares deste cavaleiro.
    Nota: Os cavaleiros do tarô podem representar homens, mulheres, profissões, ambientes, estado de espírito e outras eventuais interpretações. Cabe ao “tarólogo” conhecer e intuir a variedade de significados, e fazer uso além do material apresentado.

Contato com a autora
Valéria Fernandes
- www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores

jan.08
 
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil