Home page

17 de dezembro de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


Como o tarot vê o futuro
Uma reflexão sobre as linhas do tempo
Abraão Zuza
Quase no final do filme “Quem somos nós” a personagem principal entra num teatro e tem um momento de clareza! Nesse momento, ela tem uma visão de duas versões diferentes dela mesma. Na primeira, tinha voltado com o ex-marido que a traía desde o dia do seu casamento! Na segunda, tinha consciência de que poderia escolher viver mais do que isso, e que poderia ser o que ela quisesse. No final das contas, o que ela escolhesse naquele instante poderia mudar tudo em seu futuro!
Cartaz do filme 'Quem somos nós'
Cartaz do filme 'Quem somos nós'
Falar sobre linhas do tempo é algo bem comum em filmes e seriados de ficção, onde os autores tentam incluir conceitos da Física para dar autoridade a suas obras. Entretanto, ninguém precisa estudar Física para entender que uma atitude pode mudar todo o seu futuro e que uma escolha implica em várias renúncias. O que eu gostaria de trazer a reflexão é que, embora a Física diga que existem inúmeras versões de cada pessoa – vivendo destinos parecidos ou diferentes – sob a nossa perspectiva somos incapazes de viver destinos diferentes antes de escolher um. Sob a nossa perspectiva, podemos apenas refletir sobre o que vamos fazer da vida e escolhemos baseados em experiências passadas, sendo que, quanto ao futuro, todos têm uma dose de inexperiência, e a mesma dose de falta de conhecimento.
Acredito que é aqui que entra o papel do Tarot. São 78 símbolos, cada qual contando uma história, ou instigando uma reflexão, mas que, combinados, funcionam como um alfabeto onde podemos ler as nossas possibilidades!
Quando se fala em linhas do tempo, eu imagino uma linha de trem, com seus trilhos que prendem firmemente os vagões a um caminho. Todos nós estamos percorrendo um trilho, e o futuro é o ponto de chegada. Seja pela falta de conhecimento, por motivos emocionais, por questões materiais ou pelos mais variados motivos, cada pessoa se encontra mais ou menos presa ao seu próprio trilho. Em outras palavras, cada pessoa tem um grau de dificuldade maior ou menor de mudar o trilho, de sair de um trem e entrar em outro, e viver um futuro diferente!
O trem sem seus trilhos
Foto do trem da Vale (MG) que liga Mariana a Ouro Preto
O que o Tarot faz é aplicar o simbolismo as condições que ligam uma pessoa ao seu trilho na vida! Por exemplo, analisando em que momento você foi um Louco – abrindo mão de um futuro certo para algo novo e emocionante, mas desconhecido – ou um Mago – fazendo escolhas e moldando os fatos da sua vida – ou mesmo um Imperador – administrando o reino da sua vida com estabilidade e maestria!
Outros exemplos: Em que momento você foi um Enamorado – dividido entre duas escolhas – ou em que momento você foi um Eremita – se isolando em busca de conhecimento ou por medo de se magoar – ou até mesmo em que instante você foi uma Estrela – guiando outra pessoa para um destino melhor.
Com o Tarot você pode parar e olhar para a sua linha do tempo, ou melhor, para o trilho da sua vida, e refletir para onde aquele trilho vai levar. É simples assim! É igualmente complexo! E por isso mesmo, é igualmente mágico!
Abraão Zuza Costa - www.cazadascartas.wixsite.com/czdc
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 27/11/2017
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil