Home page

15 de junho de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


  Outros exemplos no fórum: Conselhos by Cláudia Boechat  
Falta dinheiro, a harmonia familiar some.
O que fazer?
Cláudia Boechat
 
Perguntei ao Tarô qual seria a recomendação quando a falta de dinheiro quebra a harmonia familiar. Acho que, se não todos, a maioria de nós já deve ter passado por essa situação. Eu, com certeza. Fiz um jogo absolutamente informal. Podem me esculhambar, mas não segui nenhum método ou técnica convencional. Fui intuitiva. Decidido o tema do jogo, as perguntas foram me ocorrendo e abria uma carta para responder a cada uma. Vou, agora, expor o significado dessas “casas” nesse jogo, colocar o arcano maior correspondente a cada uma delas e conto com vocês para discutirmos a interpretação, ok? Vamos lá:
Casa 1: Descreve a situação real e presente. Arcano: O Carro.
Pelo jeito as pessoas da família ainda não perderam seus sonhos e objetivos na vida. Estão lutando de olho no futuro. Isso tem um lado bom e um lado ruim. O positivo é que uma meta faz a gente seguir adiante e enfrentar dificuldades com maior disposição. O negativo é que olhar direto para o horizonte pode fazer a gente bobear na condução do carro, esquecer da “curva” no caminho, se perder nele ou cair num buraco. É preciso enxergar os dois lados. Ter um objetivo futuro e resolver os problemas presentes. Tá fácil pra você?
O Carro no Classici Tarocchi         A Torre no Classici Tarocchi         O Papa no Classici Tarocchi
[1] O Carro,   [2] A Torre   e   [3] O Papa
Reproduções do clássico 'Tarocco di Carlo Della Rocca' (original de 1835)
Casa 2: O que tende a acontecer nessa situação. Arcano: A Torre.
A casa cai. É preciso se desapegar do que existiu, aceitar a dura realidade e recomeçar do zero. Será que há forças para isso?
Casa 3: Qual o caminho a seguir. Arcano: O Papa.
Pedir ajuda a Deus? Não apenas isso. É preciso reorganizar tudo. Rever documentos, comportamentos e atitudes morais. Legalizar, fazer o que deve ser feito. Essa carta também responde à pergunta que fiz acima: há forças, sim, para recomeçar a vida como deve ser.
A Força no Tarocchi Classici         A Imperatriz no Tarocchi Classici         O Mágico no Tarocchi Classici
[4] A Força,   [5] A Imperatriz   e   [6] O Mágico
Reproduções do clássico 'Tarocco di Carlo Della Rocca' (original de 1835)
Casa 4: Qual o maior obstáculo no caminho? Arcano: A Força.
A situação é muito tensa e propícia a explosões emocionais que só pioram as coisas. Falta autocontrole em todos os sentidos.
Casa 5: Como vencer esse obstáculo? Arcano: A Imperatriz.
Com doçura e autoridade. “Hay que endurecer, pero sin perder la ternura jamás”. É preciso arregaçar as mangas e partir para a ação. Mas, não é para sair por aí que nem maluco, é pra refletir e tomar decisões. Na verdade, já se sabe o que tem de ser feito. E, em horas difíceis, dar e receber carinho e colo é sempre bom.
Casa 6: Qual a qualidade existente nesse momento que deve ser explorada para reverter a situação? Arcano: O Mago.
Parece que a disposição necessária para seguir um caminho novo e recomeçar existe. É preciso olhar para o novo, olhar para os instrumentos que dispõe e buscar novas possibilidades. É bom também usar o poder de persuasão para abrir caminhos.
Casa 7: O Conselho? Arcano: A Lua.
Finalmente, chegamos à casa de conselho (apesar de termos recebido várias orientações nas casas anteriores) e, aí, a coisa se complicou. Arcano: A Lua.
Primeiro, pensei que seria busca de clareza. Mas, uma coisa me incomodou. Aí, eu não estaria pensando no Sol como conselho?
Decidi seguir outro caminho. A fantasia pode ser a chave para o retorno da harmonia familiar. Sonhar mais. Mesmo que o tal objetivo de vida, lá na frente, seja ilusório, faz bem. A imaginação faz bem.
O conselho seria: conversem mais sobre seus sonhos, imaginem-se numa situação ideal, vibrem e acreditem que tudo é possível!
Maluquice? Pode ser.
 
A Lua no Tarocchi Classici
Agora é a vez de vocês se perderem nos meandros desse “jogo” e fazerem a sua interpretação. Eu apenas levantei a bola.
novembro.12
Contato com a autora:
Cláudia Boechat, jornalista e cronista, responde pelo blog
www.champanhecomtorresmo.blogspot.com
Contato por e-mail: taroresponde@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
  Outros exemplos no fórum: Conselhos by Cláudia Boechat  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil