Home page

19 de agosto de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


A complicação de 2016
Cláudia Boechat
Toda hora a gente escuta alguém dizer que 2016 tem sido um ano difícil. Para mim, com certeza. A partir de tantos comentários, resolvi rever os arcanos do ano: Eremita (2+0+1+6=9) e Lua (2+0+16=18). É, os puristas podem resmungar, mas eu faço a conta dos dois jeitos, sim, privilegiando o ano do milênio. E, se quiser ir mais fundo ainda, acrescento Imperador, Louco, Julgamento, Mago, Amantes e Torre. Mas hoje vou ficar nos dois que citei primeiro, os mais marcantes na análise.
O Eremita e a Lua no Picasa Tarot
O Eremita e a Lua no Picasa Tarot
O Eremita nos sinaliza com pouco dinheiro e tudo se desenrolando devagar. É um ano de aprendizado. As dificuldades nos forçam a enxergar nossos limites e nos mostram nossa capacidade de encontrar um caminho com base na experiência obtida com o que já vivemos. Tomamos consciência de que ninguém pode nos ajudar. O auxílio buscado está dentro de nós e é preciso se isolar um pouco e mergulhar em si mesmo para encontrar a luz.
A Lua confunde tudo. Faz a gente ver intriga por toda parte, duvidar de nossa própria capacidade e gera sentimentos de tristeza e angústia. Contudo, ela também aguça nossa percepção, faz com que exercitemos o chamado sexto sentido. Os sonhos nos mandam recados do inconsciente que captou o que deixamos passar. A intuição é uma voz mais constante sussurrando em nosso ouvido.
A Roda da Fortuna e o Sol no Picasa Tarot
A Roda da Fortuna eo Sol no Picasa Tarot
Ano complicado. Ano rico. Ano de evolução. Ok, a duras penas; mas não podemos negar a riqueza do aprendizado. Chegou a hora de começarmos a avaliar o que aprendemos até agora para aproveitar os dois últimos meses com mais tranquilidade interior.
E 2017? O que vai provocar na gente? Voltando às continhas, vamos lá: 2+0+1+7=10 (Roda da Fortuna) e 2+0+17=19 (Sol). Parece bem melhor. A Roda da Fortuna promete surpresas e instabilidade, a gente precisa se adaptar ao constante movimento da vida. O Sol traz a energia da realização. Resumo da ópera, por enquanto: Vamos segurar o tranco esse ano, fazer a lição de casa direitinho e, no ano que vem, estaremos mais sábios para lidar com mudanças rápidas e inesperadas e fazer acontecer. Que venha 2017!

Cláudia Boechat, jornalista e cronista, responde pelo blog
www.tarotclaudia.blogspot.com.br
Contato por e-mail: taroresponde@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores

Edição: CKR – 14/11/2016
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil