Home page

23 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


As lâminas e a magia
Cynthia Domingues
 
As pessoas que são ou foram vítimas de efeitos mágicos em distintos setores de suas vidas, precisam de explicações, sentem a necessidade de obter esclarecimento do "porquê", "quem foi", "o que fez" etc. No tarô encontramos, nos arquétipos da corte, os seguintes indicadores:
Rei de Espadas no Waite Tarot
Rei de Espadas no Waite Tarot
 
Rei de Espadas
O arquétipo da corte, que vibra o elemento Ar, reporta-se ao aspecto racional de um homem que argumenta sobre o efeito operante de algum trabalho mágico. Ele gosta de se esclarecer e obter informações sobre os detalhes do serviço antes de encomendá-lo, pois precisa saber exatamente com o que está lidando. E detalhe: Ele não põe a mão na massa, ele paga para que outra pessoa o faça. Geralmente, quando rodeado de lâminas do naipe de Paus, denuncia sua cumplicidade com alguma questão que envolva um ato mágico.
Normalmente, por si só, ele lida apenas com a coleta de informações obtidas num apanhado de oráculos e consultas com videntes que acabam sendo um "serviço de informantes". Além disso, ele se considera no direito de se intrometer nos assuntos privados de terceiros, tendo permissão ou não.
Na linguagem dele, "Provocou, vai levar".
Quando há, por exemplo, a associação do Rei de Espadas com o Dois de Paus vemos que ele está em posição de aguardar um sinal, mensagem ou situação, para poder dar a voz de comando e autorizar que se faça algo,  pois no Dois de Paus a
pessoa se encontra preparada, com todos os recursos disponíníveis, só aguardando uma decisão para dar o prosseguimento que vai desembocar no Três de Paus, a parceria com o cúmplice.
Rei de Ouros no Waite Tarot
 
Já no caso de termos o Rei de Espadas e o Cinco de Paus, veremos um homem vingativo, intolerante e com força contrária aos interesses do consulente pela disputa de algo ou alguém, pois o Cinco de Paus denuncia magia de ataque, contra-ataque e, não raro, vingança ou retaliação.
Rei de Ouros
Esse arquétipo revela aquele que compra o material e põe a mão na massa, desenvolve o serviço e divulga seu trabalho e seus conhecimentos.
Trata-se de um indivíduo habilitado para a execução do ofício, mas é muito materialista e voltado para as ações de negócios. Como cliente, é o que quer ver resultados realistas para alicerçar sua confiança. Geralmente consegue atingir a eficácia de seu propósito, pois o Rei de Ouros promete a materialização física dos resultados almejados.
Na linguagem dele, "Pagou, levou; e, se deve, vai pagar".
<-- Rei de Ouros no Waite Tarot
Rei de copas no Waite Tarot
Rei de Copas no Waite Tarot
 
Rei de Copas
É o arquétipo do elemento Água, no comando de toda força intuitiva, emocional, sensitiva e clarividente. Ele é dedicado à sua causa e arquiva bem, entre todos os seus registros memoriais, seus afetos e desafetos.
Esse homem sabe lidar com as questões de trabalhos de magia, previsões em oráculos e linhas de entidades para consultas. É aquele a quem se recorre, solicitando proteção e zelo, quando se está lidando com mazelas. Ele "segura" o problema e acaba se envolvendo a ponto de tomar o que acontece com o outro para si mesmo.
Na linguagem dele, "Nada acontece sem a permissão de Deus".
Rei de Paus
Esse é "O cara". É o arquétipo do elemento Fogo, o que, por excelência, lida com magias de todos os tipos: alta, baixa, boa, ruim. Ele pode ou não receber entidades, coloca outros para receberem também, procura consultas com diversos oráculos, entidades de outros médiuns, e tem bagagem de conhecimento em larga escala.
Ele é "pimenta": busca sempre ter qualquer um de seus desejos atendidos por intermédio de efeitos mágicos e ações de espíritos contatados para trabalhos de seu intento pessoal.
O Rei de Paus no Waite Tarot
O Rei de Paus no Waite Tarot
 
Se não consegue o que quer logo de cara, tenta outra vez; se percebe dificuldades, reforça o trabalho e força a barra. Tê-lo como amigo é ter ao seu lado quem compre sua briga. Tê-lo como inimigo só é perigoso se a pessoa estiver fraca psiquicamente, permitindo o acesso dos espíritos vingadores que ele envia a fim de retaliar.
Ele não pensa e nem quer saber se tem uma ordem direta para fazer o que deseja: ele envia a ação de comando, paga, deixando bem claro o que quer (e que vai levar adiante até se tornar uma realidade).
Na linguagem dele, "Se você gosta de alguém, faz um trabalho, e se não gosta, também".
Quando há a associação do Rei de Paus com o Diabo, temos a indicação de um líder da alta magia, mais possivelmente um sacerdote. Já no caso de um Rei de Paus e um Cinco de Ouros, é algo que não o faz tão assustador, devido à possível incompetência, falta de recursos ou ineficácia do serviço feito ou encomendado.
Um Rei de Paus associado ao Cinco de Paus e ao Cinco de Ouros transparece como é lutar uma batalha perdida. No entanto, também se percebe a obstinação de sua força.
Obs.: Os Reis de Paus e de Ouros são capazes de colocar a mão na massa de forma independente, sem precisar de ninguém mais.
A Magia nas cartas do Petit Lenormand
Em primeiro lugar, pergunte ao jogo se existe realmente alguma magia endereçada à sua pessoa. As associações que denunciam esses tipos de fato são:
11. Chicote, no Petit Lenormand
Chicote
 
32. Lua, no Petit Lenormand
Lua
 
36. Cruz, no Petit Lenormand
Cruz
Chicote e Lua: representa operações de magia.
Lua e Cruz: indica pedidos em rituais ou cultos religiosos.
Obs: Lua indica magia do elemento água (emoção) e Chicote revela magia forte do elemento fogo (um querer forte motivado por desejos pessoais).
27. Carta, no Petit Lenormand
Carta
 
5. Árvore, no Petit Lenormand
Árvore
 
9. Ramalhete, no Petit Lenormand
Ramalhete
 
22. Caminhos
Caminhos
Carta e Árvore: Dão indícios de que alguém elaborou uma lista de materiais para comprar e preparar algo que ainda está por vir, porque a árvore representa a extração dos recursos que a pessoa vai precisar para realizar esse determinado trabalho. Se quer saber se será algo bom ou ruim, tire três cartas para definir isso, ou elabore um método em que haja uma casa específica para averiguar os detalhes sobre o que foi solicitado sobre sua pessoa.
Ramalhete e Caminhos: Oferendas, agrados espirituais posto nas ruas.
A lâmina da Serpente tem várias significações nas tiragens:
7. Serpente, no Petit Lenormand
Serpente
 
Personagem: Pessoa de conduta reprovável, desvirtuada.
Linha espiritual: Umbanda, candomblé e wicca. Raja yoga e Kundaline yoga. A Serpente também inclui as nações do candomblé: Gege, Cafras, Bahia, Mina, Gezú, Aruanda, Luanda, Angola, Katimbó, Guiné, Tambor de minas, África e Nagô. Cada uma distinguida através de outras conjunções.
Material usado: Os que são habitualmente usados nessas linhas.
O que foi solicitado: Algo pela amante ou apelo à natureza sexual. A serpente também é entidade de ataque, contra-ataque e autodefesa. Isso quando não se tratar do próprio modo de ser da consulente.
Onde foi feito: Em algum lugar de acesso proibido, próximo às águas de uma rua extensa e pouco habitada. No subsolo ou próximo a ele.
Efeito mágico: Ela induz, manipula e persuade, inserindo na pessoa
uma forte convicção, levando-a a ficar "tinhosa" e a insistir naquilo que o operante da magia pretende obter.
Exemplo 1
Pergunta: Foi feito algum trabalho de magia endereçado a minha pessoa?
6. Nuvens, no Petit Lenormand
Nuvens
 
19. Torre, no Petit Lenormand
Torre
 
12. Coruja, no Petit Lenormand
Coruja
Essas três cartas – Nuvens, Torre e Coruja – dizem que há uma energia liberada diretamente à consulente, por parte de uma pessoa que atua "comendo quieta", "comendo pelas beiradas". Não há indício de magia especificamente apontada, mas se há energia, há uma força no ar liberada por parte de alguém em relação à consulente, com algum desejo. Às vezes, essa energia nos dá um sinal de alerta quanto à presença de alguém que vibra negativo a nosso respeito e não torce a nosso favor. Então, vamos checar isso:
Exemplo 2
Pergunta: Como é essa pessoa?
1. Cavaleiro ou Mensageiro, no Petit Lenormand
Mensageiro
 
4. Casa, no Petit Lenormand
Casa
 
17. Cegonha ou Pássaros, no Petit Lenormand
Pássaros
O personagem – indicado pelo Mensageiro, Casa e Pássaros – é uma pessoa presente no dia a dia, com vida ativa e que provavelmente frequenta a casa do consulente ou algum lugar em comum, tendo contato com algum de seus elos de amizade em particular. Isso se não lhe for muito próximo, por causa do entrosamento entre os pássaros.
11. Chicote, no Petit Lenormand
Chicote
 
13. Criança, no Petit Lenormand
Criança
 
26. Livro, no Petit Lenormand
Livro
Sua linha do trabalho – Chicote, Criança e Livro – diz que ele está se iniciando nessa área de artes mágicas, ainda lidando com coisas leves, já que surge no jogo como um neófito.
26. Livro, no Petit Lenormand
Livro
 
27. Carta, no Petit Lenormand
Carta
 
32. Lua, no Petit Lenormand
Lua
O que foi solicitado: Livro, Carta e Lua. A pessoa anda fuçando muito os oráculos (Livro e Lua) para solicitar informações a respeito do consulente e definir ali mesmo, pelo apanhado de informações, o que vai fazer. Solicita, a princípio, um dossiê sobre o outro.
5. Árvore, no Petit Lenormand
Árvore
 
4. Casa, no Petit Lenormand
Casa
 
36. Cruz, no Petit Lenormand
Cruz
Material usado: Árvore, Casa e Cruz. Se isso for adiante, a pessoa vai adquirir o material e realizar algum trabalho espiritual em local próprio para esses feitos. Mas não é pedido ruim, porque tanto a árvore como a casa e a cruz, dizem respeito à estrutura da pessoa. A árvore é sua estrutura física (ligada à saúde), a casa é sua estrutura familiar (ligada à sua proteção, as pessoas que a apoiam e que tomam suas defesas) e a cruz é sua estrutura espiritual (sua força para se manter de pé, oferecer resistência e fé).
Pelo apanhado desse trio percebo que o trabalho é para uma pessoa que não está muito bem, não só fisicamente, mas também está espiritualmente frágil e precisando de intervenção. E foi o que essa pessoa acima fez, ela interviu na situação. O material usado é o material de fortalecimento, tudo o que se refere ao fortalecimento das defesas e estrutura física e espiritual da pessoa.
14. Raposa, no Petit Lenormand
Raposa
 
36. Cruz, no Petit Lenormand
Cruz
 
26. Livro, no Petit Lenormand
Livro
Onde foi feito? Para isso eu embaralho as cartas novamente para não prender a carta da casa.
A Raposa, a Cruz e o Livro mostram que o trabalho foi ou irá ser feito, dentro da encruzilhada de uma mata fechada ou de pouco acesso. Se for assim, precisa ter ligação com a habilidade conectada às ervas, à natureza.
9. Ramalhete, no Petit Lenormand
Ramalhete
 
4. Casa, no Petit Lenormand
Carta
 
19. Torre, no Petit Lenormand
Torre
Efeito mágico: Ramalhete, Carta, Torre. A pessoa convalesce; o efeito do trabalho traz de volta seu otimismo pela vida e sensação de bem estar. É como uma porta se abrindo novamente com novas possibilidades de recomeço. Ela retoma seu prazer pela vida e bem estar íntimo.
Obs.: Quando uma pessoa faz um trabalho para enviar outro de volta, temos Chicote, Lua e Navio, ou Cegonha, Navio e Chicote, entre outras.
Importante: Recomenda-se responsabilidade total por suas ações, porque todas elas trazem consequências.
Contato com a autora:
Cynthia Domingues - oraculista, dá aulas e consultas
com o baralho Lenormand: www.sites.google.com/site/oraculolenormand
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Revisão: Ivana Mihanovich
Edição: CKR – maio.13
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil