Home page

11 de dezembro de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


Tarot e vidas passadas
Jaime E. Cannes
 
Desvendar vidas passadas pode ser uma distração nada produtiva! Como qualquer outra coisa ou serviço dentro do mundo holístico e espiritual que for encarado de modo leviano. O olhar outras vidas pode ser uma infrutífera viagem em busca de raízes que conectem o inquiridor às civilizações grandiosas do passado ou a títulos de nobreza, heróis quase míticos, ou vidas lendárias.
Ninguém parece interessado em ser povo, nem nesta nem em outras encarnações! Quando isso é levado à sério, entretanto, é possível entender os eventos do presente como sendo uma linha contínua resultante do desenvolvimento da consciência ao longo de muitas vidas.
A Sacerdotisa no Voyager Tarot
A Sacerdotisa no Voyager Tarot
Criado por James Wanless e Ken Knutson (1986)
 
Há pessoas que têm a clara impressão de que os desafios que elas estão vivendo são o resultado de processos kármicos, ou seja, o retorno ou a continuidade de ações de outras encarnações que continuam demandando desafios na presente existência! Essas pessoas costumam me perguntar se é possível fazer isso com o tarot, ou seja, se é possível sondar a influência de outras vidas na vida presente, ao que respondo que sim! Existem algumas leituras que nos permitem avaliar que desafios estão se projetando da memória de outras vidas no conjunto de vivências atuais de uma pessoa!
Sempre resisti muito a este tipo de abordagem, seja para aplicá-la seja para ensiná-la! E tanto que a única vez em que desejei compartilhar esse conhecimento com outras pessoas, somente uma pessoa, minha aluna Alice Silveira, se interessou em aprendê-la. Hoje ela está em Lisboa e continua praticando o sistema de leitura que eu ensinei. O tempo como conhecemos é o fragmento de um tempo contínuo em que o passado, desta e de outras vidas, mistura-se às infinitas possibilidades do futuro.
E tudo isto se encontra num mesmo lugar para todos nós, o presente. Por isso meu trabalho tem sido investigar a fundo o momento presente, avaliar a influência do passado e a semente do futuro que jazem contidos nele, e apontar os caminhos sinalizados pela consciência Superior rumo ao desenvolvimento evolutivo de quem procura o tarot!
Porém, aprendi que para algumas pessoas a percepção da continuidade do tempo é tão mais intensa que olhar para trás e unir sentidos e significados é uma necessidade. E como tudo está acontecendo no “agora” é perfeitamente possível, por intermédio dos símbolos, alongar o olhar para além das fronteiras de um tempo distante que se faz desconhecido, mas que pode guardar inúmeras respostas.
Contato com o autor:
Jaime E. Cannes, professor e consultor de tarô desde 1988,
é astrólogo, numerólogo, mestre e terapeuta Reiki.
www.jaimeecannes.com e www.tarotzenreiki.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
Edição: CKR – 25/03/2014
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil