Home page

16 de julho de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


Madame Wanessa
Denise Fernandes Marsiglia
Estava passando na rua e recebi um folheto:
 
"Quer trazer ou encontrar a pessoa amada? Posso e trago seu amor aos seus pés com garantia e rapidez! Faço e desfaço qualquer tipo de trabalho espiritual. União definitiva de casais. Negócios embaraçados. Doenças espirituais. Desarmonia familiar. Vícios, depressão, angústia. Amor rompido ou não correspondido. Afastar rivais. Filhos problemáticos. Problemas judiciais. Ou algo que te atinja e que não esteja mencionado.
Sessões com Wanessa."
 
Meu caso é tão difícil, Wanessa. Acho que você não entenderia. No meu tarô, sai o Eremita, o arcano 9 que representa o enigma do ser. Eu-mesma não me entendo, começa assim. União definitiva, qualquer coisa definitiva não me atrai. Amo o perene, a sutil diferença, o outono que não se repete, a variação dos latidos da minha cachorra, a palavra nova na boca antiga. Mudo de estação de rádio em busca de outro programa musical. O mago, arcano 1 do tarô, com suas novidades e abertura para o diferente me abençoa.
Madame Wanessa -  Denise Fernandes
Ilustração em www.artofdivination.blogspot.com
A pessoa amada encontro com facilidade, mas tudo que não quero é ela a meus pés, justo nos pés. Poderia pisar na pessoa amada se ela estivesse aos meus pés, sou desastrada, não tenho jeito para a dança. E ainda gosto da pessoa amada erguida, no alto, se possível flutuando. A Imperatriz, o arcano 3, aparece no meu jogo favorecendo as trocas com a pessoa amada, sem submissão.
Negócios são sempre embaraçados do meu ponto de vista, a matéria é viscosa, os contratos têm cláusulas perigosas, a lei anda de braços dados com o poder.
Para doenças, prefiro médicos mesmo, ainda que sejam difíceis. Todos os anos de estudo do médico valem muito para mim. E não sei o que sejam "doenças espirituais". O espiritual não está em Tudo?
Um pouco de desarmonia familiar faz parte da vida, e por incrível que pareça na minha família tem mais harmonia, carinho, trocas que tensão. O arcano 17, a Estrela, com toda sua esperança e amor às crianças inspira minha família.
Com vícios, depressão, angústia, já aprendi a conviver. O arcano 18, a Lua, com todas as suas dificuldades fazem parte da vida. Acho que a poluição me incomoda mais que essa angústia fina que não entendo, ou os dias de depressão em que fico entregue ao meu colchão. Vícios são também prazeres, se eu me livrar de todos os meus vícios, minha vida pode ficar amarga.
Amor rompido ou não correspondido considero algo bom na vida. Sem a ruptura, o que seria do novo despertar? Sem o amor não correspondido, que valor teria o encontro perfeito de almas e corpos?
Essa parte de afastar rivais, não entendi. Afastar pra onde? O mundo é pequeno, pode parecer uma kitnet, o ódio pode atingir até o planeta Marte.
Também sou mais problemática que meus filhos, eles precisam de um pouco de paciência comigo.
Para problemas judiciais sempre pensei que fosse bom consultar um advogado. É mais caro que a consulta com madame Wanessa, mas provavelmente é mais eficaz.
Mas essa parte de "algo que te atinja", me intriga muito. O que não me atinge? Tudo me atinge! Poros abertos, pele fina, sentimentos em alvoroço, cada dia um novo caos, percebo que não sei. Madame Wanessa, meu caso é muito complicado. Seu tratamento espiritual não pode lavar minha alma.
Denise Fernandes Marsiglia - taróloga e astróloga. 
Psicóloga com especialização em psicossomática.
www.facebook.com/denise.fernandessilvamarsiglia
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
Edição: CKR – 28/06/2018
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil