Home page

09 de agosto de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


A Roda do Ano : Previsões Mensais para 2020
Samantha Godoy Collares
Essa tiragem tem como inspiração a tiragem Year Ahead Spread do livro The Wild Unknown Tarot de Kim Krans. Eu fiz pequenas adaptações no adicional de mais uma carta e chamo essa leitura de ‘’A Roda do Ano’’, que tem como objetivo esclarecer e analisar o ano de 2020 mês a mês.
Em um primeiro momento, temos o Ás de Ouros como o arcano que posicionado n o centro da temática geral do ano de 2020. O Ás de Ouros traz a perspectiva de um ano voltado para as questões materiais, principalmente no que concerne ao dinheiro. É o ano de iniciar alguns projetos, de colocá-los em prática, tanto por iniciativa própria quanto por oportunidades oferecidas por outras pessoas. Essas oportunidades ligadas ao trabalho, ao mesmo tempo em que não são fáceis, também trazem a questão de que são oportunidades que exigirão muita dedicação, e talvez se tornem a prioridade da vida daqueles que as recebem.
A Roda do Ano - Previsões mensais para 2020 - Samantha
Tiragem de cartas para 2020
Imagem da Autora
O que quero dizer, é que a questão financeira vai ser a prioridade de 2020, só que voltada para a constituição de uma carreira, os passos que são dados para chegar cada vez mais alto profissionalmente. O ano de 2020 traz o impulso daquilo que julgamos muito parado em 2019.
Interpretações Mensais
Janeiro: Em janeiro, o Ás de Copas nos remete as questões mais emocionais, e bastante internas. Muito provavelmente, já saberemos no início do ano que 2020 será focado na questão material, mas isso não exclui as preocupações com relação ao amor e às relações pessoais – sejam elas quais forem. Janeiro traz a perspectiva do aprofundamento do amor para aqueles que estão em um relacionamento saudável, um conforto e uma cura daquilo que estava errante no relacionamento, ao mesmo tempo, também traz a ânsia de encontrar alguém novo, para os (a) solteiros.
Fevereiro: Continuando com as mesmas questões de janeiro, essa ânsia de encontrar uma renovação no amor pode criar expectativas infundadas. Muita atenção nos pensamentos obsessivos com aquilo que se projeta, mas não condiz com a realidade, porque enquanto há a estagnação vislumbrando como que você queria que as coisas fossem, pode ser que você perca boas oportunidades de sentimentos, que sempre estiveram em sua volta, mas você não percebeu.
Março: Março vai ser o mês em que acontecimentos podem motivar esse impulso financeiro, porque aponta dificuldades passageiras, principalmente dentro do ambiente de trabalho e consequentemente no alcance dos objetivos. O Cinco de Ouros, quando representado no baralho Rider Waite-Smith, ilustra duas pessoas andando em meio a uma nevasca, com muita dificuldade pelo tempo e pela própria condição social. Na vida real, março traz a perspectiva de olharmos para nossas dificuldades financeiras com atenção, nunca menosprezando o tempo que temos e tentando superar as limitações. É interessante que é uma carta de movimento, então março traz a dificuldade que é temporária.
Abril: Em abril, o Quatro de Espadas mostra que é necessário um cuidado com a saúde física. Percebe-se que apesar da dificuldade do mês anterior, há o movimento, mas cuide para que as dificuldades e más notícias que surgirem não abalem o seu foco, onde você quer chegar. A estagnação, o desânimo frente os obstáculos, são comuns, mas não devem ser normalizados porque geram um ciclo vicioso.
Maio: Nesse mês começa o caminho da liberdade, dos riscos, com O Louco. Nele mostra um período mais aberto, em que há a libertação dos medos, a vontade de percorrer caminhos diferentes, os projetos que vão pouco a pouco ganhando movimento, ou seja, saindo do papel, e uma vontade imensa de colocá-los no mundo, com a aspiração do sucesso. Porém, O Louco sempre mostra uma cautela: cuidado ao se jogar em caminhos completamente desconhecidos, zona de conforto é diferente de ter segurança. Arrisque, mas planeje.
Junho: Em aspectos mais espirituais, O Eremita mostra a necessidade de equilibrarmos as questões materiais com os conhecimentos pra além do que já temos. Atividades ao ar livre, o conhecimento esotérico, os estudos no autoconhecimento vão ser necessários, para que se consiga almejar as conquistas com mais equilíbrio com outras áreas da nossa vida.
Julho: O Eremita se transforma no O Mago, mostrando a amplitude dos nossos aprendizados experienciados, e o quanto algumas áreas da nossa vida se interligam com outras. Use todo o conhecimento que você tem nos projetos que quer desenvolver, tome cuidado com aquilo que é exposto, mas não terminado. Atenção para aquilo que foi colocado em prática, mas tem pouca base para ser finalizado de forma correta, são aspectos de cuidado que ainda tem influência de maio, com O Louco.
Agosto: Nessa sequência de Arcanos Maiores, a última carta é O Pendurado, que aponta mais um período forte de reflexão. O ano vai ser bastante agitado frente aos elementos que vamos querer constituir, tais como trabalho, relacionamentos e etc, mas chegará o momento em que a própria vida vai exigir o nosso sacrifício. Mas não é o sacrifício do fim, como é designado ao Pendurado muitas vezes, mas sim quando cedemos o nosso tempo para poder cuidar das nossas verdadeiras prioridades. Por vontade própria, percebemos que muita coisa depende de nós mesmos, e que para conseguir resolver pendências é necessário que se pare e observe. É um mês de estagnação, que diferente do movimento do Cinco de Ouros, traz os riscos da acomodação.
Setembro: Setembro mostra os fantasmas do passado, que assombram um pouco nossa vida, no sentido de tentar atrapalhar o presente que vai ser vivido. Cuidado com a falta de autocuidado, com o desenvolvimento de maus hábitos, com a falta de atenção em relação à saúde psicológica e com deixar com que coisas que já não vão existir mais, te impeçam de realizar os seus planos, mas por puro medo gerado por você mesmo.
Outubro: Em outubro se manifesta, de maneira mais forte, os relacionamentos amorosos. O Ás de Paus é uma carta que remete à sexualidade, e principalmente, a expressão dessa sexualidade. Outubro é  um mês que traz relacionamentos rápidos, porém intensos, que vão fazer com que haja um aprofundamento maior em conhecer o próprio corpo e também em iniciar projetos que podem gerar bons frutos para o futuro.
Novembro: Rumando para o fim do ano de 2020, A Estrela guia o caminho, transbordando muitas emoções e sentimentos, e aplicando esses sentimentos onde é necessário. O mês traz tranquilidade, o fim do ano que virá será de muita satisfação por tudo que desenvolvemos no decorrer dele, fazendo com que nos sintamos passíveis de aproveitar as conquistas.
Dezembro: O Sete de Espadas, no fim de 2020, nos atentará para a questão de nunca procurar o caminho mais fácil em qualquer planejamento. O caminho mais fácil pode ser o mais cômodo, e possivelmente te levará a caminhos nada criativos e novos. Você só estará repetindo o que muitos fazem. Após tantas conquistas e um ano extremamente produtivo, o ano que virá pode se encerrar com muito aprendizado, mas ainda com os processos internos de aprender com aquilo que vivenciamos.
Em resumo, 2020 poderá ser um ano voltado para nossas realizações pessoais, mas a todo momento seremos testados. Mantenha-se firme naquilo que quer e nunca deixe que projeções falem mais alto do que a realização material do que já existe. Um feliz ano novo para todos nós!
Samantha Godoy Collares,
Taróloga e Graduanda em Ciências Sociais pela
Universidade Federal de Pelotas - UFPEL
www.samanthacollares.wixsite.com/taromancia 
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 25/12/2019
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil