Home page

05 de agosto de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


Ferradura para a situação de pandemia no planeta Terra
Patrícia Rosendo
Para fazer a análise geral da pandemia de COVID-19, utilizei o método Ferradura (veja) que nos oferece os seguintes aspectos: o passado, o presente, o futuro próximo, o obstáculo, a postura social, o conselho e por fim, o resultado atrelado ao cumprimento do conselho.
A Ferradura para a pandemia no planeta Terra
Tiragem da Ferradura:
Papa, Carro, Imperatriz, Eremita, Pendurado, Papisa e Roda da Fortuna
Foto da Autora
A interpretação das cartas foi a seguinte:
Guiados pela normatividade estabelecida por poderes institucionais, de base patriarcal, a sociedade vem sendo chamada à Nova Ordem, que para se tornar vigente precisa primeiro desfazer os laços com o dogmatismo institucional que vem regendo o comportamento, a moralidade, os valores e os princípios dos terráqueos.
Estávamos vivendo a contemporaneidade subsidiados pelo pensamento antigo, dogmático, com princípios de segregação social e normatividade obsoleta. Ignorando as demandas de uma reconfiguração nas formas de interação com o planeta e entre os terrenos: seguimos obedientes às normas que não mais condizem com o tempo atual. Vivíamos o século XXI sob a óptica do século XIII.
Hoje, porém, estamos todos – sociedade civil, classe política, sistema econômico etc. – unidos com um único objetivo: vencer um inimigo em comum, o vírus. Nosso foco agora é unificado e estamos em postura de combate, vivenciando uma crise global, a guerra em favor da vida, da saúde de todos, sem distinção. Somos aliados em um grande batalhão comandado por um líder em comum, que dita as estratégias: a OMS – Organização Mundial da Saúde, o conhecimento científico.
Com a consciência de que a saúde é direito de todos, estamos unidos em tropa para a batalha por nossas vidas. E isto, por si só, é a riqueza deste momento. Batalhando com as armas certas, com foco unificado, obedecendo às estratégias postas, conseguiremos resgatar o comando de nossas vidas e instaurar um Poder mais harmonizado com a Terra, com a Natureza, humanizado, reconhecendo os frutos gerados pela morte, pela dor, mas também pela união e cooperação. A saída de um comando paternalista para uma cooperatividade maternal.
A humanidade, porém, ainda resiste ao processo de isolamento e isto é hoje nosso maior obstáculo: sair do convívio social e ir para o convívio íntimo. Ficar confinados em nossos lares. Entretanto, podemos observar que a humanidade compreendeu a necessidade de sacrificar-se em prol de um bem maior, fazendo o que deve ser feito, desenvolvendo uma nova perspectiva a respeito si mesmo, o mundo, a vida. Podemos dizer que a humanidade está resignada com tal sacrifício: abrir mão do desejo individual para cumprir a missão maior, proteger vidas.
O conselho que o Tarô nos dá é o mesmo que a OMS e a comunidade científica nos pede: fiquemos em casa. Mas não passemos por este momento em vão. Isolem-se, todavia reflitam durante este confinamento. Não há outra coisa a ser feita a não ser voltar-se para o mundo interior, a vida íntima, reclusa e pacata. Não obstante, não é momento para ociosidade nem reclamações, mas sim para refletir a respeito do que estamos todos vivenciando a nível global. Enfrentem o medo da solidão ficando sozinhos, ou em companhia daqueles mais próximos. Aproveite para se aproximar, para se revelar, para se conectar a si mesmo e à voz misteriosa que cala aos ouvidos daqueles que não se permitem ficar a sós. Elucubrem os acontecimentos recentes da vida pessoal mas, acima de tudo, da vida coletiva, das relações estabelecidas e das dores vividas. O recolhimento pede reflexão.
Seguindo o comando de recolhimento reflexivo social, será possível a implementação da Nova Ordem Social que desponta no horizonte. Uma transformação impactante da vida como a conhecemos. Não poderemos ter a noção exata de como será esta nova forma de viver a não ser depois de decorrido todo o processo de mudança pelo o qual estamos passando com resignação, cooperação, união e reflexão.
Uma revolução está a caminho e é motivada pelo o amor à vida, ao próximo. Estamos vivenciando a virada para uma nova Era, a reviravolta que a Terra está nos forçando a realizar. Tem muita coisa em jogo, porém estamos nos esforçando para realizar o que precisa ser realizado: a mudança. E não quereremos mais a vida como ela era, mas agora a vida daqui para frente. Avante, soldados!
Patrícia Rosendo
faz análise e aconselhamento presenciais e on-line: 
www.patriciarosendo.wordpress.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 10/04/2020
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil