Home page

05 de agosto de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


Nenhum de nós será o mesmo depois da quarentena
Prem Mangla
Cada um em sua individualidade terá novas experiências, que serão contadas em prosa, verso e música.
Nós nos percebemos por outro angulo, estamos convivendo integralmente com nossas famílias e companheiros(as), como também há os que estão sozinhos em casa por varias razões. A solidariedade e a confiança se espalham no ar junto as correntes de orações.
Nenhum de nós será o mesmo depois da quarentena
Carta do Osho Zen Tarot
Estamos trabalhando em casa e interagindo profissionalmente com nossos clientes, porém estamos nos conhecendo na intimidade de nossas casas, de nossas câmeras, mostrando detalhes que antes ninguém sonhava em saber:  tipo a cor da cortina ou se tem passarinhos cantando lá fora; se há organização ou bagunça de cada lar, sem falar que a solidariedade está presente nas mais formais das reuniões. Quem já não interrompeu reunião online para responder ao filho(a) ou ao parente e, quando o interfone toca, perde-se um minutinho também.
Estamos aprendendo a flexibilizar. Dentro de casa as diferenças antes ignoradas estão sendo ou pedindo para ser administradas nas longas horas de convivência entre os cônjuges ou parentes. Para quem nunca quis enfrentar a hora, se precisar os psicólogos também estão online graças a Deus.
De repente nossas formalidades estão se ressignificando. De repente passou a existir um minuto para se preocupar com o atendente do banco e perguntar se a sala está cheia ou estão com jornadas reduzidas para não aglomerar. Não havia tempo ou não se sabia como fazer, porém estamos frágeis pelo mesmo motivo, isso nos irmana com o próximo.
Essa sempre foi a lição de Deus: amar ao próximo como a si mesmo. Nossa perspectiva de tempo está muito diferente:  com a sensação de estarmos num grande navio deslizando pelo oceano, já  não temos pressa. Quando trocamos horário de compromissos agendados online estamos aprendendo a não frustrar e, sim, aproveitar e relaxar em casa mesmo. Afinal, antes caíamos exaustos na cama e nem percebíamos o aconchego de lençol limpo.
Ressignificar é o grande mantra desses dias: estamos reaprendendo conceitos básicos esquecidos e a urgência do momento nos reensina a lavar as mãos e a respeitar o coleguinha. Voltamos ao jardim de infância, seja qual for a idade. Nunca é tarde para novos aprendizados.
Prem Mangla (Monique Grinspan)
atende e ministra cursos de taro em todo o Brasil e no 
Osho Resort de Meditação: www.premmangla.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
Edição: CKR – 20/04/2020
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil