Home page

15 de dezembro de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


2019: um ano para ser vivido plenamente
Kelma Maziero
Durante muito tempo segui à risca as previsões anuais e, inclusive, escrevi a respeito. Para mim funcionava como uma bússola, um tom, um pano de fundo para as fases futuras. Com o passar do tempo, assim como grande parte das práticas profissionais que outrora praticava, comecei a rever esse conceito. Chego, então, ao tempo atual respeitando todas as previsões e possibilidades, contudo, não mais tentando encaixar 365 dias numa única representação simbólica. A meu ver, a parte boa de ganhar idade é poder mudar com ela.
Desse modo, escrever sobre 2019 se torna um grande desafio. Como falar sobre o próximo ano sem contê-lo num único aspecto ou possibilidade? Foi então que tive uma percepção: escrever sobre 2019 lançando mão de elementos simbólicos mediante tempos tão imprecisos. Afinal, verdade seja dita, 2018 não foi nada fácil e vamos para o próximo ano com um clima de ressaca. Aqui, então, o tarô pode ajudar – e muito – apresentando possibilidades comportamentais a serem adotadas, inspiradas nos arcanos. Não quero  e nem vou definir um número ou uma carta ou um símbolo para o ano. Ao contrário, quero aqui extrair das cartas seus mais variados conselhos para olhar 2019 com a sensação de que, ainda que reticentes, tenhamos ferramentas à mão.
A vida nunca foi fácil, logo, não adianta a gente ficar esperando que as coisas melhorem e tudo fique como num filme com final feliz, isso só aumenta a ansiedade e – consequentemente – a frustração. A demanda cada vez mais exigente pela felicidade 24h por dia, 7 dias por semana, amplia nosso conceito de fracasso. A teologia da prosperidade e do empreendedorismo nos dá uma onipotência que, na prática, é impossível de tentar sustentar. Eis um dos motivos pelos quais a vida parece um pouco mais complexa ultimamente. Mas não vamos nos iludir, viver nunca foi fácil e a coragem de enfrentar essa mesma vida exige da gente suportar um constante estado de vulnerabilidade, que não é muito bem recebido pelas redes sociais e pelos pregadores da ideologia “só pare quando estiver morto”.
2019: um ano para ser vivido plenamente - cartas 1 a 5
Mago, Sacerdotiza, Imperatriz, Imperador e Hierofante
Cartas do Cosmic Tarot
Adentramos, portanto, 2019 com mais dúvidas do que respostas. A menos que nos sirvam as frases de efeito para que conquistemos o impossível usando de uma liderança que não sabemos ao certo de onde arrancar. Os resultados líquidos e as fórmulas voláteis de sucesso se fazem pouco realistas. E são, de fato, difíceis de sustentar. Logo, olhar para o próximo ano com o propósito de sermos quem somos pode ser um grande desafio e simultaneamente um bálsamo possível. Podemos contar com quem nos tornamos e devemos, sim, aceitar a genuinidade de nossa existência. “Lá fora” o mundo anda selvagem. Vamos tentar usar na vida o que aprendemos e ensinamos através dos símbolos das cartas de tarô.
Que nosso 2019 possa contar com o Mago, começando sem garantias, mas justamente por isso se tornando uma tela em branco a ser pintada. E que, com o a capacidade da Papisa possamos elaborar essa pintura, sem pressa nos detalhes, mesclando entre os mistérios que às vezes não conseguimos desvendar e as situações que demandam silêncio observador. A comunicação da Imperatriz, mais do que nunca, sugere atenção e versatilidade, assim saberemos (e assumiremos sem medo) nossos limites definidos com o Imperador. Sermos leais ao que nos tornamos, como assim seria o Papa, para enxergarmos a responsabilidade de cada escolha que os Enamorados vierem a nos apresentar.
2019: um ano para ser vivido plenamente - cartas 6 a 10
Namorados, Carro, Jusatiça, Eremita e Roda da Fortuna
Cartas do Cosmic Tarot
Determinados, como o Carro, mas nem tão obcecados para ignorarmos a cautela (já avisaria a Justiça), poderemos seguir com o Eremita num ritmo peculiar a cada um de nós. Sem se ocupar demais com os outros, mas ocupados com nossa própria jornada, pois só esse amadurecimento nos permitirá viver as transições e as reviravoltas da Roda da vida aceitando a todos como são. Assim, administrando e manejando a realidade teremos a Força como aliada e não como um enigma.
E então, nos momentos de sacrifício, o Pendurado poderá mostrar que a inação é sim um caminho por vezes necessário. Ali, refletimos e nos preparamos para os cortes essenciais que nos darão energia para aparar arestas, evitando seguir adiante numa fantasia dolorosa.
2019: um ano para ser vivido plenamente - cartas 11 a 16
Força, Pendurado, Morte, Temperança, Diabo e Torre
Cartas do Cosmic Tarot
Nem tudo estará em nossas mãos, para isso a Temperança ensinará a esperar e aprender com o tempo dos outros e com o tempo das situações. Mas nem só de lições e desafios se fará o próximo ano. O Diabo lá estará para nos lembrar que nossas vontades são importantes e que são elas que nos levam além, mesmo que nem tudo aconteça como anteriormente ambicionado, avisa a Torre. Ainda assim, as restrições não nos definirão e a Estrela se fará ativa para nos dar fôlego, num profundo respirar de resiliência. Se a gente vê sentido em algo é sinal de que ali há algo em que acreditamos.
A Lua nos relembrará que os dias nebulosos fazem parte do cenário, e fazem mesmo, pois o dilema entre o que a gente quer e o que a vida pode de fato nos oferecer não se decifra num único instante. Estar consciente disso é estar com o Sol ao nosso favor, iluminando os pontos escuros dos momentos imprecisos. Assim, transcendemos e superamos o que já passou com o Julgamento, buscando viver o que nos for permitido.
2019: um ano para ser vivido plenamente - cartas 17 a 22
Temperança, Lua, Sol, Julgamento, Mundo e Louco
Cartas do Cosmic Tarot
É dessa forma que o Mundo ganha espaço e nos leva ao viver pleno. Não um viver perfeito, onde tudo deve estar no lugar pré-determinado, mas um viver possível em que nosso maior intuito é incorporarmos quem nos tornamos e simplesmente existirmos. Sermos. Nesses flashes de plenitude só o Louco abre espaço para a gente possa rir da gente mesmo, tirando um dia de folga para o prazer.
Porque a vida é de fato uma jornada que não termina até que a gente não possa mais ver, em cada experiência uma chance de encontrarmos com quem realmente somos e nos saciarmos com isso. E isso não será diferente em 2019. O próprio tarô nos comprova, imageticamente, que mudam os tempos mas o ser humano segue quase sempre o mesmo, em suas conquistas, seus medos, seus dilemas e seus afetos.
Que venha 2019, e que nele todos os arcanos se misturem, se alternem e se apresentem como numa dança de possibilidades. Que seja um ano rico (e não apenas de riqueza) para todos nós.
Um forte abraço a todos os amigos e amigas do Clube do Tarô.
Kelma Mazziero: www.kelmamazziero.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 4/12/2018
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil