Home page

10 de julho de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


  FÓRUM / CRÔNICAS DA TORRE DE BABEL / O trabalho espiritual < voltar  
O trabalho espiritual
Rui Sá Silva Barros

Desde o início destas crônicas, tenho recomendado a prática de trabalho espiritual. Há muitas razões para isto, eis algumas delas:
– Numa Manifestação Divina, o mundo espiritual é o primeiro a aparecer e o último a ser absorvido. Não é um lugar, é um estado atemporal, universal e contém todas as possibilidades do ciclo. Na constituição de um ser humano entram três elementos oriundos deste mundo: Atma, a fagulha divina; Prakriti, a substância universal diferenciada em três gunas (rajas, tamas e sattwa); e Budhi, a sabedoria divina. No início do ciclo o centro de gravidade está aí, na segunda etapa desce ao Ahamkara (senso de individualidade), na terceira desce ao intelecto e na última etapa o centro se desloca para as emoções e sensações. O trio espiritual continua presente apesar de obscurecido.

Em qualquer atividade humana quanto maiores forem os obstáculos e adversidades, mais são necessários atenção e discernimento. A vida humana, neste final de ciclo (kali yuga),  – é estimulada freneticamente por choques diários, atividade sem finalidade, pesquisas supérfluas. Tudo está organizado para a dispersão ou concentração obsessiva, o mundo sensorial reclama todas as atenções. Sem um trabalho espiritual é fácil ser arrastado pelo caos reinante e cair no desespero das apreensões, dúvidas e indignações. Qualquer trabalho realizado nestas condições tem grande mérito.

– O trabalho iniciado no mundo sensorial pode ser continuado e concluído no mundo intermediário (psíquico), o que é uma ótima notícia. Os gregos tinham ainda certa noção disto, a palavra metempsicose descreve perfeitamente o fenômeno. No século XIX, a ignorância e o esquecimento eram tais que eles imaginaram que o termo tivesse qualquer coisa relacionada à reencarnação, o que é um equívoco total. Metempsicose refere-se à liquidação dos sete elementos anímicos (ahamkara, manas e os cinco tanmatras) que entram em nossa composição.

Na Manifestação não existe nada tão verdadeiro, belo e bom quanto o mundo espiritual, o que é suficiente para buscá-lo com todas as forças.

<--  A dança de Shiva

Praticar artes mânticas, ter talentos parapsicológicos ou o dom de cura, exercitar magia cerimonial, conversar com mortos ou Ets, podem ser coisas úteis, nem por isso são  espirituais. Um vidente hábil pode ser uma pessoa tagarela, muquirana e ciumenta. O trabalho espiritual transforma as bases do ser, durante o transcorrer do trabalho podem surgir fenômenos e talentos, mas não são o alvo, e podem até se transformar num novo obstáculo.

Um grupo é essencial, todos se ajudam e compartilham conquistas, um grupo derivado das religiões tradicionais é melhor, mais estável e seguro. Atualmente, no Brasil, é possível encontrar hindus, tibetanos, chineses, japoneses, judeus, sufis islâmicos, e praticar com gente qualificada; além dos tradicionais grupos cristãos e afros. Se você está num grupo há algum tempo e sente que o trabalho não anda, a astrologia pode ajudar. Ela nada tem a dizer sobre a essência espiritual de uma pessoa, mas pode indicar o melhor caminho de acordo com as características e possibilidades de um mapa de nascimento. A astrologia judaica tem um sistema de horas propícias para certas meditações.

Se você está sozinho, procure um grupo e enquanto procura pode praticar duas sugestões sem qualquer perigo:

OBSERVAÇÃO – Não tente reprimir medo, raiva, ciúme, inveja e seus derivados, isto só aumentará a força destas emoções, mas procure controlar a manifestação. Compreenda que elas são reações a uma avaliação de impotência: “não consigo lidar com isto!”. Observe como a emergência de uma emoção se transforma num centro magnético: ela passa a convocar todos os argumentos e ofensas passadas para reforçar sua existência no presente. É preciso cortar estas associações e esperar a maré emocional passar. Com o tempo você descobrirá, surpreso, que não é tão impotente quanto pensava.

CONCENTRAÇÃO – Escolha um objeto sagrado não familiar e dedique a ele 2 minutos de atençãoexclusiva. Não se desespere, em menos de um minuto você vai lembrar que não pagou uma conta ou que se esqueceu de fazer alguma coisa. Não controlamos o fluxo mental, pensamentos, se carregados de emoção e desejos, podem ser extraordinariamente teimosos; nós os expulsamos, mas eles voltam rapidamente. Resolva o problema e volte à concentração. Um objeto muito familiar pode transformar a prática num hábito mecânico. Se você é ativo e precisa de movimento, dance, mas dance mesmo com a exclusão de tudo mais. Reflexão é coisa útil e necessária, mas é atividade intelectual que pesa e avalia, a concentração é outra coisa. É difícil, mas não desanime, pois é essencial. Quando você estabilizar a prática notará que está mais lúcido e atento que antes e seu discernimento mais afiado.

Vitral da catedral de Chartres (França)  -->

TENHA PACIÊNCIA! – No início você se esquecerá de observar e se concentrar, parece que tudo conjura contra o objetivo: acidentes e imprevistos acontecem a toda hora. Não comece a se culpar ou a reforçar ideias de fracasso, este é o caminho para o sono mais completo.

E existe a GRAÇA, um fluxo contínuo de bênçãos que descem do mundo espiritual e de vez em quando operam aquilo que chamamos de milagre. Há, entre os seres humanos, uma minoria de pessoas, com uma bondade inata e profunda, que harmoniza tudo ao redor, é um grande privilégio viver ao lado delas. São presentes do céu, demonstração das grandes possibilidades que os seres humanos carregam. Para elas todos os argumentos acima são desnecessários, pois elas têm um conhecimento inato do mundo espiritual. Os argumentos são desnecessários também para os que já tiveram uma experiência de quase-morte ou consciência extracorpórea.

Pessoas com preocupações espirituais são tidas como ingênuas para as questões da vida humana. Nada mais falso, elas estão na vida e podem e devem ser argutas, distinguindo com clareza os modernos cantos de sereias e recusando a hipnose reinante: as ciências experimentais têm um papel a desempenhar na história humana, mas são completamente impotentes na pesquisa dos mundos suprassensíveis. Os aparelhos criados pela tecnologia são úteis, mas não nos ajudarão a controlar emoções e obter concentração, muito ao contrário. Um contato com o mundo espiritual é ir além do âmbito humano e perceber que o ser humano é maior do que se imagina, e também bem menor, uma das inumeráveis formas existentes na Criação.

O tema é vastíssimo, mas como introdução para iniciantes já é suficiente. O leitor que quiser ir adiante pode consultar com proveito a valiosa obra de Guénon, “O Homem e seu devir segundo o Vedanta”, (IRGET) onde encontrará uma detalhada exposição da constituição humana e dos caminhos póstumos. Depois disso pode procurar os textos do Vishnu Purana e do Brahma Sutra, em inglês confiável , na internet. O tema dos dois caminhos póstumos pode ser verificado no Livro do sair à luz, o livro egípcio dos mortos, a maioria segue para os jardins dos sicômoros e uma minoria segue para a barca de Rá, deus solar.

O MUNDO CONTINUA A GIRAR
– Os rumores sobre dificuldades dos bancos europeus eram verdadeiros. Os americanos andam tão preocupados com isto que despacharam Geithner para uma reunião na Polônia, Bancos Centrais ofereceram linhas de crédito em dólares, o mercado interbancário está travado e o mercado secundário de títulos anda esquisito. Tudo isso porque os alemães relutam em aceitar os eurobônus ou um aumento no Fundo de Estabilidade, parece que ainda não se deram conta de que a ruína do euro atingiria a economia alemã em cheio. Estão dançando na beira do abismo, basta um problema com um grande banco e ocorrerá uma grande confusão, com mais sofrimento à vista para todo mundo. Vamos ver se a entrada do Sol e Vênus em Libra pode trazer mais sensatez nestas negociações. Todos têm responsabilidade no nível do endividamento, inclusive os credores que emprestaram irresponsavelmente nos anos loucos (2002/07). Agora é sentar e renegociar tudo, com distribuição de perdas pra todos. Saturno em Libra leva a esta direção, mas Plutão e Urano promovem uma queda-de-braço que só pode terminar mal.


Um templo moderno: bolsa em Londres.

Ainda há uma chance para a negociação, o assunto estará na pauta da reunião anual do Banco Mundial e FMI agora, no final de setembro. Cogitam uma ajuda dos BRICs e outros países com grandes reservas para os europeus encalacrados. Isto é útil, mas ainda não é suficiente: eles precisam de um impulso produtivo, se especializar na produção de algo necessário na economia mundial. O mesmo vale para os países árabes não produtores de óleo e gás.

O LEAP
é um grupo francês que fornece análises econômicas e geopolíticas. Ele previu corretamente o estouro das subprimes e a data do estouro da crise bancária em 2008. A partir de então erraram feio prevendo uma catástrofe nos EUA e o euro batendo na casa de 1,70 dólar (anda por volta de 1,40). Agora vaticinam um quarto trimestre de colapso. O que deu errado? O grupo tem uma plataforma política: aprofundamento da união europeia e aliança com os russos. Este projeto obscureceu a análise, os problemas da eurozona foram claramente subestimados. Ainda assim vale a pena ler seu boletim, há um sumário disponível na internet. O grupo tem razão, a economia americana tem graves problemas estruturais, mas ele não levou em conta a força político-militar que ainda assegura credores externos importantes. Num caso destes vê-se a grande utilidade da astrologia, o saber do ritmo temporal: a crise tem andamentos variados, ora agudiza, ora distende. Em agosto esteve prestíssimo, em setembro estava andante.

MUNDO ÁRABE
– O Conselho de Transição na Líbia tomou Trípoli, os franceses correram para desbancar Berlusconi e a ENI; Gaddafi está como a Conceição (ninguém sabe, ninguém viu) e os fundos bloqueados serão devolvidos a conta-gotas desde que os líbios se comportem. Depois de dois mil mortos em seis meses, os sírios continuam a atazanar Assad e o Baath, agora até nos subúrbios de Damasco. O aperto econômico é contínuo, com turismo parado e grandes despesas estatais para manter lealdades. Qualquer que seja o desenlace disto o regime não voltará ao status quo ante. No Egito, a ditadura militar arranjou outro tema para prolongar sua permanência no poder: Israel. O assalto à embaixada israelense serve maravilhosamente para reprimir a multidão e ao mesmo tempo para adulá-la com medidas retóricas e irrelevantes contra o estado judeu. A eleição do Parlamento está marcada para novembro, o partido de Mubarak está recomposto com outro nome e muito dinheiro das monarquias petrolíferas, a Irmandade Mulçumana só concorrerá à metade dos cargos. A votação na ONU para o reconhecimento do estado palestino não deve alterar nada na região, mas deixa Israel cada vez mais isolado. Isto envolve apenas a Cisjordânia, os palestinos em Gaza, Jordânia, Síria e Líbano que se virem. Vozes, aqui e acolá, propõem a evacuação dos palestinos para a Jordânia, onde são maioria. Isto dispensa comentários, é demoníaco. Vai haver barulho no chatô.

PINDORAMA
– Continua o circo geral e irrestrito. A correção monetária foi criada para proteger rendimentos em épocas de inflação alta. Os pais do Real “se esqueceram” de aboli-la e até extenderam-na aos serviços públicos recém-privatizados, para torná-los atraentes aos investidores. A indexação agora atormenta, realimentando a inflação, e o governo dos trabalhadores não tem coragem de extinguí-la. A Selic é o programa de renda mínima para o sistema financeiro e os rentistas, parte dos títulos do governo federal é indexada, o que atrapalha sobremodo a gestão da dívida pública interna, baixa para os padrões internacionais. Daí a grita de banqueiros, corretores e jornalistas contra o recente corte de 0,5%. O volume da dívida é perfeitamente manejável, o problema são os prazos curtos, o que facilita a chantagem dos financistas. Quando é que o governo vai ter coragem de civilizar a bagunça? O gasto com os juros anuais é a maior despesa do orçamento, superando em 15 vezes a Bolsa Família. O governo se cala e paga o que querem, os credores nem precisam se manifestar, eles pagam alguns escribas semiletrados para repetir diariamente: o governo precisa cortar despesas. É a comédia brasileira a todo vapor.

EUA – O plano de criação de empregos chegou tarde e pequeno, já está sendo estraçalhado no Congresso. Desponta na corrida presidencial o governador do Texas, ele acredita que a Terra é quadrada, que tem uns poucos milênios de existência e que o aquecimento global é invenção de malucos maldosos. Recentemente convocou uma oração grupal para fazer chover no Texas que passa por uma seca enorme, sem sucesso. Talvez os americanos precisem de um presidente destes para levar a loucura ao auge, depois do que, gozem de alguma sanidade. Obama tomou coragem e mandou um projeto ao Congresso elevando o imposto de milionários, os republicanos que recusem e arquem com a consequência política.
Rick Perry, rezando pela chuva.

Na comemoração dos 10 anos do ataque de 11/09, muitas solenidades, mesas-redondas, debates e artigos. Bin Laden conseguiu acabar com as manifestações contra a globalização e açular um movimento islamofóbico; isto parece coisa de agente duplo. Devagar, os chineses estão comprando New York, enquanto isso eu espero ansioso a nova temporada com o Dr. Sheldon Cooper, o maior “filósofo americano” vivo, o Homem do futuro, um Messias para a era de Aquário.

E muitas outras loucuras estão em curso, mas a amostra é suficiente para dar vertigem.
Na próxima crônica a música e sua relação com o trabalho espiritual. Agora que sou sexagenário posso tomar algumas liberdades.

Ló tira mipáchad Laila... Ioshev besséter Elion, betsel Shadai yit’lonan.

Não temas o terror noturno… Quem habita na morada do Altísssimo, está sempre sob Sua proteção.
(Salmo 91)

 
22/09/2011 15:12:47

Comentários

Clarisse - 23/09/2011 22:18:36
Muito interessante...esse final foi o melhor! Fez uma conexão...eu entendi. Parece q vc fala de muitas coisas diferentes para chegar a uma conclusão, de que não há nada separado, independente, sem relação, nesse universo.

Rui Sá Silva Barros - 24/09/2011 10:52:55
Olá Clarisse:
Eu estava devendo uma exposição sobre a questão do trabalho espiritual, insisto nisto há dois anos. O tema tem relação com a crise da civilização industrial/iluminista que venho tratando nestas crônicas. A segunda parte trata dos processos recentes em curso, mês de setembro. O que ocorre simultaneamente está relacionado sim, sutilmente relacionado, não fosse o caso a Astrologia não teria razão de ser: o ingresso de Vênus e o Sol em Libra provoca impactos totalmente diferenciados em cada país ou aspecto da realidade, mas todos os eventos brotam de uma mesma matriz sideral. Aceite um abraço fraterno. Rui.

ana cO - 26/09/2011 07:14:28
LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS…Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre E de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que E venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele E não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoárá e sua vida não será mais a mesma. Viva o amor!

Rui Sá Silva Barros - 26/09/2011 09:42:50
Cara Ana:
A oração pedindo saúde, emprego, amor, etc,é legítima e praticada em todas as religiões, e no entanto não é trabalho espiritual no sentido desenvolvido no artigo. Esta confusão não é sua, está generalizada desde o século XIX. Uma maneira simples e didática de distinguir o espiritual e o psíquico é pensar na diferença entre o profeta e o vidente, o primeiro é universal e coletivo, sempre se dirige ao povo, o vidente atende pessoas com seus problemas. Quando lidamos com desejo, esperança e temor estamos no âmbito do psiquismo humano, para ascender ao espiritual precisamos criar silêncio e um vazio para que o espiritual se manifeste.
Observe que manas (a mente) é composta por distintos sistemas: cognitivo (análise, síntese,cálculo, memória abstrata, imaginação), afetivo (emoções sentimentos, estados de ânimo) e percepção sensorial. Regra geral estes elementos entram em conflito e contradição: o sujeito pensa uma coisa, sente outra e faz um terceira.
Em Buddhi, a sabedoria divina, não há nenhum conflito e o saber é imediato. Todo ser humano experimenta durante a vida por três vezes, momentos de lucidez e plenitude excepcionais, que ultrapassam de longe nos habituais estados psíquicos, repletos de hábitos e dúvidas. Sem souber cultivá-los e mantê-los vivos na memória já iniciou este esforço que chamo trabalho espiritual. Meus amigos judeus cabalistas me convenceram que devemos participar do Tikun, a obra para a plena restituição da pureza original. A humanidade tem um grande papel a cumprir, no momento se dedica a consultar anjos sobre qual celular deve comprar. Esta queda é passageira, embora seja assustadora. Aceite um abraço fraterno. rui.

Renato - 27/09/2011 23:31:59
Prezado Rui, tb fui assinante da LEAP de 2008 a 2010 e o que me desistimulou a leitura mensal de seus textos nao era as previsoes economicas mas sim a falta de timing deles. Se nao me engano chegaram a cotar entre 2,00 a 2,40 a paridade do eur/usd e tb uma guerra civil nos EUA. Nao descarto esta derradeira possibilidade mas o timing deles é muito impreciso e tb deu para perceber, que tinha algunm fundamento politico-partidario por trás de tais previsoes. Eles sempre se mostraram muito anti-americanos e bastantes pro-europeus....agora apos ler seu texto ficou bem mais claro de qual grupo de trata e o pq de tanta previsao naquele tom ! Vc sugere algum outro informativo,neste nivel , porem com mais acuidade ? abs e até breve !

Rui Sá Silva Barros - 28/09/2011 14:37:36
Olá Renato:
Ainda leio o sumário no site, sempre tem alguma observação útil e gráficos reveladores. Os relatórios e estatísticas do FMI, BIS e IIF são fundamentais apesar do atraso semestral. Acompanhar economia virou trabalho de garimpeiro, tantos são os boatos, rumores e fragmentos de informações, o jornalismo econômico entregou os pontos e repete a ladainha ortodoxa que faz água. No site do Counterpunch e Cadtm (belga)encontramos alguns artigos úteis, a Carta Maior traduz alguns artigos com dados e análises interessantes. Para se guiar no labirinto melhor é ter uma boa ideia da história econômica dos últimos 50 anos, na bibliografia de "A era dos extremos " de Hobsbawm vc encontrará muita coisa útil. Robert Kurz é importante para compreender o impacto da automação e informatização na economia mundial e suas consequências.
E não perder de vista que o real é a política econômica, um jogo de ´poder. Não é nada neutro mexer nas taxas de juros, câmbio, regime tributário, isenções fiscais. Isto não é ciência, é relação de força mesmo, uns ganham outros perdem. Para a ascensão do capitalismo financeiro, Paul Sweezy continua fundamental.
A astrologia é muito útil para acompanhar o timing e a queda de braço que vemos hoje na Europa é claramente traduzida pela quadratura Plutão/Urano. A recente virada no câmbio aqui foi assinalada pela retrogradação de Júpiter, descontado um matiz especulativo presente na rapidez do movimento. Em suma, queimar as pestanas cotejando informações e análises. Abraços, rui.

Abelard Gregorian - 01/10/2011 21:56:03
Rui, você indica diferenças entre o plano espiritual e a paranormalidade, mas pelo que vejo por aí a confusão é muito grande. Você teria como dar mais alguns toques para clarear mais a diferença entre uma coisa e outra?

Rui Sá Silva Barros - 02/10/2011 11:59:26
Olá Abelard:
De fato, há uma grande confusão. O termo trabalho espiritual é usualmente empregado para designar magia cerimonial (amarrações e descarregos), mas é um fenômeno do mundo anímico do âmbito humano.Escrevi que um vidente hábil pode ser um tagarela, etc. No mundo espiritual isto é impossível, pois nestes seres pensar, sentir, querer e agir são uma coisa só. Para nós é muito difícil imaginar! No mundo intermediário anímico tudo está polarizado, multiplicado e dividido em funções que podem entrar em conflito. Daí as confusões que observamos: o que uma pessoa apresenta como premonição, muitas vezes é apenas desejo ou medo. A telepatia não funciona quando a gente quer, mas quando acontece por meios que ignoramos hoje. Toda esta gama de fenômenos anímicos e humanos pode ser útil e ajudar a minorar o sofrimento dos semelhantes. O saber do mundo anímico é fragmentário e incerto, o do espiritual é instantâneo e completo. O bom senso da humanidade reconhece a hierarqui e preserva as pessoas espirituais (fundadores de religião, profetas, gurus, santos, etc.) e relega a notas de rodapé os magos, videntes e outros. Com a confusão imperante no mundo moderno tais distinções se esfumaçam. É preciso lembrar que um intelectual que escreva sobre escrituras sagradas pode ser apenas um erudito rato de biblioteca. O assunto é complexo, vamos esmiuçando devagar. Abraços, rui.

Michelle - 04/10/2011 14:13:40
Muito bacana a análise....são sempre ótimas!
Parabéns

Rui Sá Silva Barros - 05/10/2011 14:00:09
Olá Michelle:
Muito gentil! Da próxima vez não se acanhe, acrescente, perguntem dê uns pitacos.Um abraço fraterno. Rui.
Aproveito o espaço para uma observação: O Sol em libra se dirige a Saturno, uma boa oportunidade para os dirigentes europeus agirem sensatamente.
Os americanos começam a protestar, a prefeitura de NY viu nisto um crime de lesa-majestade e prendeu velhos e crianças em manifestações pacíficas. Já Bernanke e Geithner disseram que os protestos procedem, a economia está fraca e os políticos não se entendem. Saturno completa mais um retorno na carta natal do país.
Na China foi revelado a existência de um mercado de crédito informal que está estourando em calotes. É muito grave, o governo perde o controle de uma função econômica vital. Saturno passou recentemente pelo Sol da carta natal e agora transita Netuno natal, manifestações populares à vista.

  Total: 18 Próxima >  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil