Home page

17 de abril de 2021

Responsável: Constantino K. Riemma


  FÓRUM / LEITURA DE IMAGENS / CISNE NEGRO e seus arcanos < voltar  
CISNE NEGRO e seus arcanos
Leonardo Chioda


"...Um vasto conjunto de mitos, de tradições e de poemas celebra o cisne, ave imaculada, cuja brancura, cujo poder e cuja graça fazem uma viva epifania da luz. Há, todavia, duas alvuras, duas luzes: a do dia, solar e máscula; a da noite, lunar e feminina. Segundo o cisne encarne uma ou outra, seu símbolo inflete num sentido diferente. Se ele não se fragmenta e se quer assumir a síntese das duas, como é, por vezes, o caso, torna-se andrógino e, além disso, carregado de mistério sagrado. Finalmente, assim como existe um sol, e um cavalo negros, existe um cisne negro, não dessacralizado, mas carregado de um simbolismo oculto e invertido."
Chevalier e Gheerbrant são os consultores para tarólogos no delicioso Dicionário de Símbolos. Ali é que encontrei as primeiras referências para começar a analisar CISNE NEGRO, o filme do momento. Li por aí que é um ritual mágico poderoso a ponto de livrar o espectador de todas as teorias furadas que levam a uma reflexão pessoal intensa. E válida, que é o mais importante. E é. Dá medo. Inspira o reconhecimento do inimigo interno, se querem bem saber.

Já assistiu? Prossiga. Não? Pare por aqui, se quiser.
Deslizo as considerações iniciais de uma discussão que ensaio agora.

Três arcanos pontuam, até o momento, o meu palco analógico. Nina confronta-se, é fato. A sombra furtando a cena. Dançam as penugens. Dita-se o DIABO nas instruções do mestre: o estímulo tonificado pela sensualidade. "Lição de casa: masturbe-se um pouco", permita-se o demônio da técnica. Nada tenso; tudo puramente sentido. Dentro. A legião oferta a noite à bailarina. Todo o tempo. A cor do cisne no lago revela a LUA. E é ali, no espelho, que a ferida é dúbia. Quando o confronto é superado, vem a perfeição. O MUNDO é da dançarina. É a dança. Completa. Superar-se, sentir a plenitude do perfeito, exige a morte. Mas seguida da luz dos aplausos.

Se você chegou até aqui e não viu o filme, tudo bem. Não deve ter entendido muita coisa. Se você chegou até aqui e viu, o que entendeu?
Vamos discutir?
 
19/02/2011 23:03:36

Comentários

Leonardo Chioda - 06/03/2011 17:53:40
"Qto à Torre, eu a vejo mais na cabeça das pessoas... nas reações que as pessoas tem vendo o filme... As pessoas estão carentes de algo mais contundente, mais profundo, menos mascarado no seu dia a dia."

Concordo com você, Paula. Não vejo a Torre aqui tão nítida quanto os outros arcanos trabalhados. Seria um espelhamento?

Aparecido D' Sant Anna - 06/03/2011 19:06:55
Assisti o filme com um olhar desconfiado que este diretor só daria a Nina o papel principal se ela se curvasse ao seu poder e atendesse os seus desejos.....mas vi o filme ir ganhando força e me surpreendendo.......e novos personagens forma se duplicando a cada instante.Não tive avisão do diretor como o diabao como vi aqui comentarios....el pra mim estava transvestido de varios personagens.....inclusive o Imperador.......o tempo todo. Vi o Diabo muito mais presente na figura da Sombra de Nina que seria a sua substituta......ali esta o seu espelho e a sua superação. Se não existesse a possivel substututa com todo o seu desejo creio que teria perdido a graça. Vi que ali os personagens desfilam como se estivessem em um grande Castelo.A busca da perfeição......e a tentação de cristo....São episódios parecidos. Pois nos dois casos a sua vida esta em jogo por aquilo que determinastes a viver e a provar. Os degraus que cada personagem tem que subir ou descer para passar por este estagio representa a morte. E o que é a morte?
Não um estagio de tempo e de reflexão para um reanscimento......E este renascimento não estaria representado pelo Louco que novamente recomeça o seu caminho pois ainda acha que o misterio ainda não esta por todo revelado...e que aqui onde dizem que é o mundo pra mim não representa o fim e sim um novo começo.....a ser decifrado.........Senti um cheiro de Cisne Negro parte dois.......

paula fernandes - 10/03/2011 20:19:45
Talvez Leonardo,,, entretanto vejo a Lua como a grande senhora deste filme. Na tela e na platéia. Esta senhora surgindo veio cutucar nossos pilares diante de mergulhos mais intensos... estamos a blefar? Quais são nossos blefes? Pena que o filme acabe na tela, e a angústia dele também, para o alívio da grande platéia...

Emanuel J Santos - 07/04/2011 12:10:57
Para mim, a Nina é a Princesa de Copas: http://conversascartomanticas.blogspot.com/2011/04/cisne-negro-tres-possibilidades-de.html

Leonardo Chioda - 27/04/2011 11:56:52
Legal, Emanuel! Li seu texto e gostei, vou deixar comentários em breve. Abraço!

  < Anterior Total: 15  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil