Home page

17 de fevereiro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Os Enamorados: gula, gordofobia e sabores
Denise Fernandes Marsiglia
 
No maravilhoso livro de Éliphas Lévi, “Os Mistérios da Cabala", a gula é chamada de avidez. E a qualidade que pode combater essa avidez é a da temperança, segundo ele. A gula não nos deixa. Através da presença marcante de nossa boca em nossas vidas, a gula é o pecado capital que mais tem chances de nos atormentar. Algumas pessoas relatam que se sentem bêbadas de tanto comer, depois de tomadas pela gula. Só quem já cometeu o pecado da gula sabe o sabor do que estou falando.
Através da boca começamos nosso conhecimento mais intenso do mundo, mamando e comendo o mundo. Cheio de significados as emoções intensas associadas à boca fazem do comer uma experiência de sobrevivência e prazer. Esse prazer nos permite muito, nos permite ser ou não ser.
O Glutão
O guloso
Imagem de Monsters of Sin 3: Gluttony by Ryan Costello, Jr. for Open Design
Comer ou não comer é ser ou não ser, somos também aquilo que comemos sem que isso precise ser uma maldição. Se não há receita certa para o ser, também não há para o comer. E isso implica em tomada de decisão, em busca incessante. Nutrição, sabores que são prazeres, afetos, emoções, histórias. Se é importante escolher, nem tudo você escolhe nesse assunto de alimentar-se. Você não escolhe a fome e nem sua história é totalmente escolha sua. Cresci numa casa cheia de bolos e eles fizeram parte da minha história, cada um carrega suas memórias na mente e na língua. O vinho que se toma nunca é totalmente novo, ele traz a lembrança do anterior.
Segundo Marion Woodman, para os obesos, a comida torna-se o bode expiatório de todas as emoções, formando o núcleo em torno do qual gira a personalidade.
Para o tarô, a obesidade pode aparecer de diferentes formas, segundo seu significado pessoal. Na minha experiência já vi aparecer como a Torre, o Diabo e como os Enamorados, o arcano seis.
Quando a obesidade aparece como o arcano seis, a pessoa se sente cheia de dúvidas e tende a uma ambiguidade que dificulta que ela emagreça, embora pense muito no assunto. A pessoa faz muito regime com essa carta e nas exceções se excede tanto, que acaba engordando. Ela pode passar mal fisicamente com sua busca de regime. Em todas essas cartas é difícil a pessoa pensar porque engordou ou porque está engordando. Mas é importante parar para pensar para lidar melhor com seu corpo e sua alimentação, mudando um pouco a situação existente para melhor.
O Diabo e os Amantes   Os Enamorados no Tarot Marseille-camoin   Os Enamorados no Chinese Tarot
Ao centro o arcano 6. Os Enamorados e suas ressonâncias simbólicas com o
15. Diabo (1 + 5 = 6) e com os prazeres sensoriais de 6. Os Amantes no Chinese Tarot
Uma atitude que na minha experiência sempre provoca a perda de alguns quilos é a pessoa se olhar no espelho de corpo inteiro totalmente sem roupas. E é bom olhar bem. O olhar constrói, o olhar acaricia o corpo com aquilo que pensa. Quando somos olhados com desejo, sentimos a transformação do nosso corpo em beleza e atração; um olhar de raiva pode ser muito difícil. Seu olhar diz algo a seu corpo, é bom ouvir, perceber, acalmar a tensão que houver.
Uma pessoa foi rejeitada para assumir um cargo por ter um quadro de obesidade mórbida. Ela fala na entrevista que deu para a imprensa em gordofobia. Claro, quem quer ficar gordo pensando em todos os malefícios que terá, preconceitos a enfrentar e possivelmente mais problemas de saúde? Depois isso expandido, como se quem tivesse obesidade mórbida realmente estivesse morrendo, morrendo mais que os outros, o que realmente faria da morte aquilo que ela não é. O tarô nos ensina: a morte é imprevisível, transcendente, jamais a ciência vai controlar a morte; a morte é morte e renascimento.
Não se é gordo, se está gordo. E isso faz uma diferença enorme. A gente come o mundo e por isso acaba tendo várias opções, umas que engordam mais, outras menos. Ninguém é gordo e precisa lutar contra si mesmo, como ouço várias vezes. Você só está gordo ou gorda e precisa olhar suas opções de alimentação. Brotando dos mistérios do seu ser, você tem mil opções, as mais importantes não são se você é magro ou gordo, mas talvez como você lide com o ser magro ou gordo faça muita diferença na sua felicidade e nos sabores que a vida tem para você.
Contato com a autora:
Denise Fernandes Marsiglia - taróloga e astróloga.
Psicóloga com especialização em psicossomática.
www.mitosesimbolosassessoria.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 16/04/2014
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil