Home page

22 de julho de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


  ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / O Diabo < voltar  
  Parte I: O Diabo ansioso | Parte II: O Diabo e a Lua  
Diabo ansioso: artigo raro no mercado
  Luna Solis  
Um arcano que representa a ansiedade é a Lua que tem uma estreita e clara relação com o Diabo. Podemos verificar a relação entre os arcanos de diversas maneiras, sendo uma delas pela iconografia. Nos baralhos tradicionais, o lagostim ou caranguejo é uma figura presente na Lua.  Simbolicamente,  estes  crustáceos  são considerados animais lunares e,  na Idade
O Diabo no Tarô de Marselha-Grimaud
 
Média, representativos do Diabo, como o morcego e outros. No Tarot de Marseille, as asas do Diabo terminam em pequenas meias-Luas. Podemos comparar as garras do caranguejo e do lagostim com as do Diabo, o poder e controle que emanam de um aperto forte e assertivo – quando agarram não soltam mais.
É bem verdade que o Diabo é ardiloso e que, quando deseja realizar seus projetos, entra com tudo e não titubeia. Certo também é que ele tem Estrela, não precisando se preocupar com nada; tudo lhe cai nas mãos e o Mundo lhe sorri fascinado, abrindo-lhe todas as portas. Examinando-se a correlação entre os arcanos de forma geral, percebe-se ser viável um intercâmbio de atributos que podem fluir livremente de um arcano para o outro, da forma normal ou reversa.
Reverso? Ansioso? Eu existo e tô aqui, uai!
(Tarô de Marselha-Grimaud)
Este seria o caso em que a “ansiedade”, atributo da Lua, poderia seguir reversamente em direção ao Diabo, apontando para uma fraqueza deste (oposto a sua assertividade e força), pela razão de que Lua é a essência do Diabo. Nada mais natural, então, que estes arcanos possam partilhar atributos, assim como ninguém acha estranho um filho nascer com o mesmo nariz do pai. Atributos conjuntos Diabo-Lua: instintos, ilusão, mentira, fascinação, ocultamento, ódio, raiva, magia, astral, depressão, etc, e também porque não a ansiedade?

O medo é uma reação negativa a nossa segurança e bem-estar por não conseguirmos o que desejamos ou por receio de perder o que já conquistamos, o que gera muita ansiedade e estresse. Se a Lua faz parte da essência do Diabo, porque ele não teria o direito de se sentir ansioso em alguma circunstância? Ademais, ele é muito impaciente e a impaciência também é uma porta aberta para a ansiedade.

Continuando com esta visão, exemplifico o caso do Diabo com o Papa (5 essência Solar e 15 essência lunar). O Papa é o baluarte da seriedade, regras e dogmas e o Diabo o da libertinagem. Entretanto, o Papa pode vir a manifestar características do Diabo, deixando de lado seus rígidos valores (aliás bem saturninos), abraçando a vida livre e a moral do Arcano XV (que moral?), vestindo a fantasia de baiana e indo pular Carnaval. Em seu sentido reverso, o Papa pode indicar falta de escrúpulos, mentira, hipocrisia, atributos normais do Diabo.
Etimologicamente, Lúcifer e Luna têm a mesma origem. Ambas saíram da raiz proto indo-européia “leuk” que quer dizer luz, claridade. Mais tarde no grego “leukos” = “branco”, daí a palavra “leucemia” (doença dos glóbulos brancos); em latim “lux, lumen” = “luz”
 
O Diabo
Tarot de Jay Montgomery
- Lúcifer: lux,lucis + ferre = carregar, “Aquele que carrega a luz”. Este nome surgiu da versão latina da Vulgata, do Livro de Isaías 14.12, feita por São Jerônimo, que traduziu a palavra Heylel (nome do planeta Vênus em hebraico) para "Lúcifer”.
- Luna: Originada da palavra “leuk-s-na”, literalmente “a brilhante”.
Concluí-se então que Lúcifer (ou o Diabo, Saturno-Vênus) é o portador da luz da Lua. Vênus e Lua, enquanto planeta e satélite, não têm luz própria, recebendo-a do Sol, arcano
O Diabo no Hezicos Tarot
O Diabo no Hezicos Tarot
 
que vem depois do Arcano XVIII. Na segunda parte deste artigo, apresentarei correlações astrológicas do Diabo e Lua e outros arcanos.
Exemplos de intercâmbio de atributos normais e reversos entre alguns Arcanos Maiores:
* AN = atributo normal e AR = atributo reverso
* Fecundidade, receptividade, família (AN Sacerdotisa/Lua)
* Psiquismo, mediunidade (AN Sacerdotisa/Lua/Enforcado)
* Passividade, imobilidade (AN Sacerdotisa/Enforcado,
   AR Imperatriz/Diabo)
* Apatia (AN Sacerdotisa/Enforcado, AR Diabo)
* Empatia (AN Lua/Sacerdotisa)
* Vingança (AN Diabo, AR Sacerdotisa)
* Falta de dinheiro (AN Enforcado, AR Imperatriz)
* Prazer (AN Imperatriz/AN Diabo/AN Enforcado)
* Depravação (AN Diabo, AR Imperatriz)
* Orgulho (AN Carro e Diabo, AR Estrela)
* Ilusão (AN Lua e Diabo, AR Justiça)
É inviável estabelecer-se uma linha divisória entre os arcanos – o Mago começa aqui e termina ali – assim como meu corpo começa aqui e meu espírito está lá, mas trata-se de uma totalidade onde tudo flui e interage. É como na Kabbalah. Não existe uma divisão entre os quatro Mundos. As energias fluem incessantemente de um para o outro e a vida se faz em sua plenitude.

Retornando à dupla dinâmica, o Diabo e a Lua bem que se merecem. Adoram dar as mãos, subir no Carro e ir passear no jardim da Estrela ou no parque de diversões do Mundo, trocando figurinhas e segredos de atributos ao pé do ouvido. Passeios à parte, e encarando a dura realidade, os fortes também caem. Apesar do destemor e ousadia do Diabo em segurar a espada em seu fio, sem proteção alguma – e isto é para poucos – ele tem tendão de Aquiles e, eventualmente, como nós, pobres mortais, pode suar frio (acho que sua sangue) e ter uma bela dor de barriga, a não ser que esteja sempre de braços dados com o Eremita, que é o único arcano que venceu a Lua.

Quando estão de mãos dadas, a Lua permeia o “rei da cocada preta” e pode transformá-lo em um Diabo ansioso, pressentindo que poderá ser tolhido e que a realização de suas diabruras está ameaçada, ou ao encontrar um adversário à altura. Por mais incrível que possa parecer, a confusão mental da Lua também pode levá-lo a cometer erros! Ele não é bôbo e sabe muito bem que se ficar indeciso (por sua relação com os Enamorados, 15 = 1+5 = 6), deixando de exercer seu poder (15 = 5-1 = 4, o Imperador), ou ansioso, caindo no desequilíbrio da Roda (por sua associação ao 10 = 5+5 e também sendo 15 = 10 (Roda) + 5 (Papa, seu correspondente Solar), a derrocada será inevitável e acabará vivenciando a Torre. Se conseguir o controle de estados mentais debilitantes (enquanto reverso), recobrará sua força e continuará sua marcha implacável, superando “os mínimos imprevistos do dia-a-dia” (afinal, o Diabo não tem imprevistos para valer; ele é que é o imprevisto dos outros). O Diabo, em seu orgulho infinito, sempre atribui seus tropeços à pobrezinha da Estrela (17 = 7-1 = 6) que, segundo ele, irresponsavelmente dá uma cochilada de vez em quando – “também quem manda essa menina endiabrada ficar fazendo serviço noturno na boate, dançando pelada! É isso que dá, e sou eu quem paga o pato!!  –  Ei!  Me passa aí rápido
 
O Diabo no Healing Tarot
O Diabo no Healing Tarot
by Jennifer Elizabeth Moore 
um Lexotan, pra ver se eu consigo fugir da Torre, que ela tá doidinha pra me derrubar!”.
Enquanto aguardamos que caia um Diabo Reverso Ansioso em nossas taromânticas e ávidas mãos, fruto de maquiavélica conspiração da Estrela com a Roda da Fortuna, só nos resta uma alternativa: sair às ruas e gritar: – “Quem for aí Diabo Reverso Ansioso, dê um passo à frente que a recompensa será grande!” Huum, será que ele vai cair neste conto do vigário? – Foi o Mago que sugeriu.
dezembro.2009
Contato com a autora:
Luna Solis - fadamadr21@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
Para ver a Parte II clique na opção abaixo:
  Parte I: O Diabo ansioso | Parte II: O Diabo e a Lua  
ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / O Diabo < voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil