Home page

20 de outubro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


  ARCANOS MENORES / As figuras (A corte) / As máscaras da alma < voltar  
Cartas da corte, as máscaras da alma
 
Jaime E. Cannes
 
 
    Entre os setenta e oito arcanos do tarot há um delicado equilíbrio entre os três níveis de seu corpo simbólico que deve ser entendido e respeitado para que seu máximo potencial de análise, diagnóstico psíquico, ou predição seja aproveitado.
    O primeiro conjunto de arcanos (Mistério ou segredo em latim) tem vinte e dois trunfos e simbolizam os grandes estágios de desenvolvimento tanto espiritual quanto psicológico. Seu simbolismo complexo e profundo alude às vivências humanas de maior significância e poder transformador: Morte, paternidade, amor, sexo, ego, lutas, conquistas, decisões, ruínas, etc.
    O segundo nível de símbolos são as dezesseis cartas da corte, elas são as máscaras que nós homens usamos para enfrentar esses grandes acontecimentos. Seriam as múltiplas personas (Máscaras em grego) das quais nos utilizamos em diferentes momentos da vida. Isso pode ser verificado no seguinte questionamento: Você á mesma pessoa no convívio familiar e profissional?... Claro que não! Usamos uma faceta doce e amorosa quando estamos apaixonados, que não é a mesma quando temos de falar com um funcionário sobre uma atuação sua que nos contrariou. Se na primeira situação usamos uma rainha de paus, amorosa quente e sensual, na segunda usamos um rei de espadas, firme e objetivo exercendo a sua liderança.
    
 
Compreensão, o Valete de Copas no Osho Tarot
Compreensão
ou Valete de Copas
 
Confiança, o Cavaleiro de Copas no Osho Tarot
Confiança
ou Cavaleiro de Copas
 
Receptividade, a Rainha de Copas no Osho Tarot
Receptividade
ou Rainha de Copas
 
Cura, o Rei de Copas no Osho Tarot
Cura
ou Rei de Copas
 
Imagens das cartas da corte, naipe de Copas, do Tarô de Osho – www.osho.com
 
    Por fim há as quarenta cartas dos arcanos menores numerados de um a dez nos quatro naipes (Há uma tese que diz que essa palavra vem do árabe e sua tradução é mensageiro). Esses últimos revelam o impacto deixado na vida prática pela combinação de eventos mais a atuação pessoal.
    Um exemplo pode ilustrar melhor esse fato. Digamos que a carta de A Morte revele uma perda muito dolorosa na vida profissional, um ciclo terminou num local de trabalho que a pessoa em questão amava muito e nenhum novo começo se apresenta. Contudo essa pessoa agiu como um rei de paus, extremamente otimista agradeceu as homenagens que recebeu, despediu-se dos colegas e, com certeza agiu assim porque sentiu naquele momento que se lamentar poderia ser piegas e a típica atitude de um fracassado! Como conseqüência essa pessoa passou a viver um cinco de copas, lamentado o passado, mas sempre apegada a ele fazendo com que a vida presente se tornasse insípida e sem nenhum prazer. É evidente que as cartas não saem nessa seqüência, mas esse exemplo demonstra bem a interação dos símbolos tarológicos em suas respectivas funções.
 
 
Brincadeira ou Valete de Paus no Osho Tarot
Brincadeira
ou Valete de Paus
 
Intensidade ou Cavaleiro de Paus no Osho Tarot
Intensidade
ou Cavaleiro de Paus
 
Partilha ou Rainha de Paus no Osho Tarot
Partilha
ou Rainha de Paus
 
Criador ou Rei de Paus no Osho Tarot
Criador
ou Rei de Paus
 
Imagens das cartas da corte, naipe de Paus, do Tarô de Osho – www.osho.com
 
    Existem ainda outras funções das cartas da corte, elas podem, por exemplo representar pessoas que se relacionam com o cliente, amigos, pais, irmãos, colegas amantes... Uma outra visão desses arcanos, aplicada principalmente por quem se utiliza do tarot apenas como um instrumento de cartomancia, vê na corte acontecimentos análogos aos naipes que pertencem bem como ao seu perfil psicológico. Vamos mais uma vez nos utilizarmos do rei de espadas, que no início desse artigo mostrou sua faceta firme e autoritária, ele pode também revelar a assinatura de contratos ou acordos.     Vemos aqui a combinação do elemento ar, cujo representante esotérico no tarot é o naipe de espadas e que tem como atributos a palavra escrita ou falada, a razão, a lógica, e o esclarecimento, com a figura do rei, forte, importante e decisivo.
    Com certeza você deve estar pensando que as coisas ficaram complicadas agora. Bem, a interpretação dos arcanos tem lá o seu grau de complexidade. Essa dificuldade pode ser atenuada pelo sistema de leitura escolhido, as posições dentro do contexto do jogo definirão do que as cartas da corte estão falando afinal.
    A abordagem da qual você se utilizará para aplicar as cartas também será de grande ajuda. Vale lembrar que o tarot serve tanto os propósitos de elevação da consciência e reflexão dos acontecimentos dentro de uma perspectiva de desenvolvimento e evolução quanto para uma sondagem puramente factual e prática sobre os eventos do passado e do futuro para resoluções bem materiais. Por fim a intuição é o guia decisivo e insubstituível que distinguirá mais precisamente a função do arcano da corte e sua interação com os demais símbolos tarológicos.
    
novembro.08
Contato com o autor:
Jaime E. Cannes - www.jaimeecannes.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
ARCANOS MENORES / As figuras (A corte) / As máscaras da alma < voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil