Home page

17 de fevereiro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


“O Louco” para a regência do Brasil em 2013
Giancarlo Kind Schmid
 
Normalmente tomo o ano universal para realizar algumas análises de ordem global e decidi desenvolver um estudo diferente, mais voltado para o país. Tendo como referência a data da independência de nosso Estado (07/09) e o ano em foco (2013), realizamos a matemática reduzindo todos os algarismos a unidades, somando-os a seguir: 07 + 09 + 06 = 22 – “O Louco” (não reduzimos o 22 pois é o número limite de arcanos maiores). O Brasil ainda está sob as influências do arcano 21 – “O Mundo” (desde setembro de 2012) que promove crescimento, embora saibamos que todos os excessos cometidos até aqui tendem a se apresentar como ‘uma bolha prestes a estourar’, sugerindo o retorno da inflação. O tempo de bonança passou, quando o país conseguiu progressos nesses últimos quatro anos (arcanos 17, 18, 19 e 20), ainda que o arcano 20 – “O Julgamento” sugira acertos de contas, como aconteceu com o julgamento do mensalão.
O Louco no Tarô de Marselha
O Louco
Carta do Jean Bali Tarot
 
O arcano 0 ou 22 (ou, ainda, ‘arcano sem número’) traz como marca registrada a caoticidade. Não que seja um ano negativo, mas muitas situações inesperadas acabam dando o tom e o efeito surpresa é grande. O arcano é pueril, independente, não tem noção de riscos, aprecia experimentar e se lança sem pudor nas situações. Para uma nação ainda em processo de estruturação econômica, tomar decisões sem ponderar as consequências é deveras perigoso. Isso pode significar um descontrole econômico, caso não exista um plano B ou C. Como o arcano é um peregrino, o Brasil ainda contará com investimentos vindos de fora, mas talvez isso seja apenas uma colateralidade proporcionada pelos futuros eventos esportivos internacionais que nosso país sediará (Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016). Aliás, a regência é bem positiva para o turismo, com tendência a se destacar no ano de 2013-2014. Lembro que somente no segundo semestre do ano, o arcano tende a se firmar.
Problemas aos quais não foi dada a devida atenção na última década tendem a incomodar. Já está sendo aventada a possibilidade apagões, por exemplo. O fato é que certas programações ou projetos simplesmente tendem a não funcionar. O governo parecerá perdido, sem condições de administrar com o mesmo sucesso dos anos anteriores.
Um dos sintomas do arcano é a perda de credibilidade. Como acreditar numa criança que está agindo sem noção do que está fazendo? O “Louco” espelha muito as deficiências nascidas de nossas inabilidades e reforça a atenção sobre o que não sabemos fazer.  Deste modo, o Brasil (em 2013) se apresentará no primeiro semestre em tom de despedida, procurando evidenciar as conquistas até realizadas até aqui.
O arcano 22 zera e encerra um ciclo para iniciar outro, daí algumas regalias chegam ao fim como a isenção de  IPI para automóveis e eletrodomésticos, o aumento dos combustíveis e o disparo de preços. Isso pode significar um empobrecimento com PIB mais baixo.
É um ano um tanto quanto difícil para pedestres, crianças e animais domésticos – todos tendem a sofrer algum tipo de dano ou abandono frequentes. Bom para eventos ao ar livre (como passeios), atividades lúdicas ou circenses, descobertas científicas diversas, combate a doenças infecto-contagiosas, reestruturação de vias, ampliação de parques e programas ambientais mais efetivos. Para atividades que envolvam organização e administração mais exigentes, o arcano tende a ser “um tiro no pé”. Creio, também, numa grande dificuldade de comunicação do governo com as forças aliadas.
Que venha 2013!
janeiro.13
Contato com o autor:
Giancarlo Kind Schmidwww.taroterapia.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil