Home page

23 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


SIMBOLOGIA / Multidisciplinar / Ciências < voltar
Física quântica e espiritualidade: alguns autores
Rodrigo Araês Caldas Farias
Nota do Editor: A propósito do anúncio de um curso intitulado O Universo Quântico dois participantes de um grupo de discussão da CNA – Central Nacional de Astrologia, trocaram opiniões sobre o tema, em agosto de 2009.
Aqui transcrevemos o que disse Rodrigo Araês Caldas Farias, Mestre em Engenharia Biomédica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor de "Probabilidade, Estatísca e Processos Estocásticos" e de "Laboratório Integrado" na USJT – Universidade São Judas Tadeu.
Veja também o comentário de Alexey Dodsworth Magnavita, astrólogo há mais de vinte anos, graduado em Filosofia, diretor técnico da Central Nacional de Astrologia.
Acho que me interesso profundamente por esse assunto, mas não creio que exista curso imperdível.
O primeiro livro que li sobre a interface entre a Física e a Espiritualidade foi o de Jean E. Charon, O Espírito, este desconhecido, editado em português, em 1980, pela Melhoramentos. Charon, que me lembre, não entra em explicações quânticas; discípulo de Einstein prefere divagar pela teoria da relatividade a oito dimensões. É um livro pioneiro e um clássico, já que escrito por um físico-engenheiro.
Um outro texto que adotei no nosso grupo de estudos transdisciplinares da USJT, para explicações quânticas do espírito foi o de Amit Goswami, A Janela Visionária. Cheguei a escrever um artigo de crítica a um outro livro de Goswami, A Física da Alma, que foi pedido pelo editor da Ed. Aleph, para ser publicado na revista Último Andar, da PUC; o artigo foi solenemente ignorado, provavelmente por ruindade; a revista faliu, tornou-se virtual e não me deram nenhuma satisfação. Neste livro Goswami tenta encontrar uma prova da existência da alma, usando a física quântica. O livro é muito interessante, mas não me convenceu; e acho que nem o autor ficou convencido de suas explicações. Me lembra o livro do Hawking, Uma breve história do tempo, em que o que ele afirma no prólogo abandona no final do livro; com Goswami acontece coisa parecida.
Estou terminando de ler A Ciência e o Campo Akáshico - Uma Teoria Integral de Tudo, aconselho vivamente. Pode-se não concordar com todas as idéias do autor, como acontece com os livros de Wilber, mas pode-se admirar o esforço que ele faz para
 
Laszlo
Livro de Erwin Laszlo
Editora Cultrix
conciliar tudo. Estou no finalzinho e embasbacado pela capacidade mental e pelo nível espiritual de Erwin Laszlo, o autor.
Só espero que aquilo que os físicos consideram como abuso de interpretação sejam reconhecidos como verdade depois da comprovação. É uma classe, quando muito academicista, fortemente refratária a novidades, e muito xenófoba em relação à tradição oculta do conhecimento.
março.10

Contato com o autor:
Rodrigo Araês - rafaria@attglobal.net
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores

SIMBOLOGIA / Multidisciplinar / Ciências < voltar
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil