Home page

23 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Baralho Cigano e seus aspectos distintos
Cynthia Domingues Nascimento
Considerando a dificuldade de compreensão e a ausência de informações sobre cartas como Árvore, Estrela, Torre, Rato, Sol e Cruz no Baralho Cigano, divulgarei parte do material que segue meu ponto de vista peculiar sobre essas cartas.
A carta da Árvore pega todos os setores da vida de uma pessoa. Não se pode analisar essa carta apenas em um núcleo especifico, pois ela unifica e abrange. Isso quer dizer que, por exemplo, se eu marcar só o setor de alimentos ela vai mostrar pontos comerciais (para onde esses alimentos são fornecidos), pessoas com as quais se terá que tratar sobre o assunto, núcleo de pessoas da mesma linha, mas em outra denominação. Também vão aparecer fornecedores, a qualidade dos comestíveis, saída de produtos por negociação comercial, troca, reposição, etc.
Baralho cigano e seus aspectos distintos - Árvores, Estrela e Torre
A Árvore, a Estrela e a Torre no Baralho Cigano
Suponhamos que eu esteja analisando em uma tiragem algum assunto envolvendo o setor afetivo de uma pessoa. Eu quero saber somente sobre o setor afetivo e a Árvore sai na tiragem. Essa carta vai abranger outros setores da vida da pessoa que não seja somente o afetivo. Ela vai falar de uma pessoa que não foca só no aspecto amoroso, "mistura" tudo levando as coisas para os lados profissional, familiar, fraternal, acadêmico, religioso e afetivo. Isso por que a Árvore representa o arquétipo de pessoas que quando se envolvem afetivamente com outra podem "misturar" negócios com prazer, incluir seu afeto em seus negócios, decidindo fazer parcerias comerciais ou sociedades com o próprio parceiro. Também gosta e tem necessidade de "enturmar" seu parceiro com sua família, apresentar a todos, como também, conhecer a família dele. São pessoas que "dividem" com o parceiro: saem juntos, combinam coisas para fazer no dia de folga, marcam par ir um à casa do outro para almoçar.
Mostra, ainda, pessoas que conhecem seus parceiros na área acadêmica, fazendo algum curso ou aula, ou em algum tipo de comunidade, ou por meio de alguma comunicação, por intercâmbio ou apresentação por meio de terceiros.
No plano religioso possuem tendência a sentir atração por pessoas da mesma área religiosa, mas que seguem outra denominação. Caso o parceiro não seja de nenhuma área religiosa, vai procurar envolve-lo em suas preferências religiosas ou fazer ele aceitar a necessidade do tempo que precisa ser dedicado, com devoção, aos seus compromissos espirituais. Trata-se de uma pessoa que vai procurar usar a espiritualidade para saber sobre o parceiro, fazer algo de seu interesse em relação a ele.
No plano afetivo, pessoas com o arquétipo da Árvore preservam relacionamento fraternal com ex, se aproximam de terceiros por conveniência material ou profissional, pois gostam de parceiros(as) que tragam sua auto-provisão e uma vida de conforto estruturada. São pessoas com família grande, gostam de uma vida caseira, mulher e filhos. Nasceram para a procriação, mas possuem tendência a compartilhar experiências fora do casamento, preservando seu estado civil. Não vai se separar para ficar com a outra, vai manter os dois relacionamentos.
O problema da Árvore no plano afetivo é que ela abrange o núcleo dos relacionamentos globais, o que significa que a pessoa não deixa de ter contato com os amigos, grupos, colegas de trabalho, de faculdade ou religião, por causa de parceiro. Isso "abre portas" e possibilidades de interesse por pessoas com quem possa ter um pouco mais de convivência ou algum nível de contato que seja suficiente para excitar seu "apetite" por uma nova experiência. Mas nesse caso, não vai terminar com o cônjuge, vai ficar com os dois.
Em alguns casos a Árvore também mostra troca de parceiro, retorno e reaproximação de ex-casal mantendo contato pela necessidade de compartilhar algo, de ter uma conexão que "puxe" para a convivência.
É por isso que a Árvore pega todos os setores da vida da pessoa, porque se você namorar, seu namorado vai "ser levado" para conhecer sua família, sair junto com você e seus amigos, etc.
Nunca vai ser só você e ele, sempre haverá envolvimento e interação dele em coisas suas, até mesmo no trabalho, porque pessoas com esse arquétipo compartilham tudo o que ocorre no serviço e, se surgir oportunidade, vão querer colocar o parceiro dentro do mesmo setor ou empresa para ter maior proximidade. Isso, quando não quiser namorar o próprio colega de trabalho ou abrir sociedade com o parceiro.
A carta da Estrela mostra a realização de expectativas ambiciosas, bem como a energia de um sentimento de alegria mais exaltado em vista das conquistas e realizações reais, sem fantasias.
A Estrela também fala de multiplicação, de quantidade de coisas, pessoas, objetos e valores. Tudo o que ela toca abençoa, traz a energia da conquista e da multiplicação.
A Estrela é ótima carta para o ramo dos negócios, pois mostra que a pessoa vai começar com pouco, mas logo conseguirá um retorno bem acima do desejado por meio da multiplicação, do aumento de produtos, saída de vendas e aumento de lucros.
A Estrela tem um efeito confrontador às forças contrárias do Rato e, vice versa. Ela "luta contra" para se impor às ações do outro.
A carta da Torre fala de vaidade e ambições saudáveis, encontro especial com a pessoa "marcada" no seu destino. É uma carta com força preditiva que não se pode alterar seus desígnios futuros. Enquanto a Estrela é uma carta preditiva, a Lua é uma carta profética e o Sol é uma carta com força explosiva, impulsionadora dos acontecimentos que rodeiam sua presença no jogo.
A carta da Torre fala do seu lado pessoal, de tudo o que você faz em sua vida privada. Em uma tiragem ela pode mostrar o comportamento de uma pessoa quando está sozinha. Fala de uma pessoa que não possui tendência a desejar nenhum nível de intimidade com outras.
A Torre representa os tipos de pessoas raras de se encontrar, pois são pessoas que vivem bem melhor solitárias e são mais felizes sozinhas.
No alto da Torre há um muro anelar que representa uma coroa, a cabeça da pessoa. Essa "coroa" mostra que a pessoa é a única que pode reinar sobre seus pensamentos, decisões e ações, sem influência, interferência ou imposição de terceiros.
Tudo com a Torre é "carreira solo", individualista e pessoal. Mesmo que na tiragem apareça Aliança e Torre, pode ser constatado que a pessoa preserva sua vida pessoal e individualidade, sem permitir que o parceiro adentre ou se envolva em qualquer nível de proximidade com sua privacidade.
Pessoas com esse arquétipo não vivem relações simbióticas; gostam de relacionamento reservado porque são muito discretas. Não se apoiam em ninguém, pelo contrário, os outros é que se apoiam nela como "coluna".
A Torre fala de concentração, foco, persistência à dedicação solitária. Representa pessoas autodidatas que desenvolvem de forma bem sucedida seus estudos. Não é raro encontrar pessoas com esse arquétipo ministrando aulas particulares.
São pessoas que não aceitam "carregar fardo" ou problema alheio, não admitem ser envolvidas nos assuntos pessoais de terceiros em nenhum nível de comprometimento a fim de que lhe caiba alguma parcela de responsabilidade em resolver o "pepino" dos outros.
A Torre é o arquétipo feminino da manifestação do espírito na matéria. E a Cruz é o arquétipo masculino da manifestação do espirito na matéria. Ambas as cartas falam de incorporação ou manifestação de espíritos em qualquer nível espiritual, sendo que, a torre é a manifestação de dentro para fora, enquanto a cruz é a manifestação de fora para dentro, usando o médium consciente de forma mais sutil por intermédio de psicografia, como o Apóstolo Paulo, usando a boca da pessoa para dar respostas em sermão, usando as mãos para cura, o dom da reza e invocação, etc.
Baralho cigano e seus aspectos distintos - Rato, Sol e Cruz
Rato, Sol e Cruz no Baralho Cigano
O Rato possui uma vasta gama de aspectos distintos classificados pelos grupos a seguir:
1. Viciados.
2. Criminosos, marginais.
3. Pessoas de baixa renda (pobre, favelado).
4. Presidiários.
5. Investigadores por conta própria ( araponga).
6. Pessoas adoentadas, com problemas de saúde.
7. Mães solteiras.
8. Mulheres que engravidam por interesse financeiro e material.
9. Prostitutas.
10. Homens que não assumem ou reconhecem paternidade mesmo com DNA confirmado.
11. Profissionais do trabalho com atitudes da pior espécie.
12. Serviços mal prestados ou feitos com má vontade, de baixa qualidade.
13. Mendigos, pedintes.
14. Pessoas em abrigos, orfanatos, asilos, casas voluntárias, ONGs, instituições de caridade, etc.
15. Pessoas que não honram a palavra nem cumprem seus compromissos.
Caloteiros que agem na má fé, na má intenção, de propósito.
16. Dentistas com má formação ou desempenho profissional.
17. Médicos clandestinos que cuidam de bandido, fazem aborto, lidam com venda de órgãos para organizações do tráfico.
18. Traficantes de todos os tipos: de crianças, de órgãos, de gente, de armas drogas, produtos clandestinos, pirataria, etc.
19. "Bucha", "pau mandado", "Maria vai com as outras".
20. Pessoas com distúrbio de comportamento.
21. Pessoas sem escolaridade e habilitação para ingressar em profissões mais valorizadas.
22. Pessoas com alguma deficiência, doença rara ou anomalia.
23. Animais contaminados ou traficados.
24. Legista.
25. Infectologista.
26. Espíritos baixos.
27. Pessoas infectadas transmitindo contágio.
28. Estupradores, abusadores sexuais.
29. Proliferação populacional descontrolada entre pessoas com incapacidade constatada de assumir responsabilidades. Como é o caso das pessoas nos seguintes países da África: Angola, Etiópia, Somália, Sudão, Moçambique, Malavi e Libéria.
30. Membros de facções e seitas perigosas.
31. Pessoas ruins.
32. Pessoas desfavorecidas.
33. Indigentes, anônimos.
34. Assediadores.
35. Crianças com criação inadequada, criados "sem freios".
36. Mulheres e adolescentes com gravidez indesejada ou risco na gravidez.
37. Parasitas, sedentários, desocupados.
38. Agregados.
39. Grupo de pessoas expulsas de casa, de comunidade, de escola, etc.
40. Foragidos.
41. Inconfidentes.
42. Grupo de omissos; omissão de socorro, omissão passiva, etc.
43. Animais maltratados.
44. Grupo de pessoas que perderam o talento.
Exemplo: cantor que teve grave problema nas cordas vocais.
45. Grupo de pessoas com pânico, fobia.
46. Preconceito e discriminação política, religiosa ou sexual em um nível de ataque confrontador.
47. Pessoas que nunca se garantem sozinhas, só em grupo, turminha.
48. Grupos dos ex-namorados, noivos ou cônjuges que você não quer ver nem "pintado de ouro".
49. Grupo de insetos, bactérias, fungos e micróbios mais perigosos.
50. Grupo de pessoas que se "vendem fácil" por propina, prostituição, corrupção, armação, traição, etc.
51. Grupo de famílias constituídas, mas condenadas a se desintegrar por motivos diversos, como por exemplo: problemas psicológicos na convivência diária, falta de emprego, desinteresse pelo estudo, despreparo para educar e sustentar os filhos, etc.
52. Grupo de pessoas com ficha policial "suja".
53. Grupo de pessoas que adulteram provas, fotos e imagens para "plantar" acusações ilícitas.
54. Pessoas e lugares inóspitos.
55. Forças contrárias por parte de pessoas e situações conspirando contra.
56. Grupo de pessoas com sequelas e efeitos colaterais.
57. Invasores de propriedade (MST).
58. Herança genética, espiritual ou material negativa.
59. Grupo de pessoas desaparecidas.
60. Cientistas, pesquisadores.
61. Treinadores com excelentes habilidades técnicas, mas sem registro.
62. Suicidas.
63. Doméstica, empregada, faxineira.
64. Multiplicação negativa.
65. Colônia perigosa se proliferando.
66. Grupo de mulheres que já foram abusadas sexualmente.
67. Grupo de pessoas com permanência forçada em clinica de reabilitação, cativeiro ou outro local.
68. Grupo de reincidentes.
69. Grupos de facções dentro de penitenciárias.
70. Grupo de pessoas com famílias desestruturadas. Exemplo: o pai morreu, a mãe está presa e a avó doente é quem cria.
O Sol mostra experiências fortes e tem a ver com conexões intensas. Ele representa o fluxo continuo da vontade no interesse em se fazer presente, se envolver em algo. Ele "aquece" à vontade e excita o interesse motivando a pessoa. É por isso que Sol tem a ver com assiduidade por meio da manifestação da vontade pessoal, quando a pessoa pratica a mesma ação todos os dias ou durante um período constante.
Sol com Montanha é uma combinação vulcânica que eleva ao máximo qualquer tipo de questão analisada em jogo. Existem poucas combinações tão fortes em pouquíssimos tipos de conjunções no Baralho cigano, que possam ser comparadas ao Sol e à Montanha. Inclusive, Sol e Montanha são a máxima no plano físico, enquanto Sol e Cruz são a máxima no plano espiritual.
Sol e Chicote também é uma combinação arrebatadora, pois mostram a força de vontade e determinação persistente em atividade máxima ao propósito desejado.
Tudo o que a carta do Sol toca, intensifica, dá mais força, mais "poder" de ação, mesmo sendo um Rato.
A carta da Lua não é a manifestação da vontade pessoal, mas a manifestação da vontade controlada, influenciada ou manipulada por terceiros ou forças ocultas. A Lua pode mostrar uma pessoa com interesse assíduo em algo ou alguém, mas só durante o período "daquela fase". Depois disso, a pessoa se desconecta de seus efeitos espontaneamente ou, muda a forma como vinha lidando com a outra pessoa diariamente.
A carta da Cruz é o alvo, o principal objetivo que a pessoa quer atingir, o ponto principal aonde quer chegar. Ela mostra o desfecho positivo ou negativo de uma situação.
Cruz e Caixão mostram que algo não vai terminar bem, enquanto Cruz e Caminho é o começo de sua "missão".
No amor, a carta da Cruz, que vem de uma época católica-cristã, mostra a atração, o envolvimento afetivo e o casamento entre pessoas em comum à mesma área religiosa, profissional, acadêmica, familiar, midiática, etc. São pessoas que só se relacionam com outras de sua área específica. Por exemplo: médico que namora enfermeira; ator que só namora atriz; cantor que só namora moças da mídia; pessoa de religião que só namora quem for de sua mesma área religiosa; homem de posição social que só namora e assume oficialmente mulher de seu mesmo nível social.
Cynthia Domingues Nascimento é oraculista,
dá aulas e consultas com o baralho Lenormand:
http://cynthiadnbaralhociganoensinoliberal.blogspot.com
www.youtube.com/channel/UCRyNmJ4ALOeHth8pYx5nzIg/featured
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 20/02/2019
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil