Home page

15 de outubro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Baralho Cigano e as Cartas do Amor
Cynthia Domingues Nascimento
Partilho meu ponto de vista sobre cartas do Baralho Cigano relacionadas ao amor.
Ramalhete não representa o amor nem a paixão, pois para ter essa "força" ele precisa estar ao lado da Lua (paixão) ou do Coração (amor). É dessa forma, ele recebe a influência necessária para desencadear esses sentimentos. O que o Ramalhete representa é o fascínio, o encanto, a ternura doce e o "chamar atenção".
A Lua é a paixão despertada de forma anímica com conexões mentais e emocionais fortes. Ela traz a química mais intensa que a carta dos Peixes, pois enquanto estes vibram a química por fora, a Lua vibra a química por dentro.
Baralho Cigano: Ramalhete, Lua e Peixes
Ramalhete, Lua e Peixes no Tarot Cigano de André Mantovanni
Peixes representam a química física, atração pela imagem visual e por tudo o que o outro tem e conseguiu se tornar. Já a Lua é a química que vibra de dentro para fora, pois ela vibra o magnetismo misterioso, a conexão emocional, o interesse pelo envolvimento, a paixão, a sedução, a sensualidade e as impressões extraídas que ficam armazenadas na lembrança.
Peixes é o desejo do prazer pelo prazer, e a lua é o desejo sensível da alma. Peixe não ama, no máximo gosta do outro pela vaidade. Por exemplo: um artista famoso que só "ama" mulheres da mídia. Na verdade, ele ama a vaidade, ama tudo o que ela conseguiu se tornar parar exibir ao seu lado, proporcionando, assim, mais publicidade e ganhos financeiros para ele, enquanto continuar sendo a "sensação do momento". Ele "ama" a mulher independente, admira a atenção que ela atrai e o bom partido que a vaidade física lhe traz.
De fato, Peixes "finge que ama", mas na verdade, basta tirar o sucesso, o dinheiro e a fama para que ela, com certeza, não será mais seu amor. Peixes "ama" a vaidade. Se ela não fosse quem é e não tivesse o que tem, não teria conseguido "comprar seu amor".
Peixes pode ser tão canalha, que seria capaz de abandonar o amor verdadeiro por uma moça bem mais simples, para estar ao lado do amor teatral com a moça rica e famosa.
A Lua é a paixão da alma, o Coração é o amor humano e o Ramalhete é a manifestação do sentimento autêntico de afeto que envolve com doçura e a expressão do carinho mais sincero. Quanta diferença dessas cartas para a carta dos Peixes! O "amor" dos Peixes retrata bem aquela canção da infância: "Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar, vamos dar a meia volta, volta e meia vamos dar. O anel que tu me deste era vidro e se quebrou, o amor que tu me tinha era pouco e se acabou".
Dessa forma, pessoas com o arquétipo dos Peixes no amor, só conseguem a "luz do amor" por meio da luz dos holofotes! Nunca, a luz do amor verdadeiro. O Coração é carne, é humano, mas representa o "portal" de entrada espiritual dos sentimentos de amor incondicional, amor maternal, amor homem\mulher.
Não podemos encontrar amor na Lua sem a presença do Coração. Pois a Lua vibra as paixões, os desejos e sedução sensual. A Lua é a devoção afetiva, o envolvimento emocional recíproco, o sonho de amor e a força do desejo. O Coração é entrega, é o sentimento autêntico que move o indivíduo a se aproximar do alvo de seu afeto.
A Lua é o "chamado". Ela representa o ímã que "puxa e atrai" a pessoa, independente de sua escolha. Esse "chamado da Lua" nada mais é que o "chamado do espiritual" à pessoa escolhida com a outorga divina para "entrar na vida" de outra pessoa, com um propósito.
Baralho Cigano: Coração e Cruz
Coração e Cruz no Tarot Cigano de André Mantovanni
Se fosse o chamado da Cruz, você teria uma missão, mas como é o chamado da Lua, você tem a predestinação. A cruz traz o chamado para a constituição familiar, já que tem fortes conexões com a família constituída, tradicional e conservadora.
A Lua traz o chamado da união das almas gêmeas separadas por distâncias de planos espirituais, desencontro de almas ou qualquer outro motivo. Por exemplo: ele nasce em 1930, hoje está com 89 anos. Você nasce no ano 2000, hoje está com 19 anos. Nesse caso, houve um desencontro de tempo entre vocês: embora sejam almas gêmeas, não poderão se unir na plenitude do amor nesta vida. Vocês se encontraram, mas para se verem, se aproximarem e se conhecerem, mas não para viverem integralmente o amor de almas. E falar em amor de almas, o que são almas gêmeas? São os espíritos que encarnam na matéria física (corpos humanos) por chamado divino, para se consagrarem e se destinarem um ao outro com um propósito especial.
Essa conexão não é só física, mas principalmente, espiritual e emocional. O espírito encarnado no seu e no corpo dele, traz a conexão do amor entre a alma de vocês. Não é um amor comum e mundano, é um amor de almas, despido de vaidades, exigências e condições.
Quando você está destinado a encontrar sua alma gêmea nesta vida ou em outro plano, você não dá certo com ninguém em nenhum relacionamento: não se casa, não se entrega, não ama com intensidade, porque simplesmente todas essas coisas só estão destinadas a uma única pessoa, sua alma gêmea.
Se você não está destinado a alguma alma gêmea, então vai ter relacionamentos saudáveis, mas nunca com sentimentos fortes e marcantes muito elevados. Às vezes, parece que alguma força misteriosa (representada pela carta da Lua) te "prende" e não te deixa ficar com ninguém; você pode até pensar que estão fazendo macumba para você, enquanto na verdade, essa força que te prende é o "pacto de almas" que estão predestinadas e já foram consagradas uma à outra antes de nascerem. Essa força que te "prende" para você não parar nem dar certo com ninguém, não quer destruir sua vida afetiva, só quer que você aguarde a chegada de quem realmente lhe está destinado.
A Lua também representa o chamado Divino da manifestação do espírito na matéria para viver o amor nesta vida. São almas gêmeas sem desencontro, que ainda vão se encontrar nesta vida. Um dos significados da carta da Lua é o envolvimento magnético das almas pela força misteriosa da atração que você não sabe o porquê de estar sentindo pelo outro, mas sente como algo que te "puxa", te atrai e te aproxima mais do outro por meio de "coincidências especiais". O que está acontecendo com você é um chamado para o encontro com sua alma gêmea.
Se nunca viu a face física de quem está sempre surgindo como "um flash" em seus pensamentos e, de repente, essa pessoa surge em uma fotografia, um sonho ou pessoalmente na vida real, você acaba por encontrar a materialidade física da conexão espiritual, emocional e psicológica que já tinha com ela antes de conhecê-la. É por isso que ao vê-la você tem a impressão de "familiaridade".
A Cruz tem ligação forte com a família constituída. A Lua tem ligação com a "formação da história" predestinada a vocês. Os avisos, os sinais, os "flashes" mentais, os sonhos, o elo emocional, a conexão das almas que "puxa, atrai”.
A carta 24 – Coração – simboliza a vida e os laços consanguíneos entre os espíritos encarnados na matéria. Esse laço consanguíneo simboliza a futura chegada de um filho, símbolo do sangue e da vida. É o Coração que traz a certeza, a convicção e a confirmação.
O Ramalhete é a ligação do prazer, do desejo e da atração pelo que te fascina, te encanta e te "marca." O perfume das flores simbolizam recordações fortes. Ramalhete é platônico: envolve, fascina, seduz, mas não se entrega, não vai fundo, não tem contato físico, não dura. Ramalhete é "brincar de amar" num bom sentido. Ele é pera, uva, maçã ou salada mista. Um abraço, uns beijinhos, uns apertos de mão, piscada de olhos, paqueradas, flertes e tchau!
Ramalhete sozinho, mesmo em domicilio na mesa real, o máximo que traz é uma pessoa enamorada por você, que se atrai pelo seu carisma, simpatia e lhe tem uma afeição especial, mas sem o "potencial" de demonstrar ou manifestar declaradamente suas intenções. O máximo que traz é uma "amizade colorida" e uma atenção considerável de quem parece querer se aproximar mais de você.
Ramalhete só manifesta o amor, além do platônico, quando acompanhado da carta do Coração e, principalmente, Lua e Coração. Ramalhete mostra que a pessoa pode até ter certo fascínio, interesse e simpatia pessoal com gestos de afeição, mas isso não significa que vá tomar iniciativas decisivas, pois Ramalhete envolve mais pela atenção do que pela paixão.
*   *   *
Agora quero sair um pouquinho dessa esfera afetiva e comentar o meu ponto de vista sobre a carta da Raposa na esfera profissional. A carta da Raposa tem a ver com falhas e erros profissionais. Isso significa que se você estiver abrindo um jogo para analisar algum profissional de qualquer área e sair a carta da Raposa, não significa charlatanismo, mas apenas erro ou falha de um profissional que "naquele atendimento" cometeu um equívoco ou ainda está mal formado para exercer sua atividade com competência.
Baralho Cigano: Raposa, Nuvens e Torre.
A Raposa, Ventos (Nuvens) e Torre no Tarot Cigano de André Mantovanni
 
A conjunção Raposa e Nuvens, ou Raposa em domicilio na mesa real, mostra charlatanismo. 
Para desvendar os pensamentos íntimos mais secretos de uma pessoa sobre você, "marque" a casa 19, da Torre, na mesa real, porque a Torre simboliza a cabeça da pessoa. Note que no alto da Torre há um circulo anelar representando uma coroa. Essa "coroa" é a cabeça da pessoa, e mostra seus pensamentos peculiares sem a influência de terceiros.
A Torre é muito individualista e seu ponto forte é conseguir pensar, decidir e fazer as coisas por si mesma. Pessoas com o arquétipo da Torre não precisam procurar os outros para resolver seus problemas, não são influenciáveis, não se "deixam levar," não precisam ouvir o outro para seguir a mesma opinião.
E a coroa no alto da Torre, também representa a cabeça espiritual do indivíduo. É por ali que você pode saber como está a "cabeça" da pessoa no sentido espiritual.
Cynthia Domingues Nascimento é oraculista,
dá aulas e consultas com o baralho Lenormand:
http://cynthiadnbaralhociganoensinoliberal.blogspot.com
www.youtube.com/channel/UCRyNmJ4ALOeHth8pYx5nzIg/featured
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 16/05/2019
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil