Home page

16 de janeiro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


  1. Histórico | 2. O Método de Etteilla | 3. Exemplo | 4. Apêndices  | 5. Fontes  
Parte 3: Exemplo de tiragem pelo método de Etteilla
Texto de Elizabeth Hazel e James W. Revak
publicado em www.villarevak.org
Tradução de Alexsander de Abreu Lepletier
Esta parte fornece uma leitura real no estilo de Etteilla para demonstrar sua técnica, seguindo suas instruções de forma mais fiel possível. O cenário dessa leitura é uma terça-feira a tarde no dia 22 de Janeiro de 2002 no consultório de Liz Hazel. O leitor é convidado a acompanha-la durante esse processo que inclui uma análise do horóscopo resultante.
O processo começa com o Passo 1 e a pergunta é feita: “Qual a melhor forma de agir no meu trabalho nos próximos dias e quais serão os dias mais favoráveis?”
No passo 2, as doze casas são dispostas na mesa com os 12 Trunfos Zodiacais. Como o Sol está em aquário hoje, o Trunfo atribuído ao signo (a Força) é colocada na primeira casa, com a carta de Peixes, o Pendurado, na segunda, a de Áries, o Papa, na terceira, até que tenham sido colocadas todas as cartas zodiacais restantes nas 12 casas.
Partindo para passo 3, as restantes 66 cartas restantes são embaralhadas enquanto se concentra na questão. Depois de embaralhadas, são distribuídas no sentido anti-horário começando-se a partir da primeira até que todas as cartas tenham sido dispostas nas doze casas. A tiragem completa é mostrada abaixo.
Exemplo de anotação das cartas tiradas numa consulta
Por ser uma questão de trabalho, o conjunto de cartas que caíram na 6ª casa é examinado. Dicas sobre a interpretação das casas encontram-se no Apêndice C. Como indicado no passo 4, essas seis cartas da Casa Seis são interpretadas como uma sequência de arcanos do Tarô sem qualquer referência astrológica:
Carta 1 - Quatro de Paus: Indica bons começos com sociedades e acordos.
Carta 2 - Rainha de Ouros: Representa a necessidade de tenacidade e paciência, ou uma mulher que pode oferecer ou precisar de ajuda.
Carta 3 - Sete de Ouros: Mostra a necessidade se de verificar os equipamentos, ferramentas e a gestão do tempo. Alguns itens terão de ser reestocados ou reparados (isso é tudo bem verdadeiro).
Carta 4 - Pajem de Ouros: Indica que mensagens importantes estão a caminho – e realmente espera-se a chegada de um pedido de livros de astrologia feitos na Amazon.com, livros que aprimorarão as habilidades na prática.
Carta 5 - Quatro de Copas: Indica o atraso em algumas atividades e decisões. Há trabalho para ser feito sozinho. Há incertezas, talvez devaneios emocionais em relação às metas, ou a espera de decisões por parte de terceiros.
Carta 6 - Ás de Ouros: Essa é a carta final, mostrando fertilidade e começos com solidez nos esforços empregados no trabalho. Essa é uma anotação final favorável na série de seis cartas. Como esse Ás também é uma carta numerada planetária, é colocado no topo do conjunto de cartas da sexta casa.
Procedendo como indicado no Passo 5, as posições das cartas numeradas do Ás ao 10 de Ouros são identificadas e anotadas nas bordas do esquema do Horóscopo. Então, casa por casa, os planetas atribuídos às cartas do naipe de Ouros são anotados no espaço das casas dentro do círculo do esquema do Horóscopo como representado abaixo. Esse Horóscopo resultante pode ser interpretado para proporcionar detalhes adicionais e informações sobre o tempo na questão
Ilustração de horóscopo montado a partir das cartas sorteadas numa consulta
Exemplo da Interpretação do Horóscopo
O Passo 6 é a interpretação da carta usando técnicas astrológicas. Os Apêndices A, B e C fornecem palavras-chave para signos, planetas e casas. Já as Dicas de Interpretação estão disponíveis logo abaixo e dão detalhes mais específicos dos termos usados nesse exemplo.
Na astrologia horária tradicional, numa leitura para uma mulher, a posição da Lua (Quatro de Ouros) é buscada, encontrando-a na segunda casa. A Lua é usada para representar o consulente do sexo feminino. O se a leitura for para uma pessoa do sexo masculino, o Sol será o seu representante no Horóscopo. A Lua na segunda casa está numa posição favorável, uma vez que significa o fluxo de renda. Como indicado no Apêndice C, a Lua na casa 2 está dignificada e indica que o objetivo maior da consulente é um fluxo positivo de renda. Há mais benefícios vindos da Lua uma vez que ela também está dignificada em Câncer, signo que ocupa a 6ª casa, que é relativa a questão do trabalho. Todas as questões da Lua estão fortalecidas com a Lua nessa poderosa posição.
A 6ª casa que rege os assuntos de “trabalho, local de trabalho e colegas de trabalho”, tem o Sol e Saturno. Ambos os planetas são paternais por natureza – bem yang. Essa poderosa dupla justapõe o Ego e as Restrições. A energia e vitalidade do Sol devem ser focadas e disciplinadas (Saturno) de forma a assegurar o desfecho desejado no trabalho. Saturno debilitado em Câncer indica que esses esforços podem exigir mais tempo do que se espera. Como na literatura, é preciso autoridade sólida e histórica (essas qualidades são Saturninas por natureza).
A décima segunda casa (preenchida pelo signo de Capricórnio) é habitada por Mercúrio, o Nodo Norte e a Parte da Fortuna. Essa casa está “carregada”, proeminente, pois há mais de dois planetas aqui. Mercúrio é o planeta relativo a questão mas debilitado na 12ª casa. Essa posição enfraquecida é favorecida pela vitalidade do Nodo Norte, que é por natureza orientado para o futuro e pela amiga de todos os planetas, a Parte da Fortuna. Mercúrio, sendo o planeta representante da questão, também ganha força por estar numa notável relação (uma oposição; veja Dicas de Interpretação abaixo) com a casa relativa a ela e os planetas nela contidos.
Esses três posicionamentos de 12ª casa dão ênfase a mensagens (Mercúrio) sobre futuros esforços (Nodo Norte), a importância da precisão no agendamento das atividades profissionais, e um forte interesse nos trabalhos escritos (Mercúrio), e traz boa sorte e um bom momento para os esforços investidos no trabalho (Parte de Fortuna). Como com qualquer posicionamento encontrado na casa 12, apoio e as mensagens trazidas pelo posicionamento triplo aqui, podem vir de fontes, escondidas, distantes ou inesperadas.
Os três planetas localizados na Casa 6, casa tema, devem ser analisados juntamente com os da 12ª, como planetas em casas opostas que se ativam ao criar uma tensão polarizada que requer esforço para se harmonizar. A Parte da Fortuna atenua a tendência de Saturno a gerar atrasos e obstáculos complicados. Saturno beneficia o trio de planetas na 12ª por eles estarem colocados em seu signo de dignidade, Capricórnio. Estruturas pré-existentes, formas, e sabedoria adquiridos pela idade são qualidades saturninas positivas. Embora possam ser esperados limitações e atrasos tipicamente saturninos na troca de mensagens (Mercúrio), esses atrasos podem beneficiar os resultados finais (Parte da Fortuna e Nodo Norte).
Vênus e Marte habitam a Casa 4. Essa é sempre uma casa crítica a ser examinada em toda leitura por significar o começo e fim da matéria (ex. de perguntas específicas feitas pelo consulente). Essa casa pertence ao signo de Touro. Vênus encontra-se dignificada em Touro de forma que passa a reger essa casa e toma a frente na sua interpretação. Ganhos e benefício (Vênus) chegarão a casa (Casa 4, provenientes de atividades relacionadas ao trabalho. Muito do trabalho atual (Marte), terá lugar na casa. Note que Marte está debilitado em Touro, de forma que o planeta terá de se esforçar mais para realizar sua natureza de ação e conquista. Vênus prediz possibilidade de lucro dessa forma repetindo o tema da Lua na Casa 2 e confirmando a Rainha e o Ás de Ouros do passo 4. Vênus e Marte são um par planetário e isso reforça a ideia de parcerias, casais casados e boas notícias de acordos (Quatro de Paus do Passo 4).
Júpiter está na Casa 7, em Leão. Esse é um bom posicionamento para se encontrar esse planeta benéfico. Ele indica o potencial de aprendizado e crescimento (Júpiter) através das relações (Casa 7). Por Júpiter ocupar a casa regida por Leão, isso se dará de forma alegre, criativa e ousada. A qualidade de exuberância, relações de trabalho divertidas mostra como as parcerias podem contribuir para o tema com o Quatro de Paus e o potencial de ganhos do Ás de Ouros apresentados no Passo 4. Relações podem apresentar grandes distâncias uma vez que Júpiter rege as viagens e as fronteiras.
O Nodo Sul está localizado na Primeira Casa. Sendo essa a casa da personalidade, indica que problemas e atitudes do passado exercem grande influência no trabalho atual. O Nodo Sul está ligado ao passado – conhecimento acumulado será útil nas situações profissionais atuais, bem como hábitos e padrões rígidos poderiam ser fontes de problemas. Aquário é um signo aéreo, mental e social de forma que partilhar ideias do passado pode gerar oportunidades presentes e futuras. Mais uma vez, há um planeta, Júpiter, na casa oposta, a 7. Júpiter influencia o Nodo Sul e o Nodo Sul influencia Júpiter. O aprendizado e o crescimento pessoas são fortemente acentuados nessa troca positiva.
Outra forma de adaptar o método básico de Etteilla é utilizar o Sol (o consulente) e a Lua (a consulente) como indicadores de tempo. De forma a focar nos próximos dias , no caso de uma mulher, a Lua é o indicador de tempo. A Segunda Casa, onde está localizada a Lua representa o momento presente, hoje, Terça-Feira. A Terceira Casa se torna quarta-feira, a Quarta Casa se torna Quinta-Feira e assim por diante com 1 casa = 1 dia. Isso é anotado no topo do Horóscopo no Apêndice G. Se a leitura fosse para um Homem, o interprete começaria com a casa onde está o Sol, a Sexta, como representante de hoje, Terça, a Sétima como quarta, etc.
Essa técnica nos dá uma visão acurada de quando os posicionamentos planetários serão mais fortemente ativados nos próximos 12 dias. A lua chegará na Casa 4, na quinta-feira, sendo esse um possível dia para a chegada dos livros encomendados, ou outras aquisições que possam melhorar as condições de trabalho; troca com parceiros, ou benefício de pessoas casadas – todas qualidades da combinação de Vênus-Marte. (Na quinta-feira, a Amazon.com enviou um e-mail para mim avisando que os livros já estavam sendo enviados. Os livros chegaram seis dias mais tarde,quando a Lua estava na Décima Casa e assim, o indicador de tempo estava em oposição, mais uma vez, numa poderosa troca de energia com Vênus e Marte na casa 4).
A interpretação dos dias segue até Sábado quando a Lua entra na Sexta Casa e se aproxima do Sol e de Saturno. Mais uma vez as ideias-chave desse planetas são enfatizadas pelo movimento catalisador da Lua: vitalidade física deve ser aplicada a atividades disciplinadas. (Embora , sem planejar, eu fiz um estoque de produtos naquele dia. É uma tarefa de gestão de negócio (Saturno), que requer habilidades analíticas e matemáticas – Sexta Casa – , e centra-se num espaço de criatividade pessoal – o Sol).
Esse método fornece uma previsão precisa de 12 dias. Mercúrio, planeta significador da questão, foi mais importante para a interpretação geral do que se esperava. Durante o período de previsão, as questões da 12ª Casa, “situações ocultas”, foram uma distração para as questões de trabalho, o tema da investigação. Aprender o método de Etteilla requer algumas tentativas de erros e acertos para que se tenha fluência e precisão com as técnicas de interpretação horária. As condições da casa e do planeta significadores não devem ser subestimadas.
Para usar a técnica num contexto mais amplo, se a questão pedir uma previsão mais ampla, o Tarólogo pode alterar esse método de tempo para 1 casa = 1semana, 1 casa = um mês, 1 casa = um ano. Use sempre a localização da casa do indicador de tempo ( Sol para Homens e Lua para mulheres), como a primeira unidade de tempo e calcule a partir daí através onze casas restantes. Essa técnica de se mover o indicador do consulente (Sol/Lua) é bastante útil se a precisão temporal for crítica na questão do consulente.
Dicas na Interpretação do Horóscopo
Determine que casa rege o tema da questão. De forma similar, determine o planeta regente. Informações relativas as 12 casas encontram-se no Apêndice C. O primeiro planeta em dignidade localizado na casa deve ser considerado como o Regente planetário.
Procure por temas na interpretação das cartas no Passo 4 que coordenem ou dêem ênfase a análise da carta no Passo 6. A análise das cartas de Tarô fornecerá alguma ajuda na delineamento dos significados do Horóscopo.
Determine a casa na qual o indicador do consulente se encontra – o Sol para homens e a Lua para mulheres. Decida se o indicador do consulente se encontra numa relação benéfica ou tensa com a casa relativa a questão por signo ou posição de casa. Se o significador do consulente estiver na casa relativa a questão, isso mostra um grande foco na situação apresentada, um enorme investimento pessoal para o seu desfecho. O significador do consulente também é beneficiado se estiver numa casa preenchida pelo mesmo elemento relativo ao da casa referente à questão. Se o indicador do consulente estiver numa casa oposta ou contraditória à casa-tema, então os assuntos indicados por essa casa poderão agir como impedimentos ou alheamentos para a sucesso de seus objetivos.
O planeta que rege (dignifica) a casa-tema é crucial no delineamento astrológico. Procure verificar se ele está numa casa amigável ou hostil à pergunta do consulente e determine dignidade ou debilidade por casa ou Signo Zodiacal. O planeta dignificado enfatiza os planetas com quem divide a mesma casa.
Se os planetas estão em casa opostas, o eixo a que pertencem ganha especial relevância na interpretação. As casas que se opõem são: 1-7, 2-8, 3-9, 4-10, 5-11, 6-12. Planetas contidos nas casas em oposição indicam uma tensão polarizada que revela a necessidade de tanto a coordenação como a resolução dessas forças planetárias. É necessário um esforço consciente para que se possa reconciliar as energias dos planetas que se encontram e oposição. Casas afins falam de coisas similares enquanto que as casas divergentes indicam assuntos que se encontram em conflito. Geralmente, casas ímpares se harmonizam com casas ímpares (1, 3, 5, 7…) enquanto casas pares se coordenam com casas pares.
Planetas na casa sete definem a qualidade das relações do consulente. Geralmente, Saturno ou Marte nela posicionados sinalizam dificuldades ou restrições em relação aos outros. Os outros planetas e luzes são mais benéficos e úteis.
A Casa 4 representa o começo e o fim do assunto e o cerne da questão. Essa casa deve ser examinada em todas as questões. Se há planetas nessa casa, eles falam diretamente do resultado da questão apresentada e deve-se ter atenção especial durante a interpretação. Se o planeta regente estiver na Quarta asa o resultado deve chegar mais rapidamente e ser sentido com mais intensidade.
Casas cheias, com três ou mais planetas, deverão ser vistas com mais atenção. A área da vida indicada por uma casa cheia tem grande importância na leitura. A Casa 3 cheia indicará que acontecimentos cotidianos e mensagens poderão vir a ser extremamente ativos durante o tempo da definido para a leitura.
Considere as personalidades dos planetas envolvidos. Alguns planetas são considerados pares – Sol e Lua, Vênus e Marte, Júpiter e Saturno, Mercúrio e ambos os Nodos. A Parte da Fortuna indica uma área de conforto e mantém uma boa relação com todos os planetas. ( A Parte da Fortuna não é um planeta mas uma Parte Arábica. Partes Arábicas eram importantes recursos durante a Era Medieval e Renascença. A Parte da Fortuna é criada usando o Ascendente, Sol e Lua, as coordenadas mais importantes num mapa, o que, provavelmente, motivou Etteilla a incluí-la em suas correspondências. Os dois Nodos Lunares são chamados de “planetas sombra” e revelam qualidades magnéticas do passado e do futuro.)
Enfatize a importância de qualquer planeta em Casas Angulares (1ª, 4ª, 7ª e10ª). Essas são as mais poderosas e os efeitos de qualquer planeta nelas contido serão notavelmente ativados durante o período da previsão.
Qualquer planeta será beneficiado se estiver em signo ou casa onde se encontra dignificado. De outra forma, uma planeta irá lutar num signo ou casa onde está debilitado. Debilidade deve se considerada um tipo de deficiência – não implica que o planeta esteja inoperante ou disfuncional mas porém indica que o planeta terá de se esforçar muito mais para atingir todo o seu potencial.
Técnicas Avançadas de Interpretação do Horóscopo
Observe no mapa, a fase relativa do Sol e da Lua. Se estiverem numa casa juntos, essa é a posição da Lua Nova, que pode ser invisível e um intenso foco nas questões internas da questão. O Sol e a Lua em casas opostas são como uma Lua Cheia e indicam uma qualidade extrovertida, o assunto em questão está em plena floração.
Uma combinação “Lua Nova” ou “Lua Cheia” com os um dos Nodos dividindo a mesa casa do Sol ou da Lua é como se configurasse um Eclipse. (É como a relação do zodíaco físico do Sol, da Lua e Nodos durante um Eclipse). Se essa relação se configurar numa tiragem, tenha em mente que essa é uma condição delicada e traiçoeira. O consulente deve agir com extremo cuidado nas questões relativas às suas decisões. Esse período de tempo é crítico para o sucesso se um posicionamento de eclipse aparece; objetivos específicos podem não chegar aos resultados desejados.
Examine os aspectos maiores, o equilíbrio elemental dos posicionamentos dos planetas no Zodíaco e o número de planetas acima e abaixo do horizonte, ou a ênfase em algum quadrante.
Outros métodos astrológicos modernos podem ser usados – sinta-se a vontade para tentar. A técnica de Etteilla se desenvolve a partir das correções e aprimoramentos. Aqueles que preferem precisão histórica, basta seguir os passos de Etteilla pois serão bem servidos pelos resultados. Usar os baralhos modernos com sistemas de atribuição diferentes pode facilitar o processo de aprendizagem dos leitores que não estão familiarizados com os baralhos de Marselha e Grand Etteilla.
Como uma observação final sobre essa tiragem, o horóscopo derivado parece ter uma semelhança sincrônica espantosa com as atividades do momento da carta astral do consulente. Em várias leituras experimentais realizadas durante a produção desse artigo, o horóscopo derivado possuía posicionamentos refletindo áreas de atividade significativa da carta natal como observadas através de técnicas normais de previsão. Não é incoerente suspeitas que Etteilla , como um astrólogo praticante, tivesse idéia dessa sincronicidade. Sua técnica de leitura parece se valer dessa aparente (mas ainda não comprovada) harmonia entre Astrologia e Tarô. O método de Etteilla demonstra que como esses sistemas tão distintos – Tarô e Astrologia – podem nos fornecer nos fornecer informações e mutuamente reforçarem-se através dos temas reiterados na interpretação.
Conclusão
Inicialmente, alguns praticantes, especialmente se não tem uma boa base de conhecimento astrológico, podem achar o método de Etteilla complicado e exigente. Todavia, a fluência virá através da prática e do estudo. Em última análise, os praticantes podem achar que esse método ainda mantém o seu valor até os dias de hoje, mesmo tendo mais de 200 anos, por ser prático, móvel e, diferente de qualquer método de Mandala Astrológica publicado, produz uma carta astral.
Embora alguns ocultistas e autores populares critiquem Etteilla, omitindo ou minimizando sua contribuição ao Tarô, suas realizações excedem a mera popularização do Tarô graças, em grande parte, ao seu desempenho público como um Tarólogo Profissional. À luz da relativamente sofisticada integração precedente da Astrologia, os historiadores poderiam se interessar em aprofundar mais as pesquisas acerca de suas realizações; suas descobertas poderiam provar-se historicamente importantes e úteis aos Tarólogos profissionais.
Mais estudos sobre Etteilla e seus baralhos
  O Livro de Thoth - Tarô de Etteilla. Resenha do historiador Giordano Berti sobre o livro e o jogo com 78 cartas, agora disponíveis no Brasil: O livro e o baralho  
  Etteilla e o seu tarô egípcio (1783) é um dos tópicos preparados por Constantino Riemma sobre os baralhos temáticos surgidos a partir de 1791: “Grande Etteilla” ou “Livro de Thoth”  
O livro O Livro de Thoth – Tarô de Etteilla com o jogo completo de 78 cartas pode ser
adquirido na loja virtual especializada em tarô e parceira do Clube do Tarô: www.simbolica.com.br
janeiro.11
Contato com os autores:
Elizabeth Hazel e James W. Revak - www.villarevak.org/astro/main.html
Tradutor: Alexsander Lepletier: www.lenormando.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
Para acessar as outras partes deste estudo, clique nos links abaixo:
 
  1. Histórico | 2. O Método de Etteilla | 3. Exemplo | 4. Apêndices  | 5. Fontes  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil