Home page

10 de dezembro de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


Toques de Alberoni
 
    
 
Coletânea de tiragens por Flávio Alberoni com variadas técnicas de leituras para os diferentes assuntos trazidos por seus amigos e clientes.
Conheça a relação completa de suas colaborações no Clube do Tarô: Autor
 
 
Como será o ano para mim?
    Tiragem baseada no Esquema da Árvore (veja). Retiradas as seguinte cartas:
Protetor: 4 (inv.); Persona: 13;
Árvore
: 19 (inv.), 15 (inv.) ego e 14 = 12 (self)
    Cálculo das demais cartas para montar a Árvore:
Superego = 11
Sombra = 18
Benfeitor = 4
   
12
4
14
11
13
15
18
4
19
7
9
 
    Símbolo: Um árvore cortada ao meio. Completamente. Onde as suas Raízes estão de um lado, sem crescimento e o tronco forma uma nova árvore.
 
      Os Arcanos centrais indicam um processo de colheita, dado pelo 19, principalmente. Indicando, no entanto, que o cuidado de sempre deve haver, pois a sua inversão torna esse processo sempre menor do que o esperado. Nada de entusiasmo exagerado portanto. Algo passional, algo forte, tornará mais problemática ainda esse mesmo processo. Controle de suas emoções (15) e muita preocupação consigo mesma, pois o 12, a torna frágil com relação a isso. A necessidade de mudança é algo ponderável e indica que este ano as mudanças acontecerão. E para melhor, como o símbolo sugere. Desde que os cuidados e a cautela permaneçam perenes (9).
    Observe que o desejo de mudar dado pelo persona (13) é bem secundado pelos números do benfeitor e protetor. Ambos arcanos 4. Indicando que o processo recebe uma espécie de benção e confirmando o dito sobre o 19. Gosto do 14, que indica até uma ação política entre os filhos, buscando uma aproximação maior e de igual para igual (a seqüência 4,14 e 11, rege os filhos – o primeiro dominador, temperamental, o segundo muito político e assistencial e o terceiro preocupado sempre com uma melhoria de si e em fase ainda de implantação). (Tem certeza de que não abortou um quarto filho ou tem algum perdido por aí? O 13 na seqüência indica isso. Talvez seja o que não é seu diretamente).
    Tudo está bem. Mesmo que não consiga dominar o seu forte temperamento (11, 18 e 7). Mas, há necessidade de agir sempre com cautela, pois o aspecto emocional - regido pelos arcanos 13, 15 e 18, indicam atribulações na área. Acredito que F. e AP. dêem trabalho, pois esta seqüência rege os parentes próximos. Veja o 13 - marido e parentes do marido - o que recebe como herança provindo dele; 15 - você e 18 seus parentes que vem de seus pais. E o 18 dá muito briga. Se não for a R. serão C., F. e AP. A outra seqüência rege sua bases. O que sustenta o seu ano. E está tudo belo, minha gente!!
    Observe que este tipo de interpretação fornece subsídios fortes de avaliação e tudo entrecruzado como um quebra cabeça:
  4,14,11 - prazeres, conquistas, ideais, filhos
  13,15,18 - marido, você, parentes. relações pessoais. (Se houver algum arcano completamente fora do esquema, indica uma relação pessoal à distância que pode interferir)
  4,19,07 - bases e
  4, 13, 4 - coluna da ação concreta ou dedutiva
  14, 15, 19 - coluna de sua expressão como ego
  11, 18, 7 - coluna de suas ações indutivas ou algo parecido.
    Nada de nomes para atrapalhar, por favor. Deixo isso para o Sérgio e Eliane.
    Outros comentários. A semelhança entre o benfeitor e protetor indica que não há algo a ser acrescentado. É esperar. E sem pressa, pois a égide do 9 é forte e ele sempre é vagaroso, mas é prudente e gosta de bases firmes. Nada de entusiasmo exagerado, por favor. Por outro lado pode indicar uma êxtase no processo de procura (o 9 e a semelhança entre o protetor e benfeitor). Uma necessidade de descanso. E o excesso de energia 4 (4, 13 e 19), indica uma ação Yang, protetora e estimulante.
    Temos ainda o 7 na base para ajudar. Mas, pela sua posição emocional (Id), não se pode contar muito, pois é a velha C. gritando antes de pensar. Ou seja, indica uma meta forte na formação das bases (na seqüência 4, 19 e 7) e uma ansiedade exagerada na coluna (11, 18 e 07). No 18 é a tb a C. meio desconfiada e pensando demais em si (mesmo que o 12 a indique como uma desdobradora buscando sempre ajudar. Mas, o lado depressivo e melancólico é forte e não pode ser esquecido).Etc.
    Noto que erro bastante fazendo redução para os grandes Arcanos. Este tipo de interpretação exige mais cartas e os pequenos Arcanos deveriam entrar no jogo. Falta-me, no entanto, animo para estudar isso. Aguardo algum mestre na área que se simpatize com esta técnica.
    Finalmente: O símbolo ficou belíssimo! A nova árvore até tem flores, raios! Evohé, minha cara.
jan.08
 
Uma experiência
    
    Tive uma experiência muito rica com uma cliente-amiga. Ela pediu para lhe tirar o tarô.
    Antes do tarô eu visualizei o seu símbolo e o descrevi, classificando-o como desarmônico.
    Pedi para ela própria embaralhar as cartas. Ela o fez e tirou as cartas na sequência que eu indiquei. Não gostei do resultado. Simplesmente não conseguia ver nada.
Eu embaralhei e ela tirou as cartas na mesma sequência.
    Consegui interpretar (meio pobremente, pois nesse quesito eu sou reconhecidamente fraco).
    Notei que o símbolo ficou o mesmo, mas muito mais harmônico. Percebi outra coisa. A primeira tirada correspondia ao símbolo desarmônico e a segunda com ele harmonizado. Ao ler a segunda, o primeiro foi influenciado. Notei também que a segunda série continha a primeira, mas com muito mais harmonia das cartas entre si. Por exemplo, na primeira série apareceu o Arcano 15 evidenciado e isolado (na persona), sem apoio de nada. Na segunda série o seu oposto, o 8, apareceu em três circunstâncias diferentes, conseguindo um forte apoio mútuo.
    Percebi algo muito interessante: ao comparar os símbolos entre si, eles eram essencialmente iguais. Apenas a perspectiva era diferente. Pareceu que na minha mente um zoom transformava o primeiro símbolo no segundo. Ou seja, por conclusão, tudo vai bem conosco, apenas vemos tudo de uma maneira distorcida. E agimos sob esta ótica.
jan.08
 
Para uma amiga
    
    Tiragem baseada no Esquema da Árvore (veja) com as seguinte cartas retiradas:
Protetor: 15 (F);
Persona: 11 (E);
Raiz, parte inconsciente, mãe, passado, aspecto lunar: 20 (A);
Caule, parte consciente, aspecto solar, linha de menor esforço, atitude perante a vida: 19 (B) e
Copa, Limites, sonhos, ambição, pai, aspecto Saturno: 1 (C)
    (Em astrologia Cancer é regido pela Lua e Capricornio por Saturno. E são signos opostos/complementares)
    Vamos ao cálculo das demais cartas para montar a Árvore:
Self (D = 40 = 4
Id: A + B = G = 12
Superego: B + C = H = 20
Sombra: G + H = I = 32 = 5
Benfeitor: J = D + A = 6
   
4
15
1
20
11
19
5
6
20
12
4
 
    Com o treino você conseguirá fazer uma interpretação desde que não se esqueça que cada arcano ocupa uma posição determinada na árvore.
    Observe alguns valores interessantes. Sua parte inconsciente (20 = A), tem o mesmo arcano que seu Superego (H. Isso tem um significado. Observe que seu Benfeitor (ritmo que deve ser imposto a sua vida, para enfrentar as adversidades), tem um valor similar ao do Protetor (ritmo a se imposto em sua vida para se "arrumar" para enfrentar o mundo). Ambos somam 6. O primeiro rege o namorado, o segundo paixão e apegos. Observe que 15, seu protetor, rege o medo, paixão, apegos ao lado da personalidade, a alma do mundo. Algo que você tem forte (medo), em algumas visões da vida, como enfrentar "os espíritos". O protetor é sempre um agente exterior. Alguém que a ajuda a enfrentar isso. Pode ser um analista de preferência alguém com visão mística. Mas, pode ser simplesmente uma estímulo ao rearranjo dos chakras – Arcano 14, embutido no 5, que é sua sombra – o seu medo. E porque a sombra é o 5 – uma carta tão alegre? É que pela sua característica, o 5 é um indisciplinado no nível da personalidade, em outro nível não. E a falta de disciplina a deixa fragilizada (observe que o seu self é 4 – ordem, proteção, equilíbrio; e o seu K também).
    É muito demorado dizer tudo. Quero apenas lhe dar pistas para a interpretação, para seu estudo.
    Gosto do 12 no Id. Dá uma pessoa com tendência à própria destruição, perdendo energia demais no que faz e com isso se irritando rapidamente. Corresponde à perda do Yin essencial que estimula o Yang do Fígado – coisas da acupuntura.
    Na árvore, existem outros valores a se considerar: a coluna F, E, J. A sua soma nos fornece o Arcano 5 e a coluna H, I, G o arcano 10. Deixo para sua imaginação e criatividade.
    Volto a dizer que estes números foram casuais e apenas refletem uma parte de si. Precisaria uns números mais adequados.
    Pediria para não se fixar nesta técnica muito particular de interpretação. Há muitas outras e você pode se adequar mais facilmente àlgumas delas. O exposto é apenas uma idéia entre muitas.
jan.08
    
    Sempre penso nos Arcanos como a parte motora dos símbolos, aquela que retira a parte paralisada de um símbolo. A situação ou a pessoa é assim – aí vem o símbolo para explicar o que não podemos. E a carta do tarô anima o símbolo.
    Esta frase é de Marise Pollonio. Achei sintética e excelente.
jan.08
 
Arcanos para S. M.
    Arcanos 5, 18 e 13. Todos invertidos. A soma nos leva ao Arcano 9.
    Persona: 6, também invertido; e Protetor: 22
    Como estão todos invertidos, vou considerá-los como normais.
Id: arcano 5; Superego: arcano 4; Sombra: arcano 9; Benfeitor: (5+9 = 14.
    Símbolo básico:
    O arqueiro possui muitas setas para enviar ao alvo e demora a escolher uma única. Nunca se satisfaz. Numa, observa as penas mal colocadas; em outra, a haste não está muito retilínea. Quando escolhe a seta que acha correta, é o alvo que não está bem colocado, ou há muito vento, ou há muita solidão. No entanto sua postura é firme e se movimenta bastante ocupando o seu tempo.
    O guardião ao lado espera pacientemente. Quando o arqueiro está pronto para lançar a seta, o guardião o interrompe, critica a seta escolhida, a posição do alvo e exige novo preparativo. Não permite o lançamento da seta.
    Sandra, leia o símbolo e tente criá-lo mentalmente. Tente até conseguir lançar a seta. Pelo coração. A interpretação do tarô, farei depois. Guarde os arcanos. Há muita perturbação nos números. Principalmente pela localização do Arcano 6 (Persona) e da coincidência do Arcano 9 – Self e Sombra.
    Comentário de Maria Luiza Bittencourt:
    A indecisão é inerente ao 6. No entanto, a personalidade está muito exacerbada (por isso a inversão). Potencialmente o coração abriga o 5 mas o lado sombra se projeta muito forte e impede o equilíbrio, a luz que guia o arqueiro. Ele tem que procurar seu centro, mas medos infundados e uma postura muito rígida o impedem de usar a seta adequada e ver o alvo com clareza. É preciso buscar a flexibilidade com o 22 (seu protetor) que lhe empresta criatividade para encarar o abismo.A ponte será a própria seta que se fundirá em arqueiro, num só corpo para atingir o alvo que se encontra do outro lado.(bonita esta parte).O mestre sorri.
set.07
 
Contato com o autor
Flávio Alberoni alberoni@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
 
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil