Home page

18 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Previsões para o Brasil em 2015
Marcelo F. Martuchele
 
 
Procurei ser breve e objetivo em cada área abordada, seguindo à risca
a simbologia dos arcanos. Afinal, fazer previsões coletivas não é nada fácil!
 
Energia básica: O Sacerdote + 6 de Paus. Com esse par, podemos dizer que o Brasil vivenciará um período de algumas conquistas, com um início de reorganização social, política e moral, ainda que parcial. O Seis de Paus indica otimismo e confiança, além de sucesso e reconhecimento. O clima de insatisfação atual, por parte de uma parcela da população, tende a diminuir, pois essa energia básica sugere trabalhos, recursos, correções e avanços, ainda que um pouco lentos. Também será um ano bom para trabalho e para atividades voltadas para a fé ou voluntariado.
Política (âmbito federal): O Carro + 6 de Espadas. O Carro aparece indicando avanços, conquistas, condução e prosseguimento das metas. No entanto, com o seis de espadas, tudo ocorre de forma mais lenta, com resistências, oposições e algumas dificuldades. O atual governo deverá ter mais firmeza e coragem na condução de seus objetivos, pois não será fácil.
Economia/mercado: O Sol + Ás de Ouros. Duas cartas que indicam o início de um crescimento e mais abertura. Essa expansão vem de uma maior consciência de como enfrentar e contornar os problemas atuais na área econômica. Novas frentes começam a despontar no mercado.
kCartas para 2015
Tiragem de previsões para o ano de2015
Cartas do Cosmic Tarot
Saúde: O Imperador + 9 de Espadas. Nessa área há poucos avanços. Mantém-se o que se conquistou (O Imperador), mas haverá pouco progresso, preocupações e possivelmente alguns escândalos (9 de Espadas). Soluções difíceis de serem aplicadas, inclusive no setor privado. Haverá necessidade de revisar erros do passado. No geral, haverá maior incidência de problemas estomacais e nas articulações.
Educação: O Diabo + 8 de Paus. Avanços e expansão nessa área, embora ainda estejamos longe de resolver os problemas de base na Educação.  Inclusão e crescimento rápido de cursos técnicos para atender melhor às demandas que surgem. Novas propostas e parcerias estão favoráveis nas esferas pública e privada. A natureza positiva do 8 de Paus quase que anula os aspectos negativos d’O Diabo.
Esporte/cultura: O Pendurado + 6 de Copas. Não será um ano de crescimento e de consideráveis conquistas voltadas para essas áreas, principalmente em relação ao esporte. Dificuldades, negócios emperrados... No entanto, o clima favorecerá o retorno de artes e elementos culturais do passado.
Relações internacionais: A Imperatriz + 9 de Copas. Clima amistoso, progressista e favorável às relações internacionais. Acordos positivos e vantajosos para o Brasil!
Carmas; dificuldades: O Mago + Rei de Copas. Como O Mago está relacionado à comunicação e o Rei de Copas à diplomacia, em seus aspectos negativos, tensos, esse par sugere manipulação e dissimulação. Isso pode se referir não só à corrupção, que infelizmente sempre existiu, mas também à manipulação midiática e a meias-verdades, referentes a tais atos.
Fenômenos naturais e meio ambiente: A Lua + 10 de Paus. A Lua, que simbolicamente indica instabilidade e remete aos ciclos da natureza, avisa que haverá um considerável aumento das oscilações climáticas. O Dez de Paus indica que deverá haver esforços e empenho para solucionar problemas decorrentes dessas oscilações, e prevenir que se agrave a situação da seca, como houve esse ano em São Paulo. Até mesmo algumas medidas emergenciais deverão ser tomadas. Esse arcano menor, por sua representação imagética, também sugere aumento do desmatamento. A Lua (representando o oculto) pode indicar falhas na fiscalização, clandestinidade etc.
Contato com o autor:
Marcelo F. Martuchele,
tarólogo e prof. de língua portuguesa : mfmartuch@yahoo.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 29/11/2014
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil