Home page

23 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Veja6.1 - Os caminhos e as letras mães  |  6.2 - As letras duplas  |  6.3 - As letras simples  
Cabala, Caminhos da Árvore, Letras e Arcanos Maiores
As Letras Duplas
 
Joaquim A. R. Barreira
 
 
O texto abaixo é a transcrição autorizada pelo Autor, Joaquim A. R. Barreira, do capítulo 6. Os Caminhos - Teoria Astrológica de "Teoria Astral. Os caminhos da Árvore da Vida. Tarot Cabalístico" - Papiro Editora - Porto, Portugal - 2ª ed., 2010. [Veja resenha]
 
2ª Lei: O caminho de cada letra dupla sai da esfera
que representa a energia do planeta respectivo
Os três princípios teriam que inevitavelmente de emanar do UM. 
Vejamos agora como se distribuem os caminhos das 7 letras duplas que representam os 7 planetas principais. Naturalmente que se distribuem à volta do centro da árvore Thiphared, esfera 6, que corresponde ao Sol: à semelhança do nosso sistema solar, os diversos planetas gravitam à volta do Sol. Observa-se uma excepção para Saturno que se compreende por este planeta fazer a transição do pessoal para o transpessoal.
    A Papisa no Tarô de Waite   Saturno   Letra Beth do alfabetro hebraico    
2. BETH – Valor 2 – Saturno – É o primeiro caminho horizontal que liga a esfera 3 Saturno à 2 Urano. Sendo o mais distante dos sete planetas, faz todo o sentido este posicionamento. Ele é o senhor do tempo, o que delimita as fronteiras, daquilo que consideramos ser uma realidade concreta, definível e que se pode experimentar. O mundo e a criação começam com a dualidade. Antes da dualidade deste mundo apenas existia a unidade de Aleph (valor 1). 
Após o período de afirmação da dádiva das três primeiros elementares “A Papisa” – tenta manter a união, procura colaboração ou amizade. O 2 é o complemento do 1, forma um casal, uma dualidade formando um ângulo recto. Expressa interioridade, imaginação e o poder de reprodução e o desejo de criar. É também um pouco incerto. É o símbolo do relacionamento, da associação, é feminino (Yin), o segundo pólo, um receptor mais do que um emissor. Indica um trabalho silencioso mas eficaz.
↓ Em sentido descendente unindo a esfera 2 à 3 expressa um desejo de expansão de dar fruto ou testemunho eficaz;
 ↑ No sentido ascendente (3 -2) um impulso de ir ao encontro da energia criadora e ser fecundado do alto com essa mesma energia 
    A Imperariz no Tarô de Waite   Júpiter   Guimel    
3. GUIMEL – Valor 3 - Júpiter – É o caminho oblíquo situado do lado direito do centro da árvore estabelecendo a ligação entre a Misericórdia (esfera 4) e a Beleza (esfera 6).      
Após o período de união (1+2=3), agora o 3 – “A Imperatriz” – é a expressão do relacionamento entre 1 e 2, ou seja, criação, crianças, o fruto da união. É a busca de unidade, equilíbrio na criatividade, exteriorização, expressão da alegria de viver. É o símbolo da trilogia que existe em todas as civilizações (O Pai, O Filho e o Espírito Santo; Osíris, Ísis e Horus; Passado, Presente e Futuro; Nascimento, Vida e Morte).
↓ O caminho descendente unindo a esfera 4 à 6 indica que a pessoa recebe na sua consciência o sentido de um amor universal que o impele a produzir doces frutos em seus pensamentos e desejos através da unidade com a força suprema, e que deverá estar em sintonia com essa mesma força, utilizando-a para seu benefício e da natureza na sua totalidade, em que se inclui o seu semelhante.
↑ No caminho inverso ascendendo da 6 para a 4, ele eleva-se como parte integrante da natureza divina e por isso actua com Misericórdia em unicidade com os desígnios dessa mesma filiação.
    O Imperador no Tarô de Waite   Marte   Daleth    
4. DALETHValor 4 – Marte - Une a esfera 5 (Justiça) à 6 (Beleza).
“O Imperador”: Alude à concretização do abstracto no sólido. É mais a criação da vontade do que a dos sentimentos. O império, a dominação, o governo, o poder, o êxito, a hegemonia, a supremacia da inteligência na ordem temporal e material. A “Pedra Cúbica”, representa o governo, a protecção, o trabalho construtivo e inteligente, a solidez, o conselho, a autoridade, a tradição ou, no sentido desfavorável, a oposição tenaz, o preconceito hostil, a tirania, o absolutismo. É a imagem do Pai que pode tornar-se o primeiro rival. Alude à formação primitiva do Super Eu, “Self”, ou consciência moral. No plano psicológico convida-nos a tomar posse de nós mesmos, a ordenar tudo no sentido da vontade de poder. Simboliza a função psíquica percepção. Características marcianas. A afirmação do poder em obras realizadas, o chamamento à sensatez. Riqueza e domínio. Pessoa protectora, que apoia. O pai, o patrão, o amo.
↓ No sentido descendente do 5 para o 6 indica que a vontade que implementou a ordem e a disciplina no nosso Eu verdadeiro está em sintonia com a Lei Universal.
↑ No sentido ascendente ou seja no sentido de 6 para 5 indica que o nosso conceito superior de Beleza se encaminha para a concretização de algo que será frutuoso.
    A Força   Sol   Kaph    
11. KAPH – Valor 20 - Sol – É o caminho que liga a 6ª (Beleza) à 9ª esfera também chamada “ O Fundamento”. 
  “A Força” Simboliza a aptidão para administrar e educar a si mesmo, através da inspiração, da meditação e, acima de tudo, colocar seus impulsos intuitivos em prática. Este número é um convite para livrar-se de tudo o que é supérfluo. Dogmático e contraditório em sua vida a fim de entrar em contacto directo com aquilo que é realmente essencial (e vivido). É a melhor maneira de assimilar um assunto (entendê-lo e senti-lo). Autodidacta, o regido pelo número 11 não é só uma pessoa intuitiva, mas também é dotada de uma inteligência acima da média e de idealismo e humanismo. É do tipo que gosta de falar sobre suas ideias e de beneficiar os outros com sua intuição, que costuma ser muito útil. Deve-se ouvir com atenção ao que as pessoas regidas pelo número 11 têm a dizer. Esse número é tanto masculino (número um duplo) quanto feminino (a soma 1+1 resulta em 2) e portanto é muito intenso e exala um poderoso charme magnético. Costuma ser um número positivo, sinónimo de sucesso e reconhecimento, mas é mais favorável para a evolução espiritual do que no campo material ou financeiro, embora também possa trazer excelentes ideias nessas áreas. No simbolismo das cartas do Tarot, este número representa a força intelectual e moral que se sobrepõe à força bruta (que costuma ser hipócrita e desrespeitosa). Indica ainda inteligência e força interior aliadas à inspiração e a altos valores morais. Incita a agir sozinho, ser forte e ter a mente elevada. Quando mal utilizadas, as fortes vibrações emanadas do número 11 transformam-se em nervosismo, intolerância, sede de popularidade e poder, desejo de manipular as outras pessoas psicologicamente e arrogância paranóica
6 ↓ 9 representa a fonte ou foco da luz interior que vai iluminar toda a consciência com verdade e sem as distorções e zonas de sombra que normalmente se manifestam em Yesod.
9 ↑ 6 a pessoa toma conhecimento de que tudo do que ela se apercebe, representa apenas  uma pequena parte de uma realidade que está oculta à sua consciência, e que as suas cognições nunca são perfeitas e imparciais dado que no processo se misturam heranças apreendidas pelo ego.
    A Estrela   Vênus   Phe    
17. PEH – Valor 80 -Vénus – Liga a esfera 6 (Beleza) à esfera 7 (Vitória)
"A Estrela". É um número que também simboliza a esperança, a harmonia e a protecção (quase divina) para quaisquer dificuldades que você precise enfrentar. Simboliza o indivíduo (1) que toma consciência das possibilidades de sua mente emocional (7) na construção de um mundo pessoal próspero e altruísta (8). Relacionado à sorte e ao idealismo, o 17 promete resultados como satisfação geral, bem-estar espiritual e elevação da alma. Imaginação, inspiração, sinceridade, generosidade e optimismo, tudo isso aliado à sensação de às vezes estar sendo guiado. Novas e agradáveis criações que podem estar aliadas a uma busca incessante. Pode estar relacionado a um talento. As finanças são favorecidas. Magnetismo, beleza. Aqueles influenciados pela vibração do número 17 são muito idealistas e tendem à ingenuidade e a deixarem-se levar por ilusões.
6 ↓ 7 A luz e o reconhecimento dos propósitos evolutivos do ser humano são projectados para a parte emocional do indivíduo que por sua vez desenvolve um sentimento altamente positivo.
7 ↑ 6 Uma emoção ou sentimento fazem o indivíduo reflectir se o facto percepcionado contribuirá para um propósito egoísta ou altruísta.
    O Julgamento no tarô de Waite   Mercúrio   Resh    
20. RESH – Valor 200 – Mercúrio – A ponte entre a esfera 6 e a 8 (Glória e Esplendor)
"O Juízo" - Momento decisivo, mudanças. Este número refere-se a surpresas, lembranças, melhora no plano material que pode se seguir de um período de dificuldades. É o número do despertar e da renovação do indivíduo por meio da inspiração e da consciencialização. Intuição e boas ideias permitem que encontre repentinamente a solução de seus problemas e consiga seguir em frente. O número 20 simboliza liberdade, alívio e entusiasmo. É também um bom número secundário que recompensa os esforços dos que são influenciados pelas suas vibrações ajudando-os. É preciso ter perseverança para vencer os obstáculos e  livrar-se de qualquer impedimento. Reviravoltas surpreendentes são uma constante na vida daqueles influenciados pela vibração do número 20. Com essa vibração, será melhor se você mantiver a cabeça no lugar pois muitas vezes é preciso tomar decisões repentinas.
↓ No sentido descendente a lógica e o raciocínio são exaltados. Surgem ideias  inovadoras e novos métodos práticos. A linguagem a escrita e a comunicação tornam-se fluentes.
↑ No sentido ascendente 8/6 há predominância de raciocínios e lógicas complicadas, talvez demasiado elaborados, que poderão estar certas ou erradas.
    O Mundo no Tarô de Waite   Lua      
22. TAV – Valor 400 - Lua – A ultima das pontes astrais ligando Yesod (9 – O Fundamento) a Malkuth (10 – O Reino)
“O Mundo”: Número mestre. Grandes realizações no plano material. Número que simboliza a excelência, o conhecimento, a sabedoria, o altruísmo a liberdade de pensamento e acima de tudo a genialidade criativa relacionada à construção, à invenção, grande organização ou grandes conquistas. É o tipo de inteligência inspirada expressa pela criação na matéria. É também o número do poder, do despertar e do idealismo colocado ao serviço da humanidade. Grande necessidade de liberdade, de autonomia e de originalidade. O problema é que pode ser um pouco difícil viver assim. Combina com o número 4. De um modo geral, é uma vibração poderosa, favorável à resolução de problemas de ordem prática e à realização de objectivos ambiciosos. Caso seja mal canalizada, essa vibração poderosa pode implicar instabilidade, falta de objectividade, desequilíbrio psicológico (nervosismo, extravagância, egoísmo e, às vezes, megalomania, extremismo e inteligência destrutiva). Costuma estar relacionado também à pressa, à imprudência e à fuga da realidade ou da vida social. Deve-se tomar cuidado com a vibração do número 22, pois impulsividade e descuido não são bem-vindos. Precisa ter o conhecimento que nele habita o “Self”, para deixar de lado a Sombra que o Ego inconscientemente projecta para o exterior.
9 ↓ 10 o que é implementado ou realizado na vida prática obedece a uma ordem superior  e dará necessariamente bons frutos normalmente a longo prazo. No aspecto mundano poderá pensar-se que esses efeitos não se manifestam no imediato, sentindo-se no entanto uma satisfação interior pelo dever cumprido, quando a acção é executada.
10 ↑ 9, o observador toma consciência de que a óptica ou perspectiva com que ele toma consciência dos factos vindos do exterior ou do seu próprio corpo – apetites e sensações – interfere na observação, e influencia o seu fundamento. Requer-se uma melhor análise dos factos observados pois poderão estar distorcidos. 
junho.10
Contato com o autor do livro "Teoria Astral":
Joaquim A. R. Barreira - kimalf@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Veja:   6.1 - Os caminhos e as letras mães  |  6.2 - As letras duplas  |  6.3 - As letras simples  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil