Home page

22 de fevereiro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


O Anjo Solar
Flávio Alberoni
 
Que não se espere de mim uma descrição acadêmica deste e de nenhum outro arcano. Há muito renunciei a qualquer tentativa de entender cada arcano racionalmente.
Este arcano me atrai muito, particularmente. A circulação de energia lembra-nos de maneira completa a relação de continuidade entre o Yin e Yang, justamente uma visão em que se baseia toda a filosofia da medicina Tradicional Chinesa (MTC).
A Temperance no tarô de Oswald Wirth
A Temperança
no tarô de Oswald Wirth
in www.allposters.com
 
A visão da carta nos fornece o anjo solar movimentando um fluxo energético (água?) de um recipiente a outro. Basicamente é isto. A variedade dos desenhos nos leva a crer que os inúmeros autores usam da imaginação para se recordarem das inúmeras correlações de tão extraordinário arcano.
O nome a carta – A Temperança – é muito bem escolhido. Fornece um tom político ao clima do Arcano e nos lembra a sua capacidade de buscar preencher todos os espaços, amainando as eventuais diferenças. É uma visão popular bastante otimista. O outro lado é uma fragilidade de caráter de quem busca os pontos fracos do semelhante e com isso agir de acordo com os seus interesses. Não falemos mais nisto. Não é o objeto deste pequeno artigo, se bem que numa interpretação corrente, não deva ser esquecido.
Duas características do Arcano são lembradas por Wirth. Uma delas é a oposição (ou complementação) com o Arcano IX (O (Eremita) e a outra por ser uma carta fixa, tâmas, receptiva, ou passiva.
Para lembrar o que já foi escrito neste site, sobre Wirth e a importância de seus textos, veja:
- O perfil de Oswald Wirth
- Os indícios reveladores dos segredos do tarô
- Galeria das cartas do Tarô de Oswald Wirth
- Leituras dos pares de arcanos por Flávio Alberoni
Seja lá o termo que se use. De qualquer maneira uma energia que se inicia no Arcano XIII (Morte) , passará pela Temperança e culminará no XV (Diabo). Numa sequência lógica e indefectível.
A complementação com o Arcano IX (Eremita) fornece à Temperança o necessário despojamento para cumprir o que lhe compete. Também fornece o necessário conhecimento e maturidade, sem o qual torna-se um movimentador de energia aproveitador e leviano. Se bem, nunca esquecer, se o Arcano IX estiver invertido ou em evidente conflito, o que tiver a Temperança em sua égide tornar-se um aproveitador de primeira. Bem nos lembramos dos nosso políticos.
Ainda com Wirth, outra característica geral é que pertence a série dual passiva. Isso rege o Yin geral, o orgânico, a essência, o acolhimento por excelência. E muito (por consequência) o lado prático das coisas.
Gosto do desenho. O Anjo solar numa postura perfeita, com uma pequena inclinação da coluna cervical, sugerindo humildade, movimenta a energia de um frasco a outro, sem derramar uma só gota. Vale dizer que a concentração é uma grande característica para cumprir a sua função. Como também a leveza, a simplicidade, o relaxamento muscular, a entrega total ao movimento. A referência às lutas marciais (particularmente Tai Chi Chuan e Qi Cong), bem como alguns tipos de tratamentos de saúde (homeopatia, MTC, florais), não seria mera especulação. Deixaremos o leitor usar também a sua imaginação.
Este processo de circulação de energia causa reflexos importantes. A integração do homem à natureza é em sua parte final, sendo as consequências correlatas que levam exatamente a este processo. Particularmente sinto isso várias vezes quando medito (andando particularmente, quando então a energia do arcano entra em movimento mais facilmente). Chega-se rapidamente a um ponto em que o meu fluxo de pensamentos, aliados primariamente ao processo de respiração, já não me pertence. Eu passo a contemplá-los e me vejo como um mero coadjuvante da energia em momento. Passo a ser apenas uma testemunha do processo e nunca o verdadeiro iniciador.
O ponto mais importante – a relação do Arcano XIV com o Arcano V, é inevitável e deixarei novamente a imaginação dos amigos se movimentar. O link acima pode ajudá-los a encontrar esta correlação.
O poema abaixo talvez auxilie que entendam (e não apenas compreendam) a minha pequena e modesta visão
 
Embora a energia flua
como água
preenchendo tudo pelo movimento das mãos
não apenas o corpo acompanha
o processo que tem vida própria.
Sinto a vida crescer
pelos dedos. Sinto ressurgir
algo esquecido de antes
e se colocar como ave em voo
nas minhas mãos.
Sinto o fluxo de algo inominável
elevar a mim apenas para não ser eu
que faz, mera testemunha
de algo que não conheço e adoro.
Sou mero objeto no campanário
soando na planície.
Uma gota de água
no oceano da vida.
Não tenho nome
nesse instante, não tenho nome.
 
Temperança no Artmagic de Pamela  Wells
Temperança
www.artmagicpublishing.com/Pamela Wells
abril.12
Contato com o autor:
Flávio Alberoni - odontologista, coordena grupos
de estudos esotéricos nos quais utiliza os arcanosdo tarô.
Poeta, colabora na seção de Poemas e Fórum do Clube do Tarô.
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Contatos: alberoni@uol.com.br
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil