Home page

20 de outubro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Tiragem astrológica
Compilado por
Constantino K. Riemma
 
O esquema dos doze Setores ou Casas Terrestres da astrologia é excelente quando se quer obter, com as lâminas do Tarô, uma visão global de um assunto. Essa tiragem, também conhecida por Mandala Astrológica, permite investigar todos os ângulos de uma questão, pessoa ou momento particular.
Representação das casas
astrológicas no horóscopo
www.hocuspocus.com.br
 
As 12 casas num mapa astral individual indicam os 12 principais assuntos ou "departamentos" na vida da pessoa. É um sistema que dá conta de qualquer questão que for colocada.
São retiradas 12 cartas do maço e dispostas em roda, como no diagrama ao lado. Pode-se também colocar mais uma carta no centro, como síntese ou conselho. Cada arcano irá elucidar os assuntos específicos que a tradição astrológica atribui às casas.
Na prática, são inúmeras as variações adotadas pelos tarólogos. Alguns fazem uma segunda rodada de cartas, com arcanos menores, caso a primeira tenha sido montada exclusivamente com os arcanos maiores.
Outros preferem três cartas para cada casa, enquanto que o famoso Etteilla propunha, já em 1785, virar todas as 78 cartas na roda.
Os atributos de cada casa
Casa 1: a personalidade e o temperamento; a aparência, a vitalidade e a constituição física. Avó (mãe do pai), irmãos dos amigos. Cabeça e rosto, olhos, ouvido esquerdo, cérebro, músculos, movimento e sangue, aparelho genital masculino. Corresponde ao signo de Áries.    
Casa 2: o dinheiro e os bens adquiridos pelo trabalho; os ganhos e perdas financeiras, a administração. Os pais dos amigos e os amigos da mãe. Pescoço e garganta, língua, laringe e sistema linfático. Touro.
Casa 3: a comunicação, escritos, documentos, estudos, criação intelectual, as pequenas viagens, as trocas e o comércio, os vizinhos. Os irmãos e irmãs, colegas e professores da escola primária, secretários. Ombros, braços e mãos, sistema nervoso e respiratório. Gêmeos.
Casa 4: o lar, o passado, a infância, os bens imobiliários, o domicílio; a hereditariedade, as raízes, a história. A mãe, os bens dos irmãos, primos por parte de pai e sogro. Peito, seios, estômago, órgãos femininos (ovários e útero), cérebro. Câncer.
Casa 5: os amores, a criatividade; as diversões, jogos, ganhos pela sorte, especulações, o vestuário; a educação. Os filhos, os bens da mãe, noiva (o), amantes e os amigos do cônjuge. Coração, costas e ombros, artérias, diafragma e o lado direito do corpo. Leão.
Casa 6: o serviço diário, os colegas, assistentes e subordinados; a saúde, a higiene, a alimentação e as doenças agudas; animais domésticos. Tios e tias maternos, os conselheiros e instrutores. Intestino delgado e plexo solar, músculos e nervos. Virgem.
Casa 7: o casamento, as relações íntimas, sócios e companheiros; os contratos e processos, os conflitos, os concorrentes e os inimigos declarados. O cônjuge, os avós maternos e sobrinhos. Rins, quadris e nádegas, o genital feminino e o baixo ventre. Libra.
Casa 8: sexo, transmutação e morte; as heranças e presentes; psiquismo. Os negócios e finanças do cônjuge ou sócios, os amigos do pai. Sistema reprodutor, sistema urinário e excretor. Escorpião.
Casa 9: os ideais, os estudos superiores, as grandes viagens e o estrangeiro, comércio internacional ou por atacado; a religião, a lei e a filosofia. Cunhados, os netos, professores e colegas de curso superior. Músculos e coxas, fígado, quadris e artérias. Sagitário.
Casa 10: a carreira, a vocação, o prestígio social e profissional, os empreendimentos, as relações com as autoridades. O pai, sogra, primos por parte de mãe; patrão, superiores e patrocinadores. Joelhos e pernas, ossos e pele, dentes e ouvido direito. Capricórnio.
Casa 11: as amizades, as simpatias e proteções, as esperanças, projetos e planos, os lucros dos empreendimentos, os clubes e associações. Genros, noras e os bens do pai. Tornozelos e barriga da perna, cérebro, circulação sangüínea e a energia nervosa. Aquário.
Casa 12: o servir altruísta, a vida religiosa ou mística, os sacrifícios e as provas, as limitações, as práticas veladas, os vícios. Tias e tios paternos, protetores secretos e inimigos ocultos. Pés, sistema linfático e tecido adiposo. Peixes.
Agrupamentos
As casas podem ser correlacionadas entre si, ampliando a avaliação dos diferentes aspectos da vida do consulente. Do mesmo modo que os signos, podem ser agrupadas quanto aos elementos:
Fogo (vigor, entusiasmo, iniciativa; otimismo, gosto pelas novidades; intuição): 1, 5, 9;
Terra (forma, provisão; tenacidade, capacidade para sustentação; sensação): 2, 6, 10;
Ar (trocas e invenções; comunicação, leveza, consideração; pensamento): 3,7,11;
Água (emoções e proteção; sentimento): 4, 8, 12.
    As casas podem ser ainda consideradas quanto às qualidades ou forças:
angulares, cardinais (ação, empreendimento; força positiva): 1, 4, 7, 10;
fixas (conservação e sustentação; força receptiva): 2, 5, 8, 11;
mutáveis (renovação e aprendizagem; força neutralizadora): 3, 6, 9, 12.
Outros estudos sobre a tiragem "Mandala astrológica"
  Desvendando a “Mandala Astrológica”. Jaime E. Cannes descreve o signficado das casas pelos elementos e pelas complementações : Correspondências e detalhes  
  Reflexões sobre a tiragem “Mandala Astrológica”. Geraldo Spacassassi apresenta correlações entre as casas astrológicas e as cartas dos arcanos maiores e menores do Tarô Mitológico, Tarô Egípcio Kier e do baralho Petit Lenormand: Correspondências e detalhes  
  Etteilla e seu método divinatório. A primeira integração conhecida entre Tarô e Astrologia. Elizabeth Hazel e James W. Revak apresentam a tiragem de cartas segundo a proposta de Etteilla em Manière de se récréer avec le jeu de cartesnommées tarots (Maneira de se divertir com o jogo de cartas denominadas tarôs) publicado em 1785. Para os que têm familiaridade com os símbolos astrológicos, apresenta muitos estímulos para aprofundar a tiragem também conhecida por "Mandala astrológica": 1. Histórico , 2. O Método de Etteilla e 3. Exemplo   
  Exemplos práticos:   1. José Roberval: Brasil 2010.   2. Flávia Castelar: Brasil 2009  
  Tarô e Astrologia. Estudos sobre correspondências entre elas: Simbologia-Astrologia   
Atualizado: janeiro.16
Contato:
Constantino K. Riemma - ckr@clubedotaro.com.br
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil