Home page

29 de novembro de 2021

Responsável: Constantino K. Riemma


  APLICAÇÕES / Leituras-Previsões / Avaliação de 2009 < voltar  
Balanço das previsões feitas para 2009
 
   Quatro tarólogos, que participaram do painel de Previsões para 2009 montado pelo Clube do Tarô, aceitaram o convite de avaliar seus prognósticos feitos há um ano. Acreditamos que se trata de um exercício de reflexão sobre tiragens, que pode ser de grande utilidade para todos aqueles que estudam o Tarô e têm interesse em refletir sobre a aplicação prática das cartas.
Abelard Gregorian: Naufrágio da ética   Alessandra Fonseca: Crises e conquistas
Giancarlo K. Schmid: Ano da resistência   Isabel Cristina Roveda: Um ano de justiça
 
O naufrágio da ética no "país dos ladrões"
  Abelard Gregorian  
    As sombrias previsões que apresentei para 2009 sobre o comportamento dos Três Poderes no Brasil foram confirmadas e, mais ainda, agravadas. Não imaginava tanto!
 
17. A Estrela no Bohemiam Gothic Tarot
A Estrela
      O Executivo e o "deixar rolar...": já em maio, talvez por se tratar de um tipo de abuso menor, o Presidente em sua conhecida espontaneidade clamou contra a "hipocrisia" das denúncias e comentários sobre o mal uso das verbas para passagens aéreas pelos membros das Câmaras: "todo mundo sabe que sempre foi assim".
    O fato público marcante do ano, na esfera do exercício do poder pelo Chefe do Executivo, foi o apoio incondicional dado a José Sarney, Presidente do Senado acusado de inúmeras irregularidades. Pela primeira vez, apesar de todos os protestos e desconfortos de alguns, um acusado em cargo de destaque, apesar das provas, não precisou se demitir das funções. Parece que foi instaurado um novo padrão: além da impunidade vigente, também não se perderá mais o cargo.
    O Legislativo e "as forças do mal": os arranjos oportunos nas comissões de ética das câmaras federais levaram a quase totalidade dos processos serem arquivados por falta de provas ou protelados até o esvaziamento dos rumores e dos noticiários.
   Ocorreu uma exceção surpreendente: a cassação do senador Expedito Júnior (início de novembro). Pode-se avaliar seu grau de "incompetência" para se manter no cargo, pois a vaga foi preenchida por Acir Gurgacz que, como qualificação para substituir o cassado, responde a perto de 200 processos... Esse, por certo, é dos bons e estará em casa!
   Uma curiosidade teatral foi montada pelo Senador Suplicy ao levantar, literalmente, um cartão vermelho contra o seu par José Sarney. Sim, afora chamar atenção dos meios de comunicação, deu em nada.
 
15. O Diabo no Bohemian Gothic Tarot
O Diabo
 
 
9. O Eremita no Bohemian Gothic Tarot
O Eremita
      O Judiciário e o "obscuro": A edição de 18 de outubro do jornal O Estado informou que o número de juízes investigados aumentou 653% de 2008 para 2009. A punição máxima, no entanto, é aposentadoria com direito a salário... "Só mesmo num país de ladrões" como dizia o velho Acácio Rangel. Se você se perguntar por que os venais não aprontam logo alguma para se aposentar, talvez a resposta seja que os ganhos em suas "negociações" de praxe compensem largamente o trabalho de permanecer no cargo...
    Quem queria observar um pouco melhor o Judiciário, "à luz do dia", foi presenteado com as baixarias trocadas entre os integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) durante os pronunciamentos sobre a extradição de Césare Battisti para a Itália.
Nota: Já havia feito o balanço acima (focado no plano federal) quando estourou o escândalo envolvendo José Roberto Arruda, governador do Distrito Federal. Ele já tem história anterior de delitos impunes à custa de renúncia ao cargo. Não há necessidade de ser cartomante para prever que o máximo que lhe ocorrerá agora será a repetição de nova renúncia gratificada pela impunidade. Muitos vêem o escândalo como uma saudável manifestação de denúncia de crimes cometidos. Outros, no entanto, entendem que nada mais é que o resultado de briga entre quadrilhas, tal como nos morros cariocas em que um grupo de traficantes detona os concorrentes. Por qual razão os filmes com cenas explícitas, feitos há dois anos, dentro da própria turma, só vêm a público agora? Também não é necessário ser cartomante para responder que se trata de um evidente rompimento e retaliação entre os membros do bando.
Ilustrações do Bohemian Gothic Tarot - www.magic-realist.com
 
Crises e conquistas
  Alessandra Fonseca  
    Achei simplesmente o máximo essa proposta do Clube do Tarô de revisarmos nossas previsões para 2009. Isso vai além das simples previsões - chega as nossas expectativas e desejos para o ano que então se iniciaria.
    Então, vamos a 2009.
    Agora, mais para o final do ano, já fica claro a ação da Sacerdotisa como arcano ressonante da Força.  O discurso de várias pessoas com as quais convivo é de que o ano pareceu ‘emperrado’, com projetos que tiveram que ficar mais tempo no armário do que o inicialmente planejado.
A Força no Ansata Tarot
A Força no Ansata Tarot
      Realmente, este ano trouxe uma maior necessidade de raciocínio para o desenvolvimento e manutenção do jogo de cintura bem característico e necessário a uma Força bem aspectada.
    Passamos por uma profunda crise mundial em que os grandes investidores precisaram suar a camisa e nós, reles mortais, obviamente sofremos com suas conseqüências em nosso dia-a-dia. Logo em seguida, fomos surpreendidos, tememos e tivemos que nos adequar à loucura da gripe suína.
    Em pleno século XXI, presidentes espertinhos tentam modificar a constituição federal de seu país em benefício próprio visando uma terceira reeleição, são depostos e, inteligentemente, mantém o apoio público (apoiados pela diplomacia de nossa Pátria amada).
   Do mesmo lado do globo terrestre, médicos famosos e bem conceituados são publicamente apontados como autores de crimes sexuais contra suas clientes e perdem as pompas e circunstâncias.
    De repente, uma imensa explosão em uma fábrica de fogos de artifício detona uma quadra inteira em São Paulo, bem como as vidas de muitas pessoas. Uma pequena escola (na qual eu leciono) numa cidade interiorana é incendiada e perde 50% de suas instalações. Haja adaptações! ...E ciclones e inundações e blackouts.
    Embolsamos a Copa do Mundo de 2014, as Olimpíadas de 2016 através das belas imagens naturais de nosso país e as outras compostas por grandes artistas da computação. Que toda essa estética inerente à Força também nos traga, através dessas duas enormes vitórias de nosso país, o real sentido da democracia traduzido em segurança pública, transporte público, saúde pública, educação pública, incentivo ao esporte e à cultura, tudo com qualidade – porque a Força além de bela é chique e, além de bela e chique é crítica e sabe cumprir seus deveres e exigir seus direitos.
    Por isso, em 2009 a corrupção foi cara-de-pau, mas foi denunciada com mais rapidez. Infelizmente, o rigor na punição dos políticos corruptos ainda não começou a trabalhar no Congresso Nacional... Este também foi (tem sido) um ano de ações relevantes em prol da criança e do adolescente com a caça ferrenha aos pedófilos e exploradores do trabalho infantil.
    Perdemos um grande artista carregado de Força em suas apresentações e manifestações pacifistas.     Ao mesmo tempo, perdemos a eterna criança constantemente subjugada, explorada, mal-cuidada dentro de um seio familiar fraco, comandado pelo pai agressivo – personificação do lado obscuro do arcano XI.
    Enfim, estes são alguns dos acontecimentos que me vieram à mente até agora sobre 2009, o ano da Força. Todos estes carregam indubitavelmente tal vibração.
    Pessoalmente, posso dizer que minha vida mudou bastante este ano. Não de forma tão concreta, material, mas a consciência sobre mim mesma, a exposição (e vitória!) a novos desafios, a escolha de novos caminhos e objetivos com tranqüilidade e clareza me foram bem visíveis. Alguns dos meus planos para 2009 estão justamente agora sendo retirados do armário para que eu possa concretizá-los com a destreza e apoio da Imperatriz que já está quase chegando.
    Espero, de verdade, que este ano tenha sido um ano a ser lembrado por todos como um ano trabalhoso, porém positivo. Que todos tenham vencido em seus desafios pessoais mais particulares e tenham se desenvolvido um pouco mais e se tornado melhores que aqueles que eram quando 2009 chegou.
 
O ano da resistência
  Giancarlo Kind Schmid  
    Dentre algumas observações que realizei em Força ou Fortaleza: o ano da resistência tomando como arcano A Força (11, no baralho tradicional, ou 8, no Rider Waite e derivados), ressalto particularmente:
 
Como estamos vindo de um período turbulento assinalado pelo arcano 10 (Roda da Fortuna), esse ano poderá ser marcado por tensões unilaterais, que hoje já se avizinham devido à desconfiança política e econômica de alguns países.
Preocupo-me com o choque de individualidades que se faz presente neste  arcano, pois se nos basearmos na numeração clássica, o 11 é o encontro de dois egos. Ou ambos trabalham em parceria, ou disputas podem acontecer. O fato é que podem surgir duas tensões importantes e distintas: uma no Ocidente, outra no Oriente.
 
    Em evidência, tivemos esse ano conflitos no Oriente Médio, entre Israel e Palestina (iniciado no final de 2008, mais precisamente no dia 27 de dezembro), que durou 03 semanas, cessando no dia 17 de janeiro. Cerca de 1.100 palestinos e ao menos 14 israelenses morreram.
    Em março temos o problema envolvendo a Coréia do Norte (com a sua questão nuclear) gerando tensão com a Coréia do Sul e EUA. Pyongyang, presidente norte coreano, afronta o mundo ao testar mísseis e colocar satélites em órbita, ameaçando iniciar uma guerra caso sofresse retaliações quanto ao seu exercício militar.
    Ainda, o Irã (através de seu presidente Mahmoud Ahmadinejad) provoca o mundo com a geração de suas usinas nucleares e o enriquecimento de urânio, instigando a desconfiança internacional, pelo receio de um iminente poderio nuclear em plena expansão e o futuro risco de conflitos e chantagens, em função de uma ameaça atômica.
    Na América do Sul, temos o embate entre a Colômbia e a Venezuela em função das bases instaladas americanas instaladas na fronteira amazônica, com o suposto objetivo de combate ao terrorismo e narcotráfico local. A tensão se avizinha e torna-se objeto de preocupação internacional.
 
A Força
"La Fuerza" de Tomi Müller
    Na América Central, temos o problema do golpe de estado (em 28 de junho), em Honduras, contra o ex presidente Manuel Zelaya, deposto e refugiado (atualmente instalado na embaixada brasileira do país), processo político ainda indefinido, embora tenham acontecido novas eleições.
 
Analisando o bloco oriental, a China cujo símbolo é o dragão, mesmo diante da crise, ganhará mais força. Diversos pacotes e planos econômicos serão lançados, e estrategicamente a grande nação conseguirá emergir e se destacar ainda mais.
 
    A China cresceu, mesmo diante da crise, tornando-se a terceira maior potência econômica do planeta. O soerguimento econômico está na margem de 8 a 9% e promete maiores patamares a partir de 2010.
 
O Brasil poderá crescer, embora modestamente. Cortes dos juros poderão facilitar nossas vidas.
 
    O Brasil cresceu até mais do que o esperado, saindo da condição de devedor para credor (ao emprestar capital para o FMI). Uma das facilidades quanto aos impostos, foi a queda do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) favorecendo a população adquirir de automóveis a eletrodomésticos por um preço bem mais acessível.
 
Chamo também a atenção quanto às cobranças e problemas com países vizinhos, a citar Equador, Paraguai, Bolívia e Venezuela. Fundamental será reencontrar o caminho diplomático entre o nosso país e os citados.
 
    Algumas tensões se fizeram presentes entre o Brasil e Paraguai (por causa das usinas hidrelétricas) e o Brasil com a Bolívia (em função da ocupação de terras bolivianas por brasileiros somado ao problema do gás). Temos os conflitos diplomáticos: Colômbia com a Venezuela e a Argentina com o Uruguai.
 
O recém empossado presidente americano Barack Obama terá muito trabalho “para colocar a casa em ordem”. Para cada solução buscada, enfrentará diversos dilemas. Isso já sugere por si só que os EUA não conseguirão resolver o problema da crise econômica; a maior parte das decisões será mais um paliativo do que uma renovação das estruturas atuais.
Será um ano de difícil tarefa de reorganização econômico-político-social através do qual o novo presidente será exaustivamente testado.
 
    Em quase 1 ano de governo Obama, poucas soluções práticas foram tomadas para reverter a crise americana. Pressões externas, tentativas de conter o desemprego em massa, embora ocorra certo controle sobre a difícil condição econômica do país. Isso não significa uma solução final, ou uma resolução que tira os americanos definitivamente da crise; apenas uma amenização do problema em torno do sistema financeira, já desmantelado e ultrapassado.
 
Ressalto que não será um período muito favorável às ações de proteção do meio ambiente; aliás, é um assunto que não deveria fugir da pauta, mas que infelizmente será deixado meio de lado.
 
    Embora algumas reuniões aconteçam em torno do assunto (controle climático), nenhuma decisão mais enérgica foi tomada a curto prazo, gerando descontentamento de muitas ONGs e membros internacionais. A próxima acontecerá em Copenhagen e é esperado um acordo com metas plausíveis e imediatas, e não apenas promessas para realização em uma década.
    No geral, considerei o balanço bastante positivo, com relevância (em especial) para a área econômica e política.
 
O ano da Justiça
  Isabel Cristina Roveda  
    Conforme minhas previsões em cima do Arcano 11, a Justiça do Tarô de Waite, com o qual eu trabalho, e sendo um ano regido por Iansã e Ogum, fiz a previsão de 2009 como o Ano da Justiça.
    Postei que 2009 seria um ano de equilíbrio, onde concentração e calma seria a palavra chave, para evitarmos todos os extremos para assim permanecer no equilíbrio.
    Considero que o ano foi justamente assim, pelas crises mundiais e pela gripe suína que veio recolher todos nós de ações e atitudes inflamadas.
    Iansã rege as tempestades e chuvas fortes e esse ano fomos bem avantajados neste sentido, com muitas enchentes e temporais, Ogum veio para fazer justiça e 2009 muitas coisas obscuras vieram a tona.
    Então de acordo com as previsões de 2009 do Arcano 11. A Justiça mostrou sua força e com o equilíbrio conquistado, estamos terminando o ano com a economia se recuperando e as relações pessoais voltando a se aquecer.
 
11. A Justiça no tarô de Waite
11. A Justiça
Waite Tarot
dezembro.09
APLICAÇÕES / Leituras-Previsões / Avaliação de 2009 < voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil