Home page

23 de fevereiro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Este Painel apresenta diferentes técnicas de tiragens do Tarô como
oportunidade em aberto para trocas de experiências entre praticantes e estudantes.
Inclui também exemplos com astrologia, numerologia, I Ching, radiestesia e sensitivos.
@ Permitida a reprodução. Basta manter o nome do Autor e indicar a fonte: site Clube do Tarô
 
Previsões para a Copa de Futebol de 2014
Abelard Greg.: O Brasil bem, mas sem taça
   Três cartas: o cenário nacional e o resultado
Bete Torii: A Copa de 2014 no Brasil
   Tiragem direta com quatro cartas
Chris Wolf: A Copa Verde-Amarela
   Previsões com o Baralho Petit Lenormand
Ciça Bueno: A Copa abre na Lua Cheia
   Um comentário astrológico para a semana
Constantino: A Copa traduzida pelo I Ching
   A "Desintegração" descreve o momento
Danusa Freire: Cartas ciganas e tarô
   Leituras com o baralho cigano e com o tarô
Evandro Matheus: O Brasil vai ganhar!
   O Diabo confirma as impressões do autor
Evelin: Copa pela paz!
   Grandes probabilidades para o Brasil
Lúcia Sindoya: Inglaterra, Argélia, Portugal
   Nem o título nem o vice para o Brasil
Luna Solis: O Brasil vai ganhar a Copa?
   Uma leitura muito bem humorada!
Marcos Machado: Seleções e Atletas
   Prognósticos sobre os desempenhos
Nílton Álvares: 16 - um número de azar
   Especulação sobre os ciclos de 16 anos
Paulo Cesar Ribeiro: Brasil campeão
   Inspirações no Dia de Obará (Odé Oxossi)
Rui Sá Silva Barros: Uma nota sobre a Copa
   Comentários na crônica da Torre de Babel
Sérgio Vidente: Argentina ou Alemanha
   Indicações sumárias do Ano do Cavalo
Supervisão: Brasil com a taça? Sim e não...
   Tiragem coletiva com interpretações diversas
 
 
Tudo bem com o Brasil, mas sem a taça
  Abelard Gregorian  
Procurei referências em aberto para o prognóstico do cenário brasileiro durante a disputa da Copa do Mundo, entre 12 de junho e 13 de julho de 2014. As três cartas que sairam:
1. Os pontos
positivos para a nação.
A Força no Tarot de Oswald Wirth
11. A Força
3. O desempenho da
Seleção Brasileira.
O Louco no Tarot de Oswald Wirth
O Louco
Ilustrações do
Tarot de Oswald Wirth
2. O negativo que
poderá se manifestar.
A Roda da Fortuna no Tarot de Oswald Wirth
10. A Roda da Fortuna
A carta da Força indica que a mobilização do povo brasileiro, como um todo, será forte, envolvendo diferentes níveis sociais e culturais, num padrão de acolhimento e de harmonia.
Os desafios, representados pela Roda da Fortuna, resultarão tanto de acontecimentos inesperados quanto consequências do mau planejamento e desorganização de diferentes setores e serviços de suporte para o evento.
A Roda da Fortuna saiu também nas tiragens da Bete Torii e da Luna Solis quando pediram uma carta para esclarecer se o Brasil ganharia ou não a Copa. Tudo indica, assim, que o espirito otimista vivido durante os preparativos sofrerá uma guinada.
O Louco, para indicar o desempenho da seleção brasileira de futebol, parece confirmar que quebras de expectativas e de paradigmas surpreenderão a todos.
 
Avaliação do Autor em 14/07/2014:
Ao comparar a tiragem e a interpretação das cartas com o fatos, nada mais vejo para acrescentar!
 
Contato com o autor:
Abelard Gregorian - gregorian.abelard@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 18/05/2014
 
A Copa de 2014 no Brasil e no mundo
  Bete Torii  
Fiz uma tiragem de 4 cartas, que foram muito interessantes:
O Papa  
1. Como será o comportamento do Brasil em campo, isto é, como será o desempenho da nossa Seleção nesta Copa.
 
O Diabo  
2. Como será o comportamento do Brasil fora do campo, isto é, como será o clima, o astral social do país no período – inclusive como anfitrião.
 
3. Qual será o resultado da Copa para nós; como estará o clima do Brasil ao fim da Copa.
 
A Morte
 
4. Qual será a imagem do Brasil que ficará para o mundo – os visitantes ou os telespectadores da Copa.
 
Os Enamorados
Minha interpretação sintética e brincalhona seria:  Depois de um período (de recreio?) entre “deus e o diabo”, “matamos no peito” e fazemos a colheita, ou despimos a fantasia, arregaçamos as mangas e vamos trabalhar em coisa séria, enquanto o mundo vai pra casa encantado conosco, mesmo sem conseguir ter uma ideia muito definida sobre nós.
1- Comportamento do Brasil em campo – O Papa:
Nossa seleção jogará “direitinho”, de acordo com as regras e com a estratégia e táticas definidas pelo técnico. Mostrará ser bom de bola, o papa ou professor na matéria – e também uma equipe entrosada e com vocação para a coisa. Talvez falte paixão, alguma desobediência e brilhantismo...
2. Comportamento do Brasil fora de campo – O Diabo:
Aqui haverá paixões – das mais diversas. Paixão pelo futebol, ganância e visão de lucro dirigindo os negócios, tentações e influências – algumas obscuras – tentando provocar desordem, muitas tendências diversas em todas as direções, controle exercido sem muitas gentilezas, mas provavelmente bem convincente. Um tempo de provações, seduções, atrações, grande atividade.
Obs.: É bem curioso esse par; se você olhar bem, as duas cartas têm a mesma estrutura pictórica e significados quase avessos. Se pensarmos no modo como a mídia (pelo que conhecemos dela) vai querer mostrar essas duas faces, as cartas se encaixam como luva: a Seleção, os jogos, o Brasil no campo vai ser mostrado com todo o brilho, toda correção e deferência como se mostra um Papa. Já o que ocorre fora dos estádios... será mostrado como se fosse o inferno, e de forma manipulada ou mesmo safada. Sabemos que a pauta é essa.
3. O dia seguinte, ou o resultado para nós – A Morte:
Eu tenho a impressão de que não vamos levantar a taça... Porque é muito difícil tentar encaixar o retrato de um imenso país louco por futebol, se vitorioso, nessa carta tão séria. Portanto, acho que será o fim das ilusões, a morte do sonho de ganhar em casa. Por outro lado, parece-me que vamos lidar com isso de forma nada dramática e chorosa, e sim ativa: mãos na massa imediatamente para colher e limpar o que tenha restado. Vamos mudar de assunto, buscar novos espaços, transformar a situação. E não posso deixar de notar que o número da carta é 13, o mesmo número da candidata até agora favorita para as eleições de outubro. Será que, depois da Copa, “é 13”?
4. Imagem que fica para o mundo – O Enamorado:
Pois vejam só... Aqui para nós as coisas poderão parecer pouco formosas e risonhas, mas o mundo ficará enamorado de nós. O país desperta afetos, gera interesse, aspirações, ligações. E, provavelmente, aos olhos do mundo, passará na “prova de maioridade”. Ainda que possam permanecer (ou surgir) algumas dúvidas de julgamento, fica um clima de bom sentimento e aproximação. Talvez na imagem sejamos sim o hexacampeão (a carta é 6).
Obs.: Esta carta também mostra um trio de figuras – e, mais ainda, 6 é a redução de 15. Assim, parece que aquilo que aqui, olhando “por dentro” (ou talvez bem por fora, pela tela da TV), nos parecerá o diabo, será visto por olhos estrangeiros através de um filtro suavizador.
Por fim: se o Brasil não leva a Taça, quem levará então?? Eu não resisti, depois de toda a análise, e puxei uma quinta carta para isso. Saiu A Roda da Fortuna, e confesso que fiquei na mesma. Acho que os deuses ainda não decidiram.
 
Comentário em 14/07/2014:
Amigos, permitam-me a vaidade: minhas previsões foram perfeitas!
- O clima pós-copa, no que se refere ao futebol, é de terra arrasada, cabeças cortadas (a começar pelo Scolari) ou por cortar, sentimento de que tudo tem que começar de novo. E tal como na carta, esse sofrimento e luto, após as feias perdas nos 2 últimos jogos, pode ser bem fértil, se levado a sério. No que se refere aos demais assuntos, a carta também retrata muito bem: tempo de colheita produtiva (e não foi pouco o que o país colheu) e de limpeza pós-festas.
- O mundo se encantou conosco!! Esta foi a Copa das Copas e, como anfitriões-organizadores, fomos de fato considerados campeões. Temos agora muitos milhões de fãs que aqui depositaram seu afeto.
- A nossa seleção, em campo, foi de fato obediente ao técnico e teve pouca criatividade. Aqui fiz um pequeno erro: aquilo de mostrar "ser professor na matéria" foi mais uma questão de imagem - a imagem do pentacampeão (a carta do Papa é a de número 5), que não foi adequadamente preenchida, apesar de algum brilho.
- E o clima fora do campo foi realmente "o diabo", indo das mais endiabradas, alegres e sedutoras festas, até os mais vis oportunismos e seguidas atitudes vira-casaca, vinculadas ao interesse momentâneo de alguns grupos.
 
Contato com o autor:
Bete Torii - btorii@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
Edição: CKR – 13/05/2014
Chris Wolf
A Copa Verde-Amarela
 
Ciça Bueno
Copa do Mundo — textos de Ciça Bueno
 
 
A Copa do Mundo traduzida pelo I Ching
  Constantino K. Riemma  
Consultado para indicar o momento brasileiro durante a Copa do Mundo, o I Ching ofereceu como prognóstico e conselho o hexagrama 23 - Desintegração.
23: Desintegração
Desintegração.
Não é favorável seguir em direção alguma, seja qual for
"O oráculo nos coloca frente à decadência natural de todas as coisas, representada pela obscuridade que sucede o período luminoso, pelo inverno que vem na seqüência do verão. Em períodos como esse, em que os inferiores tomam conta da situação, não há espaço para o homem de qualidade. Não é favorável empreender coisa alguma."
Podemos entender desse oráculo que não se trata de um período de virtudes superiores. As paixões coletivas tomam conta do cenário e nada temos para fazer.
"Frente às leis cósmicas não cabe a interferência humana. Devemos nos recolher na quietude, para consolar o coração e cultivar nossos dons para o período de renovação que chegará a seu tempo. Agora não é covardia, e sim sabedoria, aceitar a situação, evitando os gestos impulsivos de reação."
Ou seja, a única coisa que está ao nosso alcance é o exercício interior de não nos deixarmos levar pelas paixões.
O conselho do Livro não deixa dúvidas para aqueles que procuram a conduta correta:
O homem nobre fortalece os que estão abaixo dele, para assegurar a paz e a estabilidade de sua posição.
O oráculo indica claramente que a nossa missão é cuidar dos que estão à nossa volta dando-lhes força e acolhimento.
Acesse o texto completo: 23 - Desintegração. As indicações das seis linhas móveis podem ser vistas como as seis semanas sucessivas no desenrolar da Copa, a partir da semana que antecede o início dos jogos até a sexta semana, que se segue ao término da competição.
 
Avaliação em 13/07/2014:
A grande maioria dos brasileiros assistiu atônita ao surpreendente desmoronar de suas aspirações ao Hexa, mas manteve o cuidado e respeito pelos visitantes. Os fatos se passaram em sintonia com as indicações do Livro.
 
Contato com o autor:
Constantino K. Riemma - contato-ct@clubedotaro.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 18/05/2014
 
Cartas ciganas e tarô divergem um pouco
  Danusa Freire (Tula)  
Como taróloga que sou há 24 anos, sei que acertar previsão para jogos não é o meu forte. Algumas vezes acertei jogos comuns de times nossos, de nossos estados ou do meu aqui no Recife. Devo confessar que em algumas copas eu acertei quem ganharia, mas em outras não fui feliz nas previsões.
Carta 16 - Estrelas no baralho cigano Lenormand
Estrelas
 
Vou deixar aqui o que vi nas cartas, onde posso acertar quase tudo ou tudo. Vamos lá:
Com as cartas ciganas, usando o método Peladan: a primeira carta O Chicote mostra desentendimentos que já acontecem entre jogadores ou do treinador com jogadores, o que completa O Homem Cigano representando  Felipão na posição dois. A crise de bastidores é ocultada  da população, diz a carta O Livro o centro da jogada. As Nuvens na terceira posição mostra que os jogos irão ser tumultuados com brigas, erros e até mesmo jogos onde a seleção pode perder. No entanto a carta  As Estrelas, na posição quatro, diz que a seleção brasileira ganhará a copa do mundo, além de que vai ter muita sorte.
Pelo tarô, o Mago + Pajem de Paus na primeira posição se refere a Neymar e descreve seu empenho e sua boa vontade.
Na posição 2, a dos contras, está a Temperança + 9 de Paus mostrando jogadores muito nervosos, ansiosos, com discórdias lá dentro que a gente não vê, como já tinha dito acima. Na  posição 3, A Imperatriz + 5 de Paus mostram jogos bons ou jogos ganhos e também outros jogos ruins  ou perdidos, como acima relatei. Na posição 4, A Papisa + Rei de Ouros mostram  o Brasil ganhando a copa ou ficando entre os três primeiros  colocados, pois A Papisa não dá certeza de vencer a copa. No centro, posição 5, Os Enamorados + Pajem de Copas dizem que o Brasil vai pros pênaltis e mostra a disputa entre dois craques jovens. Mas aconselha os jogadores usarem mais a tática fria da razão.
Vamos ver e torcer para o nosso time ganhar!
 
Os Enamorados _ Pajem de Copas
Enamorados e Pajem de Copas
 
Comentários da Autora em 13/07/2014:
Hoje, depois da final da Copa, pude analisar as minhas previsões. Como o meu forte não é o futebol, realmente a minha jogada com as cartas ciganas até combinou, mas não acertou. Já com o tarô acertou quando não confirmou a seleção brasileira como ganhadora, mas errou sobre os três primeiros lugares. Na verdade, eles disputariam o terceiro lugar e nem isso conseguiram.
Essa Copa me deixou uma sensação estranha, porque pra mim é uma vergonha ver ruas sujas, gente sem educação, muita pobreza e muita corrupção... Essa humilhação parece mesmo a cereja que estava faltando pra coroar o drama.
Quem conhece esse país como eu, que já sobrevoei a Amazônia e vi a sua beleza em vários tons de verde, e me emocionei por mais de uma vez, espero que com decorrer dos séculos a cabeça desse povo, que reencarna aqui, melhore para um novo modo de vida, de ser, de agir. Desejo que evolua, fomentando também os esportes e tudo que a cultura do nosso povo gosta, para que possamos realmente ficar satisfeitos com nossas conquista dentro e fora do esporte.
Quanto à seleção brasileira e às decepções... sem mais palavras!
 
Contato com a autora:
Danusa Freire (Tula): www.tulamistica.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 11/06/2014
 
O Brasil vai ganhar!
  Evandro Matheus  
O Diabo no Street Fighter Tarot by Sayianianian
 
Não é preciso nem tirar cartas para saber que o Brasil vai ganhar a Copa do Mundo!
Tá tudo armado! Pão e Circo!
Tirei uma carta para confirmar e saiu o Diabo (15): trapaça, safadeza, ambição, intrigas e muitos mal- entendidos, além de complô.
Está tudo combinado num jogo capitalista que só traz prejuízo para muitos e muito lucro para poucos.
O Diabo no Street Fighter Tarot
by Sayianianian
Contato com o autor:
Evandro Legramonte
www.legramonte.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 22/05/2014
 
Copa pela paz!
  Evelin Cardoso  
O começo da disputa pela Copa do Mundo será dificil. Os jogadores terão um início conturbado, talvez não jogando bem, enfrentarão muitas criticas da imprensa e torcida.  
Será dificil, mas eles irão manter o foco no objetivo e jogo a jogo haverá uma evolução. O momento é para se ter paciência, deixar as coisas acontecerem e que o tempo e o destino façam sua parte.
Enquanto isso o País terá muitas manifestações, conflitos, protestos: o ambiente estará bastante conturbado, dentro e fora do campo.
Apesar de tudo o tarô mostra que a probabilidade do Brasil ganhar a Copa 2014 é muito grande.
Detalhe: Um jogador moreno de olhos castanhos claro ou esverdeados ira se machucar e ficar fora da copa.
 
O Mundo e vo Valete de Copas
Leitura feita pela cruz celta com o fechamento das cartas O Mundo e o Pajem de Copas.
 
Avaliação em 20/07/2014:
Analisando minha previsão, acredito que estava certa. O tarô mostrou claramente um jogador que se machucava e  ficava fora da copa – moreno de olhos mais claros. Infelizmente foi nosso craque Neymar. E a equipe brasileira sofreria com grandes pressões dentro e fora do campo. A probabilidade de o Brasil ganhar era realmente grande, porém a equipe se desestruturou psicologicamente.
 
Contato com a autora:
Evelin Cardoso
www.webtaro.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 9/06/2014
 
Inglaterra, Argélia ou Portugal
  Lúcia Sindoya  
Infelizmente, segundo o tarot, o Brasil não será campeão e nem vice na Copa de 2014.
Seis de Espadas no Waite Tarot   Oito de Espadas no Waite Tarot   Rainha de Paus no Waite Tarot   Dois de Espadas no Waite Tarot   O Mago no Waite Tarot
Seis e Oito de Espadas, Rainha de Paus, Dois de Espadas e o Mago. Cartas do tarô de Waite.
Muitos erros, falta de entrosamento em campo, mas principalmente, muita ansiedade atrapalharão a nossa seleção, fazendo com que os resultados sejam falhos.
Arrisco a dizer que, o time campeão será uma novidade inesperada, creio que um time bastante jovem, ou um país que ainda não tem uma tradição em ganhar copas do mundo.
Através do pêndulo (radiestesia) perguntei quais seleções tem mais chances de ganhar a Copa de 2014 e o resultado foi: Inglaterra, Argélia e Portugal.
 
Avaliação em 9/07/2014:
Revendo minha previsão original com as cartas, fiquei pensando o seguinte. Realmente o Brasil não ganhou, tivemos uma atuação bem 8 de espadas mesmo, presos, sem ver que podíamos melhorar. E na minha opinião, isso foi durante toda a Copa, não só quando perdemos da Alemanha.
Fiquei sem compreender essa rainha de Pausi...! Não entendo absolutamente nada de futebol, mas existe alguma das seleções que passou pras finais que tenha alguma simbologia feminina?
De qualquer forma, acredito que vença aquele que tiver mais garra e vivacidade. Vejo que a final vai ser bem equilibrada, mas pode nos trazer alguma surpresa ou um resultado apertado.
 
Contato com o autora:
Lúcia Sindoya atende com tarô, baralho cigano,
pessoalmente ou MSN: www.espacoluzvida.blogspot.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 19/05/2014
Luna Solis
O Brasil vai ganhar a Copa?
 
 
O desempenho das seleções e dos atletas
  Marcos Machado  
Com o tarô Waite foi utilizado o método da Cruz Celta para cada seleção e atleta.
Seleção da Alemanha: terá alguns problemas fora de campo no começo do campeonato, mas ganhará muito foco, determinação e disciplina e será uma seleção muito forte. Fará bons jogos e chegará muito longe no campeonato, possivelmente na final.
Seleção da Argentina: Muito otimismo gera displicência; talvez esse otimismo dificulte as coisas para Argentina no começo. Jogará bem e bonito, mas terá problemas dentro do grupo. Tinha tudo para ganhar a Copa, porém devido a esses problemas internos de grupo não ganhará a Copa.
Felipão, o técnico da Seleção Brasileira em 2014
Felipão
www.globoesporte.globo.com
 
Seleção do Brasil: O técnico Felipão conseguirá deixar o grupo bem unido e fechado como há tempos não se via, porém existirão muitas dúvidas e mudanças de formação e táticas durante a Copa. Existe um excesso de otimismo, mas não terá jogo fácil. O Brasil avançará, mas sairá antes do esperado. Sairá muito criticado pelos espectadores e pela imprensa.
Seleção da Espanha: Jogará com pressão por ser a campeã, porém não terá grande brilho. Passará no sufoco pelas fases, em jogos bem disputados mas não chegará ao título.
Seleção da Holanda: Não se preparou corretamente para Copa, jogará com mais raça e determinação do que com tática. Terá dificuldades para marcar gols e não chegará muito longe.
Seleção da Itália: Uma surpresa na Copa, muito melhor que na Copa de 2010. Jogará bem, surpreenderá e irá longe se recolocando entre os grandes do mundo. Grandes chances.
Seleção de Portugal: Não emplaca de primeira, mas aos poucos achará seu espaço. Além do Cristiano Ronaldo haverá um jogador que irá sobressair e se destacar na Copa. Terá muitas dificuldades, passará de fases mas não chega a final. Não terá brilho.
Neymar: Será peça fundamental na seleção, mostrará um bom futebol, terá um bom desempenho. Precisa ter cuidado com confusões em campo e cartões. Se não tiver paciência poderá desfalcar a seleção devido a confusões em campo. Porém estará sozinho e não terá muita ajuda em campo. Não será o culpado pela eliminação.
Messi: Tentará ao máximo, porém não está bem de saúde/fisicamente. Fará poucas partidas boas. Possivelmente sai da Copa antes da Argentina.
Cristiano Ronaldo: Entra na Copa com excesso de otimismo, puxará muito para si a responsabilidade, o que poderá gerar erros e muita individualidade. Sai com uma imagem pior do que entrou na Copa.
Contato com o autor:
Marcos Machadomzeller@ig.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 8/06/2014
 
16: o número de azar para a Seleção Brasileira
  Nílton Álvares  
A primeira grande frustração do Brasil em Copas do Mundo ocorreu em 1950, quando perdemos em casa para o Uruguai.
Dezesseis anos depois, a segunda. Em 1966, como bicampeões mundiais, caímos na primeira fase, perdendo para Hungria e Portugal.
Dezesseis anos depois, a terceira. Em 1982, como tricampeões e com um time de fazer inveja a qualquer argentino, fomos bisonhamente eliminados pela Itália, embora jogássemos pelo empate.
Dezesseis anos depois, a quarta grande decepção. Em 1998, já tetracampeões, perdemos a final para a França, de goleada. Até hoje não se sabe direito o que aconteceu com o nosso centroavante. Dançamos no Moulin Rouge do futebol!
Dezesseis anos depois, retorna a Copa ao Brasil. E mais uma vez perdemos. Perdemos para a mobilidade urbana, perdemos para a violência nos estádios, perdemos para os acidentes fatais nas obras, perdemos prazos, perdemos para a corrupção e para o superfaturamento, perdemos a chance de melhorar a saúde, a educação e a segurança. Derrota acachapante!
Só espero que o cabalístico azar dos "dezesseis anos" se confirme dentro do gramado, especialmente no ponto de inflexão da campanha ao enfrentarmos Espanha ou Holanda (não acredito na zebra chilena) nas oitavas de final, onde estarão se digladiando dezesseis seleções.
 
16. A Torre no tarô de Crowley
16. A Torre
Tarô de Aleister Crowley
Pode parecer impatriótico torcer contra o escrete canarinho, mas se quebrarmos esse tabu e nos sagrarmos hexacampeões mundiais de futebol teremos, certamente, outra maldição muito mais calamitosa a se concretizar...
 
Comentário em 13/07/2014:
Está aí. As leis do imponderável falaram mais alto e explicam até o "apagão" contra a Alemanha.
 
Texto de Nílton Alvares
encaminhado por Laércio Passos
Edição: CKR – 19/05/2014
 
Brasil Campeão Mundial
  Paulo Cesar Ribeiro  
Aqui em Salvador foi feita a festa do Senhor do Bonfim, no sincretismo Oxalá (Agbê). Como hoje (16 de janeiro de 2014) é quinta-feira, Dia de Obará (Odé, Oxossi), o oxalá reinante tende a ser Oké, conhecido na saudação a Oxossi, que mais significa Oxalá das Montanhas ou o Oxossi mais velho.
Oxumaré
Oxumarê
 
2014 será regido Iká Ori Meji - Oxumarê. Um ano de conhecimento e sabedoria. Um ano onde as pessoas se encontrarão mais com seu lado humilde e humano; reafirma as frutas e legumes, este ano em alta.
Aqueles que estiverem desapegados, porém contritos no que estiverem fazendo, concentrados, tenderão a ter melhores resultados do que os ansiosos. Será um ano bom para as pessoas de comportamento maduro e atitudes centradas; um ano de comportamento jovial e responsável.
Espiritualização e mesmo com algumas barbáries, um comportamento mais humano e mais temente a Deus. Até mesmo os mais céticos, com algumas revelações do mundo externo ao nosso, desde o campo de espíritos até revelações mais contundentes de ovnis.
O Brasil a partir do primeiro mês do segundo semestre começa de fato a crescer novamente saindo da estagnação e marasmo econômico.
Dilma ganhará ás eleições de forma apertada e que o Brasil será campeão, mesmo havendo uma energia tendenciando aos povos mais velhos, como africanos e ingleses. Porém, hoje, energeticamente a Seleção Brasileira vem com a marca da antiguidade, pois temos na seleção desde individuos com sangue africanos muito forte; alguns pardos claros da seleção tem queloides e alguns outros possuem tendencias genéticas dos ingleses, franceses e espanhóis. O Brasil vem, energeticamente, muito bem representado.
Contato com o autor:
Paulo Cesar Ribeiro
www.facebook.com/ribeiropauloc
Edição: CKR – 26/05/2014
Rui Sá Silva Barros
Crônicas na Torrre de Babel — textos de Rui Sá Silva Barros
 
 
Ano do Cavalo: Argentina ou Alemanha
Sérgio Vidente  
Ano do Cavalo
In www.123newyear.com
 
Cada ano, pela astrologia chinesa, é regido por um animal: 2014 é regido pelo Cavalo.
Em 1954, ano em que a Alemanha foi campeã, estavamos no Ano do Cavalo da terra e agora estamos sob o domínio do mesmo cavalo. Portanto, a Alemanha será forte candidata.
A Argentina também foi campeã em condições parecidas, mas de maneira um pouco mais distante.
Acredito que a Argentina e mais fortemente a Alemanha serão campeãs.
Contato com o autor:
Sérgio 'Vidente' de Oliveira
www.videntesergio.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 14/05/2014
Temperança
Brasil com a taça? Sim e não...
Tiragem em grupo com cinco leituras: Roda da Fortuna e Temperança
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil