Home page

28 de junho de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


  fev.2017
A desordem se aprofunda
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
Os eventos insólitos do ano passado transcorreram sob a quadratura minguante de Saturno/Netuno que ocorre a cada 36 anos, o que tornou a última tão intensa? Os planetas estavam próximos de duas grandes estrelas: Antares (Sagitário) e Fomalhaut (Peixes). E 2017 começou a toda, dia 26 ocorre um eclipse solar a 8 graus de Peixes em conjunção a Netuno e próximo à estrela. O eclipse afetará vários países, inclusive ao Sol do Brasil por oposição e num domingo de carnaval.
Brasil, uma invenção das Organizações Tabajara?
Morte do juiz Teori Zavascki e correu boataria sobre sabotagem, evento superado pela indicação de Fachin para seu lugar como responsável pela Lava Jato no STF. O PSDB embarcou firme no governo Temer que conseguiu eleições tranquilas para as presidências do Senado e Câmara, tudo isto com apoio dos grandes empresários e mídia que avaliam Temer capaz de tocar as reformas econômicas que tanto querem. Sentindo-se forte a cúpula do PMDB lançou Alexandre Moraes para o STF, Lobão para a Comissão de Justiça do Senado, tornou Moreira Franco ministro e a Câmara tentou livrar a barra dos partidos com um Projeto de Lei, uma autêntica operação abafa. Então o acordo com o Rio engasgou, a PM do Espírito Santo se rebelou entrando em greve e a mídia começou a criticar as indicações e nomeações do governo. É uma trapalhada depois da outra. Para acompanhar as indicações abaixo, veja o mapa do Brasil.
Os poderes da República
A cúpula ameaçada
Charge no site www.laurezcerqueira.com.br
Lava Jato — Júpiter ingressou na casa 9 (Justiça) e vai retrogradar. O processo que está bem atrasado no STF, agora volta à PGR para investigação e formatação dos inquéritos. O tempo é tudo nesta questão, se o julgamento começar antes das eleições de 2018, alguns políticos podem se tornar inviáveis. A operação tem sofrido críticas, principalmente pelas prisões preventivas sem prazo e obtenção ilícita de provas. O Congresso ainda não desistiu de legalizar o caixa 2.
Sistema Prisional — Plutão ainda nem ingressou na casa 12 e o transtorno começou na passagem do ano em Manaus, com Marte conjunção a Netuno no céu. A questão é simples: criou-se uma mentalidade de encarceramento, são 620 mil, mas os governadores não querem gastar dinheiro com isto. Por que entram celulares, armas e drogas nos presídios? Porque os agentes penitenciários são subornados e/ou ameaçados se não permitirem. Consequências? As organizações criminosas se fortalecem e aliciam até ladrões de galinhas presos, reduções de penas são corriqueiras para aliviar a superlotação. O sistema judiciário dá sua contribuição, pois milhares estão presos aguardando julgamento, outro tanto já cumpriu a pena, mas continua preso por lentidão burocrática.  Bem está aí o diagnóstico, o que o governo fez? Chamou o exército para revistar as prisões e incluiu Segurança Pública no título do Ministério da Justiça. O Supremo prometeu um mutirão para julgamentos e livrar os que já cumpriram as penas.
Mapa do Elipse solar de 26.fevereiro.2017
Mapa do Eclipse Solar anular de 26 de fevereiro de 2017
Calculado para São Paulo
Segurança Pública — Saturno no final de Sagitário pressiona Mercúrio natal domiciliado em Virgem na casa 8. A Constituição proíbe greve em corporações armadas, mas PMS já entraram em greve sem problemas sérios, agora no Espírito Santo a coisa pegou. Por conta da proibição de greve os governadores se sentem seguros para deixar PMs sem reajustes por anos a fio, o resultado está aí. E logo num estado que era saudado como exemplo de austeridade para os demais. Pânico completo na grande Vitória e um monte de homicídios. Se a greve se alastrar para outros estados talvez tenhamos estado de sítio, mas se o movimento morrer sozinho será muito ruim. É incrível, nenhum sindicato capixaba mostrou solidariedade.
Previdência — Outro assunto da casa 8, sem nenhum debate o governo mandou ao Congresso uma PEC dura: 49 anos de trabalho para ter direito ao teto da aposentadoria. A Comissão será presidida por um assecla de Eduardo Campos, prevê-se um trâmite tumultuado. Se não houver mobilização popular, os trabalhadores podem se preparar para uma grande ofensiva contra benefícios sociais, a Lua progredida está na casa 6, trabalho e saúde. Há um grande debate a fazer: o governo não consegue cobrar INSS em atraso pelas empresas, deu desonerações e isenções, usa o COFINS, a CSLL e o PIS/PASEP para cobrir outras despesas, coloca as aposentadorias rurais no INSS quando deveriam estar no LOAS e assim por diante. Enquanto isto, a previdência privada vê seu estoque de clientes crescer.
Greve em quartel policial
Familiares bloqueiam a entrada de quartel policial
Foto do site www.terra.com.br
Estados e municípios — Situação longe de qualquer solução. Enquanto a economia crescia assim também a euforia com obras e contratações, agora chegou a conta e o desmonte de serviços públicos está visível. Em 1997 houve uma grande renegociação de dívidas, o governo federal encampou tudo e cobrou por 20 anos, os estados e municípios sempre reclamando dos juros que pagavam, o governo Dilma renegociou as taxas, foi insuficiente. Governadores, prefeitos, deputados e vereadores querem zerar a conta jogando no colo da União, mas está difícil, a dívida pública está alta e subindo.
Economia — Algumas boas notícias de 2016: bom saldo na balança comercial e surpreendente fluxo de capital externo, queda na inflação e na taxa Selic, safra recorde em 2017. Mas os sinais contrários ainda estão presentes: grande endividamento dos governos, empresas e famílias, crédito restrito, desemprego ainda em alta e subindo, construção civil quase parada. Se a queda do PIB terminar já será de bom tamanho e a retomada será lenta. Baixa produtividade, excesso burocrático e baixo nível de escolaridade os males do Brasil são, enquanto isto não for equacionado continuaremos com voos de galinha dependendo do preço das commodities que exportamos.
O PT — As forças (políticas, judiciais, empresariais e midiáticas) que organizaram a deposição de Dilma, não o fizeram para entregar o governo a Lula em 2018, ele está com 5 processos em curso e por algum deles se tornará inelegível. O PT convocou congresso, oscila entre ‘Fora Temer’ e ‘ Eleições já’, e não fez nenhuma autocrítica séria, está com dificuldades de mobilização. O eclipse pega seu Mercúrio natal em oposição à conjunção Marte/Júpiter (veja o mapa do PT). Esta configuração é muito ruim para clareza na comunicação. O partido tem Urano na casa 7 em quadratura ao Sol, a dos sócios e inimigos declarados, o que é literal, pois descreve a relação com o PMDB. Ele também tem uma quadratura minguante Saturno/Netuno como a que se produziu o ano passado. A situação é muito frágil.
Ensaia-se uma volta à normalidade restaurando o patrimonialismo, caos nas ruas e grandes negócios à vista. Onde andarão os manifestantes de tempos atrás?
Trump na cabeça
Primeiras medidas visaram os eleitores: construção do muro e restrição à imigração como fora prometido, por outro lado cortes na lei de saúde de Obama e nas regulamentações financeiras, o que atinge diretamente gente pobre que votou nele. Pinimbas com a China, Irã, Austrália, Alemanha  já com recuos e críticas à atuação de Israel. Protestos quase diários e a atuação do judiciário contra o decreto sobre imigração. Programa-se uma intervenção no Iraque/Síria para combater o Estado Islâmico, o que pode resultar em grande confusão. O país é dividido desde a independência: religiosos X laicos, Norte X Sul, litorâneos X interior, expansionistas X isolacionistas, brancos X outras etnias.
Durante o mandato de Obama a polarização chegou à política, o resultado está aí. Saturno passará o ano pressionando o Marte natal (veja o mapa dos EUA) que está em quadratura a Netuno, um símbolo de Cruzada desastrada, o desejo de consertar o mundo. O eclipse faz quadratura a Urano natal e no meio do ano, Marte no céu faz oposição a Saturno, a violência continua e não se pode descartar um atentado contra o país ou o presidente, choques entre as polícias e manifestantes. Por falar em violência, Obama, o Pacífico, autorizou o lançamento de 26 mil bombas só em 2016, que mataram milhares de pessoas, a maioria civis, elas caíram em festejos, casamentos, velórios etc.
União Europeia: direita volver
Estão programadas eleições na Holanda, França, Alemanha, República Tcheca; e possíveis na Itália e Grécia que está novamente renegociando sua dívida impagável. A Holanda abre a fila e é provável que Geert Wilders do Partido para a Liberdade (nacionalista e xenófobo) ganhe. O maior perigo está na França, pois é quase certo que a Le Pen vai para o segundo turno. Depois de derrotar Sarkozy nas primárias, François Fillon se viu às voltas com um escândalo de corrupção e nepotismo, o azarão Macron tomou a dianteira nas enquetes. O país está em retorno de Saturno na casa 9 (ideologias) e o eclipse estimula a quadratura Marte/Plutão natal (veja o mapa da França).  Se ela ganhar é certo que convoque plebiscito sobre a permanência na União.
Comício na França
Marine Le Pen em comício
Foto no site www.elpais.com.es
Depois da crise dos refugiados o novo perigo que atormenta os europeus é o avanço russo, uma histeria para ninguém botar defeito, como se eles estivessem às portas de Varsóvia. Na era Gorbatchov ficou um acordo tácito: a OTAN não avançaria para os países soviéticos, mas avançou e o governo americano promoveu o golpe na Ucrânia. Se o governo russo fosse sensato deveria engolir em seco e seguir, mas tal não é o caso com Putin, um ditador habilidoso que tem aproveitado as vacilações americanas na geopolítica. A Rússia é uma potência militar e nuclear, mas não tem população e capital suficiente para explorar a Sibéria. O eclipse atinge a quadratura natal Mercúrio/Júpiter afetando a economia russa (veja o mapa da Rússia).
Oriente Médio
Em dezembro passado, o governo americano se absteve numa votação do Conselho de Segurança da ONU e Israel foi condenado. Trump lhes pediu paciência, pois quando empossado iria transferir a embaixada para Jerusalém, o que acarretaria grande contrariedade no mundo árabe. Mal tomou posse e o governo israelense autorizou mais assentamentos na Cisjordânia, Trump recomendou calma, pois isto não contribuiria para a paz. O atual governo já descartou a ideia de dois estados e quer anexar a Cisjordânia, o que é encrenca certa. Saturno passa por Júpiter natal que faz oposição a Urano, aspecto que se repete neste momento no céu e na linha do horizonte do mapa israelense (veja o mapa de Israel).  O eclipse fará quadratura ao Mercúrio natal na casa 8, segurança pública.
No Irã os dirigentes estão divididos, parte deles não concorda com o recente acordo que suspendeu sanções econômicas, pensam que isto tolhe a liberdade do governo. Testes com mísseis e barcos patrulheiros no Golfo Pérsico cruzando águas de outros países e esbarrando em embarcações americanas. Trump mandou um aviso e declarou repetidas vezes que o acordo era ruim e precisava ser desfeito. Os iranianos não devem esquecer que os sauditas e israelenses olham com apreensão sua presença na Síria. Saturno passa por Vênus regente da casa 2 (economia) e o eclipse faz oposição a Saturno natal, regente do MC (veja o mapa do Irã).
No Iraque está difícil desalojar o Estado Islâmico de Mosul, recuperaram uma parte e preparam-se para nova ofensiva. Se os americanos enviarem tropas terrestres a situação pode esquentar de novo e se penetrarem na Síria será um Deus nos acuda. Diante de tal cenário é bastante provável que novos atentados estejam sendo planejados na Europa e EUA. O governo turco continua a reprimir os opositores e se sente confortável em comparecer na conferência de paz que os russos convocaram para o problema sírio. O eclipse cairá sobre o MC e Urano no mapa do país (veja o mapa da Turquia). Daqui a pouco a República turca comemora seu centenário (2023), a maior parte do tempo transcorreu sob ditadura militar, tomar Urano como simplesmente libertário pode ser um grande equívoco.
Batalhas na China
Os chineses estão envolvidos em três processos simultâneos. Há uma depuração na hierarquia superior do Partido, realizada através do combate à corrupção, liquidam-se desafetos e possíveis incômodos, tudo isto pela realização de um Congresso partidário neste ano. A atual liderança já concentra uma enorme carga de poder e o controle das mídias e redes sociais aumentou. Eles estão lidando ainda com desajustes de 2008: infraestrutura ociosa, endividamento de governos regionais, queda nas exportações, bolha acionária etc. Apesar disto, um crescimento de 6% nos tempos atuais é para comemorar, o governo tem enfrentado dificuldade para fazer o povo consumir, o que cobriria a queda das exportações. Aqui é um problema cultural e também a de se ver que a China ainda não tem um sistema público de aposentadoria, as pessoas precisam poupar mesmo.
Portos chineses
Porto de Xangai, o maior em carga
Foto do site www.bomjardim.notícias.com.br
Agora precisam aprender a lidar com a imprevisibilidade de Trump que atendeu o presidente de Taiwan e fez acenos que deixaram o governo de Pequim furioso. O cerco à China começou com Obama e continua; o governo chinês não tem marinha que possa enfrentar a americana e se sente ameaçado nos mares do Sul, por onde transita boa parte do comércio internacional chinês. O eclipse ocorre em oposição a Saturno na casa 7 (diplomacia e declaração de guerra) e este planeta rege o Ascendente do país e está muito isolado (veja o mapa da China).
Sobre o valor da solidariedade e do bom senso
O eclipse atingirá outros países, vamos acompanhando. As calamidades descritas acima são bem reais, mas é preciso realçar uma coisa: a solidariedade ainda é mais forte que a hostilidade, se fosse o contrário já teríamos mandado tudo pelos ares. Diariamente médicos e bombeiros salvam vidas, professores tentam ensinar, artistas nos divertem, ajudamos conhecidos e desconhecidos; estas ações não dão notícias, mas estão presentes. Se você se sente incomodado com o rumo das coisas, procure uma ONG ou associação, há sérias e para todos os gostos e inclinações.
Ajuda bastante ler ou ver a mídia com senso de proporção, ela aumenta tudo especialmente o trágico e sórdido. Isto é um elemento de desagregação poderoso e o bombardeio incessante acaba cansando e nos arrastando mecanicamente. A internet e as mídias sociais têm potencialidades enormes para a educação e criatividade, mas há aspectos soturnos também: elas transformam os usuários em um tribunal onde as pessoas são solicitadas a aprovar ou condenar, mesmo que não tenham conhecimento do assunto.
Estou ressaltando isto porque iremos numa tensão crescente até 2020, assunto já abordado na crônica anterior. É a indicação astrológica e devemos leva-la em conta, mas a liberdade existe e podemos acelerar a confusão ou desarmá-la.
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo e
estudioso da Cabala: rui.ssbarros@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 15/02/2017
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil