Home page

23 de outubro de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


  outubro.2017
O general pia e o terreiro silencia
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
O ingresso de Júpiter na casa 9 (Judiciário) no mapa do Brasil, em oposição a Urano no céu, foi bombástico: os procuradores avacalharam com a delação premiada e agora Janot ficou mal na foto, os irmãos Batista e Geddel foram presos, um assistente de Janot está sob suspeita de ter atuado de forma dupla no início do caso JBS, Palocci incriminou Lula num depoimento, nova denúncia contra Temer na Câmara, o STF suspendeu o mandato de Aécio Neves. Para completar o espetáculo um general ameaçou: se o Judiciário não agir para tirar gente da vida pública, as Forças Armadas terão que intervir. Por diversas vezes escrevi que a lerdeza do Judiciário é um complicador a mais na crise política e na vida de brasileiros em geral.
Mais de 200 mil pessoas presas sem julgamento, tabelas de venda de  habeas corpus e liminares, salários extravagantes etc. Em Hamlet, Shakespeare pergunta: quem vigia a loucura dos grandes? No Brasil a respostas é clara: os próprios loucos. A transmissão direta do julgamento do mensalão teve efeitos colaterais venenosos, depois dele os juízes do STF não podem ver um microfone na frente e dão diariamente palpites pessoais sobre todos os assuntos, Gilmar foi além e agora dá assessoria a partidos e ao chefe do Executivo. Garcia Marques e o realismo fantástico na cabeça, yes, nós temos banana, pra dar e vender. Logo mais Júpiter ingressa em Escorpião e encontra o Marte do país, mais crise à vista
STF - Supremo Tribunal Federal
STF e o trabalho lento
Do site blasting News.
Autoritarismo — O general Mourão, nome de triste memória, já tinha sido removido por conta de uma declaração política em 2015, caiu para cima, foi posto em Brasília e está no Alto Comando. Fez uma palestra na loja maçônica do Grande Oriente e falou da intervenção na resposta a uma pergunta da plateia, alguém filmou e postou na internet. Foi apoiado por mais 3 generais e milhões nas redes sociais. O que mais impressiona nisto foi a reação: algum estupor na imprensa, alguns senadores repudiaram, mas a maioria dos políticos resolveu ignorar, é uma fala solitária, ou ele é um maluco.
Isto ocorreu com uma oposição Mercúrio a Netuno no céu perto do Sol natal (veja o mapa do Brasil) Agora Marte faz oposição a Netuno e logo mais passa pelo Mercúrio natal, casa 8, segurança e morte, que recebe uma quadratura de Saturno no céu, mais crise à vista. O golpe militar de 64 ocorreu com Urano/Plutão passando pelo Sol com Saturno em oposição e Netuno no MC (os militares chamavam a revolução de Redentora) e o AI-5 foi decretado com uma conjunção Júpiter/Plutão sobre Mercúrio natal.  Agora não há nada tão intenso, Netuno em oposição ao Sol embaralha a visão e não prenuncia nada de bom para 2018. Diante da covardia e ineficácia de liberais e republicanos a proclamação da República foi um golpe militar, a sociedade civil continua tão desarticulada como naquela época.
Tive a paciência de ver a exposição do general, ele listou dezenas de problemas geopolíticos e outro tanto de problemas nacionais, nível colegial, e pensa que pode resolver isto com tanques nas ruas e tacapes nas mãos. Tome-se o problema da drogadição, por exemplo. O consumo de drogas legais, ilegais e farmacêuticas cresceu no mundo todo, isto indica o mal-estar produzido pele civilização urbana e industrial. As autoridades não conseguem ver o fato, pois elas dirigem a civilização que consideram uma maravilha, logo o melhor é reprimir usuários e traficantes. A repressão é uma ótima política para as autoridades envolvidas no combate, elas recebem mesada dos narcotraficantes a começar pelos policiais. Se as Forças Armadas forem envolvidas no combate elas cairão na mesada, por um motivo muito simples, a repressão não elimina o consumo, aqui ou qualquer país.
Ainda LulaO recado do general para o judiciário tem um destino certo. Para depor Dilma foi necessário montar um bloco de políticos, juízes, promotores, empresários e jornalistas, com o silencioso assentimento das Armadas. O problema é que pouco depois da ascensão de Temer o bloco desintegrou-se em conflitos virulentos e isto acabou abrindo a possibilidade de Lula concorrer mais uma vez e ganhar. É muita incompetência! Penso que Lula será condenado pelo TRF de Porto Alegre, o presidente do Tribunal já disse que a sentença de Moro é irretocável e o movimento sindical brilha pela ausência. O problema é que a ausência de Lula está despertando muito apetite, é incrível a quantidade de gente que quer disputar a presidência de um país em frangalhos. O governo federal maneja 20% do PIB, mais de um trilhão é grana, e tem mais de 20 mil cargos para distribuir, as estatais compram muito e as oportunidades de negócios são inumeráveis apesar de toda a recessão.
Lula no Nordeste
Lula no nordeste, com popularidade ainda.
Do site painel Folha, Uol.
Saturno e o Congresso — O planeta dos anéis voltou ao movimento direto e no final do ano ingressa em Capricórnio na casa 11, Legislativo que é comandado pelo baixo clero, designação para a massa de deputados que brilham pela ausência e pelas demandas de cargos e emendas, além de intervenções bregas como as que vimos na votação da destituição de Dilma. O problema começou com os anões do Orçamento no início dos anos 90 e vem se avolumando, agora é um fator de desestabilização profunda, veja-se o que fizeram com a proposta de Refis (regularização de tributos em atraso). Se este Congresso for fechado vai ser difícil achar gente para defendê-lo e, no entanto, é preciso fazê-lo de qualquer modo por pior que seja. Executivo e Judiciário as monarquias tinham, o que simboliza a República é o Congresso. O baixo nível do Congresso é o efeito direto do baixo nível político na sociedade brasileira: as pessoas relutam a comparecer a assembleias de condomínio e depois se queixam amargamente quando elas autorizam obras e reparos elevando os pagamentos.
Resumo da ópera — O prazo está terminando e os deputados não chegam a um acordo sobre a reforma eleitoral, nem mesmo sobre a garfada que querem dar no Orçamento para as eleições. Provavelmente teremos um Congresso parecido com o atual e o futuro presidente, seja quem for, terá que comprar apoios com cargos e verbas. A segunda denúncia contra Temer e asseclas deve ser rechaçada pela Câmara com um preço alto, mais cargos e verbas serão distribuídos. Não há nada favorável para intervenção militar, a não ser que a população se rebele e resolva saquear lojas e mercados. Em outubro Júpiter passa pelo Marte natal, quem sabe o STF não comece a trabalhar nos processos dos políticos, estimulado que foi pelo aviso do general.
EconomiaParou de cair, o que é boa notícia, o Balanço de Pagamentos está equilibrado, as reservas externas subiram, o investimento estrangeiro foi além do esperado. As contas da União, estados e municípios levarão anos para estabilizar. Começaram os leilões e já há críticas ao baixo preço da concessão de hidroelétricas da Cemig. Se a reforma trabalhista vingar, o mercado de trabalho pode apresentar uma grande informalidade com danos para o INSS e os aposentados no futuro. Os deputados farão o possível para deixar a reforma da Previdência para o próximo governo.  Recentes pesquisas mostram que a desigualdade de renda continua firme, 6 brasileiros têm patrimônio igual a de 100 milhões. Investimentos em máquinas e equipamentos rastejam, baixa produtividade e escolaridade, ciência e tecnologia à míngua, receita certa para estagnação.
E no mundo
O recente eclipse teve um efeito devastador na área do Caribe, sul dos EUA e México com furacões e terremotos, poucos eclipses foram tão impactantes como este que ocorreu com Marte e a estrela Regulus nas proximidades. Trump e asseclas continuam a dizer que o aquecimento global é uma invenção chinesa, até agora este governo foi um desvario completo, quase nada foi aprovado pelo Congresso ou Judiciário, as demissões e trocas de auxiliares são semanais e a retórica oca e inflamada domina os noticiários. O governo sabe perfeitamente que qualquer iniciativa contra a Coreia do Norte e Seul será riscada do mapa em retaliação e Tóquio será afetada, Trump teve que voltar atrás e mandou mais batalhões para o Afeganistão porque o governo local é fraco e o Taleban está de volta. No momento Saturno está em quadratura a Netuno natal e em oposição a Marte (veja o mapa dos EUA), Trump está obcecado em desfazer o Obamacare deixando milhões sem assistência médica, numa ação que atinge seus próprios eleitores.  Atletas negros começaram a protestar nos principais esportes americanos e têm apoio dos clubes, a polarização avança com outro assassinato em massa na divertida Las Vegas.
Refugiados em Berlim
Imigrantes em Berlin, o pomo da discórdia.
Do site Ultimo Segundo.
Merkel ganhou o quarto mandato, a novidade foi a presença do partido xenófobo AfD no Parlamento, apesar de toda a riqueza a Alemanha está com rodovias, ferrovias e escolas em pandarecos, há dificuldade também com a escassa mão de obra especializada em alguns setores e o trabalho em tempo parcial vai de vento em popa. A Alternativa para a Alemanha cresce na região leste (ex-comunista) e em pequenas cidades. O partido Socialdemocrata teve uma votação baixa e anunciou que fará oposição, Merkel deve recorrer aos liberais e verdes para governar.  Júpiter cruzou o Ascendente, Saturno está em oposição a Urano natal e Netuno em quadratura a Vênus (veja o mapa da Alemanha).
Com a permanência de Assad na Síria, o governo de Israel está preocupado com o Irã e procura convencer os EUA a denunciar o recente acordo sobre a questão nuclear e nisto conta com o apoio dos sauditas. Agora a influência do Irã atravessa Iraque, Síria e chega ao Líbano através do Hizbollah. Júpiter está atravessando o Ascendente de Israel, enquanto Saturno estimula a oposição Júpiter/Urano do mapa natal que versa sobre os vizinhos, os fronteiriços, os palestinos que se cuidem (veja o mapa de Israel). Encontrei uma ótima série sobre a história de Israel no Youtube, Tkuma, um documentário produzido por israelenses que entrevista todo mundo, mostra os conflitos internos sem omitir nada.
Plebiscitos sobre a independência — s curdos não foram levados em conta na divisão territorial que os ingleses fizeram no Oriente Médio depois da Primeira Guerra. É um povo com língua e tradições próprias, espalhado no norte do Iraque, sudeste da Turquia, noroeste do Irã e norte da Síria. O grupo mais organizado é o do norte do Iraque com um estado próprio, petróleo e uma força militar que foi importante na luta contra o Estado Islâmico. A ideia do plebiscito é combatida pelo Iraque e vizinhos, que temem pela formação de um novo estado na região. A votação ocorreu e o sim venceu, Bagdá imediatamente ameaçou fechar o espaço aéreo da região, enquanto o governo turco ameaçou fechar o oleoduto por onde os curdos escoam sua produção. Isto vai longe.
A Catalunha foi um reino independente ao longo da Idade Média europeia e chegou a ter um importante papel no comércio marítimo do Mediterrâneo. Depois da unificação espanhola no final do século XV, a região manteve sua altiva autonomia, inclusive recusando-se a cumprir ordens dos reis espanhóis e apelando para a a proteção francesa.  O regime franquista tentou acabar com a identidade catalã por todos os meios e não conseguiu. Tem uma língua própria usada no cotidiano e ensinada nas escolas, é a região mais rica do país, acha que paga muito imposto e recebe pouco do governo central. O governo central tentou impedir a realização da votação, mandando prender os responsáveis pela organização da votação e colocando a polícia nacional em Barcelona em confronto com a população. Muita água vai correr.
Economia mundial — O FMI projeta um crescimento de 3,5% para este ano, puxado pela China, Índia e alguns países asiáticos e africanos, o resto apenas flutua. A crise de 2008 deixou algumas perplexidades: apesar do impressionante despejo de trilhões de dólares e euros, a inflação continua baixa. Esta dinheirama foi canalizada para o mercado financeiro e acionário e discute-se se isto já não é uma nova bolha. O investimento nos países ricos mal se nota, as dívidas públicas e privadas se reduzem devagar, há algumas flutuações no câmbio que assustam, o crescimento do comércio não voltou aos níveis de 2007 etc. Os economistas coçam a cabeça, 2008 inaugurou algo totalmente novo que as velhas teorias não conseguem dar conta.
Encontro com notáveis
Tenho um prezado amigo, B, que é muito interessado em cenários futuros, me manda regularmente material e me presenteia com livros sobre o assunto. É geminiano, muito curioso, e está de olho nas inovações tecnológicas em curso, não, ele não é um adorador e até mesmo zomba do fervor religioso de executivos pelas tecnologias redentoras.
Recentemente ele promoveu um encontro que incluía M, nosso decano, administração e finanças e um sujeito zen. Ao contrário do habitual a reunião ocorreu num bar agitado e quase lotado aonde a recessão não chegou, fourmillante cité, cité plaine des rêves, où le spectre em pleine jour raccroche le passant.. Chope, caldo de feijão, pastéis, estávamos frugais. Na primeira hora repassamos Pindorama e suas dores, things fall apart, the centre can not hold. E então começou algo muito onírico, pois estávamos ladeados por duas mesas com dez pessoas tagarelando alegremente e risadas altas invadiam o ambiente. Nossa conversa deslizou sorrateiramente.
Proteses modernas
Próteses cada vez mais eficientes e práticas.
Do site Ortopedia SCD.
As máquinas estão aprendendo e daqui a pouco começarão a tomar decisões, criogenia e adiamento da morte, as bases econômicas das inovações e suas consequências, a divisão da humanidade em duas partes geograficamente distintas como no filme Elysium.  Nosso decano calou-se, talvez achasse tudo isto delirante, mas como é benevolente só interrompeu para perguntar qual o impacto disto tudo no mercado de trabalho.
Para mim as máquinas só podem tomar decisões porque foram programadas para isto por nós, ou então criamos alma na matéria inorgânica e eletromagnetismo. Súbito lembrei  Paul Valéry, poeta francês que muito escreveu sobre o impacto da tecnologia e de seu maravilhoso poema em que descreve a serpente tentando Eva: Que si ta bouche fait un rêve, Cette soif qui songe à la sève, Ce délice à demi futur, C’est l’éternité fondante, Ève!
Peguei carona com M na volta e ficamos em silêncio depois de contemplar o abismo. Cheguei em casa e nem pensei em dormir com a mente ainda a zunir e veio: se anos atrás alguém me dissesse que uma empresa ficaria multibilionária estimulando gente a postar trivialidades de seu cotidiano, eu ficaria incrédulo. E aconteceu o Facebook, com o mapa propiciado por tantas informações de gostos, inclinações e preferências, foi um prato cheio para as agências de publicidade, as próprias pessoas entregaram suas privacidades e agora a empresa é um monopólio riquíssimo. Um evento destes poderia ser o capítulo final do livro de Christopher Lasch, O eu mínimo, um estudo sobre a cultura narcísica publicado na década de 1980 e ainda muito atual.
Muitas inovações estão em curso, mas é preciso cautela, pois os pesquisadores e empresários prometem muito para levantar verbas e capitais. Os geneticistas na década de 80 prometeram mundos e fundos, mas o assunto é mais complicado do que parecia. Os empresários criaram a bolha Nasdaq que estourou em 2000 deixando um rastro de falências. Os escritores de ficção científica são bem apresados, por eles em 2001 estaríamos nas proximidades de Júpiter, Blade runner se passa em Los Angeles em 2019 e o cenário está longe do descrito no filme.
Máquinas e aparelhos podem curar, auxiliar os deficientes, abreviar trabalho e ampliar pesquisas, ou podem matar, desempregar e viciar. Não há qualquer problema no uso correto das máquinas, mas quando extrapolamos criamos a paranoia da rebelião, a palavra robot é checa e significa escravo.
Nada se compara com uma conversa cara a cara, e eu tenho o luxo raro de contar com amigos deste quilate.
Os versos, tradução e fonte:
  • Fervilhante cidade, repleta de sonhos, onde o fantasma agarra o passante em pleno dia. - Baudelaire, Os sete velhos.
  • As coisas desmoronam, o centro não sustenta. - W.B. Yeats, A segunda vinda.
  • Que se tua boca sonha, com a sede que imagina a seiva, esta delícia a caminho, é a eternidade entrevista, Eva. - Paulo Valéry, Esboço de uma serpente.
Cristo - Corcovado
O bairro em torno da enseada e aos pés do Corcovado.
Do site Cia do bairro.
Simpósio Sinarj — Dias 10/11/12 de novembro no tranquilo bairro de Botafogo, RJ. A diretoria está fazendo algo muito bom reservando duas exposições para trabalhos inéditos, o que dá chance aos novatos, absolutamente essenciais para o futuro da Astrologia. A realização do Simpósio na atual situação do Rio é também um meio de colaborar com a restauração da cidade, apesar de tudo a vida cultural continua e um pouco de dinheiro circula. Local, preços, roteiros das palestras e dicas de hospedagem e alimentação vocês encontram em www.sinarj.org.br
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo e
estudioso da Cabala: rui.ssbarros@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 5/0/2017
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil