Home page

28 de junho de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


  abr.2017
Trabalho, luta e velhice
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
Marte passou por Saturno do mapa do Brasil e deu em manifestação e Operação Carne Fraca. O movimento sindical em estado comatoso deu sinais de vida em 15 e 31 de março, mas não puderam comemorar muito, alguns dias depois passou a lei da terceirização ampla que tumultua ainda mais o precário mercado de trabalho com consequências nefastas para a receita previdenciária e para a atual estrutura sindical. A mídia deu uma cobertura pífia aos eventos.   Há uma tentativa de greve, prevista para o final de abril quando Marte passará pela Lua/Júpiter do mapa brasileiro.
Previdência — A comunicação do governo continua péssima, a PEC foi enviada ao Congresso sem debate e já tem mais de 100 emendas. Nos artigos jornalísticos aparecem os números mais disparatados, pois alguns incluem os funcionários federais na conta, o que é absurdo, eles fazem parte da folha de pagamento da União. O INSS inclui também alguns milhões de trabalhadores rurais que não contribuíram, sou totalmente a favor, mas eles deveriam estar em uma conta separada no âmbito da Seguridade Social.
Crise previdenciaria no Brasil - 2017
Charge do www.jornaldebrasilia.com.br/charges
Grandes empresas devem 400 bilhões ao INSS e as desonerações que Dilma promoveu alcançam 40 bilhões ao ano. Há mais de 5 milhões de MEIs que pagam contribuição mínima e no final receberão o mínimo. Com a grande informalidade e rotatividade no mercado de trabalho é difícil contribuir por 25 anos como se propõe. Tudo isto precisa ser levado em conta, precisaria ocorrer um debate público na TV. Júpiter está retrogradando na casa 8 e o caso só terá solução quando ficar direto. Se a reforma for desfigurada o governo Temer se arrastará até as eleições de 2018.
Carne —Outra vez, péssima comunicação da Polícia Federal. Há muita coisa a investigar, mas a entrevista deixou a impressão que estava tudo adulterado com consequências desastrosas para as exportações. Subornos, fiscalização de araque e aditivos estranhos foram encontrados, e há problemas nem sequer mencionados: os fornecedores sofrem um bocado nas mãos das grandes empresas processadoras - preços, peso dos animais, condições de criação, ração, prazos de pagamento, tudo isto é imposto pela JBS e BRF. A mídia pode investigar de fato seus grandes anunciantes?
Operação Abafa em curso — Ruim com Temer, pior sem ele – é o lema da tropa reunida. Lei de abuso de autoridade feita sob medida para tolher a Lava Jato, anistia ao caixa 2, Fundo eleitoral de alguns bilhões de reais, lista fechada que dá o poder aos caciques dos partidos. O brainstorm dos congressistas é criativo. O julgamento da chapa Dilma/Temer no TSE será arrastado com inúmeras liminares e contestações ou algum juiz pedirá vistas do processo que seguirá para a gaveta. O desespero anda tão grande que já cogitam lançar o publicitário João Doria para a presidência.
Contas Públicas — Para um governo que vive falando de austeridade não pega bem fazer déficit de 170 bi em 2016 e projetar 139 para 2017. E errar, pois o rombo já se anuncia maior, erraram na estimativa de receita, sempre otimista. Finalmente resolveram cobrar impostos que a Dilma suprimiu para incentivar a criação de empregos e a elevação de outros impostos não está descartada.  A questão dos estados e municípios está em banho maria e explodirá mais ou menos dia. Nenhuma surpresa com Saturno na casa 11, a do Orçamento.
Surpresa no PT — Depois da grande derrota nas eleições municipais, a Fundação Perseu Abramo saiu a campo entrevistando gente na periferia, os que ganham até 5 SM, votaram no PT, mas não em Dilma (14) e Haddad (16). O questionário foi abrangente e o resultado surpreendente para os dirigentes do partido. A maioria reconhece que o crédito cresceu, o salário mínimo valorizou, mas acreditam que o esforço individual é prioritário. Não querem aumento de impostos, mas dependem bastante de serviços públicos. Há bastante contradição nas respostas. Este resultado confirma o que tenho escrito: os governos petistas promoveram uma ampla despolitização. Agora os ganhos se esvaem e o duradouro é o fato que há mais celulares que pessoas no país.
Ingresso solar em Áries Está bem contundente com Ascendente em Áries caindo na casa 3 do país e com Urano próximo: turbulência na mídia, transporte e educação. Marte está em Touro bem próximo a Saturno do mapa natal do país. Sol, Mercúrio e Vênus em Áries na casa 12, muitos escândalos e prisões ainda em curso, hospitais em colapso etc. Plutão no MC, um executivo rude com tensão vindo do exterior (Júpiter na casa 7) e de Urano na casa 1, uma mudança necessária; com esta configuração medidas autoritárias estão na ordem do dia.  Uma exata conjunção da Lua e Saturno, na casa 9, indica atividades judiciais rigorosas contra manifestações populares, associadas à Lua. Isto já está em curso: no início de maio Lula deporá em Curitiba, o Partido da Causa Operária lançou movimento para concentração e proteção de Lula em Curitiba, o deputado Aleluia (DEM) abriu processo contra o presidente do PCO! O Sol alcançará Marte no final de abril quando está prevista a greve.
Ingresso do Sol em Áries - março.2017
Mapa do ingresso do Sol em Áries - 20 de março de 2017
Calculado para São Paulo
E no mundo...
Trump encalacrado — Os decretos regulando imigrações esbarraram no judiciário, reforma da saúde rejeitada pelo próprio partido republicano, grampos promovidos por Obama são falsas notícias. Ele nem conseguiu nomear a administração depois de 2 meses de governo. Só conseguiu mesmo aumentar o orçamento militar à custa de cortes em benefícios sociais/ambientais e doações internacionais, e autorizar a construção de um oleoduto. A mídia insiste com a interferência russa nas eleições, o que está fora de dúvida, pois a KGB era das poucas coisas que funcionavam na URSS, Putin é a evidência maior. No entanto a mídia americana esquece que derrubar governos e interferir nas eleições de outros países é um esporte predileto do governo americano desde 1953 (Mossadegh, Irã), o último foi na Ucrânia quando Victoria Nuland, alta funcionária da Secretaria de Estado, apontou até a cifra gasta: 5 bi US. No final de abril Marte começa a percorrer Gêmeos e o tempo vai esquentar (veja o mapa dos EUA).
União EuropeiaAs pesquisas estavam erradas nas eleições holandesas e Wilders conseguiu votos muito abaixo do esperado, bem como o Partido Trabalhista. Elas indicam que Le Pen e Macron (um outsider) devem passar para o segundo turno na corrida francesa. Le Pen esteve em Moscou e os russos farão o diabo para ajudá-la. O primeiro turno será em abril e o segundo em maio. A se verificar este resultado, ele representa o colapso da representatividade de republicanos e socialistas. A França está em pleno retorno de Saturno e com Urano cruzando o Ascendente recentemente (veja o mapa França) indicação de mudança de direção drástica, se Le Pen ganhar a eleição convocará um plebiscito com francexit à vista.
Passeata pró-Europa - Berlim, 2017
Manifestação pró Europa em Berlim recentemente.
Do site: www.deutschewelle.com
Os ingleses finalmente deram início ao brexit, um processo que levará anos e pode acabar por mudar o centro financeiro de Londres para Frankfurt. Os escoceses pensam em novo plebiscito para a independência, eles estão satisfeitos com a UE. A questão dos refugiados tem uma pausa desde que a Turquia se comprometeu a abrigar 3 milhões de sírios mediante quantia módica, mas o governo turco teve choques recentes com governos holandeses e alemães. O Estado Islâmico está sendo desalojado no Iraque/Síria, atentados na Europa podem ser uma resposta, uma contra ofensiva.
Oriente MédioNovidades! Turcos e israelenses voaram até Moscou, os primeiros preocupados com o destino dos curdos no Iraque e Síria, os segundos com o fortalecimento do Hezbollah e da presença iraniana na Síria. Sauditas e emires voaram até Pequim atrás de investimentos e convênios.  Lentamente o eixo de influência se desloca, eles temem que Trump os deixe ao relento. O Egito, sob ditadura militar, pena economicamente e dizima a Irmandade Mulçumana com milhares de prisões, enquanto a Justiça liberta Mubarak mostrando que ninguém desasiste os seus.
Rússia O governo tem aproveitado as vacilações americanas e expandido sua influência, o chato é que manifestações contra a corrupção ocorreram em mais de cem cidades e o governo encarcerou mais de mil manifestantes. É uma ditadura com Parlamento aberto, jornalistas e blogueiros são corriqueiramente presos e alguns assassinados, a economia se arrasta com os preços do petróleo e sanções ocidentais, enquanto os investimentos militares crescem. Putin considera que a desintegração da URSS foi um evento infeliz, péssimo, e trata de reconstruir o que seria a antiga segurança: fronteiras livres de presença americana. Saturno ingressará em Capricórnio no ano que vem (veja o mapa da Rússia) e os russos terão que repensar seus valores, o Sol está no início do signo.
América Latina — A recente e rápida quadratura Júpiter/Plutão bateu forte por aqui e atingiu a Venezuela onde a Suprema Corte praticamente esvaziou o Congresso e atribuiu a si poderes legislativos, resultado: povo na rua e recuo do governo.  Inflação na estratosfera, desabastecimento, penúrias de todo o tipo. O que segura Maduro é a coesão do Exército, até quando? No Paraguai depuseram Lugo e agora senadores na calada da noite tentaram aprovar uma lei autorizando a reeleição do atual presidente, os populares se rebelaram, invadiram o Congresso do que resultou um incêndio. O país passou por uma fase de crescimento econômico atraindo empresas estrangeiras (muitas brasileiras) com impostos e salários baixos. A bonança pode estar chegando ao fim. Na Argentina a inflação e a pobreza continuam a castigar o país, mas houve uma grande manifestação a favor do governo enquanto os sindicatos convocam uma greve geral.  Los Hermanos estão com Plutão sobre a Lua natal (veja o mapa da Argentina).
Produtividade
Já escrevi algumas vezes que o Brasil perdeu o rumo em 1982 quando teve que bater às portas do FMI para evitar uma moratória, declarada em 87. Foram décadas lidando com hiperinflação, câmbio, aumento da carga tributária e crescimento altamente irregular. Um economista do Credit Suisse publicou recentemente uma pesquisa que encontrou uma produtividade do trabalho estagnada desde 1980, grosso modo: o valor da produção dividida pelo número de trabalhadores é o mesmo. Eu tinha algumas ideias sobre o assunto, mas me reuni com dois amigos economistas e no final listamos as seguintes razões:
1 – Baixo investimento em Ciência e Tecnologia, educação fundamental precária.
2 – Milhões de pequenas empresas com alto grau de mortalidade e informalidade, alta rotatividade e salários até 1,5 mínimos.  Elas oferecem 75% do emprego no setor privado.
3 – O Estado arrecada um terço da renda e oferece serviços precários, emprega 10% da força de trabalho, o que não é muito, mas a produtividade é muito baixa.
4 – Excesso de tributação, em volume e número, e de regulamentos.
5 – Infraestrutura precária. Rodovias em estado lastimável e pouco uso de ferrovias e hidrovias.
Cansaço...
Noite mal dormida, cansaço ou desânimo?
Do site www.terracoeconomico.com.br
É possível elencar outros fatores, mas estes são suficientes e de igual importância. Vocês já viram algum político ou artigo na mídia tratando deste assunto? Acho que não. Sem mexer nisto vamos girar em círculos. Imaginem que o governo passe todas as reformas e que em 2022 o Orçamento esteja equilibrado, vamos crescer 2% ao ano se tudo der certo. Desde 1980 somos um país de renda per capita média e sem atacar o problema vamos ficar nisto, com a informalidade e o crime organizado em alta.
Centenários
Estamos comemorando vários, que vamos expondo nas próximas crônicas.  Agora vamos tomar 1917 por que tratamos das classes populares no momento. Naquele ano o mapa do Brasil estava superestimulado: Júpiter em Touro cruzava Saturno natal, Saturno estava em conjunção com Netuno no início de Leão em quadratura ao Marte natal, Urano cruzava o Ascendente e Plutão no início de Câncer fazia oposição a Urano/Netuno na casa 11 natal
Em julho ocorreu a primeira grande greve iniciada numa tecelagem, a inflação estava alta, pois o país exportava muito por conta da guerra. Não havia nenhuma legislação trabalhista nem tradição de negociação. Os empresários pediam e o governador enviava tropas para dissolver piquetes. Num confronto um operário morreu, seu funeral atraiu uma multidão e a greve se alastrou para outras categorias e cidades vizinhas. Jornalistas do Estado de São Paulo propuseram mediar a negociação que chegou a um final com algumas reivindicações atendidas, mas depois de um tempo os empresários demitiram as lideranças e algumas foram expulsas do país, pois grande parte do operariado paulistano era fruto da imigração.
No ano seguinte a onda passou ao Rio e em 1919 chegou ao ápice, refluindo diante da enérgica repressão desencadeada pelo governo de Epitácio Pessoa. Foi o auge do movimento anarquista, em 1922 com o Sol passando por Plutão natal fundaram o Partido Comunista do Brasil. Havia sindicatos e até uma central, a COB, mas eram muito instáveis.
Manifestação operária nos anos 20 - São Paulo
Manifestação operária passa em frente da sede de jornal A Gazeta.
Do site www.CES.org.br
Outro evento importante foi a gravação de Pelo Telefone, registrada como composta por Donga e Mauro de Almeida. A partitura foi registrada na Biblioteca Nacional em dezembro de 1916, mas gravada no início de 17, foi sucesso no carnaval daquele ano. A palavra samba já era usada no século 19 para designar várias danças e gêneros musicais de negros em várias regiões do país, e também para nomear uma festa com música. No Rio, uma comunidade baiana se instalou depois da Guerra do Paraguai e dali surgiu o novo gênero, uma síntese de danças de salão (polcas, valsas, mazurcas, habanera) e ritmos negros. Algumas músicas foram gravadas com o rótulo de samba antes de Pelo Telefone que tem uma estrutura compósita incluindo material folclórico. Os arranjadores da época continuaram a tratar o samba como se fosse um maxixe, o que perdurou até a década de 30, quando Pixinguinha e o regional de Benedito Lacerda começaram a dar-lhe uma instrumentação mais condizente.
Em 1917, samba, negro e violão eram ainda olhados com desconfiança, mas alguns empresários e ricaços começaram a se interessar pela música das classes populares. Assim Pixinguinha e os 8 Batutas tocaram em salas de cinema e foram patrocinados por Arnaldo Guinle enquanto Sinhô se apresentava em salões da alta sociedade. Por volta de 1928 apareceram as primeiras escolas de samba, dando uma nova feição ao gênero musical. Francisco Alves e Mário Reis, cantores populares e aceitos na alta sociedade, gravaram muitos sambas de autores negros, o caminho estava aberto para a aceitação geral e isto foi reforçado por dois compositores brancos: Noel Rosa e Ary Barroso.
Os nomes dos primeiros sambistas são conhecidos, suas músicas foram regravadas e podem ser encontradas facilmente no Youtube. Quem conhece Neno Vasco, Giovanni Rossi e Edgard Leuenroth? São alguns dos líderes operários na República Velha, quando mulheres e crianças trabalhavam mais de oito horas por dia. A memória dos trabalhadores está depositada em Universidades, é o melhor lugar?
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo e
estudioso da Cabala: rui.ssbarros@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 4/04/2017
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil