Home page

22 de maio de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 9. O Eremita < voltar  
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
A semana do Eremita
 
Valéria Fernandes
 
 
    Dica: ao sortear o arcano IX como conselheiro para a semana ou para o mês, devemos considerar como uma oportunidade de escutar a voz interior, buscando em nós mesmos as respostas que, na maioria das vezes,  esperamos ouvir do mundo exterior.  
    É um período propício para ficarmos mais íntimos de nossos potenciais e possibilidades há muito adormecidos, porém existentes e aptos a serem explorados.
    A aparição do arcano O Eremita soa como um convite silencioso para escutarmos todos os “instrumentos” que tocam dentro de nós e, assim, sintonizarmos com estes acordes tão preciosos que nos são característicos, deixando aflorar a afinada orquestra que nos habita, mas que no corre-corre do cotidiano, não temos tempo suficiente para ouvi-la atentamente.
    Ponderação: a energia que emana deste arcano é de auto-análise, de trazer à consciência os recônditos da alma, para então chegarmos ao conhecimento; o que requer afastamento da vida mundana, barulhenta e hiperativa que, normalmente inviabiliza a quietude necessária para um encontro com nosso Eu.
    Contudo, para facilitar tal distanciamento, é aconselhável fazer uso da paciência, da prudência e da resignação, sob risco de não nos centrarmos como devido e perdermos desse modo a tranqüilidade imprescindível para nos desligarmos de tudo que possa atrapalhar este momento de maturidade e de busca individual.
    Alerta: mesmo quando temos a intenção de viver as ocasiões de recuo, de isolamento e até de solidão, a carta do Eremita pode surgir como advertência para não excluirmos de todo a comunicação com quem nos cerca, pois o aprendizado pode se tornar ainda mais rico se tivermos lampejos de autoconhecimento convivendo em plena harmonia com o oposto do desejado. É importante ter sabedoria para não se importunar com facilidade e controlar a irritabilidade contida nesta lâmina.
 
9. 0 Eremita - L'Eremita em I Tarocchi Classici
I Tarocchi Classici
Rocca e Gumppenberg - 1835
Alligo e Spadoni - 2006
    Mãos à obra: desligue-se por um tempo das atividadesque exijam agitação, concentre-se no essencial, tire um tempo para si e descubra as próprias potencialidades. Através da prática da calmaria ou da meditação, fica mais fácil desenvolver os dons que estão adormecidos, e assim, pode-se trazer à luz a essência perdida, por mais longínqua que pareça de ser alcançada.
    Meditação: ao contemplar a carta O Eremita por algum tempo, é provável nos despertarmos para alguns fatores que por ventura estejam encobertos ou nebulosos aos olhos. A dica é deixar-se inundar pela luz carregada pelo Velho Sábio, respirar fundo e mergulhar em profunda introspecção. Pouco a pouco, ao observar os inevitáveis insight’s durante a meditação, as respostas para várias das interrogações ocultas vão aparecendo de forma clara e cristalina.
Dicas para preparar o ambiente:
Local: tranqüilo e fechado
Incensos: Cipreste, Eucalipto e Sálvia
Cores de velas: Amarela, Dourada e Branca 
Símbolos: Luz
Letra hebraica: Theth
Elementos da Natureza: Ar e Água
agosto.08
Contato com a autora:
Valéria Fernandes - www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 9. O Eremita < voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil