Home page

20 de abril de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 15. O Diabo / A semana do Diabo < voltar  
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
A semana do Diabo
 
Valéria Fernandes
 
    Dica: ao considerarmos o arcano XV como indicador dos caminhos durante uma semana ou um mês, temos a oportunidade de confrontarmos prontamente com os demônios interiores que eventualmente nos habitam e que, propositadamente ou não, os alimentamos
todos os dias; seja por meio de certas fragilidades que não dominamos ou não enxergamos, ou ainda por nos deixarmos envolver pela negatividade que a mente nebulosa consegue nos induzir. Trata-se de uma benéfica ocasião para enfrentarmos com coragem às fraquezas que persistem em nos atormentar, nos enchendo de vigor para lutar contra os temores que aprisionam a psique, e, automaticamente freiam os possíveis atos. Como não poderia deixar de ser, é também um excelente momento para eliminar os rancores e remorsos que corroem os corações inseguros e que se permitem destruir.
    Ponderação: a energia emitida por este arcano pode ser altamente destrutiva para aqueles que se abstêm de combatê-la e deixam que as frustrações ganhem espaço no intelecto, no corpo e no espírito. Não raro, isto acontece quando as cadeias interiores se sobressaem diante da vontade de superação, gerando imobilidade e dependência do atual estágio de obscuridade. A aparição do Diabo, mesmo parecendo inoportuna e constrangedora, traz consigo a provação de nossas convicções; é quando podemos mostrar a nós mesmos que somos capazes de visualizar a luz e, através desta clareza, sairmos gradativamente de situações sombrias em que estamos submetidos. Esta carta solicita de imediato uma avaliação dos recalques velados, dos complexos de superioridade e inferioridade que tendemos a escamoteá-los, visto serem aliados entre si e inimigos ferrenhos de quem os conduz.  
    Alerta: as influências ocultas e misteriosas do Diabo tornam-se transparentes para quem bem sabe descortinar as diversas janelas da alma sem medo de visualizar a si tal como é; conhecendo  e  reconhecendo  a própria desordem
 
O Diabo no I Classici Tarot
I Tarocchi Classici
Rocca e Gumppenberg - 1835
Alligo e Spadoni - 2006
através do espelho da personalidade. O segredo para não mergulhar na escuridão está em não tratar a si mesmo como um adversário mascarando os medos, e sim em aceitar que é humano, inserido em um universo onde existem tons claros e escuros que se alternam.
    Mãos à obra: saiba dispor da grande força interior que este arcano revela; quebre as barreiras do negativismo, saia da superficialidade que em nada ajuda a ter uma boa visão interna; concentre-se na liberdade e permita-se acessar o âmago causador das sombras. Jamais culpe terceiros por seu mergulho no escuro, pois o caminho das trevas é construído pelo próprio indivíduo e cada um sabe que tem a total liberdade de escolher pela luminosidade quando bem entender.
    Meditação: na maioria dos Tarôs a carta Diabo está longe de ser agradável aos olhos, isto por apresentar uma imagem de estética agressiva e desordenada, revelando assim o caos íntimo inerente ao homem. Inspire-se em uma destas gravuras e enfrente-a de igual para igual, construa em sua mente a imagem ideal para ser apreciada; feito isto, “brinque” com a sua problemática tentando deixá-la amena aos seus sentidos e faça bom proveito dos resultados.  

Dicas para preparar o ambiente:
Local: tranqüilo e fechado
Incensos: Arruda, Césamo, Floral e Lírio do Vale.
Cores de velas: branca, amarela, dourada.
Símbolo: Pentragrama invertido
Letra hebraica: Samech
Elementos da Natureza: Terra e Fogo

fevereiro.09
Contato com a autora:
Valéria Fernandes - www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  

ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 15. O Diabo /A semana do Diabo

< voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil