Home page

24 de setembro de 2017

Responsável: Constantino K. Riemma


  ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 20. O Julgamento / A semana do Julgamento < voltar  
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
A semana do Julgamento
 
Valéria Fernandes
 
    Dica: quando consideramos o arcano XX como indicador de caminhos durante uma semana ou mês, somos instantaneamente seduzidos pela melodia da aurora que desperta a consciência individual de um excessivo e profundo sono, talvez essencial, para motivarmos a

nossa natureza interior a ultrapassar os possíveis bloqueios que não têm nos deixado ouvir os mais diversos tons de lucidez emitidos repetidamente dia após dia pelos ecos advindos do nosso ser. A aparição do Julgamento deve ser considerada como uma ocasião favorável para sairmos de um estágio de letargia e torpor e, assim, cedermos passagem para reabilitação e restauração da personalidade que, desejando ou não, deixamos adormecê-la durante uma considerável temporada.
    Ponderação: a energia emitida por meio deste arcano tem forte poder de provocar mudanças que nos libertam da forma como vínhamos conduzindo o cotidiano, nos dando novos e alentadores rumos ao que nos propusermos fazer; isso sem que seja necessário vivenciarmos dolorosas experiências para redescobrirmos dias mais estimulantes e salutares tão indispensáveis para confortar o espírito em busca de constantes ressurreições. O surgimento desta carta em primeiro instante pode até assustar, pois vem carregada de novidades das quais mexem não somente com o nosso presente, mas também nos faz enveredar pelos sons esquecidos no passado que ainda causam ressonância em nosso atual momento de vida. Oportunidade benéfica para acertarmos contas e quebrarmos de vez os elos com o que já passou, ficando na memória apenas os registros dos experimentos e dos aprendizados que contribuem efetivamente.
    Alerta: as influências do Julgamento nos levam de imediato a avaliar em que ponto nos encontramos, o que ainda precisamos fazer e, sobretudo, nos revela o quão é importante examinarmos os nossos próximos passos ao vislumbramos um outro modelo de vida que abre espaço para a clareza da mente sã.

 
20. O Julgamento - Il Giudizio em I Tarocchi Classici
I Tarocchi Classici
Rocca e Gumppenberg - 1835
Alligo e Spadoni - 2006
    O risco de não enxergarmos os horizontes vindouros ficam a mercê da covardia, do medo de falharmos e sermos alvo de críticas alheias, e das ligações enraizadas com as fronteiras que a essas alturas já deveríamos ter cruzado.
    Mãos à obra: comece do zero sua nova trajetória canalizando seus esforços para que seu despertar diário seja um renascimento positivo sem impressões ocultas com ares de provação; não julgue a si mesmo e nem se deixe julgar, uma vez que estamos no mundo apenas de passagem, tanto para aprender com os erros como para evoluir com os acertos; e permita-se atentar para as vibrações e para os ritmos que a alma liberta é capaz de produzir e de sentir.
    Meditação: na grande maioria dos Tarôs a imagem que estampa a lâmina O Julgamento é de um anjo envolto por nuvens e raios de sol que faz soar sua trombeta nobremente. Diante de uma carta como esta tente escutar o que este ser de luz tem a dizer, e ao ouvir a resposta reconheça que nada mais escutou que sua própria voz ecoando dentro de você em sua real jornada de sentidos despertos.
Dicas para preparar o ambiente:
Local: aberto, tranquilo e sem som
Incensos: Bálsamo, Lírio e Raízes
Cores de velas: branca e amarela
Símbolo: Anjo
Letra hebraica: Resch
Elemento da Natureza: Fogo
julho.09
Contato com a autora:
Valéria Fernandes - www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3| 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 20. O Julgamento / A semana do Julgamento < voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2016 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil