Home page

16 de julho de 2018

Responsável: Constantino K. Riemma


ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 16. A Torre / A semana da Torre < voltar  
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  
A semana da Torre
 
Valéria Fernandes
 
    Dica: quando consideramos o arcano XVI como indicador de caminhos durante um mês ou uma semana, somos motivados a transitar sem temores pelos corredores tortuosos e mal estruturados de nossa psique e a tentarmos reconstruir passo a passo seus alicerces, fundamentando nossas ações por meio da reestruturação e reorganização dos pensamentos,
para então descobrirmos qual é a verdadeira base de sustentação de nossa personalidade que poderá nos guiar mais firmemente. Uma ocasião singular para descobrimos o que nos atormenta e nos aprisiona, para superamos os obstáculos que nos cercam, e nos libertarmos de vez das paredes úmidas e frias que, porventura, estreitam os muros de nossas inseguranças e fragilidades.
    Ponderação: a energia lançada por este arcano é de grande valia quando realmente existe a predisposição de abandonarmos o antigo e rígido modo vida, para cedermos espaço para a maleabilidade como via de acesso ao universo interior. O surgimento da Torre anuncia um momento oportuno em que se faz necessário deixar cair por terra o orgulho, o egocentrismo ou mesmo a indisfarçável presunção, que instigados de alguma maneira, tornam-se tijolos rachados de uma íntima construção que requer uma edificação contínua e bastante consolidada. Esta carta também aparece como forma de aguçar nossa percepção para que evitemos boa parte dos obstáculos e tropeços diários; quase sempre causados pela ausência de atenção aos sinais emitidos pelos súbitos e iluminados canais intuitivos. 
    Alerta: este arcano sugere que lidemos de forma mais fortalecida com as restrições, as frustrações e as rupturas que, naturalmente, fazem parte de nossa fugaz, mas elaborada trajetória de sobrevivência, enquanto moradores deste planeta. O perigo de não conseguirmos sair vitoriosos de tais batalhas internas fica por conta das subversões do espírito, das vaidades inoportunas e das desesperanças alimentas. Nestes momentos, a dignidade, o amor próprio e o  brilho  pessoal fazem a diferença para uma boa harmonia
 
A Torre no I Tarocchi Classi
I Tarocchi Classici
Rocca e Gumppenberg - 1835
Alligo e Spadoni - 2006
contra os impulsos escorregadios que nos afastam dos bons intuitos. 
    Mãos à obra: não permita que a rigidez de suas crenças seja mais forte que a capacidade de abertura para o novo; liberte-se das idéias padronizadas que em nada ajudam na evolução interior; construa seu caráter nas pequenas edificações do cotidiano, mas que, podem o levar ao mais alto grau de discernimento durante toda uma vida. A dica é ter humildade, reconhecer que as barreiras existem e saber driblá-las através de uma postura genuinamente positiva.
    Meditação: na maioria dos tarôs a carta A Torre é simbolizada por uma construção atingida por um raio, sem porta, e somente com uma janela pela qual dois homens saem de dentro dela, independente de ser ou não de suas vontades. Inspirei-se em uma imagem como esta, faça sua própria ruptura com o que não cabe mais na sua atual forma de viver e procure ser mais doce e flexível consigo mesmo a partir desta reflexão.

Dicas para preparar o ambiente:
Local: tranqüilo e aberto
Incensos: Camomila, Floral, Maracujá e Menta
Cores de velas: branca, azul celeste e amarela
Símbolo: Raio
Letra hebraica: Ain
Elementos da Natureza: Fogo

março.09
Contato com a autora:
Valéria Fernandes - www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
  Mensagens:  0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13| 14 |15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21  

ARCANOS MAIORES / As 22 cartas / 16. A Torre / A semana da Torre

< voltar  
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2018 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil