Home page

20 de setembro de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


  junho.2020
Marte na Lunação Geminiana
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
A lunação no início de Gêmeos ocorreu em quadratura a Marte, a temperatura política subiu e os ânimos se exaltaram. Todo o atual ciclo lunar está em conflito com Marte e culminará no eclipse solar em Câncer no dia 21, que impactará EUA, Europa, Brasil e Rússia. Enquanto isto Vênus retrograda em Gêmeos, Júpiter se reaproxima de Plutão e pode deflagrar novas baixas nos ativos financeiros, e logo mais Saturno retorna a Capricórnio.
Na Europa ocorreu um refluxo na quantidade de contágios e mortes, os países voltam a reabrir a economia com cuidados detalhados, no que estão certos, pois ainda desconhecemos a dinâmica deste vírus e a retrogradação de Saturno pode trazer notícias desagradáveis.
Vivendo num país devastado
Em matéria de índices negativos, o Brasil nunca fica para trás, já somos o segundo lugar no número de contagiados (mesmo com uma maciça subnotificação), o terceiro em mortes  e o primeiro em mortes na equipe de saúde. Tudo foi gerido de forma brutalmente amadora, com improvisações o tempo todo. Se medidas enérgicas tivessem sido tomadas em março, hoje não estaríamos com a pandemia ainda em ascensão. O isolamento nunca ultrapassou a metade da população e com a ameaça de terminar espontaneamente, os governos resolveram reabrir a economia, é possível um aumento de casos nas próximas semanas. Além do amadorismo, fraudes e roubos foram cometidos na construção dos hospitais de campanha, na compra de equipamentos, o que define parte do empresariado brasileiro.
torre-de-babel-junho.2020--marte-na-lunação-geminiana--paciente-99-anos-recuperado
Paciente de 99 anos recuperado em Brasília.
Do site CNN Brasil.
O jornalismo cobriu boa parte disto e documentou as agonias de parentes com gente internada ou que não conseguiu se internar, mas houve algum excesso ao abordar gente chorando desesperadamente pela perda recente de alguém, uma invasão de privacidade danosa. Outra coisa importante: algumas pessoas conseguiram internação depois de aparecer na TV, é muito ruim para a democracia quando a queixa da população tem que ser intermediada por empresas da mídia.
O Ministério da Saúde virou uma repartição de fardados e alguns meliantes do Centrão. Wizard, que nem foi empossado, emitiu nota dizendo que governadores e prefeitos inflam números de contagiados e mortos para obter dinheiro. A verdade é que os números estão subestimados por falta de testes e desorganização, o Ministério agora assiste a pandemia e resolveu divulgar os números tarde da noite sem os totais acumulados. Mentir sempre.
Política — Finalmente aconteceu algo substancial: os militares aderiram completamente ao desgoverno. Muita gente escreveu sobre a boa formação escolar dos fardados, estamos vendo, é tão boa que apoia gente amiga de milicianos e assassinos de aluguel. Os militares não têm noção alguma do que fazer do país além de atrelarem seu destino ao do governo dos EUA, um passeio ao demoníaco. Eles tutelam o país desde 2016, neste governo receberam uma reforma da previdência especial e camarada, reajustes salariais e quase 3 mil bocas-livres na esfera federal e há que clame ou tema por intervenção militar, ela já ocorreu.
Marte na lunação geminiana - Manifestacao em São Paulo
Manifestação em São Paulo, dia 7 de junho.
Do site MSN.com.
Como a lunação foi geminiana, um signo dual e mutável, ocorreu uma reação. O STF impediu medidas do executivo e abriu inquéritos, deles o que investiga a intervenção na polícia federal preocupa o governo, pois expõe algo que se queria enterrar, o caso Flávio e Queiroz; o outro sobre fake news expõe todo o aparelho de propaganda e bate no Carluxo. Três manifestos foram lançados em defesa da democracia e um ato das torcidas futebolísticas foi realizado em São Paulo e reprimido pela polícia, o que mostra  o descontrole de Dória sobre a própria força. Outro foi realizado no dia 7, depois do eclipse lunar, cresceu e foi realizado sem maiores conflitos. É de ver se esta reação se consolida e cresce, o eclipse solar será decisivo; é preciso fazer algo logo, passar mais dois anos e meio nesta loucura será demais.
Com a queda da popularidade do governo, alguns comentaristas declaram que Bolsonero está acuado. Devagar com o andor! Com o controle da máquina estatal e das forças policiais no país, é fácil intimidar gente, prender oponentes, distribuir benesses para grupos, asfixiar economicamente os governadores e submeter o Congresso e o STF, não há necessidade de fechá-los.  A recente cavalgada na frente do palácio me lembrou Calígula.
Economia — As estatísticas nunca foram exatas por aqui e agora com a paralisia estão atrasadas e incompletas, caso das falências e desemprego. Saíram alguns números, são estimativas e mostram o estrago, alguns já auguram uma recessão de mais de 7% para este ano. As micros e pequenas empresas respondem por 70% do emprego no setor privado formal e só agora o governo se mexeu para dar algum crédito a elas, já para os bancos mais de 15 medidas foram aprovadas em tempo recorde e mesmo assim não concedem crédito por medo de inadimplência das empresas.  A reabertura da economia será lenta, muitos não têm renda para ir às compras, outros ainda têm medo.
De vez em quando algum membro do governo diz o que pensa, foi o caso da diretora da Susep que muito animada disparou: A morte dos idosos alivia as contas Previdência. Pequena pérola do pensamento genocida.
Destino Há muito tempo convivemos  com desigualdade, violência, racismo e precariedades de todo tipo: educação, saúde, mercado de trabalho e devastação ambiental; estes fenômenos fazem parte da paisagem, são tão naturais como o sol e a chuva. Este desgoverno e a pandemia expuseram as entranhas do país em um ano e meio. Ou a população acorda e muda o rumo da história ou viveremos entre ruínas num futuro próximo.
A primeira manifestação contra o governo ocorreu na fase crescente com a Lua em conjunção e Marte oposto ao Sol natal do Brasil. O eclipse solar estimulará a quadratura natal entre Plutão e Urano/Netuno e estará em trino a Marte. Urano já está conjunto a Saturno natal (veja o mapa do Brasil). Tudo sugere o fim do impasse.
América first
Na pandemia sem dúvida, líder em contagiados, mortos e desorganização. Trump anda desesperado com a Covid crescente, com 40 milhões de desempregados e agora com a estúpida polícia que suscitou uma grande manifestação pela morte de G. Floyd. Já foram 12 dias em mais de centena de cidades. Trump ameaçou com lei marcial e exército nas ruas, muitos oficiais se manifestaram contra, o presidente transformou a Casa Branca num bunker e sua reeleição corre risco.
O retorno de Plutão está dramático e pode acontecer o impensável. A lunação geminiana foi próxima ao Ascendente e Urano do mapa natal do país e o próximo eclipse solar em Câncer atinge diretamente a conjunção Vênus/Júpiter (veja o mapa dos EUA).
Os protestos atraíram os jovens de todas as etnias e se alastraram para outros países. Ao contrário do que alega o governo, o movimento não tem coordenação alguma, com exceção de alguns saques realizados por quadrilhas.  Vimos algumas cenas de confraternização de policiais e manifestantes e outras  onde a brutalidade foi evidente com ataques e prisões em reuniões pacíficas, empurraram um idoso em Bufallo que bateu a cabeça e estava em coma.
Marte na Lunação geminiana - Policiais
Policiais empurram idoso em Bufallo (EUA)
Do site Globo News.
Para quem quer ver, esta crise expôs completamente a principal função das polícias no mundo: manter os pobres à distância usando armas mortíferas e prender lideranças de oposição ao governo; e é assim no mundo inteiro. Para mudar isto é preciso rever os critérios de seleção ( o trabalho atrai sádicos e psicopatas), desmilitarizar e impor regras rígidas de procedimento e ter uma corregedoria externa. Depois do assassinato de Luther King cenas de policiais brancos assassinando ou espancando negros nas ruas são frequentes, mas com Obama isto se intensificou por ódio ao presidente negro. Agora alguns governadores e deputados se preocupam e anunciam reformas no aparato policial.
Mundo afora
China — Testou quase toda a população de Wuhan novamente e iniciou a retomada da economia comprando muita produção agropecuária, especialmente do Brasil apesar das insanidades das autoridades nativas. Agora lida com o problema de Hong Kong onde os protestos voltaram com o apoio das embaixadas americanas e britânicas. O governo chinês está resolvido a acabar com a situação mesmo que cause danos econômicos e agora responde aos insultos de Trump. O eclipse solar fará quincúncio ao Ascendente  e Lua, Marte e Netuno estão opostos a Saturno natal testando a paciência da diplomacia (veja o mapa da China).
Rússia — Lida com a baixa dos preços do petróleo e um surto tardio e intenso da pandemia, apesar de um número de mortes baixo. O eclipse solar ocorre em oposição ao Sol do mapa do país, o que pode suscitar protestos,  enquanto Marte e Netuno fazem quadratura ao Marte natal e o exército apresenta novas armas que assustam a OTAN (veja o mapa da Rússia).
União Europeia — Depois de uma desunião vexaminosa no início da pandemia, Alemanha e França se puseram de acordo para financiar o estrago causado pela recessão profunda. Com cautela o isolamento é abrandado visando o turismo de verão e é para rezar não ocorrer um repique. A relação da União com Trump já não era boa e azedou de vez com as disputas pela compra de ventiladores e direitos sobre a futura vacina. O eclipse solar fará quadratura à Lua natal (veja o mapa da União Europeia).
Marte na lunação geminiana - Estátua arrancada
Em Bristol (UK), estátua de comerciante de escravos é arrancada.
Do site revista fórum.
Na África a pandemia pegou mais fortemente os países do norte mediterrâneo e a África do Sul, a maioria dos países apresenta baixos índices de contágio e morte, o que é uma benção em vista dos problemas terríveis e permanentes. Na América Latina a Argentina, Uruguai e Paraguai se saíram bem, o que não foi o caso do Chile onde a pandemia se espraiou e o governo não providenciou nenhum tipo de proteção econômica, há manifestações por conta da fome.
Vale a pena correr riscos?
Centenas de milhares de pessoas saíram às ruas nas Américas e Europa Ocidental em meio à pandemia, com a possibilidade de contágio, serão suicidas? Não, só o fizeram por julgar a situação intolerável. Se o detonador foi o assassinato de Floyd, a expansão mostrou que há mais motivos para protestos, basta pensar nos realizados o ano passado em mais de 20 países e que refluíram com a pandemia. É bem provável que eles ressurjam com força quando o contágio abrandar, em meio ao grande desemprego e com dívidas colossais a pagar.
O ódio que a maioria branca dedica à minoria negra – 13% da população americana – dá o que pensar e mais ainda se lembramos que os negros deram duas das mais importantes realizações da sociedade ianque: a música e os esportes. Há racismo e tensão religiosa na Europa, mas não no nível do ódio americano.  No Brasil talvez comece uma discussão séria sobre o racismo.
Nas previsões para este ano intitulei o texto como A década decisiva. A tríplice conjunção deste ano terá sequência de conjunções que se encerram em 2032 com Saturno/Urano no final de Gêmeos. Se medidas rigorosas não forem tomadas veremos guerras por água e alimentos, conflitos e doenças por poluição ambiental e fenômenos climáticos, além de desastres geológicos.
 
After such knowledge, what forgiveness?
Depois deste conhecimento, que perdão pode haver?
 
Cortesia do poeta T.S. Eliot em Gerontion, 1920.
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo.
Mestre em História social (USP) e autor de textos sobre simbologia
(Esoterismo, ciência e sociedade). Pesquisador em Kaballa (Tarô e Qabbalah).
Oferece consultas astrológicas com ênfase nas soluções para todos os temas.
Contatos e informações: rui.ssbarros@uol.com.br ou fone: 11 2367-9179.
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 09/06/2020
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil