Home page

01 de outubro de 2020

Responsável: Constantino K. Riemma


  setembro.2020
Deitado em berço esplêndido
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
Marte retrograda até novembro e faz a segunda quadratura a Saturno, Plutão e Júpiter. Eventos climáticos extremos ocorreram nas últimas semanas e eventos sísmicos podem acontecer, além da escalada da violência nos EUA e Bielorrússia. A pandemia prossegue sua marcha com repiques e incertezas enquanto avançam os testes com vacinas.
Pindorama
As quadraturas de Marte trouxeram algumas mudanças no cenário, três salientes:
Economia — Veio para o primeiro plano. O governo quer ampliar o Bolsa Família, o Minha casa, minha vida e quer fazer algumas obras de infraestrutura, mas esbarra na falta de dinheiro e no teto de gasto. Pode aumentar a receita com impostos novos, alterando os existentes para cima, acabando com as isenções fiscais, tributando dividendos, privatizando empresas.  Cortando gastos na educação, saúde, programas sociais etc. Ou simplesmente abolindo o teto de gastos, qualquer das alternativas gera resistências no Congresso, na sociedade e no mercado financeiro. A briga vai ser feia.
As Fiandeiras - Velasquez
As Fiandeiras (O mito de Aracne)
Tela de Diego Velázques (1657) - https://pt.wikipedia.org/wiki/As_Fiandeiras_(Vel%C3%A1zquez)
No orçamento enviado, o Bolsa Família quase não foi ampliado, o salário mínimo idem, a educação tem alguns cortes bem como a saúde e grandes cortes na ciência e tecnologia e meio ambiente. Já a Defesa cresceu, armas para uma guerra imaginária.  O PIB do primeiro semestre caiu 12% e o tombo só não foi maior por conta do auxílio emergencial que será reduzido agora pela metade até o final do ano, enquanto os preços do arroz, feijão e carnes disparam, não é difícil saber o que vai acontecer. No ano que vem teremos um aumento expressivo de sem tetos e ocupações de edifícios e terrenos abandonados, além de subnutrição e fome e saques de caminhões transportando alimentos já ocorrem.
Polícia — Voltou com força aos telejornaisCrimes hediondos são explorados, buscas e apreensões são exibidas com sensacionalismo. A quantidade de homicídios praticados pela polícia cresceu e o narcotráfico se mexeu, pois suas receitas também caíram com a pandemia. Voltaram com força as investigações contra a corrupção na compra de remédios, aparelhos e construção de hospitais de campanha. Há anos a televisão brasileira colabora para a instalação de um Estado policial no país com seus programas vespertinos e escandalosos, e isto foi claramente um fator determinante na recente virada política no país.  É de lembrar que a tríplice conjunção faz um trino a Mercúrio na casa 8 (segurança e morte) do mapa do Brasil. Ano que vem a quantidade de furtos e roubos vai subir.
Coerção contra oponentes — O presidente briga com jornalistas desde o início do mandato, mas agora o governo os processa com base na Lei de Segurança Nacional, o que é estapafúrdio. Hackers invadiram o site da Associação Brasileira de Imprensa e do Partido da Causa Operária. E o judiciário também colabora, a suspensão do mandato de Witzel pelo STJ é absurda porque corre um processo de impeachment na Assembleia Legislativa do Rio e sim, a corrupção foi colossal. Ainda no Rio, Crivella escalou funcionários para impedir entrevistas nas portas de hospitais e postos de saúde, a iniciativa foi denunciada e filmada acabando na justiça e prejudicando o projeto de reeleição do burgomestre.
Um juiz determinou a exclusão de 11 artigos de Luís Nassif sobre o banco BTG e pagamento de indenizações, quando a única coisa sensata a fazer era verificar se as denúncias tinham fundamento ou não. Marco Antônio Villa sofre com 22 processos, a maioria improcedente, mas isto toma tempo e dinheiro.
A grande mídia mal noticia estes eventos de sufocação financeira de opositores e não perde por esperar até que o mesmo mecanismo seja aplicado a ela, como aconteceu recentemente com a Globo proibida de cobrir o inquérito sobre as rachadinhas de Flavio e Queiroz. É de lembrar que a tríplice conjunção está na casa 12 do mapa do país, que é a terceira a contar da décima (executivo), ou seja, a imprensa do governo e sua relação com a mídia em geral.
No momento o clima parece bom para o governo, a avaliação positiva cresceu e a rejeição caiu, o Congresso parece camarada, parte do judiciário facilita a vida e os processos envolvendo o clã andam devagar, o Rio de Janeiro está quase dominado.  No entanto, o mapa da posse indica que o terceiro ano do mandato é o mais crítico e tenso, alguns dos motivos já foram expostos acima.
E no mundo
EUA — Marte chegou aos últimos graus de Áries e fez quadratura à oposição Mercúrio/Plutão (veja o mapa dos EUA), Trump proclamou Lei e Ordem, apoia a ação violenta da polícia e diz que Biden levará o país ao socialismo, caos e violência. E tudo no modo enfático, Biden não responde na mesma altura e embora lidere as pesquisas eleitorais nada está garantido, a disputa será intensa, cheia de golpes baixos, difamação, ameaças. A eleição ocorrerá com Marte oposto a Saturno natal, o que promete entreveros. Se os democratas querem mesmo vencer precisam se mover e levar gente a votar. Os que se mobilizam contra o racismo precisam parar de enfrentar a polícia nas ruas, podem recorrer a greves, ocupar prédios públicos ou estações de rádio e TV e lançar manifestos.
China — O governo chinês começou a levar a sério a intensificação da guerra comercial e tecnológica que o governo americano move contra o país. Está procurando diversificar as importações de carnes, cereais, minérios e petróleo, incentivando o uso de moedas próprias nas relações comerciais, desfazendo-se devagar de dólares acumulados e atualizando os armamentos. Agora reage a qualquer provocação verbal e o governo parece resolvido a prosseguir seu desenvolvimento tecnológico. Depois de cair 6% no primeiro trimestre, cresceu 11% no segundo.
Marte faz um trino à conjunção natal Marte/Plutão e no final do ano Júpiter e Saturno estimulam a Lua e Ascendente (veja o mapa da China), ão sinais de persistência e objetividade.
Dragão chinês esculpido em jade
Dragão chinês esculpido em jade
https://www.joya.life/pt-br/blog/jade-na-antigua-china/
Europa — Mais entreveros com a Rússia: Navalny, o opositor de Putin, foi levado à Alemanha com suspeita de envenenamento, agora saiu do coma e vem mais confusão.  Na Bielorrússia, onde a eleição foi contestada, ocorreram manifestações e repressão e a OTAN realizou exercícios militares nos países bálticos que fazem fronteira com a própria Rússia, que está com Netuno em quadratura a Marte natal (veja o mapa da Rússia), um sinal claro de beligerância. A atualização que o governo russo fez em seus armamentos provocou grande inquietação nos EUA e Europa e Putin já avisou que não vai tolerar ameaças. A pandemia volta a incomodar os europeus que estão indecisos para a volta às aulas, enquanto ocorreram manifestações contra a obrigação do uso de máscaras.
Oriente Médio — Macron fez uma segunda visita ao Líbano para lembrá-los dos bons tempos quando os franceses dirigiam o país, doações chegarão se o governo prometer algumas reformas e vendas de patrimônio público. Israel e Emirados reestabeleceram vínculos diplomáticos que envolvem acordos comerciais e união frente ao Irã. Aparelhos e medicamentos agora podem chegar à Faixa de Gaza, finalmente o governo israelense cedeu na questão, a pandemia chegou e já matou muitos palestinos.  Marte faz oposição a Plutão natal e Urano quadratura aos planetas em Aquário (veja o mapa do Irã), e Urano pressiona a conjunção Saturno/Plutão (veja o mapa de Israel). Qualquer descuido pode incendiar a região e alastrar o conflito numa escala monumental.
Economia — A solução da crise de 2008 só empurrou os problemas para frente, agora agravados com a recessão provocada pela pandemia. Dívidas colossais, destruição de pequenas empresas e emprego e apesar disto as Bolsas de Valores batem recordes com o dinheiro despejado pelos Bancos Centrais. O valor de mercado de quatro empresas tecnológicas americanas já é maior que o PIB brasileiro. Naturalmente, isto é artificial e uma correção ocorrerá. Em 2008, Saturno fazia oposição a Urano, no ano que vem fará quadratura, é esperar para ver.
Encontrei todos embriagados, mas ninguém sedento.
Frase atribuída a Jesus no Evangelho de Tomé, tratado gnóstico cristão encontrado em Nag Hammadi, Egito. No s séculos 2 e 3 da era cristã, Alexandria fervilhava com gnósticos cristãos, hermetistas e neoplatônicos. Em todos eles encontramos descrições do estado humano como sono e esquecimento, o que podemos verificar também em textos védicos. Tudo isto já prenunciava o declínio do Império Romano que se tornava visível a partir do final do século 2. Os textos gnósticos não foram escritos por apóstolos, não eram biográficos ou históricos; foram produzidos por cristãos que produziram um esoterismo que se tornou público e foi banido depois do Concílio de Niceia.
Pintura de Degas (1875)
Embriagados pelo consumo de absinto
Pintura de Adgar Degas (1875) - https://pt.wikipedia.org/wiki/L%27Absinthe
Em agosto de 1914, os governos europeus se preparam para lidar com uma grande deserção. Quase não houve deserção e os partidos socialistas e trabalhistas votaram pelos créditos de guerra; foram todos felizes entoando cânticos para um morticínio sem igual. Para eles T. S. Eliot escreveu A Terra devastada; Kafka O Processo e O Castelo; Hermann Broch publicou Os sonâmbulos quando outro sono profundo tomava os alemães que abraçaram Hitler.
Na década de 1960 alguns grupos tentaram acordar, mas o lançamento do filme de George Romero, A noite dos mortos vivos (1968) já prenunciava o que estava por vir: zumbis e vampiros se tornaram personagens frequentes no cinema contemporâneo. O sono é profundo, a maioria da população não tem ideia como são produzidos (pesticidas e hormônios) os alimentos que consome, e isto é básico, pode-se imaginar o resto. Agora o sono é agitado e a violência política cresce. No Brasil dormimos eternamente em berço esplêndido.
A busca da verdade
Nossa colega e amiga, Clarissa de Franco, realizou algo notável: reuniu uma dúzia de astrólogos para a confecção do livro O lugar epistemológico da Astrologia entre os saberes. Com a colaboração de Deborah Worthington, presidente da CNA e autora de um capítulo, o livro foi lançado numa live no Youtube, onde pode ser encontrado a partir do título. O livro pode ser encomendado diretamente na Editora DMAstro ou nas escolas Gaia e Regulus. Epistemologia é um campo que estuda as condições e métodos da produção do conhecimento, especialmente o científico.  A atual pandemia é um ótimo exemplo das aventuras deste campo.
A virologia é um campo recente e muito dependente de genética, bioquímica e modelos matemáticos de difusão de contágio. Tem um saber acumulado, mas este coronavírus transtornou tudo, há palpites de especialistas para todos os gostos. A variedade de sintomas e sequelas é enorme, registraram casos de reinfecção, um estudo encontrou uma carga viral em crianças maior que a média, as vacinas têm ingredientes bem variados. No início choveram estimativas que se mostraram equivocadas etc. A pesquisa científica é isto: muito tateio, muita tentativa e erro, alguns protocolos e muito improviso. Tudo isto já foi mostrado por Bruno Latour em Vida no laboratório, décadas atrás. Esta trabalheira toda é necessária e útil, mas não é o caso de endeusá-la.
Uma investigação policial também busca estabelecer a verdade, e isto é o que queremos quando conhecemos uma pessoa. Naturalmente os métodos são diferentes, Dilthey no século 19 já mostrava isto. A Astrologia é um saber perene e paradoxal, metafísico no fundamento e empírico na história humana, ao mesmo tempo. Tem métodos próprios e as predições podem ser verificadas ou refutadas. Não precisamos nos justificar diante de cientistas, eles que tentem resolver seus problemas.
Solstício de Inversno em Stonehenge
Solstício de inverno em Stonehenge
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_astronomia
Mais um tico de felicidade — Encontrei no Youtube: Max Raabe & Palast Orchester, eles recriaram canções alemãs e americanas das décadas de 1920/30 com os arranjos originais, vocalização e vestuário também. As canções alemãs não são conhecidas nem especiais, mas é um prazer encontrar algo tão bem feito, principalmente em tempos de puxadinhos e improvisos. Eles transformaram a recriação numa forma de arte com pitadas de humor.  É um sucesso comercial, com auditórios sempre cheios.
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo.
Mestre em História social (USP) e autor de textos sobre simbologia
(Esoterismo, ciência e sociedade). Pesquisador em Kaballa (Tarô e Qabbalah).
Oferece consultas astrológicas com ênfase nas soluções para todos os temas.
Contatos e informações: rui.ssbarros@uol.com.br ou fone: 11 2367-9179.
Outros trabalhos seus noClube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 10/09/2020
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil