Home page

14 de agosto de 2022

Responsável: Constantino K. Riemma


Fogo Amigo
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
As investigações da Lava Jato e a economia fraca demoliram a unidade da casta política: PT X Dilma, PT X PMDB, Executivo X Legislativo, Polícia Federal X Ministério Público, Legislativo X Judiciário. Os lances e declarações cada vez mais ásperos, Renan e Cunha tornaram-se paladinos dos trabalhadores brasileiros etc. Então a luz brilhou no céu, mais que duplicaram o valor do Fundo Partidário e Dilma sancionou, a Petrobrás conseguiu publicar o balanço e a lista do segundo escalão começou a sair no Diário Oficial. Até mesmo Joaquim Levi tornou-se um vendedor de felicidade, depois do ajuste vamos decolar, e duas MPs passaram na Câmara por pouco com a ajuda de deputados da oposição. Em abril Marte cruzou Saturno do mapa natal do Brasil (veja), durante a segunda manifestação, e as coisas andaram em Brasília. Dá a impressão que a casta compreendeu que pode perder se continuar com os duelos, neste caso é preciso procurar pelo caminho da bem-aventurança antiga.
Creio que em vão, a Petrobrás foi a primeira, agora os fundos de pensão estatais, as multas na Receita Federal, o dinheiro na Suíça, a Eletrobrás e o BNDES são os investigados da vez e a tensão crescerá novamente. O ajuste fiscal é necessário, mas não colocará a economia de volta nos trilhos automaticamente, o pagamento de juros da dívida pública passou dos 300 bilhões e não serão os 66 bi prometidos no ajuste que darão refresco. Vai ser difícil voltar à boa vida de antes. Renan e Cunha não querem apenas acuar o executivo, mas principalmente se livrar da investigação, já estão propondo a reeleição para a presidência da Câmara e Senado e vetar a reeleição do procurador geral Janot, uma pedra no sapato.
Fogo Amigo
Fogo amigo
Ilustração em www.salmo128.wordpress.com/2012/03/14/fogo-amigo-cristao
Aos que saíram às ruas para protestar fica minha simpatia, porque não acredito que a casta possa se reformar, só mesmo com um tranco popular. O que é chamado de reforma política é só eleitoral, cada tipo tem vantagens e desvantagens, a atual (proporcional e coligada) permite que alguém popular carregue mais 3 ou 4 para o Congresso, a distrital estimula a eleição de gente conhecida, esfarela os partidos e permite situações como a da eleição inglesa recente: um partido conseguiu 37% dos votos, mas fez 50% das cadeiras do Parlamento. A proposta atual nem sequer arranha o problema da multiplicação partidária, mantém financiamento de empresas com um teto e muda o calendário eleitoral.
A atuação dos partidos de oposição tem sido deplorável: incensam Renan e Cunha, votam contra ajustes fiscais, se fossem governo defenderiam algo ainda mais severo, e chegam mesmo a votar contra leis aprovadas no governo FHC. Tudo isto só para acuar o governo. Por ocasião das manifestações se mantiveram numa distância conveniente e agora torcem para que apareça algo nas investigações que justifique um pedido de impeachment. Enquanto isto, nos governos estaduais onde dominam, eles tratam os professores a pão, água e borracha. A coisa toda é de um oportunismo de fazer dó.
Marte em Gêmeos fez oposição a Saturno no céu, neste período, e passa pela Lua/Júpiter do mapa natal do Brasil (veja) e faz quadratura ao Sol e Mercúrios natais em breve:  mais trepidações à vista. A contração econômica se aprofunda e daqui a pouco os desempregados devem estar protestando nas ruas, começa a temporada de seca etc. Os programas Minha Casa, Pronatec e Fies foram boas ideias, mas o governo perdeu o senso de dose e agora a frustração e revolta dos que ficaram para trás irá crescer. Lenta e continuamente cresce o déficit da Previdência e ninguém quer tocar no assunto, a casta sabe que o tema é impopular e com a exceção de alguns jornalistas que cobrem economia ninguém se anima a falar, é mais uma bomba de efeito retardado que está a nossa espera, agravada agora com a questão do fator previdenciário.
Também houve austeridade em 2003, Júpiter estava em Leão na casa 6 (crise, trabalho e saúde) em oposição a Netuno e trino a Plutão no céu. Agora repete sua posição em trino a Urano no céu. A diferença é a situação da economia mundial em rápida expansão antes e estagnada agora, com preços altos das matérias primas e baixos atualmente. Naquele ano a recuperação foi rápida, agora não. Júpiter rege a economia (casa 2, Peixes) e o Legislativo (casa 11, Sagitário), em breve passa por Vênus natal e ingressa na casa 7, talvez a balança comercial melhore e acabe com a crise do Itamaraty. Já ocorreu um sinal desta passagem: os chineses chegam com promessas de 50 bilhões de dólares para a infraestrutura, com destaque para uma ferrovia de Goiás ao Pacífico.
Marte e Saturno — A rápida oposição entre os planetas ocorreu paralela a um novo pico de violência, especialmente no Rio. A violência é uma constante desde os tempos coloniais: adestramento de escravos nos pelourinhos, espancamento de criança e mulheres, algumas sublevações populares e acertos de contas.
Escravo açoitado no Brasil Imperial
A violência desde o período colonial
Pintura de autor desconhecido em www1.folha.uol.com.br
Os hábitos prosseguiram inalterados no Império, com a Abolição e República o pelourinho internou-se nas delegacias, a polícia espancava grevistas, castigos corporais eram habituais na Marinha. De vez em quando a Prefeitura carioca juntava os mendigos e os enviava para Oiapoque, onde morriam de febre amarela ou malária. Os opositores políticos foram torturados e mortos durante as ditaduras Vargas e militares. Na década de 1970, algo novo neste panorama: o crime organizado e o trânsito. Índices de violência incríveis e convivemos com eles e programas na TV para incutir medo e sancionar esquadrões da morte e clamores por penas de morte. O crime está tão organizado que possui hierarquia, advogados e políticos eleitos, há uma tabela de propinas para habeas corpus e decisões judiciais, propinas para a polícia são sagradas e honradas pontualmente e juízes recalcitrantes vivem com escolta. Tudo isto gerou um enorme negócio de segurança privada que é um estorvo para a economia do país. A mentalidade delinquente normaliza-se e se infiltra em todos os poros da sociedade. As soluções apresentadas são pueris: aumentar as penas e o contingente policial. A violência no trânsito dispensa comentários.  A raiz do problema está na mentalidade de viver no imediato e na destruição de uma solidariedade mínima.
Europa —Milhares de refugiados buscam o continente e muitos morreram na travessia. É um grande pepino, os partidos xenófobos farão um grande alarido se os governos se dispuserem a receber os refugiados, o desemprego ainda é alto e os governos estão na pindaíba. A maioria dos que tentam a travessia vieram da Síria, Eritréia e Afeganistão, os intermediários líbios fazem um trabalho sinistro, cobrando caro uma viagem que pode dar em morte. Os dirigentes europeus fazem um jogo terrível contra os gregos cortando o crédito aos bancos, o governo negocia com a faca no pescoço, os credores parecem não se incomodar com a saída dos gregos da zona do euro, o que pode provocar uma bela confusão.
Refugiados africanos
Refugiados à deriva no Mediterrâneo
Foto em www.bbc.uk
A Ucrânia saiu das manchetes, o que significa que deve estar ocorrendo algo importante por lá, o governo e os rebeldes do leste mobilizam forças para uma batalha, o que seria uma guerra civil com apoio direto e aberto dos americanos e russos. Marte fez quadratura recente ao Sol, Mercúrio e Saturno natais e Júpiter faz oposição aos três planetas. Urano iniciou sua quadratura a 4 planetas em Capricórnio (confira o mapa astrológico da União Européia).
Inglaterra — Contrariando as previsões o Partido Conservador fez maioria no Parlamento e dispensa coligados. Apesar do programa de austeridade ter dizimado benefícios sociais, esfarelado o Sistema de Saúde e reduzido a renda das famílias, os ingleses resolveram continuar nesta senda. Os trabalhistas perderam cadeiras, bem como o xenófobo UKIP, que se saiu bem foi o Partido Nacionalista escocês que arrebatou quase todas as cadeiras que disputava, o que dará novo fôlego ao movimento pela autonomia. O governo Cameron está decidido a promover um plebiscito em 2017 para a permanência ou não na União Europeia, os escoceses são majoritariamente favoráveis à permanência. Netuno está em retorno a sua posição natal e Júpiter fará oposição ao Sol/Netuno natal a partir de agosto e Plutão marcha para uma oposição a sua própria posição natal (ver o mapa da Inglaterra).
EUAO atual conflito racial é a despedida da quadratura Urano/Plutão. Quando estes dois planetas fizeram conjunção (1963/8) o conflito estava no auge com as grandes manifestações lideradas por Martim Luther, frequentes embates com a polícia e que culminou com o assassinato do líder negro com os planetas passando por Netuno natal. Agora o atingido pela quadratura foi Saturno natal em Libra que está em quadratura ao Sol do país, símbolo astrológico da questão racial. Desde 2009, economistas e jornalistas proclamam o fim da crise e a retomada do crescimento, meses depois são desmentidos. A recente elevação dos índices acionários deve muito ao movimento de recompra das próprias empresas: os investidores são premiados em dividendos e os executivos em bônus. Mais de 45 milhões estão abaixo da linha da pobreza (14% da população) e a maior parte dos empregos criados durante a crise está na faixa dos baixos salários, gente com diploma universitário trabalha em fast foods. (Ver o mapa dos Estados Unidos).
Oriente Médio — Judeus etíopes se rebelaram em Israel contra as condições discriminatórias e o governo chamou para conversa, mais um aborrecimento para Bibi que viu o Vaticano se pronunciar pela necessidade de um estado palestino. Os sauditas tentam controlar a ofensiva de milícias xiitas no Iêmen, enquanto o Estado Islâmico está sob fogo intenso, mas ainda é capaz de assustar se aproximando de Damasco e do sítio arqueológico de Palmira. Ele só pode ser extinto com combate em terra, duro e tenaz. No Egito, Mursi foi condenado a morte, ele se tornou o bode expiatório para a rebelião popular de 2011 que perturbou a boa vida dos militares por lá.
A cena contemporânea — São três as questões de fundo. Enquanto a economia se globaliza rapidamente, a organização política continua nacional e de uma maneira feroz. Os países europeus continuam com assentos nacionais na ONU e no G-20, isto mina a relevância da União Europeia. Alguns passos necessários não acontecem porque é difícil formar um consenso entre 190 países de tamanhos e culturas totalmente diferentes. A segunda questão é que a economia mundial vive de produzir descartáveis, o que é um obstáculo imenso ao combate à poluição, eventos climáticos extremos, o desperdício de água etc. A terceira questão remete a automação industrial que aumentou enormemente a produtividade, mas alija enorme quantidade de mão de obra realocada no comércio e serviços, onde os salários são menores. Os últimos 30 anos atestam uma queda da massa salarial e o consumo só pode ser mantido no endividamento. Não é nada trivial resolver este imbróglio.
Nota sobre Astrologia Mundial
A astrologia grega antiga fez um curioso movimento contraditório: num primeiro momento produziu uma singularidade em regiões do zodíaco com os decanatos, termos e estrelas fixas; no segundo momento tornou a reduzir o significado disto tudo aos 7 planetas. Mais de cem estrelas foram relacionadas e muitas interpretações planetárias foram dadas a cada uma delas, eram impressões impressionistas. Diante de tal divergência o tema foi abandonado por longo tempo e de vez em quando ressuscitado no século XX. As estrelas são de fato importantes, mas o número pode bem ser reduzido a 30 e ignorarmos as associações planetárias, basta levarmos em conta que elas potencializam os planetas em conjunção.
Os EUA têm Urano próximo a Aldebaran, Marte de Capela e Belatrix, Sol perto de Canopus e Sírius; o que ajuda a entender o papel de liderança que o país teve e ainda tem na história contemporânea. A conjunção Lua/Júpiter em Gêmeos do mapa do Brasil a um primeiro exame parece anódina com a Lua peregrina e Júpiter em exílio, um humor popular ufanista e gaiato; no entanto, basta uma pequena amostra de trânsitos para ver que ela é importante, está próxima a Aldebaran. Saturno está em oposição a Acrux do Cruzeiro do Sul.
Grupo de estrelas
Grupo importante de estrelas
Ilustração em www.radeisis.blogspot.com.br
A China tem o Ascendente e a Lua, no início de Aquário, conjuntos a Altair, enquanto o Sol está próximo a Diadem e em trino a Aldebaran. Israel tem uma quadratura Sol/Marte no mapa natal, o primeiro próximo a Algol e o segundo a Regulus, o que acentua bastante o conflito presente na emergência e na história do Estado de Israel, além disto o Ascendente do país em Libra está próximo a Spica. No mapa do Irã, a conjunção Sol/Mercúrio/Marte em Aquário está em trino a Aldebaran. A Inglaterra tem o Sol próximo a Fomalhaut e o mapa da União Europeia mostra Urano, Vênus e Netuno em conjunção a Vega em Capricórnio. Esta amostra é suficiente, para quem tem interesse pode continuar a pesquisar olhando os mapas dos países no cabeçalho das crônicas e localizando a posição atual das estrelas em vários sites na internet.
Gêmeos apresenta a maior concentração atual de estrelas de grande magnitude e a velocidade de transporte e comunicação é uma característica moderna saliente, o signo abrigou as duas últimas conjunções Netuno/Plutão e ambas próximas a Aldebaran, o que sublinha mais uma vez a importância desta estrela na modernidade. As Plêiades ingressarão no signo ainda neste século. As estrelas fixas também atuam em mapas pessoais, muitas vezes olhamos um mapa tranquilo que apresenta uma vida tumultuada e cheia de reviravoltas, é frequente encontrarmos um planeta  em conjunção a uma estrela importante.
Contato com o autor:
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo e
estudioso da Cabala: rui.ssbarros@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 18/5/2015
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil