Home page

14 de agosto de 2022

Responsável: Constantino K. Riemma


Os voos dos dinheiros
Rui Sá Silva Barros
Historiador e Astrólogo
Na década de 1920 o esporte era um negócio promissor, com a entrada da TV nos anos 60 tornou-se um mega negócio. Todo mundo sabia disto e que os dinheiros corriam para todos os lados. A FIFA sabiamente instalou-se na Suíça desde o princípio, este país amado por todos os meliantes do planeta. De vez em quando os europeus faziam um muxoxo, deploravam que a direção da entidade comprasse votos de federações minúsculas com uns dinheiros trocados. No dia da prisão dos dirigentes, Mercúrio e Marte conjunção em Gêmeos quadrados a Netuno em Peixes, não consigo pensar em símbolo mais alusivo. Alguns deploraram a intervenção do FBI no processo, o acossamento aos russos etc. É uma lástima, mas ninguém moveu uma palha para acabar com a balbúrdia exasperante do voo do dinheiro até a intervenção americana. Mas, se a estrutura de votação continuar a mesma, se o ‘padrão FIFA’ permanecer, venda de direitos de transmissão, venda de jogadores, monopólio de material esportivo etc., logo  eles voltarão à normalidade e os dinheiros continuarão voando ilegalmente.
Charge FIFA
Charge do www.lancenet.com.br
Confusões brasileiras
Por aqui os partidos descobriram a solução para nossa eterna crise: 2018! Isto significa 3,5 anos de sono reparador com alguns pesadelos de permeio, mas não vai dar. Com uma conjunção Sol/Marte em Gêmeos quadratura a Mercúrio natal na casa 8 (auditorias), o Tribunal de Contas deu 30 dias para o governo se explicar sobre a contabilidade criativa dos últimos anos. Imediatamente políticos e jornalistas começaram a desengavetar a ideia do impeachment. Bobagem, a coisa teria que ir à votação no Congresso, mas o PMDB e PSDB relutam ir adiante com o abacaxi a descascar, eles precisariam ter alguma ideia sobre o futuro do país e não há nenhuma. Enquanto isto a recessão se aprofunda, o desemprego aumenta, a inflação não cede.
O necessário ajuste fiscal não entregará o superávit prometido, pois a receita do Orçamento está em queda, o volume de pagamento da dívida cresce como aumento da Selic, num perfeito círculo vicioso. O programa de concessões da malha viária vai saindo, antes tarde do que nunca, mas as empreiteiras continuam economicamente encalacradas com a Lava Jato e o BNDES novamente apresta-se a financiar as coisas, a forma brasileira de privatização. Este banco dirigiu 60% dos financiamentos para grandes empresas no ano passado, precisamente para aquelas que poderiam se financiar de outro modo.
Odebrecht
Odebrecht: de Davos para Curitiba,
com escala em Brasília
Foto in www.jornalgrandebahia.com.br
 
A investigação das multas milionárias do Carf (Operação Zelotes) sumiu do noticiário, é compreensível, as empresas envolvidas são grandes anunciantes, essa é nossa imprensa investigativa e o juiz do caso faz corpo mole.
Matamos o tempo assistindo a reforma política, a discussão da maioridade penal, regras para a aposentadoria etc. Tudo isto agravará ainda mais a situação e nos levará para uma crise exponencial. Vênus está de retorno a sua posição natal em Leão e se aproxima de Júpiter, realçando a atuação da oposição e da Justiça (Odebrecht e Gutierrez presos). Júpiter está veloz e cruzará a casa 7 do mapa natal do país até o final do ano. Balança comercial e diplomacia em pauta: os chineses já estiveram por aqui, Dilma foi a Bruxelas e agora aos EUA. O planeta gigante fará uma rápida quadratura a Saturno retrógrado na casa 10, em julho, e o governo sofrerá novo sobressalto. Depois uma oposição a Netuno afetando o Sol natal.
Recentemente o PSDB paulista lançou Alckmim para 2018, com razão, pois a política paulista é o paraíso dos androides, uma ordem perfeita. Na Assembleia Legislativa nenhuma CPI, no Ministério Público nenhuma investigação, no Tribunal de Contas uma reunião de 3 horas aprova o relatório, na imprensa nenhuma notícia. É a perfeição total, um governo invisível,  se instalado em Brasília só nos resta chamar um Blade Runner.
Pelo mundo
A OTAN está fazendo exercícios militares e instalando armas em todos os países europeus que pertenceram ao bloco soviético. Resultado: Putin anunciou um acréscimo de 40 ogivas ao arsenal nuclear russo para consternação americana. Tudo isto porque na Ucrânia a situação continua instável, instalar armas tudo bem, mas pingar dinheiro para evitar calotes só no conta-gotas. Para dar um toque especial na crise tenta-se impugnar o Campeonato de Futebol em 2018 na Rússia. Júpiter está para cruzar o Ascendente do mapa do país (veja mapa da Rússia), o que deve acelerar a aproximação com a China (leste) e resultar numa ação megalomaníaca.
Nos EUA a renovação política está a todo vapor, uma Clinton e um Bush são candidatos às eleições do ano que vem. O Congresso resolveu empastelar o acordo comercial Transpacífico, faz caretas para o acordo nuclear com o Irã, promete infernizar a vida de Obama até o final do mandato. Outro episódio de conflito racial na matança em uma igreja, o que leva o tema para outro patamar.
No Oriente Médio agora o Estado Islâmico se aproxima de Damasco e o improvável vai se materializando, se não for contido a tempo em batalhas terrestres, logo mais terão consolidado um Estado e Israel deve entrar na dança. Um Afeganistão nas portas do petróleo é o que falta. A Venezuela dá mais passos para o inferno e a Argentina tem eleição este ano, anda suspirando de alívio com a entrada de dinheiro chinês, logo mais Plutão ingressará na casa 4 e fará oposição ao Sol natal (veja mapa da Argentina).
 
Conflito racial
Entrando para matar.
Foto do www.brasil.rfi.fr
Está virando moda, uma empresa comete uma ilegalidade é processada e paga uma multa. Foi o caso do HSBC na Suíça (de novo). Pela bagatela de 43 milhões de dólares, o banco liquidou um processo envolvendo depósitos bandidos e evasões fiscais, para alívio dos depositantes, entre eles alguns milhares de brasileiros. A cada dia que passa o capitalismo financeiro arruína com o sistema judiciário mundo afora.
A escolha do mapa: o caso da União Europeia
A escolha do mapa natal de um país é assunto controverso: em alguns sites encontramos para o Egito a data de 1922 quando os ingleses fizeram um rei fantoche para a colônia, impossível levar isto a sério. De maneira geral os mapas de países europeus podem ser encontrados no site francês www.astrohisto.fr.cr, para o caso da constituição da UE há uma dezena de mapas retratando cada um dos passos e acordos fixados. Trata-se do maior caso de engenharia política já registrado na história humana, agora são 28 membros. Escolhi o mapa do Tratado de Maastricht por várias razões. Ele foi o documento legal que organizou todas as instâncias diretivas da União, criou regras para admissão, um Banco Central e a moeda única.
O mapa astrológico do Tratado da União Européia mostra o Sol, Mercúrio e Saturno em Aquário (signo das relações voluntárias) na casa 7 (as relações contratuais), este mapa capta perfeitamente o objetivo da União e reflete também seus obstáculos e contradições. Os países da União ainda continuam a se apresentar individualmente na ONU, FMI, G-7 e G-20. Eles têm uma política monetária e moeda comuns, mas as políticas tributárias, trabalhistas e previdenciárias são nacionais. No momento este é o principal conflito, o processo de centralização foi estancado e a xenofobia e a emergência de movimentos regionais e partidos nacionalistas se acentuou, o governo da Hungria com sua democracia excêntrica é uma dor de cabeça constante para Bruxelas.
Manifestação em Atenas
Enfrentamento em Atenas, metáfora da atual negociação.
Ilustração em www.brasil.elpais.com
O mapa mostra estes obstáculos: a casa 4 representa o passado nacional apaixonado e bélico da Europa, o Ascendente em Leão mostra o orgulho que ignora os problemas postos. A  rigidez da direção e sua condução da crise estão bem representadas por Vênus, regente da casa 10, entre Urano e Netuno e prestes a receber a visita de Plutão e uma quadratura de Urano. A direção da União transformou-se num comitê de banqueiros cuja atividade principal foi impor austeridade e cobrar dívidas como fazem agora com a Grécia, com isso desmoralizam completamente a democracia nos países membros. Durante meses os gregos têm negociado com a faca no pescoço: corrida aos bancos, bloqueio de liquidez por parte do BCE etc. A austeridade praticada nos últimos 3 anos só conseguiu aumentar a dívida que agora é impagável, os credores pressionam por cortes na previdência, impostos na eletricidade e venda de patrimônio público. Se o governo ceder é possível que caia.
A história da vida na Terra
Para um trabalho editorial precisei tomar pé do estado da questão e encontrei duas coleções de documentários muito interessantes no Youtube: A história da Terra e Origens da vida. Milhares de pesquisadores, nos últimos dois séculos, levantaram muitos dados na geologia, paleontologia, astronomia e bioquímica e compuseram uma história ainda com muitas interrogações e um delineamento  consensual nas linhas gerais. Hidrogênio, carbono, nitrogênio e oxigênio são elementos presentes em muitos pontos do Cosmo e na presença de alguma energia formam com facilidade hidrocarbonetos e compostos nitrogenados, mas só isto não é suficiente, a vida requer água líquida, uma camada protetora na atmosfera contra o ultra violeta, disponibilidade de alguns minérios e gases fornecidos pela atividade vulcânica etc.
Ainda há muito debate sobre o início da vida neste planeta: se os materiais orgânicos vieram do espaço (cometas e asteroides), da argila ou das fontes termais oceânicas. A sequência da constituição da primeira célula ainda é controversa, sua complexidade é surpreendente e agora alguns biólogos tentam produzi-la em laboratório. O consenso é que a vida foi unicelular e aquática por 3 bilhões de anos, durante este longo processo a capacidade de fotossíntese foi adquirida e começou a produção de oxigênio para a atmosfera e a construção da camada de ozônio. Há 550 milhões de anos ocorreu uma explosão de vida numa variedade surpreendente, eram os tempos cambrianos. Nos documentários acima é possível ver fósseis e animações desta fauna aquática exótica. É mesmo possível acompanhar a formação do sistema nervoso, muscular, sensorial e os órgãos de locomoção. Que mudanças ambientais provocaram tal explosão, ainda é debatido.
Fauna aquática e exótica do cambrianoa
A fauna aquática e exótica do cambriano
Ilustração em www.avidanaterra.wordpress.com
Ao contrário do que se pensava desde Darwin, não foram mutações e adaptações lentas que transformaram o panorama, mas 5 catastróficas extinções em massa provocadas por alterações climáticas, explosões vulcânicas e asteroides caídos que resultaram em variações morfológicas drásticas na fauna e na flora. A sequência da vida no planeta parece um ensaio sujeito a erros e acidentes. A instabilidade é uma constante: deslizamentos de placas tectônicas, atividade vulcânica, variação da radiação solar, capacidade de absorver CO² da atmosfera, estes fenômenos podem provocar mudanças profundas e às vezes rápidas. Os climatologistas ainda estão intrigados com as variações de temperatura nos períodos glaciais: a análise do gelo ártico revelou variações de 15 graus na temperatura média em questão de poucos anos.
Alguns biólogos argumentam que entramos numa nova era de extinção devido a nossa atividade poluidora e ao aumento de gases estufa na atmosfera. Recentemente a reunião do G-7 reconheceu o problema e quer incentivar as energias renováveis, enquanto o Papa Francisco lançou a encíclica Laudato Si  tratando dos problemas ambientais e cobrando dos políticos maior responsabilidade, quem sabe estes esforços resultem num acordo na COP-Paris a ser celebrada no final do ano.
Quando encaramos processos longos como estes, os ciclos astrológicos que conhecemos são totalmente insuficientes. É preciso começar a pensar na revolução do sistema solar na Via Láctea, os cálculos atuais indicam 220 milhões de anos para esta revolução, é um número provisório, pois ainda há controvérsia sobre nossa exata localização na galáxia. Durante esta lenta revolução a paisagem celeste se modifica bastante, outras galáxias tornam-se visíveis. A reconstrução do passado está baseada em evidências tênues e fragmentárias, a explosão cambriana está documentada em 6 grandes jazidas descobertas acidentalmente, nestes assuntos qualquer afirmação peremptória é precipitada, mas o esforço de reconstrução é fascinante e compensador.
*   *   *
Por falar em vida na Terra, eu e Constantino damos um seminário em 4 de julho, O espiritual hoje, no final de ciclo, sobre as cosmologias tradicionais e o cenário atual.
O Espiritual hoje
Veja em www.clubedotaro.com.br/site/v83_0_destaques.asp#Ciclo os detalhes do programa, local, horário e preço.
Contato com o autor:
Rui Sá Silva Barros é historiador, astrólogo e
estudioso da Cabala: rui.ssbarros@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Edição: CKR – 23/6/2015
Fórum: partilhe seus comentários ou deixe questões para o Rui responder
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2020 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil