Home page

19 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


 
 
Hexagrama 51
O Trovão
 
  Trovão
  Trovão
O oráculo
Trovão (Comoção, Abalo) – sucesso!
A comoção chega com uma alegria assustadora.
Seu estrondo aterroriza as pessoas num raio de cem léguas,
mas ele não derrama o vinho da taça de sacrifícios.
Interpretação
Estamos frente a poderosas forças naturais que promovem o crescimento de tudo. Assustadoras em suas manifestações, elas têm resultados benéficos. O oráculo revela que as comoções que abalam nossa rotina têm a importante função de nos despertar. Quanto mais aprendemos a fazer face ao inesperado, aos imprevistos que nos surpreendem, mais ganhamos em experiência e estabilidade interior. Os sustos podem nos ajudar a permanecer mais atentos às circunstâncias e, desse modo, evitar os desastres
Não derramar da taça ritual o vinho do ofertório simboliza a presença de um homem de qualidade, confiável, que consegue levar até o final seus compromissos e obrigações, apesar de todos os tropeços e dificuldades exteriores. Aquele que persiste no rumo correto, mesmo quando as circunstâncias levantam agitações e provocam pânico, pode ser considerado um grande homem, ao qual se podem confiar os mais sérios encargos. Ele terá êxito.
Conselho
O homem nobre medita para retificar sua vida.
Interpretação
O temor diante das repetidas comoções, a reverência diante das forças superiores, constituem uma grande oportunidade para o homem corrigir seu modo de vida. Examinar o próprio coração é o caminho para se adequar à vontade celeste e encontrar a harmonia com a vida na terra.
Linhas móveis
Linha móvel (nove) na primeira posição significa:
Chega o trovão: oh, oh!
A seguir, expressões de riso: ha, ha!
Boa fortuna!
O temor e o tremor provocados pelo choque fazem com que um homem, ao início, se veja em desvantagem diante dos demais. Mas isso é temporário. Uma vez superada a prova, há um alívio e, com isso, o próprio terror que sofreu ao início acaba por trazer a boa fortuna.
Linha móvel (seis) na segunda posição significa:
Chega o trovão trazendo adversidade.
Cem mil vezes você perde seus tesouros
e tem de subir as nove colinas.
Não os persiga.
Após sete dias você haverá de recuperá-los.
Aqui se descreve uma situação na qual o choque põe em perigo um homem e lhe causa grandes perdas. A resistência seria contrária às tendências do momento, e assim sendo não teria sucesso. Portanto, ele deve simplesmente se retirar para alturas inacessíveis ao perigo que o ameaça. Deve aceitar a perda de propriedades sem se preocupar muito com isso. Quando passar o período dos abalos que lhe roubaram as posses, elas serão recuperadas sem que seja necessário sair em sua busca.
Linha móvel (seis) na terceira posição significa:
O trovão vem e provoca perplexidade.
Caso o choque estimule a ação
se permanecerá livre de culpa.
Há três tipos de comoção: do céu, que é o trovão, do destino e, finalmente, do coração.
Este hexagrama trata não tanto de um abalo interior, mas de um choque do destino. Nestas épocas de comoção, perde-se com facilidade a presença de espírito. Com isso, o homem tende a desperdiçar todas as oportunidades de ação, e com sua falta de iniciativa dá livre curso ao destino. Mas caso ele faça com que o impacto desses golpes do destino desperte uma mudança interior, então poderá superá-los sem grande esforço.
Linha móvel (nove) na quarta posição significa:
A comoção chega ao pântano.
O sucesso da atividade interior depende, em parte, das circunstâncias. Se não há nem uma resistência que se possa combater com energia, nem uma desistência que possibilite a vitória, se tudo permanece denso e inerte como o lodo, o movimento se paralisa.
Linha móvel (seis) na quinta posição significa:
O abalo vai e vem.
Perigo.
Porém, nada se perde,
há apenas muito por realizar.
Não se trata aqui de um único impacto, mas de choques que se repetem sem dar tempo para retornar o fôlego. mesmo assim, os choques não causam perdas. Aquele que procura manter-se no centro do movimento, evita que a fatalidade o arraste indefeso de um lado para outro.
Linha móvel (seis) na sexta posição significa:
A comoção provoca tremores
e desperta olhares temerosos à sua volta.
Avançar traz infortúnio.
Se o choque ainda não atingiu o seu próprio corpo,
mas apenas o do vizinho,
não há nenhuma culpa.
Os companheiros têm assunto para conversa.
Quando o choque interior atinge sua culminância, priva o homem da serenidade e da clareza de visão. Num estado de choque não é possível agir com presença de espírito. A atitude correta, então, consiste em permanecer imóvel até que a tranqüilidade e a clareza se restabeleçam.
Mas isto só é possível enquanto o homem ainda não se deixou contaminar pela agitação, apesar de seus desastrosos efeitos serem já visíveis ao seu redor. Retirando-se a tempo, ele permanece livre de culpa e evita danos. Porém, seus companheiros, envolvidos pela agitação, já não aceitam advertências e, sem dúvida, se mostram desgostosos para com ele. Entretanto, isso não deve ser levado em consideração.
Atualizado: janeiro.11
 
 

  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil