Home page

20 de outubro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Previsões para o Brasil e o Mundo em 2012
Tarólogos, astrólogos e sensitivos fazem seus prognósticos. Painel com diferentes técnicas
de tiragens e oportunidade para trocas de experiências entre praticantes e estudantes.
Os textos das Previsões para 2012 podem ser reproduzidos desde que citados os autores e a fonte.
 
Links para as previsões
Abelard Gregorian: Os rumos da corrupção   José Roberval: O Ano do Pai Oxalá
Adriana Carneiro: Sintonia com a divindade   Luiz Felipe C. Pinheiro: 2012 mês a mês
Bete Torii: 2012 no Brasil e no Mundo   Marcelo F. Martuchele: As áreas principais
Constantino K. Riemma: I Ching - Trabalhar   Prem Mangla: Da razão à sensibilidade
Cristina Guedes: Papa, Impulso e Céu   Rui Sá Silva Barros: A Europa no centro
Déborah Gérbera: O mandala do ano   Sávia Morais Lima: Casais apaixonados?
Denise F. Marsiglia: O Brasil diante da crise   Valéria Fernandes: O Papa - arcano regente
Emanuel J Santos: O Hierofante e reflexões   Vanessa Mazza Furquim: A Mulher-Aranha
Helena Gerenstadt: O Ano da mudança
   
 
 
Os rumos da corrupção no Poder Público
  Abelard Gregorian  
A corrupção em diferentes áreas do poder constituído aparece continuamente nos noticiários dos jornais, canais de televisão e revistas. As ações desonestas e furtos, ainda que em graus diversos de intensidade, ocorrem em todos os continentes.
Resolvi fazer a experiência de ver como esse crime, que tem um alto grau de impunidade, pode ser visto pelo tarô. Defini oito ângulos e fiz a tiragem das respectivas cartas.
Tiragem sobre os corruptos
Trata-se de uma leitura genérica, voltada para o cenário coletivo no Brasil.
As três cartas da linha inferior foram tiradas para traduzir a natureza da corrupção que pode
ocorrer nos Três Poderes da República brasileira: Executivo (governos municipais, estaduais
e federal; ministérios e secretarias; órgãos e departamentos de segurança, de controle e de
fiscalização do comércio, habitação, saúde, educação, trânsito...), Legislativo (senado, câmaras
estaduais e municipais) e Judiciário (em seus vários níveis, órgãos e departamentos).
As duas cartas, na altura média, dizem o que esperar do povo e dos servidores honestos.
No alto, o Conselho (para o leitor interessado no tema) está ladeado pela carta que afirma
a natureza do assunto (à esquerda) e pela que resume o cenário geral no Brasil (à direita).
As ilustrações pertencem ao Tarot de Jean Noblet (1650) restaurado por Jean-Claude Flornoy
A Rainha de Ouros afirma que foco da corrupção está essencialmente vinculado ao dinheiro (Ouros) e que se trata de uma ação de apropriação dos bens e das riquezas ativadas nos setores produtivos da sociedade.
O clima geral, representado pelo Cavaleiro de Espadas, mostra que existem iniciativas (Cavaleiro) para trazer à luz do dia (Espadas) os atos de corrupção. Mas, constatamos na prática que a divulgação dos fatos não basta e que, na verdade, conhecemos na história brasileira uma série de personagens que se encaixaram no lema "Rouba, mas faz", que permaneceram impunes e nunca devolveram os valores que desviaram para si e para seu próximos. Sintomaticamente, além de permanecerem incólumes, deram nomes a ruas, praças e edificações públicas.
A corrupção no Poder Executivo, ao ser retratada pelo arcano 13, A Morte, confirma o que os noticiários informam: é o espaço no qual a delapidação é mais ativa e implacável, abatendo de modo drástico os recursos que poderiam ser aplicados para o bem coletivo.
Para o Poder Legislativo, o Ás de Copas, traduzido em sua face negra, revela que a corrupção nessa área é movida pela sedução dos benefícios ilícitos, pelos prazeres resultantes das associações ocultas que se entrelaçam com todos os demais setores da vida política e econômica. Os legislativos constituem a feira de negócios dos quinhões que serão subtraídos do bem comum.
É notável que a carta Rainha de Copas, que traduz a corrupção no Poder Judiciário, pertença ao mesmo naipe da carta que saiu para o legislativo, indicando porém uma disposição mais receptiva do que ativa. A Rainha, figura feminina, de caráter passivo em relação ao Rei, não corre atrás e simplesmente aguarda as propostas chegarem. Esse arcano também explica o fato de que os processos que envolvem funcionários do judiciário, tendem a ser ocultados do conhecimento público.
O que esperar do coletivo, do povo, nesse contexto? Os Enamorados, sugere envolvimento emocional, mas pouca ação efetiva. O arcano seis também pode ser entendido como representação da força de divisão entre duas tendências opostas: a disposição para apoiar o que é honesto e a simpatia pelos personagens e cidadãos envolvidos nos atos de corrupção; daí um impasse que não se desenrola.
E os funcionários honestos? O Valete de Paus responde que, embora não tenham força suficiente (Valete) para vencer os poderosos acionadores dos mecanismos de corrupção, dispõem eles de energia e idealismo para levar adiante suas atividades voltadas à prestação do serviço público. Como mensageiros ativos poderão transmitir informações que ajudem a revelar as ações desonestas. De certa forma "nadam contra a corrente", o que significa méritos a serem contados no Juízo Final.
E nessa direção, o conselho d'A Justiça é o de mantermos nossa posição firme em prol da administração honesta, dando todo apoio possível para que os culpados sejam punidos e para que os prejudicados tenham seus direitos restabelecidos.
dezembro.11
Contato com o autor:
Abelard Gregorian - gregorian.abelard@gmail.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Hierofante
 
2012, em sintonia com a Divindade
Adriana Carneiro
Autoconhecimento, elevação, espiritualidade: os meios para serem encontrados
 
 
2012 no Brasil e no mundo
  Bete Torii  
Para o calendário mundial, este é o ano 2012 – número que, por redução (2+0+1+2), aponta o arcano 5, O Papa.
 
Passamos do Imperador ao Papa – e acredito que tanto a face positiva como a negativa do ano estarão “um ponto acima”, em relação ao que eu previ para 2011.
Lado positivo: podemos esperar que o clima geral dos países e das organizações internacionais importantes será de mais inteligência e consciência do que no ano passado. Não se buscará apenas a organização da economia, mas a conciliação da vida econômica com interesses humanos maiores e mais perenes.
Lado negativo: continuemos a temer o autoritarismo, desta vez dogmático e rígido, bem como uma exacerbação do moralismo de fachada e do sectarismo religioso.
Para o Brasil, “nascido” no ano 1500 do calendário mundial, este será o ano 512 – ligado ao arcano A Justiça (5+1+2= 8).
Uma grande mudança, em relação à carta O Carro, de 2011!
Pelo lado positivo, imagino que haverá mais ordem, ponderação e clareza, no ambiente nacional, com busca de conciliação entre o ideal e o possível. Fácil supor, também, que o Brasil terá mais peso em fóruns internacionais de decisão ou arbitragem.
Pelo lado negativo, parece que as coisas estarão mais “lerdas”, com menos do entusiasmo e afetividade que são comuns a nós brasileiros, e a sociedade colocará muita energia em julgamentos e condenações, talvez injustas. Provavelmente o Judiciário será o poder mais em foco.
 
 
Tal como no ano passado, as cartas do mundo e do Brasil têm uma certa sintonia: ambas falam de ação interna, mais do que externa, e de encaminhamentos feitos com base em regras gerais e formais. Não será um ano de excentricidades ou de liberdades.
...E ambas as cartas se somam dando o arcano Morte (5 + 8 = 13). Talvez a influência dos assuntos (crises) mundiais no Brasil e, reciprocamente, a maior influência do Brasil em assuntos mundiais, acabem gerando uma mudança de paradigmas, uma transformação radical de algo crucial para nós todos.
Outra coisa que a carta 13 me sugere, com essa figura do ceifador descarnado sobre terra fértil, é que haverá uma cooperação entre o Brasil e
“o mundo” – que bem ou mal é representado pela ONU – para combater a fome. Afinal, é um brasileiro que está presidindo a FAO.
dezembro.11
Um ano de renovação
O texto a seguir, é transcrição da entrevista dada por Bete Torii
ao Shopping News de sexta-feira, 30 de dezembro de 2011
A taróloga Bete Torii explica como será o ano de 2012 segundo o tarô de Marselha. Para Bete, a reportagem levantou seis temas: o primeiro, o governo de Dilma Rousseff. A carta "VI - Enamorados" revela que será um ano de difíceis decisões. "Será um ano de muita conciliação, muita escolha e passo a passo. A presidente parece ser decidida, mas estará em um papel de ouvir os dois lados”, afirma a especialista.
Segundo ela, isso significa optar, além de haver muitas tentativas de conciliação. Também será um ano em que Dilma não se deixará levar somente pela razão, mas também pela emoção. "O sentimento e o coração estarão presentes em suas tomadas de decisão."
Ainda referente a política no Brasil, a especialista foi questionada sobre as eleições para a Prefeitura de São Paulo. A carta apresentada foi a de número "IX - O Eremita". Essa figura mostra que tudo o correrá de uma maneira discreta, sem grandes mudanças. “Ainda será um processo cauteloso. Os paulistanos estarão com a ideia de ir devagar, serem ajuizados e prudentes. Também haverá um acúmulo de conhecimento, com vários elementos para que o estado chegue a um aprendizado profundo da situação", indica.
Mesmo que a figura do Eremita passe a ideia de cautela, prudência e sobriedade, não significa que seja um “cara” do passado. Bete também destaca que durante esse período ficará em evidência uma pessoa mais velha, ou de estilo mais prudente.
Quanto à economia brasileira, a taróloga abriu a carta "XVI - A Torre", que sinaliza que algumas "casas" vão cair. "Haverá algumas explosões, tanto para o lado bom quanto para o ruim. Algumas áreas terão uma expansão súbita; outras partes irão desmoronar", explica Bete.
O que estava com uma estrutura velha terá que voltar aos seus alicerces para se acertar. Para a especialista, muitos acreditam que essa carta seja negativa, mas em sua percepção a carta mostra que as "coisas se desmancharão porque estavam muito limitadas". "Vejo um crescimento rápido e explosivo. O que já estava com uma ideia antiga deve cair", relata.
Outro tópico apresentado e de importância foi a saúde do ex-presidente Lula. Com bastante concentração, Bete Torii virou a carta "X - Roda da Fortuna". Isso revela que haverá uma instabilidade na saúde de Lula. "Haverá algumas voltas, mudanças. Ele passará por muitos altos e baixos e terá de contar com a sorte – e não só em relação ao câncer, mas também na  questão  pessoal,  algum  episódio
 
Bete Torii

A taróloga Torii afirma
que Dilma terá um ano
de difíceis decisões

de sua vida. Além disso, o ex-presidente terá que ajustar algumas mudanças de sua faixa etária", lê a taróloga.
Em seguida, o assunto foi esportes. Em 2012, o Brasil participa das Olimpíadas que serão realizadas em Londres, e a carta para essa questão foi a "XVIII - A Lua". Segundo Bete Torii, não teremos muitas medalhas de ouro, mas talvez bastantes de prata. "Podem ocorrer muitos acontecimentos de bastidores, por trás da atuação dos atletas. Pode estar na situação de sonhos não alcançados. A participação do Brasil nas Olimpíadas de 2012 não terá muito destaque", conta. Ela revela que será uma oportunidade de se preparar para 2016, afinal o esporte brasileiro conhecerá mais sobre si e captará uma porção de aprendizados, mesmo com sonhos frustrados.
Para finalizar, uma das paixões do brasileiro é o futebol. Um dos campeonatos mais importantes da América do Sul é a Copa Libertadores da América. Seis times brasileiros disputarão a próxima edição da competição: Santos, Corinthians, Internacional, Flamengo, Fluminense e Vasco. Para a astróloga, a atuação dos times será satisfatória. “A carta “XV - O Diabo” mostra que o Brasil vai ter muita garra e vontade de levar o título para casa. Todos os times estarão focados, com vista no resultado, com planejamento. Uma das táticas usadas será se aproveitar dos pontos fracos dos outros times. Vai ser como o diabo gosta”.
Contato com a autora:
Bete Torii - btorii@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do TarôAutores
 
 
I Ching: Diminuição e Trabalhar o que se corrompeu
  Constantino K. Riemma  
Consultei o antigo oráculo chinês, pedindo que traduzisse o cenário brasileiro para 2012 e que nos apontasse a conduta correta. Recorri ao sistema de sorteio com três moedas e o resultado foi o hexagrama 41 - Diminuição, com linhas móveis na primeira e na terceira posição, o que resultou como hexagrama final o 18 - Trabalhar o que se corrompeu.
41: Diminuição
  Diminuição acompanhada de sinceridade
promove extraordinária boa sorte, livre de erro.
É favorável ter um objetivo ou meta ideal.
Mas como? Duas pequenas tigelas são suficientes para o sacrifício.
O oráculo menciona um período de restrições, mas que podem ser muito importantes para nos tornarmos mais comedidos e verdadeiros. Para manter nossos propósitos e ideais vivos não serão necessários esforços descomunais: podemos transpor as dificuldades com recursos que estão ao nosso alcance.
Os textos referentes às linha móveis ressaltam, na primeira, o papel da solidariedade e da ajuda-mútua entre as pessoas, cuidando para sermos discretos ao dar socorro e comedidos ao receber ajuda. Na segunda linha, o Livro nos alerta para os conflitos de interesses e para apreciarmos a qualidade e não a quantidade dos relacionamento. Para ver o texto completo, clique: 41 - Diminuição
18: Trabalhar o que se corrompeu
  Trabalhar o que se corrompeu. Sublime sucesso!
É favorável atravessar o grande rio.
Três dias antes do começo, três dias depois do começo.
O hexagrama final, neste sorteio do I Ching, mostra a importância do trabalho sério e intencional para corrigir o que foi corrompido ou que se tornou decadente. É muito favorável empreendermos, tanto no plano coletivo, quanto no pessoal, medidas de renovação e de transformação. No entanto, os resultados serão tanto mais expressivos quanto melhor forem compreendidas as causas da deterioração. Medidas precipitadas ou pouco consistentes não produzirão resultados.
É necessário ouvir os conselhos e encorajar aos que estão ao nosso ao nosso redor. Para ver o texto completo, clique: 18 - Trabalhar o que se corrompeu.
dezembro.11
Contato com o autor:
Constantino K. Riemma - contato-ct@clubedotaro.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
Um Papa Supremo, impulso e céu para 2012!
Cristina Guedes
O simbolismo do Papa e do pentragrama para compreender o ano de 2012
 
Manda de Débora  Gérbera
 
A mandala para o ano de 2012
Déborah Gérbera
As doze casas da mandala astrológica para traduzir como será cada mês
 
 
O Brasil diante da crise
  Denise Fernandes Silva Marsiglia  
Quem joga tarô e quem consulta as cartas sabe que nelas aparecem tendências que nos levam a profundas reflexões. Jogar tarô para o Brasil já me deixou deprimida, porque a morte das esperanças é deprimente mesmo. Antes dos escândalos de corrupção que surgiram nos últimos anos, a carta da Lua estava presente nos jogos do Brasil e no último jogo que fiz agora em novembro de 2011, buscando as perspectivas para 2012, ela está forte.
Jogo como se fosse uma mandala astrológica, de forma que cada carta aparece numa casa com um significado fixo.  A Lua apareceu na 9ª casa mostrando a confusão política e pessimismo em que nos encontramos, junto com a Torre na 12ª casa e O Diabo na 10ª casa. Bom, quem tá pobre, tá ferrado; quem tá numa ruim, vai ficar numa pior; quem tá na rua, não vai ganhar casa e ainda pode ganhar supetão. Quem tá doente pode se ver sem ajuda, e quem tá bem de saúde pode ficar doente esse ano.
A Lua no Tarot de Zane Rollins
A Lua no tarô de Zane Rollins
Copyright Son of Earth Studios 2008
 
O Julgamento na casa 6 e a Torre na casa 12 indicam um péssimo ano para a saúde do país. Provavelmente vamos descobrir que nem aquilo que  achávamos que funcionava, funcionava muito bem. E podem surgir questões externas: vírus, bactérias e mosquitos também são filhos de Deus e estão no mesmo planeta que nós. Por mais que a Dilma trabalhe, e ela tende a trabalhar bem, os problemas vão chover e ela corre o risco de ficar bastante sozinha, sem apoio político.
A crise econômica mundial atingirá o Brasil em 2012, mas deverá representar apenas uma das catástrofes que tendem a se abater sobre o país.
Mesmo assim o Brasil tende a melhorar na área econômica aumentando seus ganhos (a carta do Papa na casa 2, dos ganhos, do Brasil). Mas muito provavelmente pela corrupção que a Lua indica que está acontecendo e pelas dificuldades estruturais que tendem a existir para a maioria (indicadas pela carta do Enforcado na 8ª casa e pela carta da Torre na 12ª casa), o Brasil tende a terminar o ano de 2012 mais endividado e possivelmente numa situação material mais difícil
em termos de perspectivas e de situação estrutural. Os movimentos sociais tendem a progredir no país, com tendências diferentes, mas incapazes de conseguir ganhos através de suas reivindicações. Pode ser um ano de retrocesso político.
Tem um lado que o tarô dá um alívio estranho pois dá para perceber pelas cartas que as pessoas corruptas vão se ferrar. Mas não aparece a corrupção tendo um fim e que uma hora ou outra os corruptos serão punidos, pois a corrupção se alimenta da lenda que os corruptos não se ferram, o que serve para aliciar mais corruptos.
É um ano bom para a educação no país, para o desenvolvimento literário, artístico e cultural do país (O Imperador na casa 3 do Brasil e A Imperatriz na casa 4), para a agricultura dentro do país.
É um ano em que o Brasil precisa tomar uma decisão sobre si mesmo. Essa noite tive um sonho engraçado e em parte desse meu sonho eu ia mostrar a pobreza prá Deus na favela. No sonho, eu andava dentro da favela e ia mostrando prá Deus: olha, olha Deus a pobreza ali. Talvez a decisão do Brasil sobre quem ele é diga respeito a também quem ele quer ser, o que o país anda conversando com seu Deus.
As cartas mostram que o querer pode nos salvar. Não essa vontade torpe, revoltada e sem amor. Mas o querer força bruta e de resistência, o querer que nos faz amar cada pedra, cada semblante, cada centímetros de toda essa realidade. E nesse Amor construir um país bonito. A boa sorte do país está em construir, plantar e assumir uma postura mais construtiva, com a carta da Estrela sintetizando o presente do país.
dezembro.11
Contato com o autor:
Denise Fernandes Silva Marsiglia - www.mitosesimbolosassessoria.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
O Mentor (Hierofante) no Fairly Tale Tarot
 
O Hierofante e reflexões para 2012
Emanuel J. Santos
A passagem do Imperador ao Papa. Convite para ouvir nossa voz interior
 
 
2012 – O ano da mudança
  Helena Gerenstadt  
Este ano é favorável à Liberdade, mudanças (de casa, de trabalho), viagens e novos interesses intelectuais.
O ano 5 é de Movimento, de novos caminhos e oportunidades para aprender acerca de novos assuntos, para aprofundar outros que tenha vindo a adiar, por diversos motivos. As oportunidades estarão presentes; existem facilidades nos contratos e nas viagens.
Bom para reavaliar os Conceitos, porque o 5 é a novidade, não gosta da rotina, mas gosta do conhecimento, com abordagens diferentes. Sendo assim, buscar a versatilidade na Vida pessoal, profissional, na busca dos conhecimentos, porque é a substituição de velhas idéias por novos padrões, e isso muitas vezes nos causa certo incomodo. Sabemos que necessitamos sair da zona de conforto.
Como o 5 é pura energia, é necessário planejamento, usando a intuição positiva (acessando a Quinta Essência) para buscar o Novo, e assim, não sermos precipitados. Bom momento para dar destaque às nossas qualidades, os nossos Talentos.
As mudanças serão a ordem do dia, ou melhor, do ano! Existe energia suficiente para conseguir efetuar as mudanças, já que o elemento Fogo permite.
Ano bom para viagens, para o lazer, para experimentar a vida de uma maneira diferente.
Como tudo na Vida tem a sua Dualidade, devemos evitar os excessos, evitar a futilidade e a impulsividade.
Cores associadas ao 5: laranja, todos os tons de fogo e todas as cores claras e brilhantes.
Características positivas associadas ao número 5: liberdade, conhecimento, versatilidade, entusiasmo, imaginação, mudança, originalidade.
Arquétipos no Tarô: O Papa ou Hierofante
Homem sentado entre duas colunas: grande sacerdote que instrui sobre as leis cósmicas e espirituais. O Sumo sacerdote trabalha com as três dimensões terra, céu e inferno. Ao mesmo tempo com Poder do Pai, Filho e do Espírito Santo.
A mão abençoa com três dedos abertos e dois fechados; quem deseja a busca do conhecimento deve olhar não apenas para o conhecimento visível ou lógico, mas para o conhecimento hermético e oculto.
 
O Papa no Tarot de Oswald Wirth
O Papa
Le Tarot de Oswald Wirth
O simbolismo deste arcano está relacionado com os sacerdotes dos antigos templos de mistérios do Egito. Este arcano simboliza o período de buscas por respostas mais espirituais para sua vida, no trabalho este arcano traz mensagem de firmamentos de acordos, e ajuda de pessoas altamente influentes no meio social. No campo amoroso, este arcano é auspicioso para os assuntos de acordo, casamento no civil e religioso. Acordos entre sócios, convites para lecionar, dar cursos de palestras é o arcano da felicidade, da benção e das finalizações positivas.Ou seja: bem vindo Ano 5!
dezembro.11
Contato com a autora:
Helena Gerenstadtwww.agarta.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
Oxalá
 
Sob a influência do Pai Oxalá
José Roberval
O baralho Petit Lenormand e a mitologia africana: Considerações 2012
 
 
Momentos de 2012 - indicações para cada mês
Luiz Felipe Camargo Pinheiro
O que esperar dos períodos do ano e sugestões para lidar com eles: mês a mês
 
 
Previsões para as principais áreas da vida brasileira
  Marcelo F. Martuchele  
Diante da proposta de fazer a previsão do ano de 2012 para o Brasil, resolvi abrir o tarô e dar apenas um parecer geral. Tirei as cartas utilizando um método de leitura criado por mim no ano retrasado, inspirado em nossa bandeira nacional (veja).
Em 2012, energia que predominará em território nacional é a d’O Louco e do Ás de Espadas. Dessa forma, haverá um clima caótico e de incertezas em alguns setores, o que requererá planejamento e atitude das autoridades. Talvez isso se dê como decorrência de um possível acirramento da crise econômica no mundo. De qualquer forma, a crise não afetará drasticamente o Brasil, apenas gerará um clima de instabilidade e incertezas em alguns momentos. O Louco também indica negligência. Sendo assim, o povo brasileiro continuará (“macunaimamente”) com sua despreocupação natural em relação aos fatos, podendo ver o circo onde mora pegar fogo e fazer piada.
Na política, O Ermitão e o Quatro de Ouros sugerem poucas ações, quase nenhuma mudança no meio político. Como se trata de um ano eleitoral, muitos políticos devem se reeleger.  Também muito egoísmo e apego de muitos de nossos governantes, que só “olham para o próprio umbigo”. Dessa forma, haverá pouco compartilhamento e cooperação. Cada um ou cada grupo (partidos, coligações...) seguirão por si, ou seja, sem muito apoio externo.
Tiragem de Marcelo Martuchele
Na economia, percebo mais clareza e estabilidade, pois O Sol e o Pajem de Copas irão reger esse setor. A ingenuidade, com esse par, também é um risco a ser considerado. A crise internacional não deve provocar muitos “estragos” no Brasil, pois o Sol garante o sucesso e o Pajem reforça a confiança na política adotada. O mercado interno deve garantir a estabilidade econômica. O mercado de trabalho será regido pelo arcano A Justiça, acompanhado do generoso Rei de Copas. Isso indica que, apesar das exigências do mercado, será mais fácil para as pessoas que tenham uma boa qualificação e competência entrarem no mercado formal.
Na área da saúde, apesar do clima desfavorável no contexto nacional, haverá mais investimentos e melhorias no que se refere à mulher (A Imperatriz e o Seis de paus).  Projetos como o Rede Cegonha - lançado pela presidente Dilma Roussef, em 2010 - poderão atingir mais Estados. De qualquer forma, haverá melhorias na saúde, em especial para as mulheres. Claro que, pelo contexto, o caos manter-se-á na saúde pública, o que não impedirá de haver algum avanço no que concerne à saúde da mulher e à maternidade.
Na educação, ainda há muita confusão, divisão, conflitos e situações obscuras. No entanto, nada se resolve completamente, pois há muita passividade por parte dos políticos e dos profissionais da área. Muitas promessas e pouca ação. Tem havido e continuará havendo governantes se recusando a atender as reivindicações dos educadores, não pagando o Piso Nacional dos Professores conforme a lei, nem garantindo melhorias. Mas o sonho de revalorização da educação ainda persiste, é o que indica A Lua e o Ás de Copas.
Nos esportes e nas Olimpíadas, será um ano oscilante para o Brasil, mas ganhos parciais estão previstos, pois algumas modalidades terão destaque. Um ano de alterações e mudanças rápidas em relação a esporte e cultura. Ano agitado! (A Roda e Seis de Ouros).
O Brasil, em suas relações com países estrangeiros, estará com A Força e o Nove de Paus. Isso indica um relacionamento civilizado e de respeito com o exterior, porém será tenso. Não haverá muita fluidez e nem concessões. Dificuldade em conciliar interesses.
Em relação às dificuldades e obstáculos pelos quais o Brasil tenderá a passar em 2012, temos A Temperança e o Dois de Ouros. Esse par (em casas de obstáculos, como essa) sugere desarmonia, dificuldade na conciliação de interesses (reforçando as cartas anteriores), falta de paciência e desconforto frente a problemas que surgem. Um ano que exigirá paciência e jogo de cintura.
A luta pela preservação do meio-ambiente prosseguirá e será mais enfatizada. Infelizmente, mais uma vez teremos a resposta da natureza à agressão que ela vem sofrendo, devido a ação devastadora do homem. Tragédias, como o deslizamento de terras que aconteceu na região serrana do Rio, em Petrópolis, poderão ocorrer novamente se nada for feito a tempo. Tomara que nossas autoridades façam algo por essas pessoas em situação de risco antes que algo aconteça, nem que seja por interesse eleitoral. (A Morte e o Sete de Ouros)
dezembro.11
Contato com o autor:
Marcelo F. Martuchele - mfmartuch@yahoo.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
Da razão à sensibilidade (2011=4 a 2012=5)
Prem Mangla
A Passagem do Imperador ao Papa e o que esperar de 2012
 
Carruagem celestial
 
A Europa no centro de 2012
Rui Sá Silva Barros
O historiador e astrólogo analisa o momento e faz seus Prognósticos
 
Três de Copas
 
Os casais vão se apaixonar mais em 2012?
Savia Morais Lima
Uma tiragem para avaliar o cenário afetivo: Casais apaixonados?
 
 
Arcano Regente de 2012 – O Papa
  Valéria Fernandes  
Levando em consideração a redução numérica do ano de 2012 (2+0+1+2 = 5), a Carta do Tarô que regerá o novo ano será a de número 5 - O Papa, da mesma forma conhecida como O Sumo Sacerdote ou O Hierofante.  A imagem tradicional desta carta é um homem idoso,
O Papa no tarô de Roberto de Angelis
O Papa
Tarô de Roberto de Angelis
 
de cabelos e barba branca, sentado em seu trono a abençoar seus discípulos. A iconografia desta lâmina remete ao arquétipo do santo, do mediador entre Deus e os homens, do mestre sábio e iluminado que sabe ouvir e bem aconselhar.
O Papa representa o dever, a moral, a lealdade, a propagação das virtudes, da fé, da generosidade, da conciliação e da reconciliação, e para quem sabe aproveitar este momento transitório para refletir com as características deste arcano, certamente que não desperdiçará seus elevados conceitos. O lado obscuro desta lâmina pode ser evitado durante 2012 por quem se dispor a abrir mão da severidade, da arrogância, da hipocrisia, do egoísmo, do dogmatismo e do moralismo exacerbado.
A vibração desta carta beneficia em especial as autoridades, os sacerdotes, os guias espirituais, os terapeutas, os filósofos, os professores, os estudos e as pesquisas no modo geral. Também evidencia um clima apropriado para acordos comerciais, alianças e uniões estáveis, sejam civis ou religiosas. No que diz respeito às buscas individuais, as vibrações advindas do arcano O Papa levam ao caminho da verdade interior, do autoconhecimento e da espiritualização. Igualmente beneficia o florescimento do altruísmo,  à prática da humildade, da indulgência e da caridade.
“A busca pelo conhecimento superior” sintetiza os preceitos mais elevados que este arcano anuncia para os 366 dias de 2012.
2012 é um ano bissexto, portanto, tem 366 dias, e, de acordo com o calendário gregoriano, é o mês de fevereiro que ganha um dia extra. Este dia a mais somado ao Arcano Regente (5 + 1 = 6), revela por meio da carta Os Enamorados o favorecimento às decisões voluntárias, ao livre-arbítrio, ao amor, à união e a dedicação aos ideais de cunho coletivo e social.
Por ser um ano de Eleições Municipais, o arcano 6  que caracteriza o voto, a livre escolha, convida à reflexão no que diz respeito às responsabilidades e ao exercício da cidadania. Até mesmo a ruptura de antigas visões partidárias em prol de escolhas por novos caminhos está implícita na mensagem da Carta Complementar, já que, de alguma forma, se contrapõe de maneira salutar ao conservadorismo do Arcano Regente.
Ambas as cartas dão excelentes dicas de conduta, de como proceder para ter um ano mais vantajoso, seja para galgar degraus para a própria elevação, seja para trabalhar de forma filantrópica e desprendida em benefício de outrem. O ideal, para quem se dispõe a crescer seria tentar conciliar as duas vertentes, e assim ter a certeza
 
Os Namorados no Tarot de Roberto de Angelis
Os Namorados
Roberto de Angelis
que dará o melhor de si e terá o mais acertado aproveitamento deste ciclo de 366 dias que só aparece de quatro em quatro anos.
dezembro.11
Contato com a autora:
Valéria Fernandes - www.taroetaro.blogspot.com
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
 
2012: Nas teias da Mulher-Aranha
  Vanessa Mazza Furquim  
2012 já nasce com o grande estigma da mudança, posto que é o símbolo do final de uma era, justamente por marcar o término do calendário maia e também das suas famosas sete profecias. Afinal, muito já se viu acontecer nos últimos vinte anos - crises financeiras, problemas climáticos, aceleração do tempo, epidemias - que finalmente terá um basta em 2012. 
O interessante é notar que, ao invés da carta da Torre, que fala de estruturas ruindo, este ano tão emblemático venha simbolizado com a imagem do Enforcado, o Arcano de número 12
Animal Divine Tarot
12. A Mulher-Aranha
Animals Divine Tarot by Lisa Hunt
 
no tarô tradicional. Como geralmente vemos o Pendurado como aquele que espera, que aceita, que é abnegado ou que se sacrifica, fica difícil vermos o final do mundo estampado em seu semblante. Porém, para este artigo, e também em homenagem aos maias, utilizei a imagem do Tarô Animal Divine,  justamente por trazer a imagem de uma velha índia, na verdade da Mulher-Aranha, que, com suas teias, tece nossos destinos e que foi responsável por toda a criação, inclusive dos seres humanos, segundo o mito indígena da América do Norte.
Para eles, no início dos tempos, a Mulher-Aranha concedeu o dom da sabedoria, o famoso insight, que infelizmente foi perdido com o tempo. Por isso, ela chegou a criar quatro mundos diferentes, esperando que os homens honrassem a natureza e utilizassem seu precioso dom. Porém, a cada tentativa, um novo fracasso, pois os seres abandonavam as coisas divinas e logo estavam novamente tomados pelo mal. E, a cada decepção, um cataclismo vinha para destruir esses homens e mulheres, dando a oportunidade de novas versões surgirem. Este mito está em completa sintonia com a noção de tempo trazida pelos maias, já que eles acreditavam que a nossa não era a primeira civilização do mundo e sim a quarta (ou seja, os quatro mundos criados pela Mulher-Aranha); era
assim absolutamente normal que o planeta se reciclasse de tempos em tempos por meio de grandes reviravoltas naturais. 
Portanto, talvez essa seja a principal mensagem de 2012, a de que devemos resgatar nossa sabedoria, reaprendendo a ouvir nossa intuição, do mesmo jeito que, tal como o Enforcado, devemos aceitar o que virá como consequência justa do que plantamos, seja o desarranjo da natureza ou de nossos corpos, ou ainda da sociedade como um todo. Não podemos fugir das leis universais e naturais determinadas antes mesmo de nossa criação. Porém, podemos provocar mudanças e escapar a muitas desgraças, pois, se estivéssemos totalmente presos na teia, não teríamos recebido o dom da intuição para percebemos que, tal como Pendurado, não estamos realmente presos. Basta apenas deixarmos de nos vermos como vítimas. Assim, poderemos sair da condição de prisioneiros e de estagnados, para alcançar uma nova vida.
Que 2012 seja então em sua mente mais do que o fim do mundo ou uma época negra. Que 2012 seja para você uma grande oportunidade de libertação de velhos condicionamentos e barreiras que, até este momento, estavam fazendo você não perceber a verdadeira beleza da vida e sua própria perfeição.
dezembro.11
Contato com a autora:
Vanessa Mazza - www.vanessamazza.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil