Home page

16 de setembro de 2019

Responsável: Constantino K. Riemma


Curso de Tarô com Betoh Simonsen
    [< voltar]
1. O Mago
 
    Em cada baralho existe uma característica especifica, mas em quase todos tem uma mão apontada para o alto, outra para baixo, uma para o céu, ou para a terra, fazendo a conexão. Em quase todos tem uma mesa, que indica seu território ou pequeno mundo e diversas peças, que são as ferramentas mágicas, símbolo dos Quatro elementos: vontade, mente, emoção, concretude, ou: fogo–paus, espadas–arcopas–água, terra–ouros.
 
1. O Mago
[Tarot Balbi]
      Muitas vezes O Mago tem o símbolo do infinito acima de sua cabeça ou um chapéu lembrando este símbolo.  O infinito é onde o pessoal de une com o transpessoal, onde a parte se une com o Todo.  Podemos chamar de revelação.
    O Mago tem muita liberdade, não está preso a formas exteriores pré-estabelecidas, além de seu propósito, que é totalmente definido e das formas que usa como seu instrumento de criação.  Tem iniciativa e idéia clara de seus objetivos. Tem como potencial a facilidade de lidar com todos os elementos, mas uma facilidade maior de lidar com o elemento ar: (pensamento) e fogo (vontade).
    Confundimos as intuições que decorrem da sensibilidade e a intuição que ocorre como uma revelação. A intuição sensível está diretamente ligada à compaixão, tem uma grande percepção do outro, e está relacionada no Tarô com a carta da Alta Sacerdotisa. 
    Chamo esta forma sensitividade. A intuição relacionada com o Mago são aquelas idéias que surgem aparentemente do nada e resolvem tudo, verdadeiras revelações.  Está também ligado com clareza de propósitos.  Dependendo do lugar onde está colocado, dará a idéia de liberdade, de decisão, de um propósito bem definido, uma idéia nova, um novo caminho.
    Quando trabalha em uma freqüência menos elevada, é manipulador, aquele que mexe os pauzinhos para que as coisas fiquem do seu jeito.  É quando, por exemplo, procuro fazer de tudo para que uma pessoa faça minha vontade, independente de sua predisposição, de uma maneira inteligente e ardilosa.  Não estou respeitando sua liberdade.
    O bastão voltado para cima mostra sua possível ligação com os céus, os ideais elevados e possibilidades criativas; conecta a energia cósmica e planta esta semente.

    Muitas vezes é tênue a diferença de passar uma energia com certa ênfase e manipular, e este limite precisa ser trabalhado na energia do Mago, e para isto precisamos vencer nossas idéias fixas ou obsessões e aprender a lidar com os limites dos outros.
    
Para continuar nos Arcanos Maiores com Betoh Simonsen escolha os links:
 
1
 
 
 
 
Contato com o autor
Betoh Simonsen
- betohsimonsen@uol.com.br
Outros trabalhos seus no Clube do Tarô: Autores
out.07
 
 
  Baralho Cigano
  Tarô Egípcio
  Quatro pilares
  Orientação
  O Momento
  I Ching
Publicidade Google
 
Todos os direitos reservados © 2005-2019 por Constantino K. Riemma  -  São Paulo, Brasil